segunda-feira, 27 de março de 2017

Homenagem ao emigrante Duarte Câmara e ao Grupo de Amigos Unidos de Fall River

Vítor Fraga destaca papel das Casas do Povo para a resolução dos problemas que afetam as populações
O Secretário Regional dos Transportes e Obras Públicas enalteceu o papel fundamental das Casas do Povo, realçando a importância destas instituições nos Açores, que se assumem como associações locais com fins sociais e culturais, imprimindo uma forte dinâmica à sua comunidade.
Vítor Fraga, que falava quinta-feira nas Capelas, em S. Miguel, na homenagem ao emigrante Duarte Câmara e ao Grupo de Amigos Unidos de Fall River, frisou que as Casas do Povo “desenvolvem uma cooperação permanente" com o Estado e com o poder local, tendo como fim único a resolução dos problemas que afetam as populações.
No caso específico das Capelas, o Secretário Regional sublinhou o total comprometimento do Governo dos Açores na construção das novas instalações do Centro de Atividades de Tempos Livres.
“Queremos que se sintam apoiados em todas as etapas do seu trabalho, naturalmente com acesso aos recursos que necessitam para o desenvolver”, afirmou, assegurando “o total comprometimento do Governo dos Açores na construção das novas instalações para o Centro de Atividades de Tempos Livres da Casa do Povo das Capelas”.
Relativamente à homenagem ao emigrante Duarte Câmara, que tem organizado campanhas de angariação de equipamentos para apoio a idosos e acamados, Vítor Fraga salientou que “todos, sem exceção, devemos contribuir com aquilo que pudemos, que sabemos, sempre com o objetivo de fazer o bem ao próximo".
"É esta a orientação e é este o caminho dos políticos, é para isso que cá estamos, para fazer melhor”, afirmou.
Na sua intervenção, Vítor Fraga frisou que a Casa do Povo das Capelas é um parceiro que estimula o gosto pela identidade comunitária, considerando que “todos os Capelenses se orgulham da Casa do Povo e todos conhecem a sua atuação”.
Destacando a atuação da Casa do Povo das Capelas na contratualização da prestação do serviço social, o Secretário Regional apontou o trabalho “essencial na resposta às populações”, nomeadamente no apoio domiciliário, ocupação de tempos livres, creche, centro de dia e com o banco de ajudas técnicas, peça essencial no apoio domiciliário, não só nas Capelas ou em Ponta Delgada, mas em toda a ilha.
Vítor Fraga fez uma referência especial aos colaboradores desta Casa do Povo, sublinhando que são “autênticos parceiros, não só pela instituição em si, como cada um individualmente, do Governo e da sociedade açoriana”, indicando que “cada um contribuiu para que os nossos concidadãos possam e se sintam a viver melhor”.
Para o Secretário Regional, a solidariedade, “muito mais do que palavras, é ação”, considerando que é isso que a Casa do Povo das Capelas tem vindo a fazer ao longo dos anos.
GaCS/SRTOP/HB/MN

Sem comentários: