quinta-feira, 8 de junho de 2017

Reunião do Comité de Acompanhamento do PRORURAL+

João Ponte afirma ser fundamental para os Açores a continuidade do PRORURAL+
O Secretário Regional da Agricultura e Florestas anunciou hoje que serão aprovados, ainda esta semana, mais 89 projetos de investimento relativos à modernização de explorações agrícolas, no âmbito do PRORURAL+, um programa que afirmou ser fundamental que continue devido aos seus múltiplos impactos nos Açores.
João Ponte, que falava, na Horta, na abertura da reunião do Comité de Acompanhamento do PRORURAL+, adiantou que os projetos de investimentos que serão aprovados representam um investimento global de 7,6 milhões de euros e cinco milhões de euros de despesa pública.
O titular da pasta da Agricultura acrescentou que, ao nível da medida referente à instalação de jovens agricultores, serão também aprovados 21 projetos, com um total de prémio de cerca de 900 mil euros.
“É fundamental para os Açores a continuidades deste programa, pois, para além do impacto económico na Região, é extremamente importante para o nosso território pelo seu contributo para a preservação do ambiente, para a diversificação da economia rural, quer seja nas atividades agrícolas ou florestais, e pelo contributo que dá para o bem-estar e desenvolvimento das comunidades rurais”, salientou João Ponte.
Na sua intervenção, o governante afirmou que a taxa de compromisso do PRORURAL+ já é superior a 50% e a taxa de execução superior a 25%, números que considerou “bem evidentes do sucesso da execução do programa nos Açores”.
João Ponte destacou ainda a redução “visível e com resultados” dos prazos de apreciação das candidaturas, revelando que, há seis meses, havia cerca de 500 candidaturas por avaliar e hoje resta apenas “um número residual”.
“Agora, o desafio será melhorar o nosso desempenho na avaliação dos pedidos de pagamento”, frisou o Secretário Regional, reconhecendo que o atual processo de decisão é “complexo" e a legislação, por vezes, é "complexa, dispersa e de difícil compreensão”.
João Ponte considerou ainda que é de “extrema importância” para a Região no período pós 2020 que haja um reforço do financiamento do PRORURAL+, para fazer face aos desafios da agricultura e do desenvolvimento rural.
GaCS/RM/MN

Sem comentários: