terça-feira, 14 de março de 2017

Executivo regional e a Instituição Financeira de Desenvolvimento

Empresas açorianas vão ter acesso a mais 100 milhões de euros de financiamento
O Vice-Presidente do Governo afirmou hoje, na Horta, que, através da assinatura de um acordo entre o Executivo regional e a Instituição Financeira de Desenvolvimento (IFD), mais conhecida por Banco de Fomento, as empresas açorianas passam a partir deste ano a ter acesso a mais 100 milhões de euros de financiamento.
Sérgio Ávila adiantou que “o IFD procederá agora, através de concurso, à seleção das instituições financeiras que irão disponibilizar estas linhas de financiamento, assegurando que, até ao mês de agosto, estarão em pleno funcionamento estes novos e inovadores instrumentos de financiamento às empresas açorianas”.
O Vice-Presidente, que falava na Assembleia Legislativa, frisou que o acordo de financiamento assinado na semana passada teve por objetivo “antecipar e estimular a retoma do financiamento empresarial por parte da banca”, adiantando que as empresas dos Açores vão poder contar com quatro novos instrumentos financeiros de apoio.
“Uma Linha de Crédito para Investimentos com Garantia Mútua, uma Linha de Financiamento a Fundos de Capital de Risco, uma Linha de Financiamento a Operações de Capital Reversível e uma Linha de Financiamento a Business Angels”, especificou.
Segundo Sérgio Ávila, “estas quatro linhas de financiamento irão assegurar a disponibilização até 100 milhões de euros de financiamento por parte das instituições financeiras e bancárias selecionadas” nos termos do enquadramento regulamentar aprovado pela Comissão Europeia. 
“A conjugação destas medidas de estímulo ao financiamento das empresas, com a conclusão do processo de reestruturação do sistema financeiro e bancário nacional, permite-nos perspetivar, a partir do segundo semestre deste ano, uma retoma progressiva e sustentada do financiamento bancário às empresas açorianas, fator essencial para consolidar a retoma económica e o crescimento do emprego que já se verifica na Região”, afirmou o Vice-Presidente.
GaCS/OG/MN

Sem comentários: