domingo, 26 de fevereiro de 2017

AZORES TRAIL RUN - COLUMBUS TRAIL 2017

Vitória do português Armando Teixeira (foto: Nuno Bettencourt)
Mais de 120 atletas fizeram a festa na ilha do Sol
Decorreu este sábado, 25 de fevereiro, em Santa Maria, a segunda edição do Columbus Trail. Com mais de 120 atletas de 10 nacionalidades diferentes, a prova superou as expetativas da organização. Destaque para a vitória do português Armando Teixeira, que completou os 77 km da ultra maratona em 07h29m19s, estabelecendo um novo recorde para aquele percurso. Na maratona, o polaco Kamil Leśniak foi o mais rápido enquanto que na meia maratona, prova introduzida nesta edição, foi Manuel Moreno a sagrar-se vencedor.
A ilha do Sol fez juz ao seu epíteto e o sábado amanheceu radioso, com os atletas mais madrugadores a serem premiados com um nascer do sol com sabor a verão. Cedo se percebeu, no entanto, que o sol era de pouca dura e às 08h00, quando foi dada a partida da ultra maratona (77 km) e da maratona (42 km), no Forte de São Brás, a chuva já prometia atrapalhar a vida dos atletas. Num percurso mais técnico que na primeira edição, com a diminuição dos troços de asfalto, a lama extra que a chuva anunciava fazia antever uma prova dura, com um grau de dificuldade superior ao de 2016.
Na maratona, Kamil Leśniak assumiu de imediato a liderança, seguido de perto por Romeu Gouveia, a estrear-se nos Açores, e pelo faialense Dário Moitoso, do Clube Independente de Atletismo Ilha Azul (CIAIA). Os três haviam de seguir sempre na frente até à meta, em Santa Bárbara, com o polaco a juntar o Columbus Trail à sua lista de vitórias nos Açores, ao completar os 42 km em 03h49m18s. Leśniak não conseguiu, no entanto, bater o tempo estabelecido em 2016.
Destaque para a primeira mulher a terminar a maratona: a austríaca da Salomon Sandra Koblmüller chegou a Santa Bárbara em 5.º lugar da geral, com um tempo de 04h16m02s.
Enquanto os atletas da maratona relaxavam em Santa Bárbara com uma aromática canja e malassadas (doce característico do carnaval açoriano) acabadas de fazer, os do ultra trail aproveitavam para abastecer rapidamente, pois pela frente ainda estavam cerca de 30 km até à meta, no Forte de São Brás. Nesta prova, cedo se percebeu que ninguém iria roubar a liderança ao veterano da Salomon, Armando Teixeira, cuja excelente forma esteve em evidência. O atleta da Maia isolou-se rapidamente dos restantes ultramaratonistas em prova, e viria a cortar a meta com um tempo de 07h29m19s, estabelecendo um novo recorde naquele percurso ao melhorar o tempo do vencedor de 2016 em mais de 8 minutos.
Foi preciso esperar mais de uma hora para ver chegar o segundo classificado do ultra trail, Luís Rodrigues (08h50m47s), seguindo-se-lhe o "morcego" Ricardo Teixeira (09h30m58s).
Nas senhoras, foi a mariense Margarida Pereira, do Gonçalo Velho, a primeira a chegar, com um tempo de 12h14m24s, classificando-se em 25.º da geral.
A edição de 2017 do Columbus Trail fica marcada pela introdução de uma nova prova: a meia maratona, num percurso de cerca de 22 km. Com partida às 14h00 da Ermida de Fátima, a prova terminava no forte de São Brás, onde o veterano do Morcegos Trail Manuel Moreno foi o primeiro a chegar, com um tempo de 02h00m56s. Seguiram-se os irmãos franceses Remi e Jolan Lopez, que cortaram a meta de mãos dadas (02h06m34s). Filipa Vilar foi a primeira mulher a cortar a meta da meia maratona, com um tempo de 02h28m09s, classificando-se em 9.º da geral.
No total das 3 provas, cortaram a meta deste Columbus Trail 121 atletas, de cerca de 10 nacionalidades, o que representa um aumento em relação a 2016.
COLUMBUS TRAIL É CARTÃO DE VISITA DE SANTA MARIA
Na cerimónia de entrega de prémios, o presidente da Câmara Municipal de Vila do Porto quis apresentar o Columbus Trail como um cartão de visita da ilha de Santa Maria que os atletas podem levar agora até aos seus amigos. Carlos Rodrigues agradeceu a forte participação desta edição, fazendo especial menção aos atletas marienses, "que ajudam a fortalecer este evento", bem como a todos os voluntários.
Também o diretor Regional do Turismo destacou o forte espírito voluntário que põe de pé esta prova. Filipe Macedo chamou a atenção para o "magnífico sentimento de empatia" que os marienses revelam por este evento, considerando-o a chave para o sucesso do mesmo. O representante do Governo Regional fez ainda votos de que a edição de 2018 possa contar com uma participação de atletas ainda maior.
Para a organização, esta segunda edição do Columbus Trail é mais um desafio superado. A qualidade dos trilhos, aliada a uma motivada e eficiente equipa de cerca de 150 voluntários e à experiência que tem permitido a esta organização melhorar a cada evento são o segredo do sucesso.
O Columbus Trail é uma organização Azores Trail Run® em parceria com a Direção Regional do Turismo do Governo dos Açores e conta com o apoio da SATA.
962 757 454 (Mário Leal; Diretor ATR) comunicacaoatr@gmail.com www.facebook.com/columbusgrandtrail
 

Sem comentários: