quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Açores: Dia Mundial do Mar assinalado na Graciosa

Dia Mundial do Mar assinalado no Ilhéu da Praia, na Graciosa
O Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia destacou a “grande importância” do Ilhéu da Praia, na Graciosa, frisando que se trata do “mais emblemático santuário para aves marinhas dos Açores”, além de ser "a maior colónia da única ave marinha endémica da Região, o Paínho de Monteiro”.
Fausto Brito e Abreu, que hoje visitou o ilhéu, numa iniciativa para assinalar o Dia Mundial do Mar, salientou que “a Região tem sido pioneira na classificação de áreas marinhas protegidas, criando um dos primeiros parques marinhos oceânicos do mundo”.
O governante, recordando que este ano foram classificadas mais seis novas áreas marinhas protegidas, defendeu que os Açores “dão um bom exemplo a outras regiões sobre como desenvolver atividades económicas com respeito pela sustentabilidade ambiental”.
 O Secretário Regional do Mar salientou também a importância da criação de áreas de reserva à pesca, como as três que foram criadas este ano ao largo da ilha Graciosa, uma das quais em redor do Ilhéu da Praia.
As três áreas de reserva à pesca da Graciosa, designadamente na Baixa do Ferreiro e nos ilhéus da Praia e de Baixo, que correspondem a 367 hectares, “foram criadas com a colaboração de pescadores e autarquias locais e representam uma mais valia para as pescas e para o turismo marinho”, afirmou.
Segundo Brito e Abreu, áreas com estatuto de reserva de pesca semelhante a estas têm sido criadas em várias ilhas, "servindo, simultaneamente, de maternidades de peixes para o repovoamento das zonas de pesca e de locais privilegiados para atividades turísticas, como o mergulho".
O Secretário Regional frisou ainda que “as atividades ligadas ao Mar representam cerca de 5% do PIB regional”, acrescentando que esta percentagem “é mais do dobro do que representam a nível nacional”.
Nesse sentido, salientou o “crescimento assinalável” no arquipélago de atividades marítimo-turísticas, como a observação de cetáceos e o mergulho, referindo também que se começa a registar um aumento da pesca turismo.
Esta atividade, segundo Brito e Abreu, consiste “numa oferta inovadora de serviços marítimo-turísticos” nos Açores, de natureza cultural, de lazer e de pesca, exercida por profissionais do setor, pretendendo trazer “uma abordagem inovadora para a promoção do turismo e da pesca nas zonas costeiras do arquipélago, e um rendimento adicional para os Pescadores.
A este propósito, elogiou o trabalho desenvolvido pela Associação de Pescadores Graciosenses na busca de atividades complementares à pesca, como a apanha de algas e a transformação de pescado, salientando que “trazem novas fontes de rendimento aos seus associados”.
Nesta visita ao Ilhéu da Praia, que também contou com um grupo de personalidades ligadas ao turismo local, Brito e Abreu destacou a importância dos trabalhos de monitorização de aves e de recuperação de habitats levados a cabo pelo Parque Natural de Ilha e pela Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves, em parceria com o Departamento de Oceanografia e Pescas da Universidade dos Açores.
"Foi graças a este trabalho que, em 2015, foi descoberta a segunda maior colónia de garajaus-rosados da Europa no Ilhéu da Praia”, frisou.
GaCS/GM

Toronto: Rodrigo Oliveira destaca trabalho das organizações

Rodrigo Oliveira destaca trabalho das organizações da diáspora que apoiam os Açorianos emigrados
O Subsecretário Regional da Presidência para as Relações Externas destacou hoje, em Toronto, no Canadá, o trabalho das organizações da diáspora que desenvolvem atividades que contribuem para a plena integração e a promoção da qualidade de vida dos Açorianos emigrados, "em especial daqueles que estão numa situação ou fase de vida em que necessitam de um maior apoio social e comunitário”.
Rodrigo Oliveira, que falava no final de uma visita que ao Centro de Dia do 'Abrigo Centre', uma organização sem fins lucrativos de apoio social, salientou a importância dos “espaços de confraternização entre Açorianos emigrados que minimizam a saudade das ilhas e da família e promovem atividades vocacionadas para o bem-estar e a ocupação de reformados e idosos, bem como o contributo e trabalho dos muitos voluntários”.
“O Governo dos Açores, ao longo dos anos, tem dedicado grande parte da sua ação no âmbito das comunidades ao apoio, ao estabelecimento de parcerias e à concretização de projetos de promoção da plena integração dos Açorianos emigrados”, frisou Rodrigo Oliveira, acrescentando que “as diversas organizações de cariz social que surgiram na diáspora tiveram um papel fundamental no acolhimento e prestação de apoio aos milhares de imigrantes das décadas de 50, 60, 70, um trabalho que se adaptou às necessidades de hoje das comunidades açorianas”.
“Esta conjugação de esforços tem sido a âncora da nossa permanente parceria e apoio a estas instituições aqui no Ontário, como em outras províncias do Canadá, mas também noutros países, e que, em conjunto, dão forma à Rede Internacional de Organizações de Intervenção Social, uma rede dinamizada e apoiada pelo Governo dos Açores”, salientou.
O Subsecretário Regional frisou ainda que “temos o dever de reconhecer e homenagear o contributo de todas as gerações de emigrantes Açorianos para o desenvolvimento e progresso do Canadá, em especial aqui na província de Ontário, percursos de vida que dignificam o nosso povo e prestigiam os Açores de hoje”.
O 'Abrigo Centre' é uma organização sem fins lucrativos que desempenha há mais de um quarto de século um papel vital no seio da comunidade da cidade de Toronto, oferecendo uma ampla gama de serviços, incluindo aconselhamento e apoio em diversas áreas, com destaque para um centro de convívio de dia para idosos, com capacidade para acolher diariamente mais de uma centena de pessoas.
A sua intervenção no seio da comunidade é resultado de vários apoios anuais, designadamente de diversos departamentos do Governo canadiano, bem como do Governo dos Açores, incluindo o contributo e o trabalho de mais de 100 voluntários.
GaCS/SsRPRE

Ryanair na rota dos Açores liga a Frankfurt e Londres

Ryanair vai ligar Ponta Delgada a Frankfurt e Londres no verão de 2017
O gestor de vendas e "marketing" da companhia aérea Ryanair anunciou hoje que a transportadora vai ligar as cidades de Frankfurt e Londres, a partir de Ponta Delgada, nos Açores, no próximo verão.    
José Espartero, que falava em conferência de imprensa, realizada na ilha de São Miguel, disse que a ligação para a cidade alemã será realizada ao sábado, indo ainda a companhia irlandesa, também a partir de Ponta Delgada, aumentar em mais duas as frequências com Lisboa, passando estas de 13 para 15.
O gestor, que salvaguardou que a ligação a Londres é uma retoma, referiu que a companhia pretende estender ambas as novas ligações para a Europa, a partir de Ponta Delgada, ao longo de todo o ano.
“A ideia é manter todo o ano a operação para Frankfurt e para Londres também. Mas, de momento, as reservas disponíveis são para o verão de 2017, que começa em março e acaba em outubro para a companhia”, frisou José Espartero.
Neste momento, a Ryanair assegura ligações de Ponta Delgada para Lisboa e Porto, e vai começar a operar estas duas rotas também a partir da ilha Terceira, em dezembro.
“A Ryanair está encantada em anunciar a chegada até à Ilha Terceira, com quatro frequências semanais para Lisboa e duas frequências semanais para o Porto, a partir de dezembro de 2016, o que irá permitir o transporte de 100.000 passageiros por ano na aerogare civil das Lajes”, declarou Niall O’Connor, diretor de rotas, numa conferência de imprensa em Angra do Heroísmo, a 06 de setembro.
O secretário regional dos Transportes e Turismo, que esteve presente na conferência de imprensa realizada pela Ryanair, em Ponta Delgada, declarou que o Governo dos Açores vai promover em parceria com a operadora, durante o inverno, duas campanhas promocionais do destino Açores, cada uma no valor de 90 mil euros, nos mercados de Frankfurt e Londres, visando preparar a operação de verão.
Vítor Fraga considerou que esta ligação da Ryanair a Frankfurt não vai gerar concorrência ao grupo SATA, que assegura também ligações com a cidade germânica, referindo que a operadora de baixo custo “tem um nicho de mercado completamente distinto do que é a base da captação de fluxos turísticos da Alemanha” para os Açores.
A SATA assegura atualmente uma ligação semanal no inverno com Frankfurt e duas no verão.
“Vamos ter acesso com esta operação a nichos de mercado que até agora não tínhamos, havendo uma complementaridade em termos de captação de fluxos turísticos para os Açores. Vamos ter pessoas a visitar a região que, em outras condições, certamente não o fariam", concluiu Vitor Fraga.
Lusa/AO/MN

Taça de Portugal: Santa Clara recebe Rio Ave e Praiense o Farense

Santa Clara recebe Rio Ave para a Taça de Portugal
O Santa Clara (II Liga) vai defrontar o Rio Ave (I Liga) na terceira eliminatória da Taça de Portugal, segundo ditou há instantes o sorteio realizado na Cidade do Futebol, em Lisboa.      
Os "encarnados" de Ponta Delgada foram um dos 18 clubes que calhou com um adversário da I Liga de futebol. O Benfica defronta o 1.º de Dezembro, o FC Porto vai até ao Gafanha e o Famalicão recebe o Sporting.
Praiense recebe Farense na Praia da Vitória
Quanto ao Sport Clube Praiense, benificiará pela primeira vez do fator casa na "prova-rainha" do futebol português, jogando na Praia da Vitória diante do Farense, em duelo de duas equipas do Campeonato de Portugal Prio.
A terceira eliminatória disputa-se a 16 de outubro.

Taça de Portugal - 3ª Eliminatória: Sorteio dos jogos

Equipas da Liga NOS entram em ação na prova
Famalicão-Sporting, 1.º Dezembro-Benfica e Gafanha-FC Porto na 3.ª eliminatória
Estão definidos os adversários de Benfica, FC Porto e Sporting na 3.ª eliminatória da Taça de Portugal. As águias jogam no terreno do 1.º Dezembro (Campeonato de Portugal Prio), os leões no campo do Famalicão (2.ª Liga) e os dragões no estádio do Gafanha (Campeonato de Portugal Prio). Já o Sp. Braga, detentor do título, enfrenta a Oliveirense (Campeonato de Portugal Prio).
Os duelos estão agendados para o dia 16 de outubro.

Encontros sorteados:

Gafanha-FC Porto
Oliveirense-Sp. Braga
Sertanense-Tondela
Real-Arouca
Alcanenense-Feirense
Académica-Belenenses
1.º Dezembro-Benfica
Trofense-V. Setúbal
Santa Clara-Rio Ave
Santa Iria-V. Guimarães
Naval-Marítimo
U. Leiria-Boavista
Estarreja-Nacional
Aves-P. Ferreira
Caldas-Estoril
Vizela-Moreirense
U. Madeira-Chaves
Famalicão-Sporting
Mortágua-Cova da Piedade
Sp. Covilhã-Freamunde
Penafiel-Amarante
Praiense-Farense
Gil Vicente-Casa Pia
Aljustrelense-Limianos
Cinfães-Benfica Castelo Branco
Torreense-Ac. Viseu
Oriental-Barreirense
Varzim-Recreio Águeda
Merelinense-Leixões
Sanjoanense-Lusitano VRSA
Sernache-Vilafranquense
Fátima-Olhanense

II Liga Pro: Santa Clara vence Varzim

Clemente e Ruben Saldanha marcaram para a equipa da casa
Santa Clara, 2 - Varzim, 1
Açorianos vencem na estreia de Quim Machado
O Santa Clara venceu esta quarta-feira o Varzim por 2-1, mantendo-se sem derrotas e no segundo lugar 2.ª Liga, atrás do líder Portimonense, em jogo da nona jornada da prova.
No jogo de estreia do técnico Quim Machado, a formação açoriana venceu o Varzim com golos de Clemente (29 minutos) e Ruben Saldanha (34), sendo que Rui Costa (74) reduziu para o Varzim, numa partida em que Leonel Olímpio falhou uma grande penalidade para os visitantes, aos 82 minutos, devido a uma excelente defesa de Serginho.
Numa primeira parte de luxo para o Santa Clara, Berny Burke foi o primeiro a deixar o aviso mal passava dos cinco minutos de jogo, num lance de perigo em que o remate forte do jogador saiu ao lado da baliza de Paulo Cunha.
O Varzim só chegou à baliza adversária aos dez minutos, aproveitando um erro defensivo do Santa Clara, que culminou num cabeceamento de Rui Costa para defesa de Serginho.
Aos 28 minutos, o árbitro Bruno Esteves assinalou penálti, por falta de Organista sobre Igor, tendo, no minuto seguinte, Clemente inaugurado o marcador.
O golo libertou o Santa Clara, frente a um Varzim apagado e Ruben Saldanha, num grande golo, aproveitou a assistência de Pacheco para parar a bola no peito e rematar fortíssimo estabelecendo o 2-0, aos 34 minutos.
Perante um Santa Clara mais apagado na segunda parte, o Varzim cresceu e ameaçou, aos 61 e 66 minutos, por Villagran e Rui costa, respetivamente, tendo os 'alvinegros' reduzido aos 74, por Rui Costa.
Numa altura em que renascia a esperança do Varzim em conseguir pelo menos igualar o marcador, aos 81 minutos, o árbitro assinalou grande penalidade favorável aos poveiros devido a falta de Diogo Santos, mas Serginho defendeu.
Jogo no Estádio de São Miguel, em Ponta Delgada.
Ao intervalo: 2-0.
Marcadores: 1-0, Clemente, 29 minutos, 2-0, Ruben Saldanha, 34, 2-1, Rui Costa, 74.
EQUIPAS:
Árbitro: Bruno Esteves (Setúbal).
Santa Clara: Serginho, João Dias, Massaia, Filipe Barros, Igor, Diogo Santos, Pacheco, Ruben Saldanha (Telmo Castanheira, 90+2), Batatinha (João Reis, 63), Berny Burke e Clemente (Diogo Ribeiro, 69).
Suplentes: Pedro Soares, Telmo Castanheira, Pineda, João Reis, Rui Silva, El Gadi e Diogo Ribeiro.
Treinador: Quim Machado.
Varzim: Paulo Cunha, Lima Pereira, Sandro, Jeferson, Leonel Olímpio, Organista (Barcelos, 67), Denot (Neta, 46), Tiago Alves (Nelsinho, 46), Villagrán, Rui Costa e Éder.
Suplentes: Marinho, Nelsinho, Neta, Diogo Barcelos, Pedro Santos, Nelson Agra e Rui Coentrão.
Treinador: Armando Evangelista.
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Diogo Santos (06), Organista (28), Clemente (53), Nelsinho (70), Ruben Saldanha (87), Igor (88), João Reis (90+1) e Villagrán (90+4).
Assistência: 1.278 espetadores.
Autor: Lusa | fotos: João Raposo

Hóquei em Patins: 8ª edição doTorneio Cidade de P. Delgada

Marítimo venceu torneio pela terceira vez 
O Marítimo SC foi o vencedor da oitava edição do Torneio Cidade de Ponta Delgada de hóquei em patins.
Foi o terceiro triunfo do Marítimo na prova organizada pela Associação de Patinagem de Ponta Delgada.
O adversário foi o Hóquei de Ponta Delgada, a outra equipa da ilha de S. Miguel e que ainda aguarda para saber se vai ou não disputar a 3ª divisão nacional.
No primeiro jogo o Marítimo venceu por 5-1 e no segundo o triunfo foi por 8-3.
Os jogos foram dirigidos pelos dois árbitros nacionais da Associação, Rui Martins e Fernando Lopes.
O Candelária, por 4 ocasiões, e o Benfica, uma, são os outros vencedores do torneio.
Sexta feira e sábado próximos o Marítimo volta a entrar em ringue para disputar com o Candelária, equipa da 1ª divisão, o Torneio Amizade. São jogos de preparação para as duas equipas.
Recordo que o Marítimo competirá pela quarto ano na 2ª divisão, integrando a zona Sul.
Marítimo SC organiza Torneio Amizade (HP)
Sob a Organização do Marítimo Sport Clube realiza-se nos próximos dias 30 de Setembro e 1 de Outubro numa estreita colaboração com o Candelária Sport Clube o Torneio Amizade de Hóquei em Patins.
Esta é uma competição de carácter particular, organizada em conjunto pelos dois Clubes e serve de preparação às formações açorianas bem como promoção e divulgação da modalidade
O Torneio conta com a participação do Marítimo SC representante dos Açores no Campeonato Nacional da II Divisão Nacional e do Candelária Sport Clube represente dos Açores no escalão máximo de Hóquei em Patins.

Camp. de Portugal/PRIO: Operário vence jogo em atraso

Operário, 3 - Oleiros, 0
Operário sobe ao terceiro lugar
O Operário ao ganhar, na Lagoa, por 3-0, à Associação Desportiva de Oleiros, subiu ao 3º lugar da tabela classificativa da série "E" do Campeonato de Portugal PRIO de futebol.
A partida estava em atraso da 3ª jornada, adiada do dia 11 de Setembro. A caravana amadora da equipa próxima de Castelo Branco não teve lugares disponíveis para o regresso, em tempo útil, dos atletas poderem estar nos empregos na manhã de 2ª feira.
Como Operário e Oleiros já estão afastados da Taça de Portugal, resolveram acertar o calendário no sábado.
Jorginho, aos 27 minutos, Tiago, na própria baliza, aos 61m, e Fábio Gomes, aos 70m, marcaram para o Operário, que igualou o Desportivo de Fátima, com menos um jogo, com 9 pontos.
A Associação de Oleiros continua sem pontuar após 4 jogos.
Depois de uma entrada em falso no Campeonato de Portugal, o Operário somou a terceira vitória seguida e intromete-se na luta pelos dois primeiros lugares de acesso à fase de subida.
Com uma equipa renovada, sem as alternativas dantes, o treinador André Branquinho voltou a montar uma equipa com argumentos, revelando a capacidade que tem para dotar com qualidade as equipas que treina.
A classificação atual da série "E":

1º Sertanense, 12 pts; 2 ºs Desp. Fátima (menos 1 jogo) e Operário, 9; 4º Benfica de Castelo Branco, 7; 5ºs Sporting Ideal (menos 1 jogo) e Vitória de Sernarche, 6; 7º União de Leiria, 4; 8º Carapinheirense, 3 e 9ºs Oleiros e Naval, 0 pts.

Taça de Portugal: Santa Clara e Praiense apurados

CD Rabo de Peixe, 0 - Gil Vicente, 0
Desportivo de Rabo de Peixe foi “gigante”
SANTA CLARA E PRAIENSE FICARAM APURADOS
A 3ª eliminatória da Taça de Portugal/Placard de futebol, marcada para 16 de Outubro, vai contar com as equipas açorianas do Santa Clara e do Praiense.
Na próxima fase já entram equipas da 1ª Liga, que terão de jogar nos campos das equipas dos escalões inferiores. As equipas da 2ª Liga, que atuaram fora na ronda do fim-de-semana, já não têm aquela obrigação.
O Santa Clara foi a Évora bater, por 3-0, o centenário Lusitano (ver peça à parte). Fica à espera que não jogue como visitado, o que não sucede desde 9 de Setembro de 2009, quando derrotou o Oliveira de Frades, por 4-0. São 11 jogos seguidos fora para esta prova.
O Desportivo de Rabo de Peixe foi "gigante" perante o Gil Vicente, da 2ª Liga. Teve a melhor oportunidade de golo da 1ª parte, mas enquanto os atletas tiveram forças bateram-se com galhardia. Os 2 golos de Paulinho (80m, de grande penalidade muito duvidosa) e de Jonathan (84m) carimbaram a passagem da equipa de Barcelos.
De realçar a presença a titular do micaelense João Pedro Silva, que jogou a 1ª parte. Cumpriu o 176º minuto está época pela equipa.
O Desportivo de S. Roque perdeu, por 3-0, com o Caldas, sofrendo os golos de Diogo, de Cruz e de Simões na 2ª parte. De referir a boa assistência no campo do São Roque.
O Praiense continua em grande esta época. Foi a Gaia golear, por 5-2, o Sporting de Coimbrões, 2º classificado da série "C" do Campeonato de Portugal. Ao intervalo vencia por 2-1, golos de Vasco Goulart. Na 2ª parte Xéxé e Filipe Andrade, por duas vezes, fixaram o resultado em 5-2.
O Angrense perdeu, por 2-0, em Angra, com o Farense. Osgolos foram no prolongamento, apontados por Fábio Martins (112m) e por Jorge Ribeiro (120m), quando o Angrense jogava com menos um, por expulsão de Eugénio.
Foto: Leão do Atlântico.
 

Futebol nos Açores:

Futebol nos Açores:
São Miguel:
SÉRIA A – 1ª jornada – Resultados:
Marítimo SC, 0 – Vale Formoso, 1
Rabo de Peixe B, 3 – Águia dos Arrifes, 3
Folgou: Casa do Povo da Maia.
 
CLASSIFICAÇÃO:
L  EQUIPAS       J  V  E  D  GM-GS   P
1º Vale Formoso   1   1  0   0    1 – 0      3
2º Águia Arrifes    1  0  1   0     3 – 3     1
3º Rabo Peixe B    1  0  1   0     3 – 3     1
4º Marítimo SC     1  0  0   1     0 – 1     0
5º C. Povo Maia    0  0  0   0     0 – 0     0
 
SÉRIE B – 1ª jornada –  02-10-2016:
Santo António – Mira Mar
Vitória Pico da Pedra – Santiago
 
CLASSIFICAÇÃO:
L  EQUIPAS      J   V  E  D  GM-GS  P
1º Mira Mar SC   0   0   0   0      0 – 0    0
2º Vitória CPP     0   0   0   0      0 – 0    0
3º Santo António  0   0  0   0      0 – 0    0
4º Santiago FC     0   0  0   0      0 – 0    0
FAIAL/PICO:
Taça AF Horta 2016/17 -
Equipas visitantes vencem
Resultados da 2ªjornada (1º volta) :
Angústias Atlético, 0 - Fayal Sport, 2
CD Lajense, 0 - FC Madalena, 1
Flamengos, 1 - Vitória do Pico, 3
CLASSIFICAÇÃO:
L   EQUIPAS        J  V  E   D  GM-GS   P
1º Vitória FC          2  2   0   0      7 – 2      6
2º Fayal Sport        2  2   0   0      4 – 0      6
3º FC Flamengos   2  1   0   1      3 – 3      3
4º FC Madalena     2  1   0   1      1 – 2      3
5º CD Lajense       2  0   0   2      0 – 3      0
6º Ang. Atlético    2   0  0   2      1 – 6      0
3ªjornada (02/10/2016):
Vitória do Pico – CD Lajense
FC Madalena – Fayal Sport
Angustias Atlético – FC Flamengos
TERCEIRA:
Supertaça Francisco Borges Pinheiro da AFAH
Marítimos S.M., 1 - Juv. Lajense, 1 (4-2 gp)

Festa amarela com mãozinha de S. Pedro

JUVENTUDE LAJENSE SUPERA MARÍTIMOS E VENCE PRIMEIRO TROFÉU DA ÉPOCA

O jogo terminou empatado (1-1) e foi decidido nas grandes-penalidades (4-2).
O guardião da Juventude Lajense, Pedro, foi o herói ao defender duas penalidades.

Graciosa:
Graciosa FC vence o Desp. Velense 1-0
O golo dos graciosenses foi apontado pelo jovem jogador Duarte Silva, a 5 minutos do fim da partida que assinala o regresso do Graciosa FC ao escalão sénior, após uma interrupção de 3 épocas. 
Nesta deslocação a São Jorge o treinador Pedro Gil contou com 21 jogadores, dos 26 que constituem o plantel. 
A comitiva viajou de barco, regressando à Graciosa no domingo. 
Importa lembrar que a estreia do Graciosa FC em competições oficais será no dia 9 de outubro, com o Desportivo Luzense, a contar para a 1ª jornada da Taça da Associação de Futebol de Angra do Heroísmo.
Taça de Portugal – 2ª eliminatória:
Resultados das equipas açorianas:
LUSITANO ÉVORA 0 – 3 SANTA CLARA
GD SÃO ROQUE 0 - 3 CALDAS
COIMBRÕES 2 - 5 PRAIENSE
RABO PEIXE 0 –  2 GIL VICENTE
ANGRENSE 0 - 2 FARENSE
CAMPEONATO DE PORTUGAL – 1ª FASE – SÉRIE E
3ª JORNADA – JOGO EM ATRASO
  OPERÁRIO 3 - 0 OLEIROS                        
Golos: 28´Jorginho          1 - 0
            61´Fábio (A.G)     2 - 0
            72´Fábio Gomes  3 - 0

sábado, 24 de setembro de 2016

Portal Cultura Açores disponibiliza um novo conteúdo

 
Portal Cultura Açores disponibiliza "Exposições Virtuais"
O portal Cultura Açores, da responsabilidade da Direção Regional da Cultura, disponibiliza um novo conteúdo do Centro de Conhecimento dos Açores, denominado “Exposições Virtuais”.
Com este conteúdo pretende-se registar e disponibilizar ao público algumas das exposições que estiveram patentes nos seus serviços externos, nomeadamente nas bibliotecas e museus do arquipélago.
A disponibilização destas exposições em formato virtual só acontece depois de estas mostras já não estarem patentes ao público.
Nesse sentido, foram recentemente colocadas online, no portal Cultura Açores, as exposições “O Nosso Trajo: Aspetos da Vida Jorgense”, do Museu Francisco de Lacerda, em S. Jorge, e “Mestre Manuel Morais – O guardião do vime: Tradição, memória e identidade”, do Museu do Pico.
Nesta área do portal já constavam as exposições “Natureza em Diálogo” e “Canto da Maya: 1890 – 1981”, ambas do Museu Carlos Machado, e “Mundo Pequenino: A infância entre 1890 e 1950”, do Museu de Angra do Heroísmo.
As visitas através destas exposições efetuam-se de forma intuitiva e permitem conhecer a sua narração e os seus elementos mais significativos, assim como a descrição das peças que as integraram.
Enquadrando os objetivos da sociedade do conhecimento, um dos quais é registar para a posteridade e tornar acessível ao público em geral, através das novas tecnologias, a informação que contribui para o saber e a compreensão da História, a Secretaria Regional da Educação e Cultura, através da Direção Regional da Cultura, com a criação de mais esta ferramenta virtual no portal Cultura Açores, prossegue o objetivo de divulgação dos Açores e assegura a sua promoção para além das fronteiras geográficas.
Os conteúdos do portal Cultura Açores podem ser acedidos no endereço eletrónico http://www.culturacores.azores.gov.pt/exposicaovirtual/
GaCS/DRC

Dia Mundial do Turismo: Sob o lema ''Turismo para todos''

Governo dos Açores assinala Dia Mundial do Turismo com várias iniciativas
O Governo dos Açores associa-se terça-feira, 27 de setembro, às comemorações do Dia Mundial do Turismo, que este ano é celebrado sob o lema “Turismo para Todos”.
Segundo o executivo regional, nesse dia serão desenvolvidas ações em todas as ilhas que visam proporcionar aos turistas um maior conhecimento da realidade açoriana e das particularidades dos Açores, nomeadamente da cultura, gastronomia, artesanato e produtos regionais.
Além disso, em todo o arquipélago, os hóspedes das unidades de alojamento turístico receberão uma amostra de produtos locais, sendo que, nas delegações e postos de turismo da Região, será oferecida aos visitantes uma degustação de produtos regionais.
Face à extraordinária evolução do turismo nos últimos anos, em que o número de turistas, a nível mundial, passou de 25 milhões para 1,2 biliões, a Organização Mundial de Turismo escolheu, em 2016, o tema “Turismo para Todos” para celebrar mundialmente este dia, como forma de lembrar aos países e aos destinos que cerca de um bilião de pessoas não beneficiam do privilégio de viajar, sensibilizando-os assim para centrarem as suas politicas de turismo e estratégias económicas de forma a garantir a acessibilidade para todos, não só como direito humano, mas também como uma excelente oportunidade de negócio.
Gacs/MN

Taça de Portugal: Santa Clara vence e segue em frente

A formação açoriana bateu o Lusitano de Évora por três bolas a zero
Lusitano Évora, 0 - Santa Clara, 3
Santa Clara vence em Évora e avança na Taça de Portugal
O Santa Clara, da II Liga de futebol, qualificou-se para a terceira eliminatória da Taça de Portugal, ao vencer na visita ao Lusitano de Évora, dos distritais, por 3-0, na segunda ronda da prova.
Poucos dias depois da saída do técnico Daniel Ramos para o Marítimo, a equipa açoriana apresentou-se no Campo Estrela, em Évora, sem alguns dos habituais titulares, mas entrou com vontade de resolver o jogo nos primeiros minutos.
Com sete minutos jogados e já com vários lances de perigo junto da baliza adversária, o atual líder da II Liga chegou à vantagem pelo líbio Al Gadi, que rematou para o golo à entrada da área após passe de João Reis na direita.
O avançado santomense Jocy Barros foi quem deu mais trabalho ao guarda-redes do Santa Clara e numa das vezes quase marcava, quando fez um 'chapéu' a Pedro Soares, mas o central Felipe Soares tirou a bola quase em cima da linha de golo.
O Santa Clara foi para o intervalo em vantagem no marcador, por 1-0, mas não se livrou de alguns sustos no primeiro tempo.
A formação alentejana beneficiou da sua melhor oportunidade de golo no início da segunda parte, aos 54 minutos, quando Jocy Barros se isolou e só com o guarda-redes açoriano pela frente rematou muito ao lado da baliza.
Com a entrada de Diogo Santos, o Santa Clara melhorou muito e, aos 66 minutos, Dennis Pineda podia ter feito o segundo da sua equipa mas falhou de forma incrível ao rematar por cima.
Três minutos depois chegou a tranquilidade. O avançado Diogo Ribeiro saltou sozinho para bater de cabeça o guarda-redes alentejano Rodrigo, após cruzamento na direita do lateral Rui Silva, numa altura em que a equipa da casa já não conseguia chegar perto da sua baliza.
Aos 81, os homens de Évora perderam a bola em zona 'proibida' e Diogo Ribeiro aproveitou, correu para a baliza e quando Rodrigo saiu das redes tocou para João Reis, que fez o terceiro golo sem dificuldade.
Já na parte final da partida, o Lusitano de Évora podia ter feito o tento de honra mas David Faianco e Miguel Rosado não tiveram 'arte e engenho' para bater Pedro Soares.
Jogo no Campo Estrela, em Évora.
Lusitano de Évora -- Santa Clara, 0-3.
Ao intervalo: 0-1.
Marcadores:
0-1, Al Gadi, 07 minutos.
0-2, Diogo Ribeiro, 69.
0-3, João Reis, 81.
Equipas:
Árbitro: Bruno Vieira (AF Beja).
- Lusitano de Évora: Rodrigo, José Quito, Camolas, Nobre, Grilo (Ricardo Rego, 79), Ferro, André Salvador, Francisco Serrano, Jocy Barros (David Faianco, 70), Vítor Pires (Bruno Nascimento, 62) e Miguel Rosado.
(Suplentes: David Patrocínio, Cristo, Ricardo Rego, Bruno Nascimento, Bruno Machado, David Faianco e Pulga).
Treinador: André Barreto.
- Santa Clara: Pedro Soares, Diogo Coelho, Felipe Soares, Cristiano Pascoal, Rui Silva, Telmo Castanheira, Al Gadi (Diogo Santos, 56), Dennis Pineda (Berny Burke, 71), João Reis, Rúben Saldanha (Clemente, 75) e Diogo Ribeiro.
(Suplentes: Serginho, João Dias, Diogo Santos, Berny Burke, Clemente, Dmitri Otstavnov e Victor Massaia).
Treinador: Hugo Relvas.
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Nobre (29), Diogo Santos (65) e Ferro (67).
Assistência: Cerca de 400 espetadores.
lusa/MN

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Governo dos Açores investiu na segurança nas vias regionais.

Governo dos Açores investiu mais de 26,5 ME em obras nas vias regionais nesta legislatura, revela Vítor Fraga
O Secretário Regional do Turismo e Transportes revelou ontem em Vila Franca do Campo, que o Governo dos Açores investiu, nesta legislatura, mais de 26,5 milhões de euros em obras para a melhoria das condições de circulação e segurança nas vias regionais.
Vítor Fraga salientou que as cerca de sete dezenas de obras realizadas tiveram como objetivo “criar melhores condições de circulação e segurança para todos aqueles que utilizam as vias regionais”.
O Secretário Regional, que acompanhou o Presidente do Governo numa visita às obras do novo acesso ao Porto de Pescas de Vila Franca do Campo, frisou que esta intervenção se integra no “conjunto muito vasto de intervenções que foram feitas em todas as ilhas ao longo desta legislatura”.
O novo acesso ao Porto de Vila Franca do Campo, que deve estar concluído no primeiro trimestre de 2017, representa um investimento de dois milhões de euros e permitirá “tirar o tráfego do centro histórico da vila", possibilitando um acesso, nomeadamente de tráfego pesado, "com maior facilidade e segurança".
O titular da pasta das Obras Públicas acrescentou ainda que esta via “irá possibilitar a ligação aos circuitos logísticos terrestres da ilha de São Miguel, nomeadamente à zona concessionada da Euroscut, facilitando toda a mobilidade em termos daquilo que é o tráfego de pesados e de todas as mercadorias que têm acesso aqui ao Porto de Vila Franca
Esta intervenção permitirá, simultaneamente, “uma reordenação de toda a área comercial da marina, criando novas áreas para a exploração das várias empresas, algumas que já estão aqui fixadas em instalações provisórias e que a partir de agora passarão a ter melhores condições, possibilitando também que outras possam vir aqui instalar-se”.
Com esta obra são também criadas, segundo adiantou Vítor Fraga, “melhores condições quer para a unidade de bombeiros que aqui está presente, bem como para o Clube Naval, que exerce aqui a sua atividade”.
GaCS/HB/MN

S. Miguel, Nordeste: Ribeira do Guilherme vai ser reabilitada

Orçada em 1,2 ME a reabilitação da Ribeira do Guilherme, no Nordeste
A ribeira do Guilherme, no concelho do Nordeste, Açores, vai ser reabilitada no âmbito de uma obra estimada em 1,2 milhões de euros, iniciando-se ainda este ano a primeira fase, disse hoje à Lusa o presidente do município. 
“Neste momento está a ser feito o levantamento topográfico e será entregue aos engenheiros paisagísticos, num projeto desenvolvido em parceria com a Secretaria Regional do Mar, para delinear o melhor modelo face às condições climatéricas e geográficas do local”, afirmou Carlos Mendonça.
O autarca referiu que a primeira fase das obras contempla a criação de um acesso “mais adequado” ao mar, bem como um corrimão para assegurar uma “maior segurança”, numa obra daquela Secretaria que contempla ainda um aumento do talude de segurança e de suporte da mesma.
Carlos Mendonça adiantou que ainda este ano, no âmbito de um processo já acordado por parte do município com a Empresa de Eletricidade dos Açores, vai proceder-se à iluminação do parque de campismo existente no local e à “boca” da ribeira do Guilherme.
Segundo o presidente do município, já em 2017, na segunda fase da obra, com recurso a fundos comunitários, está prevista uma despesa estimada em um milhão de euros que visa a elevação da piscina da ribeira do Guilherme.
O autarca explicou que a elevação visa que a sua limpeza “não dependa só das marés e da lua”, tendo sempre “bombeamentos através da água do mar”, o que só agora é possível face à energia que passa a estar disponível no local.
O presidente do município referiu, ainda, que vai ser reabilitado o talude do pontão que foi destruído por intempéries, bem como a melhoria dos balneários e das acessibilidades.
O autarca assegurou, por outro lado, que durante todo este processo de reabilitação da ribeira “nunca se irá descurar a beleza e as características naturais que a boca da ribeira possui”.
O presidente do município recordou que a ribeira do Guilherme, curso de água que tem origem a cerca de 900 metros de altitude, na serra da Tronqueira, constitui um dos pontos turísticos mais procurados por locais e visitants.
Lusa/MN

Santa Clara deixa sair treinador para o Marítimo

Daniel Ramos troca Santa Clara pelo Marítimo
As direções do Santa Clara e do Marítimo acabaram de acordar a saída da equipa técnica liderada por Daniel Ramos para a Madeira, com a equipa da I Liga a pagar aos micaelenses 60 mil euros de indemnização.    
Os clubes chegaram a acordo há minutos. O Marítimo vai pagar ao Santa Clara 60 mil euros mais IVA pela saída de Daniel Ramos e restante comitiva técnica.
O treinador será foi apresentado ontem, quinta-feira, na Madeira, enquanto em São Miguel o presidente dos "encarnados" de Ponta Delgada explicará os contornos do negócio em conferência de imprensa.
Daniel Ramos (45 anos) chegou a São Miguel em junho. Deixa o Santa Clara no 2.º lugar da II Liga de futebol e na segunda eliminatória da Taça CTT, depois de ter estabelecido o melhor arranque de sempre dos micaelenses em campeonatos profissionais e ter igualado o melhor arranque de sempre de uma equipa na II Liga, com as cinco vitória seguidas do Campomaiorense.
O adjunto Hugo Relvas assumirá o comando técnico da equipa no jogo da Taça de Portugal, sábado, em Évora, diante do Lusitano. No entanto, a direção do Santa Clara prevê apresentar o substituto de Daniel Ramos já na próxima segunda-feira.
Quim Machado, que na época passada orientou o Vitória de Setúbal, foi um dos técnicos já sondados pelo Santa Clara, mas o treinador de 49 anos recusou o convite dos micaelenses para ocupar o comando técnico.

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Rodrigo destaca “grande investimento” feito nos Açores

Rodrigo Oliveira destaca “grande investimento” dos Açores no aproveitamento de fontes renováveis de energia
O Subsecretário Regional da Presidência para as Relações Externas destacou hoje, no Funchal, o “grande investimento” que tem sido feito nos Açores para o aproveitamento de fontes renováveis de energia, que devem representar mais de metade da produção elétrica do arquipélago em 2019.
“Em 2015, atingimos 35% de produção de fontes renováveis, este ano prevemos atingir os 38 por cento e, em 2019, um valor na ordem dos 56% do total da produção elétrica”, afirmou Rodrigo Oliveira numa intervenção na XIX Conferência dos Presidentes das Regiões Ultraperiféricas (RUP) da União Europeia, em que participa em representação do Presidente do Governo, Vasco Cordeiro.
Rodrigo Oliveira salientou, por isso, a importância da assinatura do protocolo para a criação da Rede Energia das RUP, que teve hoje lugar no Funchal no âmbito desta Conferência, frisando que esta é uma área em que “os condicionalismos e os sobrecustos são superados pelo aproveitamento dos recursos endógenos e pelo facto de as Regiões Ultraperiféricas serem laboratórios por excelência para a experimentação e desenvolvimento de tecnologias sustentáveis e inovadoras de produção e armazenamento de energia”.
“É o que temos feito nos Açores, através de um grande investimento no aproveitamento de fontes renováveis de energia, tanto pelas autoridades públicas, como por empresas privadas, centros de investigação e universidades, em articulação com o modelo de desenvolvimento da Região”, frisou.
Para o Subsecretário Regional, a Rede de Energia das RUP, que visa uma coordenação entre as administrações, centros tecnológicos e universidades destas regiões europeias, “será um instrumento de grande importância para promover a troca de experiências, a implementação de projetos-piloto e, acima de tudo, para otimizar a canalização de fundos europeus para setores ligados ao novo paradigma energético”.
O protocolo assinado entre as nove RUP salienta que a energia representa um setor estratégico e que “uma parte importante do potencial das Regiões Ultraperiféricas reside na utilização de fontes de energia renováveis e no desenvolvimento de métodos de produção que economizem mais energia”.
Este documento recorda que a utilização sustentável das energias e dos recursos naturais constitui um campo de investigação prioritário para a União Europeia, frisando que, nas RUP, “o défice ou ausência de ligação a redes de energia continentais, intra-territoriais e inter-ilhas, conduzem a custos de energia mais elevados”.
Nesse sentido, as nove RUP acordam, nos termos deste protocolo, “elaborar uma estratégia que contribua para a política energética europeia e que tenha definitivamente em conta as potencialidades” destas regiões.
As RUP pretendem, assim, implementar uma ação conjunta de investigação e valorização de energias limpas, de forma a atingir os objetivos da Estratégia Europa 2020, mas também “mobilizar os recursos materiais e humanos necessários e identificar as oportunidades de financiamento para a elaboração e execução de projetos comuns” que resultem da rede agora formalizada.
GaCS/SsRPRE

B.B.Q. anual do PCIM - 1ª Irmandade do D.E.S. de Mississauga

Portuguese Canadian Integration Movement
PCIM oferece cinco mil dólares para a menina Maria
A organização do Portuguese Canadian Integration Movement (PCIM) – 1ª Irmandade do Divino Espírito Santo de Mississauga levou a efeito no passado sábado dia 17, em Oakville o seu B.B.Q. anual de agradecimento a todos os membros e voluntários como também aos patrocinadores que contribuiram com a sua ajuda monetária ou de alimentos para as festas realizadas por esta primeira Irmandade do Divino Espírito Santo de Mississauga.
No entanto esta organização sem fundos lucatrivos decidiu angariar algum dinheiro a favor da menina Maria, para a ajuda dos tratamentos no Hospital que esta crriança necessita e sua família e segundo foi-nos informado pelo presidente Dinarte Teves, a Irmandade decidi doar 5 mil dólares que será entregues para fundação em nome de Maria.
Mais uma vez a nossa comunidade luso-canadiana deram as mãos a favor de uma justa causa, porque nunca sabemos quando o infortunio da doença bate á nossa porta e foi o que aconteceu com a a criança Maria, que necessita da ajuda da comunidade para poder ser tratata no Hospital contra a grave doença que foi dianosticada. O montante da despeza é grande e a família não tem dinheiro para os tratamentos.
 Quanto ao B.B.Q. que se realizou no sábado de chuva nas instalações da igreja de São José dos Portugueses em Oakville debaixo do alpendre nas imidiações, foi de convívio e boa disposição e ao mesmo tempo de agradecimento entre todas as familias do dever cumprido, que de uma maneira ou de outra contribuiram com o seu trabalho voluntário para o sucesso das festas realizadas por esta irmandade ao longo do ano e em especial pela altura da festa do Divini Espírito Santo.
A última festa este ano organizada pelo PCIM, no seu calendário será realizada em Novembro no dia 5 com o ‘’Baile de São Martinho’’ que terá a animação e serão dançante a cargo da música de Tony Câmara e os seu conjunto Os Sonhos, que será no salão de St. John’s Hall no 2185 Stavebank em Mississauga.
JGS
Direção Executiva do PCIM:
Presidente: Dinarte Teves
Vice-Pres: Gilberto Pereira
1ª. Secretária: Sandra Teves
2ª. Tesoureira: Lucia Melo
1º. Tesoureiro: António da Mota
Diretor da sala: António Costa
Conselho Fiscal:
Presidente: Carlos Melo
Vice Presidente: Alcides Pimentel
Secretário: João Santos
Relações Públicas:
Sandra Teves, Kelly Tavares e Lucia Santos.

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Museu Carlos Machado reabriu ao público em P. Delgada

Sede do museu mais antigo dos Açores reabre após dez anos fechada
A sede do Museu Carlos Machado, o mais antigo dos Açores, reabriu hoje ao público, em Ponta Delgada, após dez anos de encerramento para obras de requalificação, cuja primeira fase custou 900 mil euros.    
O diretor do museu, em Ponta Delgada, na ilha de São Miguel, explicou que o espaço, denominado Núcleo de Santo André, reabre com dois circuitos, um para valorizar a memória do convento, e outro relativo à História Natural.
“O museu vai privilegiar a História Natural, a coleção fundadora, e a memória do convento, que inclui a igreja, os coros alto e baixo, os parlatórios, a antiga portaria e os claustros”, afirmou Duarte Melo, adiantando que o espaço se apresenta com uma “museografia renovada”.
Na cerimónia de reabertura, o secretário regional da Educação e Cultura, Avelino Meneses, declarou-se “particularmente feliz” com o momento, referindo que esta primeira fase de trabalhos “não foi muito longa em si”.
“O que aconteceu aqui foram problemas de natureza administrativa e burocrática que obrigaram a um adiamento sucessivo do arranque da obra que, depois, foi relativamente curta”, declarou Avelino Meneses, considerando que, “neste momento, não importa muito olhar para trás”, mas antes “utilizar as experiências do passado no entendimento do presente e, sobretudo, na projeção do futuro”.
Sobre a segunda fase da requalificação, o governante adiantou que será para desenvolver na próxima legislatura e terá um custo na ordem dos quatro milhões de euros.
“É o museu mais antigo dos Açores, dos mais importantes dos Açores”, adiantou o secretário regional, adiantando que a política museológica no arquipélago “é criar uma unidade museológica em cada uma” das nove ilhas, “independentemente de essa unidade poder ter um ou mais polos”.
Segundo Avelino Meneses, “esse objetivo aproxima-se do seu fim, porque, finalmente, com a implementação do projeto do Ecomuseu do Corvo”, a região tem “já em vista a existência dessa tal unidade museológica em cada uma das ilhas”.
A segunda fase dos trabalhos de requalificação da sede do Museu Carlos Machado contempla o jardim e o edifício das reservas.
Carlos Machado (1828-1901) foi médico e naturalista açoriano que fundou em 1880 o Museu Açoreano. O espaço passou, em 1914, a designar-se Museu Carlos Machado, em homenagem ao seu fundador.
Este museu possui atualmente mais núcleos na cidade de Ponta Delgada, o de Santa Bárbara, num antigo convento, e o de Arte Sacra, na Igreja do Colégio dos Jesuítas.
Lusa/AO/MN

Azores Airlines conta ter em 2020 quatro aviões "A321neo"

Companhia aérea SATA recebe primeiro avião A321neo em 2017
A Azores Airlines, empresa do grupo SATA que faz as ligações para o exterior do arquipélago dos Açores, conta ter em 2020 quatro aviões "A321neo" a operar, sendo que o primeiro chega em 2017, numa operação de "leasing" cujo valor não foi revelado.    
“Isto é um processo de ‘leasing’. Nós não vamos adquirir aviões. Tem um custo como todos os ‘leasings’. Não vou falar em números, porque neste momento há um negócio enorme à volta deste tipo de aviões”, afirmou o presidente do conselho de administração da SATA, Paulo Menezes, numa conferência de imprensa, em Ponta Delgada, ilha de São Miguel, para apresentar o novo plano operacional da Azores Airlines.
O documento, desenvolvido por um grupo de quadros da SATA desde março, com apoio de consultores externos, concluiu que os aviões ‘A321neo’ da Airbus, com capacidade para 184 ou 190 lugares, “cumprem as necessidades da rede da SATA de forma eficiente”.
“À medida que forem entrando os ‘321’, vão saindo os correspondentes ‘310’. O ‘330’ vai continuar em operação”, adiantou Paulo Menezes, destacando que, “em termos de custos de manutenção e operacionais”, as novas aeronaves apresentam “uma solução bastante mais económica”.
Na conferência de imprensa, onde estiveram os vice-presidentes da Airbus, Peter Bennett, e da Air Lease Corporation, Marc Baer, o responsável da SATA assumiu que a alteração da frota para os ‘A321neo’ teve por base os impactos causados nas contas da empresa com a anterior escolha dos ‘A330’ para viagens de longo curso.
“[O ‘A330’] tinha sido previsto para 2015 e só entrou em operação em final de março de 2016 e estava a ter implicações nas contas da empresa. Sentimos necessidade de reavaliar a nossa frota”, disse Paulo Menezes, acrescentando que várias companhias que operam a nível mundial estão a optar pelos novos aviões da Airbus “porque permitem reduzir custos operacionais”.
A escolha dos ‘A330’ foi tomada pela anterior administração da SATA, liderada por Luís Parreirão, suportada por um estudo técnico-operacional, mas foi contestada por outro ex-presidente, António Cansado, que considerou uma "asneira" a renovação da frota de longo curso para os ‘A330’, dizendo que era "o empurrão que faltava" para a empresa cair "no precipício".
Presentemente, a frota da Azores Airlines é composta por um avião ‘A330’, três ‘A310’ e três ‘A320’.
Lusa/MN