quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

É necessário projetar os Açores no mundo

Governo Regional quer projetar os Açores no mundo, afirma Rui Bettencourt
O Secretário Regional Adjunto da Presidência para as Relações Externas afirmou hoje, na Horta, que o Governo dos Açores “está empenhado em projetar os Açores no mundo, em afirmar os Açores no mundo e, em particular, na Europa”.
Rui Bettencourt, que falava na Assembleia Legislativa, no final de uma audição na Comissão de Política Geral, sublinhou que “em todas as decisões que a União Europeia terá, nós estaremos lá”.
Para o titular da pasta das Relações Externas, é necessário “dizer a todo o mundo" que os Açores têm "um projeto político forte de desenvolvimento", mas também "trazer o mundo aos Açores, colocar no debate açoriano o que é ser cidadão europeu hoje, o que é a Europa hoje, o que é que o mundo tem para nós, como é que nos podemos abrir e como é que podemos acolher, e também ter em conta a nossa diáspora”.
“É importantíssimo termos mais de um milhão de Açorianos no mundo e, portanto, os Açores estão no mundo inteiro”, frisou Rui Bettencourt.
“Estes Açorianos que estão no mundo inteiro, esta diáspora que para nós é muito importante é uma diáspora que valoriza os Açores, que dá uma dimensão enorme e mundial à Açorianidade e dá uma dimensão muito grande à margem de atuação que o Governo pode ter em todo o mundo”, acrescentou.
“Os Açorianos de todo o mundo são embaixadores dos Açores e esses Açorianos podem agir para os Açores”, afirmou Rui Bettencourt, realçando que “a ideia durante os próximos anos é poder fazer com que todos os Açorianos participem no projeto açoriano e no desenvolvimento” da Região.
O Secretário Regional salientou que dispõem de várias ações para que, nos próximos quatro anos e, em particular, em 2017, possam “agir no mundo”, destacando duas, uma das quais é a abertura do Gabinete de Representação dos Açores em Bruxelas, “que estará pronto a muito breve trecho” e onde estará permanentemente uma equipa a seguir todas as questões europeias, considerando que 2017 será “um ano charneira na construção europeia”.
Rui Bettencourt destacou também a criação de um Conselho Açoriano para a Internacionalização, salientando que “a sociedade açoriana hoje está madura, o mundo económico açoriano, o mundo social, os parceiros sociais, os agentes de desenvolvimento estão todos a querer criar uma sinergia e uma articulação para esta internacionalização e este Conselho irá fazer esta articulação.
GaCS/SN/MN

Sem comentários: