quarta-feira, 24 de maio de 2017

Portugal é um Estado unitário com Regiões Autónomas

Insuficiências de meios das forças de segurança nos Açores têm de ser resolvidas pelo Estado, afirma Berto MessiaS
O Secretário Regional Adjunto da Presidência para os Assuntos Parlamentares defendeu hoje, na Horta, que "as insuficiências e carências de meios que existem nas forças de segurança a operar nos Açores têm de ser resolvidas pelo Estado português, no respeito pelos princípios constitucionais de que Portugal é um Estado unitário com Regiões Autónomas". 
"Em vários momentos, o atual Governo da República tem demonstrado possuir sensibilidade e perceção apurada da nossa realidade e dos constrangimentos de uma Região com as nossas especificidades, mas no que se refere aos meios das forças de segurança é fundamental continuar o levantamento das insuficiências que existem e intensificar a sua resolução, sobretudo ao nível de recursos humanos e condições infraestruturais em algumas ilhas, porque isso cabe, em primeira instância, ao Estado português", afirmou Berto Messias, na sessão comemorativa do 18.º aniversário do Comando Regional da PSP, presidida pela Ministra da Administração Interna.
Na sua intervenção, Berto Messias realçou também a parceria desenvolvida entre as forças de segurança e o Governo dos Açores, "que tem desenvolvido um esforço permanente para dotar esta instituição de mais e melhores meios para desenvolver a sua importante ação em todas as ilhas".
"Nesse âmbito, realço o trabalho desenvolvido nos últimos quatro anos. Através do Fundo Regional dos Transportes Terrestres, celebrámos com a PSP diversos acordos para a execução de vários projetos de investimento", frisou o Secretário Regional.
Por essa via, acrescentou Berto Messias, "já foram entregues 45 viaturas de caraterísticas diversas à PSP, tendo sido ainda cedidos equipamentos informáticos, cerca de 160 computadores e monitores, 26 portáteis, 23 impressoras e 33 digitalizadores, além de diverso material de seguimento e vigilância para investigação criminal".
Berto Messias saudou ainda todos os agentes das forças de segurança nos Açores. salientando que "são eles os principais protagonistas deste aniversário".
"São eles que todos os dias, muitas vezes num trabalho discreto e pondo a sua vida em risco, nos garantem a paz e estabilidade social em que vivemos, numa das regiões mais seguras da Europa, um valor extraordinariamente importante nos tumultuosos tempos que correm", frisou o Secretário Regional.
GaCS/TM /MN

Sem comentários: