quinta-feira, 30 de junho de 2016

II Liga: Santa Clara apresenta mais dois reforços

Berny Burke e Pineda no Santa Clara 2016/17
Dois internacionais sul-americanos apresentados ao trabalho no primeiro dia da época
Pineda é um extremo, com 20 anos de idade, internacional por El Salvador, vem do Tigres do México por emprestimo.
Berny Burke é um médio ofensivo, também com 20 anos, também internacional, pela Costa Rica, onde jogava no Santos F. C. daquele país: foi contratado pelo Santa Clara por dois anos.

Sejam bem vindo aos Açores e que tudo corra pelo melhor no Santa Clara.
CDSC

13ª edição - Festas do Divino Espírito Santo de Ponta Delgada

PROGRAMA DAS FESTAS DO DIVINO ESPÍRITO SANTO DE PONTA DELGADA
Grandes Festas do Divino Espírito Santo de Ponta Delgada realizam-se de 7 a 10 de julho com algumas alterações relativamente a anos anteriores.
A 13ª edição das Grandes Festas do Divino Espírito Santo de Ponta Delgada realizam-se de 7 a 10 de julho e o respetivo programa foi hoje apresentado, em conferência de Imprensa.
Depois da apresentação do programa, feita pelo Diretor-geral do Coliseu Micaelense, Miguel Brilhante, o Presidente da Câmara de Ponta Delgada classificou estas festividades como sendo o “caráter de demonstração da açorianidade”.
“Em boa hora, a Região escolheu o Dia do Espírito Santo como o Dia da Região Autónoma dos Açores. As Grandes Festas do Espírito Santo de Ponta Delgada são o caráter de demonstração da açorianidade. Esta é a Festa da açorianidade” – acentuou, destacando a importância das mesmas para a Diáspora açoriana e até mesmo como evento âncora em termos turísticos, além do que é demonstrativa da verdadeira identidade do povo açoriano.
Na qualidade de “Mordomo” das Festas, José Manuel Bolieiro sublinhou e agradeceu aos restantes membros voluntários da Mordomia, que são os funcionários da Autarquia, os apoios de várias entidades, sem as quais não seria possível a realização das Festas, como a Associação Agrícola de São Miguel,  a Unileite, a INSCO, a Salsiçor e a Melo Abreu, entre muitos outros.
Destacou também a colaboração das várias entidades, que todos os anos colaboram na organização das Festas, coordenadas pelo Vereador Pedro Furtado, nomeadamente Associação de Guias de Portugal, Corpo Nacional de Escutas, Associação de Escoteiros de Portugal, Grupo de Senhoras das Feteiras, Relva e Fenais da Luz, Coral de São José, Mercado da Graça e todas as Juntas de Freguesia e Mordomias do concelho de Ponta Delgada.
Não deixou de evidenciar a valorização da religiosidade do popular do concelho, sendo estas “as festas do povo, para o povo e para o povo” e, paralelamente, da divulgação e da partilha das nossas tradições.
As XIII Festas do Espírito Santo de Ponta Delgada, que todos os anos se realizam no segundo fim de semana de julho (em 2017, serão de 6 a 9 de julho) serão constituídas por 24 iniciativas durante quatro dias, num total de mais de 1.400 horas de preparação.
CURIOSIDADES DAS FESTAS
Como habitualmente acontece, deste há 13 anos a esta parte, o Quarto do Espírito Santo é um dos símbolos maiores destas festas, visitado por milhares de pessoas. Este ano, contará com 85 coroas e 85 bandeiras.
Quanto à distribuição de Pensões, este ano irá abranger 38 instituições particulares de solidariedade social (cerca de 20 a 30 kg de carne por pensão).
Também à semelhança do que acontece todos os anos, serão distribuídas 13.000 sopas, as quais são confecionadas com 600 pães, 2.500 kg de carne, 600 repolhos, 10 sacas de cebolas, entre muitos outros ingredientes.
Já o Arroz Doce (13.000 doses), será confecionado com 300 kg de arroz e 300 kg de açúcar, 300 limões e 300 dúzias de ovos (3.600 ovos), 400 pacotes de manteiga, 1.000 litros de leite e 8 kg de canela.
Entretanto, o cortejo integrará 1.250 figurantes (uma média de 45 pessoas por freguesia), quatro grupos folclóricos e 14 folias. No cortejo, estarão 60 carros alegóricos e 35 carros de bois.
NOVIDADES EM 2016
Em 2016, a organização introduziu algumas novidades, por exemplo no sistema de distribuição das Sopas, as quais servidas nas barracas, servidas pelos escoteiros. Serão criadas 8 filas sinalizadas na área do Campo de São Francisco. No sábado das Sopas, a Coroa do Espírito Santo ficará no Coreto do Campo, onde será criado o Triato do Espírito Santo.
Há a destacar a transmissão em direto do Cortejo Etnográfico e da Missa na RTP/Açores, RTP1 e RTP/Internacional, a transmissão em Livestream, a divulgação no Aeroporto de Ponta Delgada (carro alegórico e traje de Folião), impressão de 4.000 programas (versão bilingue) e a publicação de Fotos no Facebook da CMPD.
PROGRAMA DAS FESTAS DO DIVINO ESPÍRITO SANTO DE PONTA DELGADA
Quinta, 07 de Julho
Às 20h30, terá lugar a abertura da Exposição Fotográfica de Rua “Divino em Objetiva” promovida pela AFAA, no Lado Norte da Matriz; 21h00, a Conferência Inaugural “O Espírito Santo: da Teologia à Devoção”, proferida por D. João Lavrador, Bispo de Angra e Ilhas dos Açores, na Igreja Matriz de São Sebastião; 22h00, Concerto Inaugural com Coros da Classe de Canto com Ana Paula Andrade (órgão), do Conservatório Regional de Ponta Delgada, no mesmo templo.
Sexta, 8 de Julho
Às 20h00, terá lugar a Mudança da Bandeira do Divino Espírito Santo, acompanhada pela Banda Minerva, dos Ginetes, do Centro Municipal de Cultura para os Paços do Concelho; desfile da Charanga dos Bombeiros, na Praça do Município; abertura do Quarto do Espírito Santo, no Salão Nobre dos Paços do Concelho; Concurso de Massa Sovada (júri convidado: Confraria dos Gastrónomos dos Açores), no edifício dos Paços do Concelho; Bênção da Despensa do Espírito Santo, na tenda da Praça Gonçalo Velho; arrematação da massa e do pão, na tenda da Praça Gonçalo Velho; abertura dos Quiosques de Solidariedade Social, no Lado Sul da Igreja da Matriz; abertura do Bazar de Artesanato dos Centros de Idosos do Concelho, no Lado Sul da Igreja da Matriz; Concerto pela Banda Minerva (Ginetes), no Palco da Praça do Município, a partir das 22h30-
Sábado, 9 de Julho
Às 09h00, terá lugar a distribuição das pensões pelas Instituições Particulares de Solidariedade Social; 11h30, chegada da Coroa ao Triato do Espírito Santo ao Campo de São Francisco (Coreto); 12h00, partilha popular das Sopas do Espírito Santo, no mesmo espaço; 15h00, Cortejo Etnográfico das 24 freguesias do Concelho, na Avenida Infante D. Henrique; 19h30, Recitação do Terço Cantado (Quarto do Espírito Santo, no Salão Nobre); 21h00, atuação do Grupo de Folias do Espírito Santo, no Coreto das Portas da Cidade; 22h00; Grupo Cultural e Recreativo Domingos Rebelo, no Palco da Praça do Município.
Domingo, 10 de Julho
Às 09h30, terá lugar a Missa da Coroação, animada pelo Coral de São Sebastião, no Largo da Matriz; 11h00, Bodo de Leite, nas Portas da Cidade; 16h00, Grande Coroação dos Impérios do Concelho (o percurso será diferente e o cortejo vai do Campo de S. Francisco, passando Rua Luís Soares de Sousa, Largo Dr. Manuel Carreiro, Avenida Infante D. Henrique, Rua da Fonte, Rua Ernesto do Canto, Rua dos Mercadores, Praça do Município; 20h30, Cantigas ao Desafio, no Coreto das Portas da Cidade; 22h00, Banda 8, na Palco da Praça do Município.
CMPD

Ponta Delgada é o destino mais pesquisado pelos portugueses

Segundo o site Marketeer, Ponta Delgada é  o destino mais pesquisado pelos portugueses
Os meses de Verão são tipicamente de férias e para os portugueses o destino ideal é Ponta Delgada.
A cidade açoriana foi a mais pesquisada na plataforma Momondo relativamente a viagens para os próximos meses de Julho e Agosto. O destino seguinte dentro de Portugal (e com aeroporto, já que a Momondo agrega viagens de avião) é o Funchal, em quarto lugar na lista das cidades mais pesquisadas.
No top 10 dos destinos mais procurados está ainda Londres, em segundo lugar, seguida de Barcelona. Paris fecha as primeiras cinco posições, à frente de Roma, Palma de Maiorca, Amesterdão, Banguecoque e Nova Iorque.
Miguel Gallo, head of Markets na Momondo, sublinha que «com excepção de Banguecoque e Nova Iorque, destinos que representam voos com um preço mais elevado, os viajantes portugueses procuram maioritariamente destinos domésticos e europeus para os quais as companhias aéreas low cost disponibilizam voos a preços muito atractivos».
Top 10 – destinos mais pesquisados
1 – Ponta Delgada
2 – Londres
3 – Barcelona
4 – Funchal
5 – Paris
6 – Roma
7 – Palma de Maiorca
8 – Amesterdão
9 – Banguecoque
10 – Nova Iorque
 
Foto: JGSilva


Ribeira Grande comemora 35 anos de elevação a cidade

Alexandre Gaudêncio quer que a Ribeira Grande “agarre o turismo como um rumo a seguir
“Somos o  Conselho com maior Potencial de  Crescimento Económico da  Região” afirma Gaudêncio
Alexandre Gaudêncio quer que a Ribeira Grande “agarre o turismo como um rumo a seguir porque é um setor em expansão e multiplicador nos outros setores da economia local, para além de que a aposta no turismo irá trazer benefícios para o concelho.”
Palavras proferidas pelo presidente da Câmara da Ribeira Grande na sessão solene comemorativa dos 35 anos de elevação da Ribeira Grande a cidade, realizada no Teatro Ribeiragrandense. Contudo, o autarca não pretende que o caminho seja trilhado de uma forma desenfreada.
“Devemos aprender com os erros dos outros e não partir para o caminho do investimento desenfreado. Devemos, isso sim, especializar-nos naquilo que somos únicos e assumir a bandeira do turismo sustentável”, defendeu.
Alexandre Gaudêncio lembrou, a propósito, que “os dados que temos disponíveis indicam-nos que as pessoas procuram-nos pela nossa natureza, pelo património arquitetónico e por termos as únicas plantações de chá na Europa”, especificou, vincando que “agora há que capitalizar ao máximo essas mais-valias e criarmos valores acrescentado em torno destes aspetos.”
“A nossa estratégia de promoção e divulgação das nossas potencialidades tem contribuído para tal, conciliando ainda uma dinâmica cultural que possa permitir fixar o máximo de tempo possível as pessoas no nosso concelho”, disse.
E todo o trabalho que tem sido desenvolvido “começa a dar frutos, seja através do número de licenças para alojamento local que, por exemplo, em 2015 aumentaram 300% em relação ao ano anterior, seja com o interesse de muitos privados em quererem investir na Ribeira Grande”, acrescentou.
A atração de novos investimentos “cria postos de trabalho e gera dinâmica à economia local” pelo que, por esta altura, Alexandre Gaudêncio não tem dúvidas: “Somos o concelho com maior potencial de crescimento económico da região, fruto da nossa riqueza paisagística mas, também, devido aos recursos endógenos que temos para oferecer e que podem ser melhor aproveitados para fins turísticos”.
Na sessão solene foram homenageados com a Medalha de Honra do Município os advogados Victor Borges da Ponte e Eduardo da Silva Vieira, o empresário Dinarte Ferreira Miranda, o bancário José Maria Cabral Teixeira e o médico António Crispim Almeida Borges da Ponte.
Alexandre Gaudêncio destacou as “qualidades humanas dos homenageados que revelaram responsabilidade e sentido de serviço público em órgãos autárquicos”, vincando em que nesta ocasião importa “honrar todos aqueles que lutaram contra tudo e contra todos para fazer da sua terra um local melhor para se viver.”
CMRG

''Angra em Festa 2016'':

''Angra em Festa 2016'' 
 Programa de Animação Cultural de Verão em Angra do Heroísmo na ilha Terceira
O programa de animação Cultural de Verão “Angra em Festa 2016”, desenvolvido para dar vida ao centro histórico de Angra do Heroísmo durante os meses de julho, agosto e setembro arranca este fim de semana, estando calendarizado para sábado, dia 2 de julho, o “Angra City Sounds”,que se realiza no alto da Memória.
O Angra City Sounds surge inspirado na oportunidade de levar eventos musicais e artes, aos locais icónicos das cidades como é o caso da Memória, onde se poderá aproveitar o ambiente descontraído e gozar da deslumbrante vista sobre a cidade e a sua baía, numa esplanada montada para o efeito, enquanto desfruta de sons que vão variar entre o Pop/Rock/Blues e o Chill-Out/Deep House.
A acompanhar a animação musical estarão também presentes artesãos locais, tais como a Benditos Pormenores, Aida Silva, Adelina Aguiar, Filomena Silveira e Mariza Quadros.
O Angra em Festa, que decorrerá até 24 de setembro, conta com uma programação rica e diversificada, desde os espetáculos musicais, ao cinema ao ar livre, no Jardim Público Duque da Terceira, às quartas-feiras à noite, com o mote “Leva os Teus Pais ao Cinema” e “Recordar Manoel de Oliveira”, onde serão exibidos filmes dedicados aos mais novos como “Aniki Bóbó” e “Zootropolis” e filmes do aclamado realizador Português Manoel de Oliveira, como “Vale Abraão” e “A Vã Glória de Mandar”.
De acordo com a Vereadora Raquel Caetano Ferreira: “A edição de 2016 conta ainda com eventos que tiveram enorme sucesso no ano passado, como é o caso do Angra Colour Fest e da Noite Branca, sendo que este ano surge como novidade, a inclusão de Grupos Folclóricos e Filarmónicas na animação musical das principais praças da nossa cidade”.
A Vereadora da Cultura de Angra do Heroísmo realçou ainda que: “É um objetivo do Município Angrense, proporcionar um programa de animação diversificado e com qualidade, contribuindo de forma ativa para que Angra se encha de animação durante os meses de verão dando vida à cidade, promovendo assim uma excelente alternativa para as noites dos meses de julho, agosto e setembro, quer para quem nos visita quer para os munícipes angrenses.”
Câmara Municipal de Angra do Heroísmo

quarta-feira, 29 de junho de 2016

Brampton: Paróquia de N.S. Fátima festejou o São João

Festa do Império de São João das Crianças em Brampton
A paróquia de Nossa Senhora de Fátima em Brampton esteve novamemente em festa nos dias 23 a 26 de Junho, para celebrar pelo terceiro ano consecutive as festividades Joaninas de 2016.
No passado fim-de-semana, a Associação do Império de São João das Crianças da paróquia de Nossa Senhora de Fátima em Brampton realizou no passado fim-de-semana a festa em honra de São João Baptista «Império das Crianças», que teve início, na quinta-feira dia 23 com celebração da Missa e reza do Terço no salão da igreja.
Na sexta-feira, dia 24, no final da tarde, houve Missa, e no salão paroquial, Benção e distribuição das Pensões a todos os I rmãos da Mordomia presentes.
No sábado, dia 25, continuou a distribuição das Pensões ao domicilio e aos doentes, durante a tarde, foi servida uma refeição de carne guisada , sendo no final da tarde, após a Missa, servida aos demais Irmãos da Modomia, em Honra de São João e Divino Espírito Santo. 
Durante o serão houve entertenimento para todos os presentes, começando com a entrada do grupo da Marcha de São João, seguindo-se os artistas: Paulinho do Minho com a sua concertina e do cantor d nossa comunidade Décio Gonçalves, que animou e convidou todos a dançar na pista com um bom número de pessoas. Música por D.J. deu continuidade ao serão dançante.
No domingo, dia 26, ao meio-dia e quinze foi celebrada a Missa e coroadas as crianças, tendo sido o Mordomo deste ano o menino  Nicholas Medeiros que estava acompanhado pelos seus pais: Liz e Mike Medeiros notando-se também nesta importante cerimónia religiosa a presence dos seus avós.
Depois das cerimónias religiosas na igreja, realizou-se a procissão de São João Baptista, padroeiro da festa saindo da igreja em redor do parque, notando-se também  mais alguns andores enfeitados a rigor com as imagens de: São Pedro, Santo António, Coração de Jesus e de Maria tendo sido acompanhados pelos acordes da Banda Lira de Nossa Senhora de Fátima de Toronto.
Durante a tarde, no salão houve entertenimento para todos com o grupo paroquial de marchas de São João, e muita música para dançar pelo «D.J.», comes e bebes, bazar, arrematações e soreteio.
No final da noite, ao realizar-se o sorteio do novo mordomo/ a Brian Costa que tirou o talão da caixa entregou-o ao Rev. Pe. André Chilmon (Pároco local) que então leu o nome nomeando assim  para Mordoma da Mordomia 2017 a menina Júlia Pacheco.
Pelo sucesso alcançado, parabéns à Associação do Império de São João das Crianças de Brampton, liderado por: Orlando Carreiro (presidente), Mena e Jesse Arruda, Fátima e Emanuel de Paiva e Cecília e Jorge Barbosa.
Bem Hajam!
- João G. Silva. 

terça-feira, 28 de junho de 2016

Retorno superior a 14 ME do SATA Rallye Açores 2015

Retorno superior a 14 ME do SATA Rallye Açores 2015 “demonstra bem” o impacto da prova na Região
Secretário Regional do Turismo e Transportes destacou a enorme importância que tem para a Região uma prova como o SATA Rallye Açores, agora denominado Azores Airlines Rallye.
Vítor Fraga, que falava na apresentação do estudo do impacto económico da 50ª edição desta prova, realizada no ano passado, salientou que o rali “cumpre na íntegra” os objetivos definidos.
Por outro lado, salientou que “também se verifica que a consolidação de eventos, tal como temos vindo a afirmar ao longo do tempo, é fundamental, para maximizar o retorno”.
O Governo dos Açores continua, assim, a acreditar que “a conquista de notoriedade do destino Açores passa, indubitavelmente, pela organização na Região de eventos de grande envergadura como este, que trazem milhares de pessoas e que envolvem uma exposição mediática de uma dimensão internacional impar e sem precedentes no nosso arquipélago”, frisou o titular da pasta do Turismo.
Para o Secretário Regional, a visibilidade que o destino tem vindo a alcançar com a realização no arquipélago de grandes eventos de dimensão internacional, “cada vez mais se traduz no efeito multiplicador e facilitador do lado da procura, ao nível da captação de fluxos turísticos”.
Nesse sentido, salientou que com a organização de eventos como o Azores Airlines Rallye, o Azores Ultra Trail Run, o Red Bull Cliff Diving, o encontro internacional de Canyoning, a Formula Windsurfing World Championship, o Azores Airlines Pro Surf, o VISSLA World Surfing Championship ou o Azores MTB World Marathon, entre muitos outros, “que põem em destaque no exterior os produtos que integram esta identidade turística e que têm tido imensa adesão e projeção internacional, os níveis de notoriedade dos Açores nos mercados externos, como destino de turismo ativo, de aventura, em contato com a natureza, têm vindo a aumentar extraordinariamente”.
Vítor Fraga referiu ainda que o SATA Rallye Açores “contribuiu para que 2015 fosse também o melhor ano de sempre no turismo dos Açores”.
Para o Secretário Regional do Turismo e Transportes, a estratégia de considerar os eventos como “elementos fundamentais numa estratégia de promoção e captação de fluxos turísticos”, conjugada com o reposicionamento do destino e com a aposta nos mercados prioritários, nomeadamente dos EUA e Canadá, bem como a comunicação direta com o cliente final, a realização de campanhas específicas com operadores nos principais mercados emissores e a implementação do novo modelo de acessibilidades à Região “levaram a que, no período de 2012 a 2015, considerado como período histórico a nível nacional, na Região, e considerando apenas a hotelaria tradicional, a taxa de crescimento das dormidas tenha sido 10 pontos percentuais superiores à taxa de crescimento nacional”.
Gacs/HB/MN

Avelino Meneses anunciou novo ano lectivo nos Açores

Ano lectivo 2016/2017 arranca nos Açores a 14 de Setembro
O Secretário Regional da Educação e Cultura anunciou em Angra do Heroísmo, que o ano lectivo 2016/2017 vai arrancar a 14 de Setembro nos Açores, com o Dia do ProSucesso, iniciando-se as aulas no dia seguinte.
Avelino Meneses, que falava no início da reunião da Comissão Permanente das Unidades Orgânica do Ensino Público, a última deste órgão na presente Legislatura, salientou que a parte final do próximo ano lectivo terá, no entanto, de “refletir necessariamente as opções nacionais”, dada “a obrigatoriedade” de seguimento do calendário nacional, “devido à realização de exames e de provas de aferição”.
O titular da pasta da Educação realçou, por outro lado, relativamente ao ano lectivo que agora termina, o “esforço” do Governo dos Açores em dotar as escolas de “mais recursos humanos” e de “mais condições”, numa altura em que se regista um “decréscimo” do número de alunos e o “acréscimo do número de professores, em mais 276”.
Este reforço de meios visou reforçar, segundo Avelino Meneses, aquilo que é considerado “essencial”, nomeadamente “o pré-escolar, o primeiro ciclo, a educação especial e as disciplinas estruturantes, no caso o Português e a Matemática”.
O Secretário Regional da Educação e Cultura adiantou que, em matéria de combate ao insucesso escolar, a retenção “é a medida mais cara e menos eficaz” e, nos Açores, no âmbito da implementação do ProSucesso, foi ensaiada no ano lectivo 2015/2016 uma solução “que pode ajudar a contornar este problema”, acrescentando que se trata “do desvio de verbas para a melhoria do sistema de apoio aos alunos”.
“Quanto mais cedo melhor, para que a dificuldade precoce não se converta em dificuldade estrutural, para que a transição de ano seja necessariamente acompanhada de progressão das aprendizagens”, frisou Avelino Meneses.
Estas apostas, acrescentou, assentam na estratégia delineada no ProSucesso – Açores pela Educação, programa de promoção do sucesso escolar, que constitui “um dos mais importantes desafios para o futuro nas nossas ilhas” e que, pelas suas diversas implicações, deve ser transformado em “projecto verdadeiramente colectivo”.
Nessa medida, o Secretário Regional da Educação e Cultura reafirmou a urgência de construir “um pacto para a educação” que “ponha cobro a tantas e tantas mudanças de circunstância”, colocando o sistema educativo “a coberto das investidas ideológicas colectivas e dos preconceitos e das quezílias pessoais”.
“Importa que as mudanças estruturais do sistema educativo ocorram a espaços mais latos, porque o tempo pedagógico é substancialmente mais longo do que o tempo político”, afirmou.
A Comissão Permanente das Unidades Orgânicas do Ensino Público, além de um balanço provisório sobre a implementação do ProSucesso no ano lectivo de 2015/2016, vai analisar outros aspectos ligados à educação nos Açores, nomeadamente o lançamento do próximo ano lectivo.

XIII Grandes Festas do Divino Espírito Santo de Ponta Delgada

Iniciativa decorre entre 8 e 10 de julho na maior cidade açoriana
Ponta Delgada prepara-se para acolher XIII edição das Grandes Festas do Divino Espírito Santo
As XIII Grandes Festas do Divino Espírito Santo de Ponta Delgada, iniciativa da Câmara Municipal, vão decorrer 7 a 10 de julho e contam com a participação do bispo de Angra que irá proferir no dia 7 a habitual conferência de abertura na Igreja Matriz de São Sebastião.
“Cultura e fé: dois frutos do Espírito Santo” é o tema da comunicação que D. João Lavrador fará na abertura das Grandes Festas que atraem a Ponta Delgada muitos emigrantes da diáspora.
Neste momento, a autarquia presidida por José Manuel Bolieiro está a elaborar um vasto programa cultural para a XIII edição das Grandes Festas do Divino de Ponta Delgada que, como já é tradição, vai contar com a bênção da despensa nas Portas da Cidade, a procissão da mudança da bandeira, as Sopas no Campo de São Francisco, o cortejo etnográfico, a missa campal, o bodo de leite e a coroação.
Ao manter estas grandes festividades, que reúnem todos os impérios das 24 freguesias, a Câmara presidida por José Bolieiro procura fidelizar o culto ao Divino Espírito Santo, que une todas as ilhas e todos os emigrantes açorianos, e mantém a história, uma vez que, a cada ano da sua realização, a autarquia procura recuperar e valorizar esta tradição secular.
Fonte: Igreja Açores

Cidadãos portugueses, foram vítimas de ataques racistas

Portugueses entre estrangeiros vítimas de ataques racistas após referendo no Reino Unido
Cidadãos estrangeiros, incluindo portugueses, foram vítimas de ataques racistas no Reino Unido após o referendo que determinou a saída da União Europeia, tendo as autoridades registado mais 57 por cento de queixas de crimes de ódio desde sexta-feira.    
Os incidentes aconteceram em Londres, País de Gales ou Norfolk, disseram à agência Lusa vários membros da comunidade portuguesa, que acrescentaram que nem todos são divulgados por receio de reprovação ou represálias.
Em Londres, Fátima Lourenço ainda está abalada com o que aconteceu na passada sexta-feira, quando um grupo de jovens com idades entre os 18 e os 20 anos lhe cuspiu na cara e agrediu na rua com uma bandeira inglesa.
"Houve pessoas que reagiram, que lhes chamaram nomes e vieram pedir desculpa. Eu não estava à espera, senti-me humilhada e tive de chorar para desabafar", contou à Lusa.
O relato, que começou por fazer nas redes sociais, atraiu críticas de compatriotas, mas Fátima Lourenço, que faz trabalho doméstico e vive no Reino Unido há 13 anos, explica que só o fez para partilhar a experiência e para deixar o alerta para outros.
"Não acontece só a nós, o meu companheiro trabalha com polacos e eles também disseram que foram insultados", acrescentou.
Iolanda Banu Viegas, conselheira das Comunidades Portuguesas em Wrexham, no País de Gales, confirma bastantes situações semelhantes, nomeadamente de comentários maldosos de colegas nos locais de trabalho ou de abuso verbal junto a estabelecimentos portugueses naquela cidade.
"Só num dia vi vários casos de pessoas a chegar perto e a gritar 'vão-se embora'. São provocações", lamentou a portuguesa, que também trabalha para uma agência galesa de combate à discriminação para incentivar as pessoas a fazerem queixas formais.
Não foi o que aconteceu com Cláudia Martins, motorista de autocarro em Wrexham, que se sentiu hostilizada no posto de correios local, onde foi pedir informação sobre o pedido de cartão de residência que o governo português aconselhou a pedir.
"O senhor olhou para mim, disse que não era ali que se fazia e riu-se para o colega. Senti-me mal. Mas, como faço sempre o mesmo serviço de autocarro, também tive pessoas a trazerem-me flores e chocolates e a dizerem-me que fique", disse.
Em Thetford, na região de Norfolk, na costa leste de Inglaterra, Joe Barreto, fundador da organizão sem fins lucrativos Simple, confirma que ele próprio também foi vítima de um episódio de xenofobia.
"Um carro parou junto à minha família, cuspiu-nos e insultou-nos. Fiz queixa à polícia, mas muitos portugueses aqui não querem falar por medo de represálias", revelou à Lusa.
Um emigrante português descreveu que o chefe o agrediu fisicamente, mas que nenhuma das testemunhas o defendeu e por isso não oficializou a queixa, e outros têm sido alvo de abusos verbais.
"Já há pessoas a prepararem-se para voltar para Portugal devido ao que estão ao passar e com receio do que se avizinha", afirma Joe Barreto.
O conselheiro das Comunidades Portuguesas António Cunha e o vereador de Stockwell, no sul de Londres, Guilherme Rosa, confirmam ter conhecimentos de mais casos na região da capital britânica, nomeadamente através das redes sociais, nos dias após o referendo.
Porém, Cunha que vinca os portugueses não são alvo em particular deste tipo de incidentes e que não há "razão para alarme".
Nem a Embaixada nem o Consulado portugueses de Londres receberam denúncias oficiais de ataques a portugueses, e a polícia britânica também não confirmou casos específicos nacionais.
Porém, o site de denúncia de crimes de ódio (que incluem discriminação racial, religiosa ou sexual) True Vision registou mais 57% de casos entre quinta-feira e domingo relativamente ao mês anterior.
Mesmo com a ressalva de que esta não é uma confirmação de um aumento deste tipo de crimes, a polícia disse estar a "trabalhar em proximidade com as comunidades para manter a unidade e tolerância e evitar qualquer tipo de crime de ódio ou abuso na sequência do referendo" à permanência britânica na UE.
No Parlamento, na segunda-feira, o primeiro-ministro David Cameron qualificou as situações relatadas na comunicação social britânica, nomeadamente contra polacos em Londres e perto de Cambridge, como desprezíveis e valorizou o contributo dos estrangeiros para o país.
Mas Fátima Lourenço confessa ter receio de ser novamente confrontada, confiou à Lusa: "Vou continuar aqui, mas vou estar alerta. Adoro vestir a camisola da seleção nos dias dos jogos [de futebol], mas agora vou pensar duas vezes", admitiu.
Lusa

Líder do PS/Açores afirma hoje que se recandidata a presidente do Governo Regional

Vasco Cordeiro recandidata-se ao Governo dos Açores para fazer o que falta ser feito
O líder do PS/Açores afirmou hoje que se recandidata a presidente do Governo Regional para fazer o que falta ser feito e desafiou os jovens a serem parte do combate por uma região cada vez mais desenvolvida.    
“Apresento-me hoje aqui, perante vós e perante as açorianas e os açorianos, não só pelo muito que foi feito, apresento-me perante vós para fazer o que ainda falta ser feito”, disse Vasco Cordeiro, no Teatro Micaelense, em Ponta Delgada, Açores.
Vasco Cordeiro discursava no dia em que passam 40 anos sobre as primeiras eleições legislativas regionais, na sessão de apresentação e entrega do contributo da sociedade civil para o Programa de Governo 2016-2020, documento no qual são elencados mais de 400 objetivos, estratégias e medidas.
Perante uma sala cheia, o dirigente socialista declarou se apresenta “não porque nestes quatro anos” se reduziu a taxa de desemprego em mais de 30% ou por terem sido criados cerca de seis mil novos empregos.
“Apresento-me hoje aqui, desde logo, porque tenho a ambição de ajudar mais o açoriano que ainda está desempregado, o jovem que ambiciona o seu primeiro emprego, o açoriano que gostaria de ter um melhor emprego, mais seguro e melhor remunerado”, referiu Vasco Cordeiro.
Acrescentando que se apresenta “não porque nestes quatro anos” se conseguiu aumentar a taxa de conclusão do ensino básico em mais de 16% ou porque se reduziu em 15% a taxa de abandono escolar precoce”, o presidente do PS/Açores salientou que “tem a ambição de fazer mais e melhor pela educação e pela qualificação dos açorianos”.
“O que nos reúne aqui não é o facto de, nestes últimos quatro anos, termos conseguido aumentar em cerca de 20% o número de cirurgias ou o número de consultas disponibilizadas pelo nosso Serviço Regional de Saúde”, continuou Vasco Cordeiro, que quer dar “uma resposta mais rápida” aos que ainda aguardam em lista de espera uma cirurgia ou uma consulta médica.
Enumerando outras áreas que o executivo socialista desenvolveu nos últimos quatro anos, da solidariedade social à agricultura, das pescas às finanças públicas, o também presidente do Governo Regional apontou as dificuldades desta legislatura que colocou à prova a capacidade de a autonomia servir como instrumento para melhorar a vida da população, assim como a sua “capacidade de resistência e tenacidade”.
“Estes foram, na verdade, quatro anos desafiantes, mas mobilizadores, quatro anos intensos mas gratificantes, quatro anos exigentes, mas plenos de realizações”, declarou, expressando, agora que a região se prepara para um novo ciclo, com as próximas eleições regionais, um reconhecimento “aos verdadeiros obreiros da forma como, nos Açores”, se ultrapassou a “tempestade económica e social”.
Para Vasco Cordeiro, neste período, a forma como a região venceu e ultrapassou os desafios deveu-se, “de forma determinante, à capacidade de união, à solidariedade, ao esforço, ao trabalho e à confiança que, em diversos momentos”, a população, nos mais diversos setores de atividade, manifestou.
Segundo o líder do PS/Açores, nestes quatro anos, os Açores foram “capazes de privilegiar o essencial, trabalhando para preservar a estabilidade política como um bem comum, trabalhando para salvaguardar a paz social como um ativo enriquecedor” da sociedade açoriana.
Lusa

Copa América: Messi diz adeus à seleção da Argentina

Messi anuncia adeus à seleção Argentina
O jogador argentino Lionel Messi anunciou, no domingo, o seu adeus à seleção após perder uma nova final, desta feita, a da Copa América do Centenário diante do Chile em grandes penalidades.
"Para mim a seleção nacional acabou. Fiz tudo o que podia, dói não ser campeão", afirmou o capitão da formação alviceleste, de 29 anos, em declarações aos jornalistas, após a sua quarta derrota numa grande final com a Argentina.
A 'estrela' argentina, que voltou este ano a ser eleito o melhor jogador do Mundo, conquistando a Bola de Ouro pela quinta vez, explicou ter pensado na decisão no balneário e que chegou mesmo a hora de por um ponto final na seleção.
"Pensei muito no balneário, creio que a seleção terminou para mim. Lutei muito, tentei, são quatro finais e não consegui ganhar. Fiz todos os possíveis. Dói-me mais do que a qualquer outro, mas é claro que isto não é para mim", referiu.
O jogador acrescentou que desejava mais do que qualquer um vencer um título pela Argentina, mas que infelizmente isso não aconteceu e que já tinha pensado na saída, convencendo-se que ou seria agora, que venceria, ou já não o faria.
Em relação à grande penalidade falhada, Messi explicou que desta vez foi ele a errar, o que o deixou muito "triste", em lágrimas, sobretudo porque o seu penálti daria vantagem à Argentina, depois de os chilenos terem falhado primeiro.
O Chile venceu no domingo a Copa América do Centenário em futebol, ao voltar a ganhar, um ano depois, a Argentina no desempate por grandes penalidades, depois de 120 minutos sem golos. 
Após o triunfo de há um ano por 4-1, os chilenos venceram agora por 4-2, num desempate em que Lionel Messi foi um dos argentinos a falhar, reforçando a 'maldição' ao serviço da seleção argentina, com a quarta final perdida.
Lusa

segunda-feira, 27 de junho de 2016

Carvalhadas de São Pedro na Ribeira Seca da Ribeira Grande

Desfile das Cavalhadas volta a cumprir tradição em dia de São Pedro
O desfile das cavalhadas, um dos momentos mais aguardados das festas da Ribeira Grande regressa na quarta-feira, dia de São Pedro, com cerca de 150 cavaleiros a cumprirem uma tradição que se iniciou no século XVI.    
"Este ano, e como vem sendo habitual, a tradição secular inicia-se com a presença dos cavaleiros no Solar da Mafoma, pelas 11:00, onde serão avaliados por um júri de acordo com o regulamento municipal", seguindo-se, uma hora mais tarde, o desfile, informa a autarquia.
Segundo a Câmara da Ribeira Grande, os cavaleiros "cumprem uma promessa que, segundo rezam os costumes, são um agradecimento pelo facto de a Igreja de São Pedro -- localizada na freguesia de Ribeira Seca -- e respetiva imagem do santo padroeiro, terem ficado intactas durante a erupção vulcânica ocorrida no Pico do Sapateiro".
"Englobada na tradição estão as cavalhadas infantis, que se iniciam pelas 10:00 horas, que vão juntar cerca de meia centena de crianças, trajadas a rigor", acrescenta o município.
Lusa

Incêndio no trem de aterragem de um avião A320 da SATA

Incêndio no trem de aterragem de avião da SATA estacionado em Lisboa
Um incêndio no trem de aterragem de um avião A320 da transportadora aérea SATA deflagrou hoje quando a aeronave estava estacionada no aeroporto de Lisboa, situação resolvida pelos bombeiros sem causar problemas aos passageiros, disse o porta-voz da empresa.    
“Depois da aeronave estacionada, e quando os passageiros desembarcavam pela porta da frente, foi detetado um pequeno incêndio no hidráulico do trem [de aterragem]”, afirmou à agência Lusa António Portugal, porta-voz do grupo SATA, acrescentando que o fogo foi “prontamente apagado pelos bombeiros”.
António Portugal explicou que, “por razões de segurança”, foram acionadas as mangas nas portas traseiras do avião, que transportou esta manhã entre Ponta Delgada e Lisboa 165 passageiros, tendo chegado à capital portuguesa às 11:40.
O porta-voz da SATA referiu que, neste momento, estão a ser verificados pelos serviços de manutenção da companhia aérea “eventuais danos que possam existir no trem de aterragem”, pelo que a “explicação [para a situação] só será dada tecnicamente depois de analisadas as causas”.
Segundo António Portugal, os 165 passageiros “estão todos bem” e a ser “acompanhados pelo pessoal da SATA em Lisboa”.
Lusa

“Autonomia é instrumento privilegiado de afirmação da diáspora açoriana no mundo” afirmou Paulo Teves

Casa dos Açores do Rio de Janeiro vence Taça da Autonomia


Autonomia é instrumento privilegiado de afirmação da diáspora açoriana, afirma Diretor Regional das Comunidades
Rio de Janeiro , 26 de Junho de 2016
O Diretor Regional das Comunidades afirmou hoje, no Rio de Janeiro, que a “Autonomia também é um instrumento privilegiado de afirmação da diáspora açoriana no mundo”, através do qual muito se tem contribuído para o aprofundamento das dinâmicas socioculturais das sociedades onde os Açorianos se encontram estabelecidos.
Paulo Teves, que falava entrega de prémios da Taça da Autonomia – Torneio de Futsal entre as Casas dos Açores da América do Sul, destacou “o percurso destas instituições e de muitas outras, em várias partes do globo, como resultado da vontade dos Açorianos emigrados e dos seus descendentes que, mesmo fora do espaço insular, muito contribuem para a construção e progresso da Região”.
Nesse sentido, salientou que assumem “uma relevante importância na promoção do destino turístico, na divulgação das potencialidades do arquipélago e mesmo no relacionamento institucional e político entre os Açores e as províncias e estados de acolhimento”.
“Como indispensável ativo na valorização dos Açores e, consequentemente, de Portugal, o Governo Regional tem apoiado, através de uma estreita e permanente parceria, as dezenas de organizações comunitárias açorianas”, frisou Paulo Teves, acrescentando que esta cooperação “tem permitido à representação açoriana na diáspora uma adaptação e uma resposta, sobretudo, na divulgação dos Açores de hoje, divulgando as suas potencialidades nos mais diversos quadrantes e motivando a participação de jovens açordescendentes, com base no trabalho em prol da preservação da identidade açoriana”.
Paulo Teves, que entregou nesta cerimónia a Taça da Autonomia à Casa dos Açores do Rio de Janeiro, vencedora do torneio, manifestou a “satisfação do Governo dos Açores em estar presente nesta iniciativa”, destacando o “enorme simbolismo de celebrar 40 anos de Autonomia Açoriana fora do espaço arquipelágico, o que simboliza e reforça a ideia de que, onde houver um Açoriano, um açor descendente há, sem dúvida, Açores”.
O Diretor Regional das Comunidades salientou ainda que a realização desta competição, que reuniu muitos jovens açordescendentes, significa a “aposta do Executivo açoriano na promoção de uma política de maior aproximação aos Açores junto deste público específico”.
Nesse sentido, adiantou que o Curso de Formação Açores 2016, que juntará 16 jovens de diversas comunidades açorianas, em julho, nas ilhas Terceira, Graciosa, Santa Maria e São Miguel, integra um conjunto de ações consertadas com as diversas Casas dos Açores tendo em vista “proporcionar aos mais jovens um conhecimento mais aprofundado da realidade atual dos Açores”.
A Taça da Autonomia – Torneio de Futsal, contou com a participação de mais de três dezenas de atletas, representando as Casas dos Açores do Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, São Paulo e Santa Catarina, no Brasil, e a Casa dos Açores do Uruguai, bem como dezenas de apoiantes de cada instituição.
Na final da competição, a Casa dos Açores do Rio de Janeiro defrontou a Casa dos Açores de Santa Catarina, sagrando-se campeã com uma vitória por 3-2.
Nesta iniciativa, que teve como objetivo, para além de assinalar os 40 anos de Autonomia, a dinamização do associativismo comunitário açoriano junto dos mais jovens, estiveram também presentes o Cônsul Geral de Portugal no Rio de Janeiro, Nuno Bello, e Henrique Whuck, descendente de pai açoriano da ilha Terceira, que foi eleito, em 2014, o Melhor Jogador do Mundo Futebol de 7 e atualmente representa o Club de Regatas Vasco Da Gama, do Rio de Janeiro.
Neste torneio foram homenageados três jogadores da primeira equipa da Casa dos Açores do Rio de Janeiro de 1958, todos emigrantes oriundos da ilha Terceira.
GaCS/DRCom                                       
 
 
 
 

domingo, 26 de junho de 2016

Brasil: Torneio da Autonomia de Futsal da Casa dos Açores

Confraternização marcou dia em que a equipa de futsal da Casa dos Açores do Rio venceu a Taça da Autonomia neste último fim de semana, com o Dr. Paulo Teves (director Regional das Comunidades do Governo dos Açores) que se deslocou ao Brasil.
 Casa dos Açores do Rio de Janeiro vence Taça Autonomia
Equipa campeã da Casa dos Açores do Rio de Janeiro
A equipa da Casa dos Açores do Rio de Janeiro vencedora a Taça da Autonomia que venceu na final Santa Catarina por 3-2, ergue o troféu de campeãos.
E no final da Taça da Autonomia, a Casa dos Açores do Rio homenageou os atletas da primeira equipa de futsal da entidade em 1958, que se juntaram na imagem à nova geração de jogadores, campeões este ano de 2016.
 Equipa vencida da Casa dos Açores de Santa Catarina que ficou em 2º lugar.
Reportagem fotografica de: Igor Lopes.

sexta-feira, 24 de junho de 2016

Sismo de magnitude 5,1 sentido em Santa Maria e São Miguel

Sismo de magnitude 5,1 (Richter) sentido nas ilhas Santa Maria e São Miguel
O evento, informa o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores, teve epicentro a cerca de 76 quilómetros a ESE (este/sueste) da ilha de Santa Maria.    
O Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores (CIVISA) registou, às 23h16 de sexta-feira, dia 24 de junho, um sismo com magnitude 5,1 (Richter), com epicentro a cerca de 76 km a ESE de da ilha de Santa Maria, na região denominada de 'Falha da Glória'.
De acordo com um comunicado do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA), "o sismo foi sentido nas ilhas de Santa Maria e de São Miguel".
O SRPCBA informa que está a seguir o evoluir da situação.

Referendo no Reino Unido constitui um “sinal de alarme”

“União Europeia tem de perceber que existe para servir os povos europeus” afirma Vasco Cordeiro
Presidente do Governo dos Açores afirmou esta sexta-feira, dia 24 de junho, que o resultado do referendo no Reino Unido constitui um “sinal de alarme” para uma União Europeia que tem de perceber que existe para servir os povos europeus.
“A União Europeia que tem de perceber que existe para servir os povos europeus e que não existe para ser servida pelos povos europeus”, frisou Vasco Cordeiro em declarações aos jornalistas, numa reação aos resultados do referendo realizado quinta-feira, no qual 51,9 por cento dos eleitores votaram a favor da saída do Reino Unido da União Europeia.
Segundo o executivo regional, Vasco Cordeiro salientou que, muitas vezes, é necessário “ultrapassar alguma falta de consciência daquilo que realmente interessa aos povos europeus”, sendo, claramente, fundamental que se reconduza a “União Europeia a um espaço de crescimento económico, de emprego e de solidariedade”.
“Este é um sinal de alarme, não no sentido de alarmismo, mas no sentido de diversos intervenientes e de diversos protagonistas refletirem sobre aquilo que significa” este resultado no Reino Unido, acrescentou.
“Julgo que, nesta situação, não se pode cair nem no oito nem no oitenta. O oito, no sentido de dizer que este assunto tem a ver apenas com o Reino Unido e que a União Europeia deve continuar, plácida e serena, a fazer o seu caminho, nem no oitenta, por considerar que, agora, tudo está em causa”, alertou o Presidente do Governo.
De acordo com o Vasco Cordeiro, há, assim, a necessidade de repensar o caminho que a União Europeia está a seguir, apontando o exemplo da questão das migrações, onde não tem havido, até ao momento, uma resposta da União Europeia sobre as verdadeiras causas do problema.
Gacs/MN

 

Hamdou assina por quatro anos com o Benfica

Hamdou transferido do Santa Clara para o Benfica
Santa Clara confirmou a venda do avançado internacional líbio Hamdou Elhouni para o Sport Lisboa e Benfica .   
O negócio foi concretizado quinta-feira, no  Estádio da Luz, e o Santa Clara vai realizar uma conferencia de imprensa, nos próximos dias, para explicar os contornos desta transferência.
Segundo as informações recolhidas pelo Açoriano Oriental, Hamdou, um internacional líbio de 22 anos que realizou 13 jogos pelo Santa Clara e marcou três golos, assinou por quatro temporadas com o Benfica.
O extremo vai treinar com a equipa principal a partir de 28 de junho, mas deverá ser emprestado a um clube da I Liga para ganhar experiência.

quinta-feira, 23 de junho de 2016

II Liga: Santa Clara contrata mais reforços

VICTOR MASSAIA ESTÁ CERTO NO SANTA CLARA 2016/17
Do Covilhã para o Santa Clara, Victor Massaia já integra o plantel 2016/17.
O ainda jovem mas já muito experiente defesa central, Victor Massaia, de 24 anos de idade, nas suas primeiras palavras ao serviço do Santa Clara disse:
"Estou muito feliz e me sentindo honrado por agora fazer parte do Santa Clara; de poder vestir essa camisola que tem tanta história. Vou dar o meu máximo para levar esse clube ao lugar que tanto merece, que é a primeira liga. Desde já agradeço ao clube e seus responsáveis pela confiança no meu trabalho e vou dar tudo de mim do início ao fim".
Diogo Santos assina pelo Santa Clara
Do Famalicão para o Santa Clara por uma época, Diogo Santos já incluiu o plantel 2016/17.
O experiente médio defensivo Diogo Santos, de 31 anos de idade, nas suas primeiras palavras ao serviço do Santa Clara disse:
“Sinto-me feliz pelo interesse demonstrado, têm me dito bem Santa Clara, um clube que dispõe de boas condições treino, que disponibiliza tudo para que não falte nada aos jogadores para que estes se sintam bem nos Açores, ao que acresce o fato de o treinador ser o mister Daniel Ramos, com quem trabalhei no Famalicão, identificando-me com as suas ideias de jogo. Todos estes aspectos ajudaram na fácil decisão pelo Santa Clara. Agora é trabalhar para corresponder da melhor forma e ajudar o Santa Clara a atingir os seus objectivos o mais rápido possível”.
O internacional João Reis é reforço do Santa Clara 2016/17
Do Chaves para o Santa Clara, o internacional João Reis é a mais recente integração no plantel 2016/17.
O avançado João Reis, de 23 anos de idade e internacional português sub 21, nas suas primeiras palavras ao serviço do Santa Clara disse:
“ Sinto-me feliz por representar o Santa Clara. Fiquei muito agradado por mostrarem o maior interesse em mim, algo que me deixa bastante feliz... Também por isso não hesitei... Podem contar comigo, serei  mais um para ajudar…”
Dmitri Otstavnov é reforço para o Santa Clara 2016/17
O Russo Dmitri Otstavnov é a mais recente contratação do Santa Clara.
Jogador possante, com passagens por clubes como o Rubin Kazan e Dínamo de Moscovo, Dmitri Otstavnov vem para dar robustez e altura (1,90 ) à linha atacante do Santa Clara.
Seja bem-vindo aos Acores.
Fonte: CDSC

II Liga: Santa Clara reforça-se para a nova época

Guarda-redes Serginho de regresso
Com a estabilidade como factor determinante, teremos novamente Serginho no plantel.
Depois de um ano no Gil Vicente o Serginho regressa ao Santa Clara, clube que já representou por duas épocas, juntando-se assim a João Botelho e Rodolfo, guarda-redes que se mantêm no plantel para a época 2016/17.
Telmo Castanheira é jogador do Santa Clara
Telmo Castanheira, médio que na época passada representou o Gondomar, já integra o plantel do Santa Clara 2016/2017.
O jovem médio – 24 anos – que fez a sua formação no FC Porto, nas suas primeiras palavras como jogador do Santa Clara disse:
“É uma alegria imensa para mim representar um clube como o Santa Clara, símbolo de uma região. Estou muito feliz por regressar ás ligas profissionais, que é com certeza o fruto de uma época em que trabalhei muito e sinto que estive muito bem. Estou muito optimista para a nova temporada, com expectativas muito altas, e tenho a certeza que tudo vai correr bem.”
Diogo Ribeiro, mais um avançado confirmado 
Diogo Ribeiro, avançado que o ano passado representou o Sporting da Covilhã, é a mais recente contratação do Santa Clara.
Consequência de um “namoro” já antigo, o jovem avançado que promete golos para ajudar o Santa Clara alcançar os seus objectivos, além de se mostrar manifestamente agradado, disse:  "Senti que o Clube queria mesmo a minha contratação e fiquei feliz por isso ".
Fonte: CDSC

Saúde: Metade da população dos Açores não consome saladas

Metade da população açoriana não consome saladas, revela estudo que diz que nos mexemos pouco
Promover um estilo de vida activo para que os portugueses possam usufruir do maior número possível de anos de vida saudáveis e livres de doença é o objectivo da Estratégia Nacional para a Promoção da Actividade Física, da Saúde e do Bem-Estar.
Este é o primeiro inquérito à saúde com exame físico revela grande prevalência das doenças crónicas, como a hipertensão, a diabetes e a obesidade. Contudo, a investigação adianta que o sedentarismo nos tempos livres afectava, em 2015, 44,8% da população, com maiores prevalências nas mulheres.
Também mais afectado é o grupo etário entre os 55 e os 64 anos (46,9%), a Região Autónoma dos Açores (52,5%), a população com menor escolaridade (51,6%) e a população desempregada (46,9%).
A iniciativa é da Direcção-Geral da Saúde (DGS), que não pretende, deste modo, pôr toda a gente a fazer exercício físico intenso, mas sim a mexer-se. Basta fazer uma caminhada, por exemplo.
Nos Açores, o lema é o mesmo, até porque sempre houve o slogan “Mexa-se pela sua saúde” que o Governo açoriano mantém ao nível da saúde pública.
Por grupo etário, a maioria das pessoas que referiram estar satisfeitas ou bastante satisfeitas com a vida tinham entre 15 e 24 anos (67,1%), enquanto para as pessoas entre 25 e 64 anos esta proporção era de 49,2% e para a população idosa, de 45,3%.
Mais de metade da população residente nas regiões autónomas e na região Norte referiu estar satisfeita ou bastante satisfeita com a vida. As regiões do Alentejo, Algarve e Área Metropolitana de Lisboa, destacavam-se por uma maioria de pessoas menos satisfeitas com a vida.
Quanto à obesidade, eram sobretudo as mulheres residentes na Região Autónoma dos Açores que registavam a maior proporção de população com obesidade (26,5%). Estes são dados do Inquérito Nacional de Saúde que revela a condição física dos portugueses e publicado ontem pelo Instituto Nacional de Estatística.
A importância de fazer exercício
A nível nacional, e em igual percentagem para os Açores, pouco mais de metade dos portugueses com mais de 15 anos consome legumes ou saladas diariamente, cerca de um terço bebe álcool todos os dias e a esmagadora maioria não pratica qualquer actividade física.
A prática de exercício físico pelo menos uma vez por semana era mais frequente para os homens (40,4%) do que para as mulheres (30,0%). Por grupo etário, eram os jovens (15 a 24 anos) que mais praticavam exercício físico regular: 60,5%, em contraste com a restante população (31,2%). Os homens praticavam mais exercício físico, tanto em número de dias por semana como em duração média por semana.
Mais de metade da população com 18 ou mais anos (4,5 milhões) tinha excesso de peso (36,4%) ou era obesa (16,4%) em 2014. Mas 70,8% da população referiu consumir fruta diariamente, e 55,1% legumes ou saladas.
Este primeiro Inquérito Nacional de Saúde com Exame Físico (INSEF) foi promovido e desenvolvido pelo Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge (INSA), em parceria com o Instituto Norueguês de Saúde Pública e com as administrações regionais de saúde do continente e das regiões autónomas dos Açores e da Madeira.
Os indicadores apurados referem-se à população com idades entre os 25 e os 74 anos, tendo contado com a participação de 4.911 pessoas que realizaram, para o efeito, um exame físico, colheita de sangue e entrevista. Os indicadores apresentados referem-se à população residente com 15 ou mais anos, excepto os relativos a excesso de peso ou obesidade, em que se considera a população adulta, de acordo com informação disponibilizada pelo INE.
No geral, este estudo refere também que nas regiões autónomas revela uma elevada prevalência de hipertensão arterial, obesidade e diabetes, bem como altos níveis de sedentarismo, de consumo de bebidas alcoólicas e exposição ao fumo do tabaco, sendo que as mulheres com mais escolaridade fumam mais, enquanto nos homens era mais prevalente nos grupos com escolaridade intermédia, independentemente da idade. Quanto à exposição ambiental ao fumo do tabaco, afectava 12,8,% da população e era mais frequente entre os homens na Região Autónoma dos Açores, na população com segundo ou terceiro ciclo do básico e nos desempregados.
De acordo com o Instituto Ricardo Jorge, “O Inquérito Nacional de Saúde com Exame Físico é um estudo transversal de prevalência, de base populacional, que tem como mais-valia o facto de conjugar informação colhida por entrevista directa ao indivíduo, sobre o seu estado de saúde, determinantes de saúde e utilização de cuidados de saúde e uma componente objectiva de exame físico que inclui medições como o peso, altura, o perímetro da cintura e da anca e a recolha de sangue para análise clínica.
Estas duas componentes permitirão estimar com maior rigor diversos indicadores, entre os quais a prevalência de doenças e determinantes de saúde” , lê-se na página online.
Escrito por N.C. - CA