quarta-feira, 31 de maio de 2017

Apoio a 45 famílias totaliza mais de 540 mil euros

Governo dos Açores atribui 540 mil euros para recuperação de habitação degradada em São Miguel
A Secretária Regional da Solidariedade Social formalizou hoje, numa cerimónia realizada em Ponta Delgada, a atribuição de 45 apoios à recuperação de habitação degradada e imóveis afetados por térmitas, num investimento do Governo dos Açores superior a meio milhão de euros.
“O apoio a estas 45 famílias totaliza mais de 540 mil euros e resulta de um investimento direto do Governo Regional”, afirmou Andreia Cardoso, salientando que se trata de recursos exclusivos do Governo dos Açores, nomeadamente dos impostos de todos os Açorianos, que conferem ao Executivo "a responsabilidade de redistribuir os recursos em função daquelas que são as necessidades”.
Na sua intervenção, salientou que estes apoios abrangem famílias de quase 30 freguesias da ilha de São Miguel, frisando que o principal objetivo é "conferir às pessoas uma habitação digna, que reúna condições de segurança e salubridade para os agregados que as habitam”.
Andreia Cardoso afirmou que esta política de apoio à habitação degradada, além da mais-valia que resulta da melhoria das condições de habitabilidade para as famílias, é igualmente relevante para a preservação e recuperação do património edificado e, por conseguinte, para a criação de condições para a fixação das pessoas nos seus locais de origem.
Os apoios concedidos pelo Governo dos Açores em matéria de habitação não se esgotam, no entanto, na recuperação de habitação degradada, tendo a Secretária Regional apontado como exemplo o programa de Incentivo ao Arrendamento, que apoia atualmente cerca de 1.500 famílias e representa um montante de investimento público de quase três milhões de euros.
Os apoios autorizados na cerimónia hoje realizada abrangem habitações dos cinco concelhos de São Miguel, nomeadamente Ponta Delgada, Lagoa, Vila Franca do Campo, Povoação, Ribeira Grande e Nordeste.
GaCS/SC

Sem comentários: