quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Taça da Liga - 2ª eliminatória: Santa Clara fora da taça

V. Setúbal, 2 - Santa Clara, 0
Setúbal elimina Santa Clara da Taça da Liga
O Santa Clara foi eliminado da Taça da Liga, atual Taça CTT, ao perder esta tarde em Setúbal, diante do Vitória local, por 2-0. Pedro Pinto (26')e Zé Manuel (38') apontaram os golos dos 'sadinos' que ditaram o resultado final do jogo da 2.ª eliminatória.    
O Santa Clara, que tinha eliminado o Portimonense na ronda anterior, falha assim o acesso à fase de grupos. No domingo, os "encarnados" de Ponta Delgada recebem o Desportivo das Aves para a 13.ª jornada da II Liga.
O Santa Clara perdeu, na tarde de ontem, no estádio do Bonfim, em Setúbal, por 2-0, com o Vitória da cidade, ficando afastado da Taça CTT na segunda fase, ainda a eliminar.
Foi um regresso em jogos oficiais do Santa Clara ao mítico campo, o que não sucedia desde Março de 2004.
A Taça CTT, ex-Taça da Liga, é uma competição secundária. Por isso os treinadores aproveitam para colocarem em jogo atletas que habitualmente não têm jogado com tanta frequência nesta maratona de jogos.
Para o Santa Clara foi o 16.º jogo oficial e o sexto neste mês de Outubro, encerrando o ciclo Domingo, com a recepção ao Desportivo das Aves.
Em relação à equipa que o treinador Rui Amorim apresentou, Domingo, frente ao Sporting de Braga “B”, começaram o encontro de ontem somente Vitor Massaia e Diogo Santos.
Os primeiros minutos demonstram que os jogadores do Santa Clara estavam fiéis aos princípios de jogo, controlando o opositor. Se é facto que pertenceu ao Vitória, por intermédio de Zé Manuel (11m), o primeiro sinal de perigo, Diogo Ribeiro respondeu com boa ocasião, cabeceando ao lado uma bola cruzada por Hugo Santos na marcação de um pontapé de canto. Foi um período em que o Santa Clara esteve melhor, com Massaia a cabecear perto da barra aos 17m.
Até que Zé Manuel voltou a estar próximo de marcar, correspondendo Pedro Soares com boa defesa. Na sequência do pontapé de canto, Fábio Cardoso, com alguma liberdade, fez o 1-0 (26m).
O Santa Clara, 4 minutos depois, podia ter feito o empate, mas Diogo Ribeiro, a passe de Telmo Castanheira, teve de dominar com o peito e quando rematou já encontrou o obstáculo do defesa vitoriano Fábio Cardoso.
A partir daí o Vitória foi mais expedito, mais afoito, não conseguindo o Santa Clara ter a bola.
O 2-0 aconteceu numa jogada inofensiva. Cruzamento da direita de Vasco Costa. Não estava nenhum colega na área. Pedro Soares e um colega da defesa estavam perto, não falaram, com o guarda-redes a fazer um desvio...para os pés de Zé Mnauel executar um “chapéu” perfeito.
A resposta do Santa Clara na segunda parte foi mais enérgica. Teve mais tempo a posse de bola, esteve mais tempo no meio campo contrário, mas não conseguiu criar oportunidades para reduzir o marcador até às alterações na equipa.
As entradas de Batatinha e de João Reis e mais tarde de Ruben Saldanha agitaram o jogo da equipa de Ponta Delgada. Hugo Santos, aos 75m, proporcionou uma grande defesa de Trigueira e aos 82m foi João Reis a rematar ao poste, com Batatinha a não ser feliz na recarga.
Apesar de derrotado, o Santa Clara deu uma boa imagem da equipa que tem sido ao longo desta época, mesmo sujeito às alterações de treinadores que não ajudam a cimentar os princípios de jogo.
Equipas:
Árbitro: João Mendes, de Santarém, auxiliado por Paulo Soares e por Miguel Aguillar.
VITÓRIA DE SETÚBAL: Mário Trigueira; André Geraldes, Fábio Cardoso, Pedro Pinto e Nuno Santos; Mikel; Vasco Costa (Arnold, aos 78m), Ryan Gauld e Ruca (André Claro, aos 60m; Zé Manuel e Edinho (Thiago Santana, aos 60m).
Suplentes não utilizados: Diego, Vasco Fernandes, Pedrosa e Gonçalo
Treinador: José Couceiro.
Disciplina: Cartões amarelos para Fábio Cardoso (55m) e para André Geraldes (90+2m).
SANTA CLARA: Pedro Soares; Rui Silva, Vítor Massaia, Cristiano e Diogo Coelho; Diogo Santos (Ruben Saldanha, aos 82m); Telmo Castanheira, Hugo Santos e Berny Burke (João Reis, aos 70m); Dennis Pineda (Rafael Batatinha, aos 70m) e Diogo Ribeiro.
Suplente não utilizados: Serginho, João Dias, Pacheco e Clemente.
Treinador: Rui Amorim.
Disciplina: Cartões amarelos, para Cristiano (55m) e para Hugo Santos (88m).
Ao intervalo: 2-0.
Golos de Fábio Cardoso, aos 26m e de Zé Manuel, aos 37m.
MN/CA

Sem comentários: