terça-feira, 21 de março de 2017

Um livro sobre as 15 casas dos Açores no mundo

História das casas dos Açores no mundo reunida em livro
Um livro sobre as 15 casas dos Açores no mundo, da autoria de José Andrade e prefaciado pelo Presidente da República, vai ser lançado na segunda-feira, em Lisboa, foi hoje anunciado.
“Este livro pretende prestar homenagem aos açorianos que há tanto tempo levam o nome dos Açores às quatro partilhas do mundo e dignificam a condição açoriana nas sociedades de acolhimento”, declarou à agência Lusa José Andrade.
O autor, ex-deputado social-democrata no parlamento regional, explicou que a publicação, intitulada “Açores no Mundo”, centra-se na história de cada uma das 15 casas dos Açores “no pressuposto que são a entidade mais representativa da açorianidade no mundo”.
Lisboa, Rio de Janeiro, Hilmar (Califórnia), Quebeque, Norte, São Paulo, Bahia, Nova Inglaterra, Ontário, Winnipeg, Algarve, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Uruguai e Bermuda são as localidades onde existem casas dos Açores.
Na obra, José Andrade aborda o processo de emigração dos Açores para o Brasil, Estados Unidos da América, Canadá, Uruguai e Bermuda, e cada uma das casas dos Açores, inseridas nas comunidades de acolhimento, havendo, ainda, uma parte final sobre o Conselho Mundial das Casas dos Açores, na sequência do 20.º aniversário da sua fundação, que se celebra este ano.
José Andrade referiu que o livro pretende, também, comemorar os 90 anos da fundação da Casa dos Açores em Lisboa, que é a mais antiga das 15, onde vai ser lançado no dia 27.
Contando com mensagens do presidente do Governo Regional, Vasco Cordeiro, e do secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, a publicação inclui, igualmente, depoimentos de Mota Amaral e Carlos César, ex-presidentes do executivo açoriano, e dos embaixadores dos Estados Unidos da América, Canadá, Brasil, Uruguai e Reino Unido acreditados em Lisboa.
Para o autor, os testemunhos institucionais, aliados aos factos recolhidos, fazem com que a obra “preencha uma lacuna” relativa ao levantamento e valorização da diáspora açoriana e das casas dos Açores, que designa de “embaixadas”, de forma particular.
José Andrade, que pretende apresentar o livro, uma edição da Letras Lavadas, na maior parte das casas dos Açores, apresenta ainda uma galeria dos sucessivos dirigentes e uma mensagem do seu atual presidente.
Os Açores possuem uma expressiva comunidade emigrante, concentrada maioritariamente na costa leste e do Pacífico dos Estados Unidos da América, bem como no Canadá, países tradicionais de acolhimento.
Lusa/MN

Sem comentários: