sexta-feira, 14 de abril de 2017

'Corvo Sustentável' exemplo para desenvolver em outras ilhas

"Corvo Sustentável” é um projeto de eficiência energética que deve ser exemplo para toda a Região, afirma Diretora Regional da Energia
A Diretora Regional da Energia destacou hoje o projeto 'Corvo Sustentável' como um exemplo que o Governo dos Açores pretende desenvolver em outras ilhas, fomentando o recurso a soluções inovadoras para tornar o arquipélago energeticamente eficiente.
Andreia Carreiro, que falava, na Lagoa, na Conferência Internacional da OCTA Innovation - Associação dos Países e Territórios Ultramarinos da União Europeia, salientou que este projeto, em parceria com a Câmara Municipal do Corvo, permitiu a “substituição de equipamentos de produção de águas quentes sanitárias tradicionais, com recurso a gás butano, por equipamentos energeticamente mais eficientes”.
Nesse sentido, adiantou que foram substituídos cerca de uma centena e meia de equipamentos em habitações e edifícios de serviços no Corvo por sistemas solares térmicos e bombas de calor para produção de águas quentes sanitárias.
“Após a implementação do projeto, observou-se uma diminuição de cerca de 50% no consumo energético na ilha, conseguiram-se poupanças significativas nos custos de transporte de gás butano e os consumidores viram a sua fatura energética diminuir significativamente, uma vez que passaram a produzir energia com base em fontes renováveis para autoconsumo”, frisou Andreia Carreiro, na sua intervenção nesta conferência, que decorre até quinta-feira no Nonagon - Parque de Ciência e Tecnologia de S. Miguel.
O projeto 'Corvo Sustentável' permitiu que se verificasse nesta ilha uma diminuição da dependência externa relativamente aos combustíveis fósseis, reduzindo as emissões de dióxido de carbono e permitindo um aumento da autossuficiência energética.
“O Governo Regional está empenhado em estudar a possibilidade de replicar o âmbito deste projeto em outras ilhas, do ponto de vista técnico, económico e ambiental, no sentido de aumentar de forma inovadora a autossuficiência energética do arquipélago e contribuir para o desenvolvimento sustentável dos Açores”, afirmou Andreia Carreiro.
GaCS/HMB/MN                        

Sem comentários: