terça-feira, 16 de maio de 2017

Presidente do Governo recebe Federação Agrícola dos Açores

Governo e Federação Agrícola mantiveram “reunião produtiva”, afirma Vasco Cordeiro
O Presidente do Governo recebeu hoje, em Ponta Delgada, a Federação Agrícola dos Açores, uma “reunião produtiva” que permitiu analisar, entre outras matérias, questões como a execução do programa POSEI e a situação do setor leiteiro na Região.
“A execução do POSEI é uma das questões que está em cima da mesa neste momento, o que é o reconhecimento do valor da nossa agricultura, que conseguiu, nos últimos anos, responder de forma determinada aos desafios de crescimento da produção”, afirmou Vasco Cordeiro.
O Presidente do Governo, em declarações no final da audiência, em que esteve acompanhado pelo Secretário Regional da Agricultura e Florestas, João Ponte, recordou que existe um montante que é fixo ao nível do POSEI e que, apesar da posição constantemente reivindicada pelo Governo dos Açores de aumento das verbas comunitárias destinadas a este programa, é necessário encontrar as melhores formas para as utilizar o melhor possível.
“Este é um trabalho no qual, quer o Governo, quer a Federação Agrícola dos Açores, estão empenhados, no sentido de garantir que a utilização destes recursos se faz o melhor possível, mas também que exista a informação mais atualizada e mais frequente possível para que os agricultores possam gerir as suas explorações”, salientou Vasco Cordeiro.
Segundo referiu, da reunião de hoje saiu, assim, a intenção de se criarem, em conjunto, mecanismos de comunicação que possam reforçar a capacidade de gestão atempada das produções agrícolas.
Vasco Cordeiro garantiu ainda que, no caso concreto do rateio do prémio ao abate de bovinos, há inteira disponibilidade da parte do Governo para que, no âmbito das verbas que estão afetas ao setor agrícola no Plano de 2017, sejam salvaguardadas as que têm a ver com a utilização de fundos comunitários, enquanto, em relação às restantes, seja analisada em conjunto a forma de solucionar esta matéria.
O setor leiteiro foi outro dos temas em análise na reunião, tendo o Presidente do Governo adiantado aos jornalistas que, pese embora alguns sinais de recuperação do preço pago ao produtor na Região, o facto é que isso “não está a acontecer com a rapidez que consideramos desejável, havendo, neste momento, uma diferença em relação aos preços praticados a nível europeu superior a 13 por cento”.
“Há, sobretudo, confiança quanto aos sinais positivos que têm sido dados ao nível dos mercados internacionais e, naturalmente, também há confiança quanto à consciência de todos os intervenientes neste setor de que existem uns em função dos outros”, afirmou Vasco Cordeiro, salientando que “é necessário alcançar o ponto de equilíbrio ótimo entre os interesses das diversas parcelas”.
Segundo o Presidente do Governo, isso passa por, numa situação em que há recuperação dos mercados internacionais e do preço do leite a nível nacional e internacional, logo que possível, haja também essa recuperação do preço do leite pago ao produtor a nível regional.
Vasco Cordeiro adiantou ainda que um terceiro aspeto que resultou deste encontro tem a ver com uma abordagem dos alicerces do próprio POSEI no sentido de garantir o melhor ponto de equilíbrio entre as várias componentes, nomeadamente a pecuária e a produção agrícola.
GaCS/PC/MN                       

Sem comentários: