quinta-feira, 30 de março de 2017

Campeonato de Portugal Prio: Praiense continua na luta

ZONA SUL - SUBIDA:
Operário ficou mais distante
Com a terceira derrota na fase de subida, zona Sul, do Campeonato de Portugal PRIO, o Operário ficou a 8 pontos do 1.º classificado, agora o Torreense, e a 7 do dueto de segundos, o Desportivo de Fátima e o Praiense.
O golo do brasileiro Alef, aos 9 minutos, permitiu a segunda vitória do Real, que tem mais 5 pontos do que a equipa lagoense.
O treinador André Branquinho surpreendeu em Massamá dando a titularidade ao jovem Álvaro Ponte, que saiu ao intervalo para dar lugar ao regressado Gonçalo Reyes, após lesão. Outro jovem em campo foi Diogo Félix, que rendeu (76m) outro regressado, o central Paulo Renato. Quem também voltou à equipa foi Ruizinho.
Depois de uma primeira parte em que o Real poderia ter marcado mais do que um golo, o Operário esteve mehor na segunda parte, já com outro jovem em campo (Patrício Coelho), que substituiu nos 20 minutos finais Bata. O empate esteve perto quando Igor Cartaxo rematou ao poste direito e o guarda-redes fez uma boa defesa a seguir.
O Praiense perdeu pela segunda vez e baixou para segundo. Marcou o golo de honra em Fátima o pauense Hélder Arruda (89m). Apesar de estar em 2.º, o Praiense tem um saldo negativo de golos (5-6).

Resultados da 6.ª jornada:
Real Massamá, 1 - Operário, 0
Desp. Fátima, 2 - Praiense, 1
Farense, 0 - Sacavenense, 0
Torreense, 3 - Louletano, 0
Classificação:
1.º Torreense, 11 pontos
2.º Desp. Fátima, 10
3.º Praiense, 10
4.º Sacavenense, 9
5.º Real Massamá, 8
6.º Farense, 8
7.º Louletano, 5 
8.º Operário, 3 pts.
SÉRIE E - MANUTENÇÃO/DESCIDAS:
Sporting Ideal mais tranquilo 
Com a vitória, por 3-2, sobre o Benfica de Castelo Branco, na Ribeira Grande, o Sporting Ideal ficou com mais 8 pontos do que o 6.º, o Gafetense, o tal lugar do “play off” que conduzirá 6 das 8 equipas participantes a descerem.
Num jogo muito interessante, André Oliveira (27m) deu vantagem ao Sporting Ideal numa das raras vezes que rematou à baliza na 1.ª parte. No segundo tempo Adriano (55m) empatou, a passe do micaelense João Ventura, mas Amaral (66m) e Ivan Reis (85m) deram dois golos de vantagem à equipa da Ribeira Grande. Adriano ainda reduziu (87m), de grande penalidade.
O Lusitânia ainda não perdeu nesta fase. A segunda vitória foi no campo do Gafetense (3-0), repetindo o triunfo da primeira fase, mas por 3-1. Está a 3 pontos do 6.º e deu boas notícias ao Desportivo de S. Roque e ao União Micaelense.
Mais complicada a tarefa do Angrense, que perdeu pela terceira vez e está a 4 do rival de Angra.

Resultados da 6.ª jornada da série “E”, fase de manutenção/descidas:
Sporting Ideal, 3 - Benf. Castelo Branco, 2
Gafetense, 0 - Lusitânia, 3
Angrense, 1 - U. Leiria, 2
Alcobaça, 0 - Sertanense, 1
Classificação:
1.º União de Leiria, 23 pontos
2.º Sporting Ideal, 18
3.º Sertanense, 17
4.º Benfica Castelo Branco, 15
5.º Lusitânia, 13
6.º Gafetense, 10
7.º Angrense, 9
 8.º Alcobaça, 5 pts.
A conhecida Naval, que na primeira fase esteve na série “E” com as equipas micaelenses, bateu o recorde da prova ao perder por 14-1 no campo do Mafra, com 9-0 ao intervalo. O golo que apontou foi na própria baliza. Com 79 golos sofridos nos 18 jogos da 1.ª fase e os 27 na série “F” da manutenção, são 106 os golos consentidos em 24 jogos.
CA/MN

Sem comentários: