sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

João Ponte visita unidade fabril na ilha das Flores

Fábrica de lacticínios da Cooperativa Ocidental é fundamental para o crescimento do setor agrícola nas Flores, afirma João Ponte
O Secretário Regional da Agricultura e Florestas afirmou hoje que a fábrica de lacticínios da Cooperativa Ocidental é "fundamental" para a ilha das Flores, não só pelo que produz, mas também pelo que "significa para os produtores de leite e pelo que consegue gerar de mais valias para a economia local”.
João Ponte falava no final de uma visita a esta unidade fabril, que produz queijos, iogurtes e manteiga com grande aceitação no mercado, e de uma reunião com a Direção da Cooperativa Ocidental.
“Houve por parte desta cooperativa, nos últimos tempos, um esforço para melhorar os resultados, aumentar as vendas e melhorar a situação financeira. Isso é motivo de satisfação e de confiança para o setor ligado à produção de leite na ilha das Flores”, frisou João Ponte.
“Agora importa olhar para o futuro, com confiança e com uma estratégia”, acrescentou o titular da pasta da Agricultura.
A Direção da Cooperativa Ocidental pretende remodelar a sua unidade fabril para fazer face às exigências do mercado do ponto de vista da segurança alimentar, da qualidade e da capacidade de aumentar a produção, de forma a assegurar níveis de rentabilidade desejáveis.
O Secretário Regional desafiou a Cooperativa Ocidental a "apresentar o mais cedo possível um projeto de investimento no âmbito do PRORURAL+ e aproveitar a oportunidade que constituem os fundos comunitários deste programa”.
“A ilha das Flores tem uma economia frágil e investimentos desta natureza são essenciais para a sustentabilidade do próprio território, das empresas e de todos os produtores que estão envolvidas na fileira do leite nesta ilha”, afirmou.
O aumento da produção de leite em 46% entre 2015 e 2016, segundo João Ponte, “demonstra a vitalidade desta fileira na ilha das Flores, com elevada qualidade, tanto no leite como nos produtos lácteos”.
Para o Secretário Regional, “o grande desenvolvimento da fileira da carne na ilha deve ser acompanhado de uma forte aposta na fileira do leite, para a qual o potencial de crescimento perspetiva condições de sucesso, já que toda a produção tem escoamento praticamente assegurado”.
“O Governo dos Açores vai continuar a apoiar o setor agrícola em estreita cooperação com os agricultores florentinos e as suas organizações, tanto na vertente da produção como na vertente da transformação”, assegurou João Ponte.
GaCS/SF/MN

Sem comentários: