sábado, 20 de maio de 2017

Na inauguração da Feira Lar, Campo e Mar em Ponta Delgada

Vasco Cordeiro afirma que “inconformismo de querer fazer mais e melhor” é a chave para o desenvolvimento dos Açores
Vasco Cordeiro o afirmou hoje, em Ponta Delgada, que os Açores vivem atualmente “um período de esperança e de confiança renovada”, em resultado de um “esforço conjunto” com as empresas e os trabalhadores açorianos, mas frisou que o mais importante para se atingir o objetivo do desenvolvimento “é o inconformismo de querermos fazer mais e melhor”.
“Queremos e podemos todos fazer mais, conseguir mais, cumprindo a ambição de um desenvolvimento cada vez mais harmonioso, coeso, sustentado e sustentável para os Açores”, afirmou Vasco Cordeiro, na inauguração da Feira Lar, Campo e Mar, promovida pela Câmara de Comércio e Indústria de Ponta Delgada.
Vasco Cordeiro assegurou que o Governo dos Açores “está e continuará a estar empenhado na criação de um ambiente estimulante à eficiência empresarial, disponibilizando um vasto conjunto de instrumentos que contribuam para fomentar a competitividade das empresas, por forma a impulsionar o desenvolvimento sustentável a médio e longo prazo”.
Na sua intervenção, o Presidente do Governo recordou os desafios enfrentados nos últimos anos, frisando que “as empresas dos Açores souberam aproveitar com eficácia e eficiência os apoios e incentivos públicos, o clima fiscal mais favorável e, com confiança, empreenderam, investiram e inovaram”.
“Vivemos hoje um período de nova esperança e de confiança renovada na Região e no país”, afirmou, salientando que os Açores, fruto de um esforço conjunto, conseguiram “resultados ainda melhores do que os obtidos no conjunto do país”.
Um crescimento económico de dois por cento em 2016, o aumento do emprego e a redução do desemprego foram alguns dos exemplos apontados pelo Presidente do Governo, recordando que os bons resultados alcançados até agora só foram possíveis devido à estabilidade orçamental e das contas públicas da Região.
“Cumprindo a Agenda Açoriana para o Emprego e Competitividade Empresarial, de cuja eficácia alguns duvidaram no início, conseguimos atingir os objetivos estabelecidos e podemos agora, ainda com mais confiança, consolidar a retoma da atividade económica que vivemos”, frisou, destacando o aumento do consumo privado, a retoma do setor da construção civil, a consolidação do crescimento do turismo e os indicadores positivos que se registam no setor privado.
Este clima de confiança traduz-se, segundo Vasco Cordeiro, não apenas nos 558 novos projetos de investimento privado apresentados nos últimos 12 meses, mas também no crescimento do volume de negócios reconhecido pelos empresários.
“A confiança começa a ser cada vez mais sentida também pelas empresas e investidores externos à Região, que têm, nos últimos meses, demonstrado um conjunto vasto de intenções de investimento empresarial num conjunto diversificado de áreas”, frisou o Presidente do Governo.
“Estes resultados são positivos, mas também é positiva a ambição de querermos ter sempre as melhores respostas, as melhores soluções e os melhores resultados para os desafios que o presente e o futuro nos reservam”, afirmou Vasco Cordeiro, adiantando que é agora necessário “apostar cada vez mais na inovação e diversificação e saber vender melhor”.
GaCS/FR | MN

Sem comentários: