quarta-feira, 12 de abril de 2017

Cantigas ao Desafio em Mississauga no Canadá

No Centro Cultural Português de Mississauga
Cantorias ao Desafio em homenagem a Isidro de Sousa
Menção Honrosa do Colabrador das cantorias feitas ao longo dos últimos seis anos Isidro de Sousa.
O Centro Cultural Português de Mississauga levou a efeito no último sábado dia 8 de abril, as famosas Cantorias ao Desafio á moda dos Açores que também serviu para homenagear o falecido colaborador das cantorias ao saudoso amigo Isidro de Sousa.
Mais de meio milhar de amantes das cantorias ao desafio marcaram presença para assistir a este espetáculo muito apreciado em várias ilhas açorianas em especial ainda mais na ilha Terceira uma ilha em festa durante todo o ano como o povo é conhecido.
A noite começou com um jantar servido pelo CCPM e após a ceia o presidente da coletividade de Mississauga, Tony de Sousa deu as boas-vindas a todos os presentes e anunciou os próximos eventos. Apresentou logo depois , Avelino Teixeira, que veio a introduzir as cantorias, aludiu á origem do despique, leu a biografia do homenageado da noite, Isidro de Sousa e introduziu depois João Martins, empresário dos cantadores que vieram dos Açores.
Estiveram  presentes na audiência as filhas do homenageado com os seus maridos e o filho com a sua esposa, familiares mais chegados do Isidro de Sousa.
Vieram até ao Canadá vários cantadores de Portugal e dos Estados Unidos da América, tais como: Fábio Ourique da ilha Terceira; Bruno Oliveira, São Jorge; António Isidro, São Jorge (residente em Lisboa); Gilberto de Sousa, Santa Maria (vindo dos EUA), e Eduardo Papoila, São Miguel (vindo dos EUA). Os tocadores foram os luso-canadianos, João Carlos Silva á guitarra, natural da ilha Terceira e Januário Araújo á viola, natural da ilha de São Miguel, que acompanharam durante a noite os cantadores.
O espetáculo das cantorias foi devido em várias partes com breves intervalos durante a noite, que perdurou até ás duas da manhã.
Começou com o pézinho dos bezerros á moda da ilha Terceira com todos os cantadores, a desafiar a cantoria.
Depois foi a vez de Fábio Ourique canta com Gilberto Sousa. Eduardo Papoila com António Isidro. Bruno Oliveira com Fábio Ourique.
Depois de um intervalo seguiu-se, Gilberto de Sousa com António Isidro e finalmente, Eduardo Papoila desafiou o Bruno Oliveira.
As cantorias fecharam em beleza com  ´´As Velhas´´ á moda da Terceiras e com todos os cantadores na Desgarradas a terminar.
O público mais uma vez aderiu em massa para apoiar mais esta iniciativa e manter as ricas tradições açorianas no Canadá como frizou nas suas cancões os cantadores ao longo das suas atuação e foram aplaudidos no final pela sua amizade e virem até ao Canadá pelo menos uma vez por ano, com vontade de voltarem para o próximo ano.
Tony de Sousa (Pres. do CCPM) em conversa no palco a João Martins (empresário/colaborador) disse que pensa mudar a data destas cantorias para a próximo edição de 2018, devido á apróximidade da Páscoa, talvez para o mês de fevereiro, na altura própria vão-se sentar á mesa e discutir o assunto e rever as datas para o próximo ano, dentro do possivél.
João G. Silva

Sem comentários: