domingo, 5 de março de 2017

Novo Trilho ''Pedras Brancas'' inaugurado em S. Miguel

Trilho “Pedras Brancas” foi inaugurado na Lagoa
O trilho Pedras Brancas foi, ontem, inaugurado com forte adesão por parte de mais de um centena de participantes que compareceram para conhecer o novo trilho do concelho de Lagoa.
A marcar presença esteve a Presidente da Câmara Municipal de Lagoa, Cristina Calisto Decq Mota, que salientou “que este trilho representa mais um passo na divulgação do património natural lagoense, mas também uma oferta turística para quem gosta deste tipo de atividade ao ar livre e em contacto directo com a natureza.”
A autarca lagoense disse, no final da caminhada, ter sido “uma tarefa árdua realizar o percurso que conta com subidas bem acentuadas mas para quem gosta de desporto e desafios representa uma oportunidade única de se vislumbrar o melhor que a natureza oferece.”
O trilho Pedras Brancas consiste numa pequena rota circular com 16 Km de extensão com início e fim na Vila de Água de Pau. Tem trilhos de ligação que possibilitam o acesso ao trilho da Janela do Inferno, bem como à Freguesia da Ribeira Chã.
O trilho percorrido ontem compreendeu apenas uma parte deste, representando apenas 6 km tendo durado três horas, apresentando uma dificuldade que se considera moderada.
Com a abertura deste trilho, toma forma a 2.ª fase do projeto “Rota da Água” que permite promover o património natural e edificado do concelho de Lagoa através da dinamização de diversas rotas pedestres que, ligadas entre si, permitem a quem nos visita percorrer a vertente montanhosa do concelho.
Igualmente, os visitantes têm acesso a percursos pedestres, seguros e adaptados á realização de trilhos em família, assim como é possível usufruírem de algumas atividades desportivas, como o geocaching, a escalada ou o trail.
Também poderão usufruir de vários serviços de apoio, nomeadamente o comércio, instalações sanitárias, churrasqueiras, rede viária regional; zonas de lazer, como parques florestais, espaços de jogos e recreio e zonas balneares.
De igual modo, os visitantes poderão apreciar o património museológico, nomeadamente a Mercearia Central – Casa Tradicional de Água de Pau, o Núcleo Museológico da Ribeira Chã e o Quintal Etnográfico.
A 3.ª fase do projeto “Rota de Água” será a de promoção integrada do projeto junto dos agentes turísticos e a abertura da ligação ao Pico da Barrosa que se situa na vila de Água de Pau.
Refira-se que, o nome “Pedras Brancas” é justificado pelo facto de existir como parte integrante do trilho uma formação rochosa que era conhecida, em outros tempos, como “Pedras Brancas”.
Atualmente, esta formação rochosa está a receber atividades de escalada, sendo considerada um dos principais pontos de acesso desta modalidade na ilha de S. Miguel.
Considerando a importante missão de potenciar as atividades de exploração da natureza de forma integrada e complementar, a Câmara Municipal da Lagoa optou por esta designação, valorizando, desde logo, o património natural ali existente como, aliás, já tinha acontecido em relação ao Trilho da Janela do Inferno.
CML/MN

Sem comentários: