sexta-feira, 30 de maio de 2014

Festa do Sro. Santo Cristo em Toronto, Ontário, Canadá

Festa do Senhor Santo Cristo dos Milagres em Toronto
 Desde 1966 que na paróquia de Santa Maria, 589 Adelaide St., W., em Toronto se celebram as grandiosas festas em Honra do Senhor Santo Cristo dos Milagres, sendo o Pároco de então o Rev. Pe. Alberto Cunha, que foi o fundador e impulsionador destas celebrações em terras canadianas, sendo estas festas uma mostra de fé de todo o cristão mas que toca de um modo especial os Açorianos Micaelenses, visto esta devoção ter tido o seu início no dia 13 de Abril de 1700, em S. Miguel, após a Ilha ter sido abalada por fortes e repetidos tremores de terra.
O programa, aqui em Toronto, delineado à semelhança dos anos anteriores incluíu a preparação spiritual.
Ao fim da tarde do Sábado, dia 24 de Maio, a Imagem do Senhor Santo Cristo, no seu andor muito bem ornamentado com flores multicolor, saíu da sua Capela habitual em procissão dando a volta ao recinto da igreja, acompanhado por centenas de fiéis devotos, uns carregando círios em cumprimento de acção de graças  e outros por mera fé, quem sabe se pedindo graças ao Senhor Santo Cristo.
Viu-se e ouviu-se também as Bandas Filarmónicas tocando o Hino do Senhor Santo Cristo.
Ao terminar a Procissão, o andor do Senhor entrou de novo na igreja pela porta principal e em lugar devidamente preparado foi exposto e alí permaneceu em Veneração dos fiéis devotos até ao dia seguinte (Domingo).
Foi celebrada a Missa solene pelo Rev. Pe. Willyans Raposo, (nascido no Brasil) e ao serviço religioso na paróquia de Nossa Senhora do Rosário, Scarborough e concelebrada pelo sacerdote local: Rev. Pe. Fernando Couto, actual pastor da igreja de Santa Maria, contando ainda com a presença do Rev. Pe. João Serpa.
Depois da Missa, na parte profana houve arraial com a actuação de Artistas locais e Concerto pelas Bandas Filarmónicas do: Sagrado Coração de Jesus e Senhor Santo Cristo de Toronto.
No Domingo, pelas 3:30pm de novo saíu o andor do Senhor Santo Cristo em Procissão solene percorrendo as ruas circunvizinhas à paróquia.
Mais uma vez se viu muitas centenas de devotos que acompanhavam o andor do Senhor levando círios e notando-se em muitos rostos um olhar de sentimento e dor, não contendo a lágrima que teimava em saír pelo canto do olho com emoção ou sabe Deus até com sofrimento.
Tomaram parte na Procissão o Clero local, as Associações da Paróquia desde o Grupo Coral até ao grande número de membros da Irmandade do Senhor Santo Cristo.
Ao longo do percurso tocando melodias alusivas à solene ocasião participavam as Bandas Filarmónicas: Sagrado Coração de Jesus, Toronto, Nossa Senhora de Fátima, Toronto, Senhor Santo Cristo, Toronto, Banda Filarmónica de Brampton e Banda Filarmónica de London, Ontário.
Como estava programado, ao findar a Procissão houve a Missa Campal e de novo o andor com a Imagem do Senhor Santo Cristo entrou na igreja sendo exposta a imagem do Senhor no seu trono habitual onde permanecerá até à festa em Seu louvor no próximo ano que a cumprir o calendário como todos os anos será no Quinto Domingo depois da Páscoa que em 2015 para quem chegar lá é a 3 de Maio.
Depois de recolhida a Imagem foi o arraial de novo com actuação de Artistas locais, Concerto pelas Bandas Filarmónicas de London e Brampton.
À semelhança dos  anos anteriores, as festas do Senhor Santo Cristo dos Milagres, em Ponta Delgada, São Miguel, Açores desenvolveram-se como se constata num comunicado veiculado pela página da Diocese de Angra na Internet, que diz: “a Irmandade do Senhor Santo Cristo realça que as Solenidades, que se celebram no arquipélago dos Açores há mais de 300 anos, são “um momento de expressão de uma Fé inabalável, transversal a muitas e muitas gerações de açorianos”.
Todos os anos, elas contam com a presença de açorianos vindos das diversas regiões de Portugal e do estrangeiro, como por exemplo dos Estados Unidos da América e do Canadá.
por Fátima Bento

quinta-feira, 29 de maio de 2014

Campeonato Nacional de seniores:

Campeonato Nacional de Séniores - Série G:
Resultados positivos no fecho da época
Operário e Praiense empataram na última jornada do campeonato nacional de seniores quando já tinham a manutenção assegurada. Sporting Ideal ganhou mas vai discutir a permanência no play-out com o Ribeirão.As três equipas dos Açores que competiram na primeira edição do campeonato nacional de seniores fecharam a prova com resultados positivos, confirmando os bons desempenhos tidos ao longo da temporada. No entanto, somente Operário e Praiense têm a permanência garantida.
Os fabris encerraram a época 2013/14 em casa, recebendo o líder da fase da manutenção, Casa Pia, frente ao qual empataram a uma bola, resultado que nada alterou na classificação. Os gansos terminaram a série G na primeira posição, enquanto os lagoenses quedaram-se pelo quarto lugar com 37 pontos somados.
O Praiense jogou fora de casa e arrancou um empate a três bolas no recinto do Sintrense, desfecho que também não teve grande impacto na classificação. Os encarnados da Praia da Vitória concluíram a época na quinta posição com 31 pontos amealhados.
Logo atrás, com 28 pontos, posicionou-se o Sporting Ideal, equipa que ainda terá de discutir a permanência no play-out. Os leões da Ribeira Grande já sabiam que não iam sair do sexto lugar pelo que o triunfo por 1-0 frente ao Futebol Benfica nada alterou, ficando somente a conhecer o adversário – Ribeirão, sexto classificado da série B – com que vão disputar a manutenção numa eliminatória a duas mãos agendada para os dias 1 e 8 de junho.
AM

Finais da taça de ilha na Terceira e São Jorge

Final da Taça ilha Terceira:
Boavista CR, 3 – Vilanovense, 0
Boavista conquista taça e faz dobradinha
Realizou-se na tarde deste Domingo a final da Taça ilha Terceira de Futebol no estádio João Paulo II e que colocou frente-a-frente as equipas do Boavista e Vilanovense, primeiro e quarto classificados do campeonato Terceirense respetivamente. A equipa do Boavista chegava a esta partida com a moral em alta, depois de na últimas três semanas ter conquistado dois títulos, por seu turno a equipa do Vilanovense não tinha competição oficial à duas semanas, desde a segunda mão da final da taça. Assistiu-se a uma partida nem sempre bem disputada, e a um claro ritmo de fim de época, ao intervalo a equipa do Boavista vencia por 2-0. No segundo tempo a equipa do Vilanovense ainda tentou esboçar uma reação, mas foi mesmo o Boavista a ampliar a vantagem para 3-0. Nota para as bancadas do estádio João Paulo II muito bem compostas pelo público. Esta foi uma época de sonho para o Boavista que conquistou assim quatro troféus, Super Taça, campeonato, Campeão da AFAH e Taça ilha Terceira. 
 Final da Taça ilha de São Jorge:
Desp. Velense, 4 – GD Beira, 1
Desp. Velense bate Beira e faz o triplete
Realizou-se no passado sábado a final da Taça ilha de São Jorge no campo da Urzelina, o encontro entre o vice-campeão de S. Jorge o Desportivo Velense que venceu folgadamente o campeão de S. Jorge o Desportivo da Beira por 4-0, arrecando assim a equipa dos zebras de Velas o terceiro troféu da temporada.
Goleada na conquista da taça de ilha!
Jogo da final da taça de ilha entre as zebras e o G.D.Beira disputado no campo de jogos da Urzelina. Perante algum publico e muito calor as zebras entraram em campo após 3 semanas sem competição o que perspectivava uma missão difícil face a um adversário mais rodado.
Com uma atitude guerreira as zebras entraram melhor na partida e aos dez minutos Fábio Monteiro na conversão de uma grande penalidade a castigar derrube de Pires a Francisco Severino deu vantagem ao GDV.
Em vantagem as zebras continuaram a espreitar o ataque ao passo que o adversário tentava também chegar ao empate, o que viria a acontecer ao minuto 36 após boa jogada de Kelvin pela direita do ataque da Beira.
Quase em cima do intervalo Tiago Cunha volta a colocar as zebras em vantagem concluindo uma jogada de contra ataque.
Ao intervalo vantagem das zebras por 2-1.
Na segunda metade novamente Tiago Cunha ampliou a vantagem do GDV aproveitando uma saída em falso de Pires. Com dois golos de vantagem as zebras recuaram linhas e deram a iniciativa ao adversário que podia ter reduzido o resultado se tivesse aproveitado dois disparates do guarda redes Ricardo.
O contra ataque velense quase voltava a funcionar mas Pires com a defesa da tarde negou o golo a Alexandre.
Contudo estava destinado que o patinho feio da equipa iria mesmo marcar o ultimo golo da época e na sequência de um pontapé de canto Alexandre selava o resultado final da partida.
Vitoria gorda, 4-1, das zebras que assim juntaram a taça de ilha, ao torneio de abertura e taça AFAH.

terça-feira, 27 de maio de 2014

Carassauga 2014 / Festival de Culturas em Mississauga

29º edição do Carassauga – 2014:
Pavilhão de Portugal bateu o recorde de visitantes este ano
Durante três dias, o Carrassauga – Festival de Culturas de Mississauga atraiu milhares de pessoas que quiseram conhecer e celebrar a cultura de 72 países, nos 30 pavilhões preparados para o efeito e espanhados pela cidade.
O Centro Cultural Português de Mississauga (CCPM), sob a coordenação de Olga de Oliveira, acolheu e mostrou do melhor que Portugal, tem para oferecer na música, na gastronomia, na cultura e turismo.

A presidente da câmara de Mississauga, Hazel Mc-Callian, que está a cumprir o seu último mandato na autarquia, após 35 anos no cargo, conhece bem os luso-canadianos e, quando visitou o pavilhão no sábado, enalteceu o sucesso da comunidade e o papel preponderante da mesma na divulgação e na participação do Carassauga desde 1985.
No domingo, na hora do encerramento do Festival, Olga Oliveira e o presidente do Carassauga, o luso-canadiano Jack Prazeres, congratularam-se pelo fato do pavilhão de Portugal, com mais de 5 mil visitas, e do próprio Festival, terem batido o recorde de visitantes, agradecendo a todos pela participação e prometendo empanho para  que a edição do próximo ano seja ainda ‘’maior e melhor’’.
Gilberto Moniz, presidente do CCPM, também fez um balanço positivo do evento, mas lamentou a ausência do grupo folclórico da Casa dos Açores do Ontário que, em seu entebnder, devia ter marcado presença uma vez que o pavilhão este ano foi dedicado à ilha de S. Miguel.
Três dias muito animados
A abertura do pavilhão português no CCPM ocorreu na sexta-feira, com o entoar dos hinos do Canadá e de Portugal.

As portas da cidade de Ponta Delgada, um monumento divulgado pela diáspora açoriana um pouco por todo o mundo, foram o elemento de destaque do espaço, servindo de enquadramento ás diversas iniciativas que ali ocorreram durante o fim-de-semana.

O artesanato regional micaelense esteve representado por cinco artesãos da Associação de Solidariedade do Mosaico de Lagoa (o oleiro Eduardo Gouveia, o cesteiro João Andrade, a tecedeira Maria Zélia Raposo e os artesãos Eduardo Câmara e Luis Bolarinho), que estiveram acompanhados pelo presidente da instituição, Roberto Medeiros. Perante muitos curiosos, puderam mostrar o seu saber e arte fazendo cestos de vime, louça em barro, rendas e tecelagem.
O cozinheiro Martinho Festas, do restaurante Segredos do Mar, em Casteo de Neiva, que se deslocou ao Canadá pela quatra vez, teve a seu cargo a mostra gastronómica e nãao desiludiu os paladares mais exigentes, tendo confecionado entre outros, polvo asado, bacalhau à lagareiro e lulas grelhadas.
O colorido etnográfico português foi apresentado aos visitantes pelos ranchos folclóricos, Prais de Portugal, EStrelas do Norte, os Amigos do Minho, Casa das beiras, Norte de Portugal (Oshawa), CCPM (jovens e adultos), Associação Cultural do Minho, Casa dos Poveiros e Arsenal do Minho. No plano musical atuaram os artistas Carlos Rodrigues, Isaura Lopes, Malandros da Gaita,  e Jessica Vital.
A apresentação dos espetáculos foi de Andrew Câmara e Nancy Vieira. Os voluntários do Centro não tiveram mãos a medir para receberem e servirem os mais de cinco mil visitantes que nos três dias visitaram o pavilhão de Portugal. Maria McConnell, natural de S. Miguel e casada com John McConnell foi a vencedora de uma viagem a Portugal oferecida pela SATA Internacional.
João G. Silva

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Festas do Senhor Santo Cristo dos Milagres em Ponta Delgada

Quatro quilómetros de tapetes de flores para o SantoCristo dos Milagres
As horas que precedem a saída da procissão são de azáfama nos quatro quilómetros de percurso, com dezenas de pessoas a construir os tapetes, rodeadas de caixotes e sacas de flores, aparas de madeira coloridas e ramos verdes de criptoméria.
Num troço da Rua Guilherme Poças Falcão, Paula Moniz organiza hoje os vizinhos em torno de um tapete que faz questão de assegurar desde há cinco anos, quando se mudou para este local da cidade.
A criptoméria foi “picada” por uma pessoa conhecida e foi ela própria quem nos últimos dias tingiu com diversas cores mais de 30 quilos de “farelo” de madeira, recorrendo a anilina e água.
Antes, os tapetes eram feitos integralmente com flores e ramos naturais, mas começaram a ser cada vez maiores, ocupando todo o percurso da tradicional procissão de domingo do Santo Cristo.
A ilha de São Miguel “ficava sem flores”, conta Paula Moniz, para explicar o recurso às aparas e “farelo” de madeira.
Além da criptoméria e de algumas flores, o tapete leva ainda hortelã, incenso e funcho, que hão de perfumar a rua quando forem pisados pelas pessoas que fizerem a procissão.
Na mesma rua, no troço que se segue, outro grupo de vizinhos alinha nos passeios 65 sacas de ramos de criptoméria e “quatrocentos e tal euros” de aparas de madeira coloridas, segundo Ernesto Melo Antunes.
Tal como o grupo de Paula Moniz, o tapete deste grupo faz-se com empenho, para ficar bonito, mas também em ambiente festivo, mobilizando “amigos, filhos, sobrinhos, primos”.
Apesar de a maioria dos tapetes contarem com as aparas de madeira na composição, há, porém, quem continue a fazê-los exclusivamente com flores e plantas naturais.
É o caso de Carolina, na Rua do Peru, que vai com o pai apanhar o material necessário “nas matas” da ilha nos dias que antecedem a procissão.
O pai faz o tapete há 27 anos em frente da casa onde moram e este ano não foi exceção. Além da criptoméria, o desenho é feito com azálias e hortênsias, tudo apanhado em três dias.
A procissão do domingo do Senhor Santo Cristo dos Milagres, que se realiza desde 1700, é uma dos momentos altos da maior celebração religiosa dos Açores, mobilizando milhares de peregrinos.
Além dos privados, empresas, comerciantes e diversas entidades asseguram a cobertura de todo o percurso com tapetes de flores.
Varandas, janelas e montras são também enfeitadas com colchas e flores à passagem da imagem do Santo Cristo dos Milagres.
Lusa

Liga dos Campeões: Real Madrid vence a Champions

Final da Liga dos Campeões:
Real Madrid, 4 - Atl. Madrid, 1 (a.p.)
Real Madrid conquista 10.ª Taça dos Campeões
O Real Madrid conquistou no sábado a sua 10.ª Taça dos Campeões Europeus de futebol, ao derrotar na final da Liga dos Campeões o Atlético Madrid por 4-1, após prolongamento.
O Atlético, de Tiago, ainda chegou ao intervalo a vencer por 1-0, com um tento de Godin, aos 36 minutos, mas o Real, de Cristiano Ronaldo, Pepe e Fábio Coentrão, ainda teve forças para forçar o prolongamento, quando Sergio Ramos, aos 90+3, igualou a contenda.
No tempo extra, a formação do Real foi mais forte e, com golos de Gareth Bale (110), Marcelo (118) e Cristiano Ronaldo (120), na conversão de uma grande penalidade, acabou por vencer por folgados 4-1.
Lusa

quinta-feira, 22 de maio de 2014

Brampton: Festa de Nossa Senhora de Fátima a 13 maio

13 maio 2024 - Festa de Nossa Senhora de Fátima 
24º Aniversário da igreja de Nossa Senhora de Fátima com a festa da padroeira
A paróquia portuguesa de Nossa Senhora  de Fátima na cidade de Brampton, celebrou na passada terça-feira dia 13 de maio, a festa da sua padroeira em simultâniamente com o 24º aniversário de dedicação á igreja, que nos últimos anos sofreu grandes melhoramentos tanto a nível interior como exterior e têm mantido no seu calendário ao longo destes vinte e quatro anos desde a sua inauguração, presidida pelo bispo de Toronto na altura, Aldysius Ambrozic e em memória e dedicação ao saudoso padre Eduardo Manuel Pontes.
Nos anos que se seguiram foram mantidas bem vivas, várias festas religiosas tais como a 1º festa em honra do Divino Espírito Santo, a procissão do Santíssimo ‘’Corpo de Deus’’, no ano passado pela primeira vez realizou-se a festa do DES ‘’São João das Crianças’’, e recentemente a grande festa do Senhor Santo Cristo dosa Milagres que tem aumentado de popularidade e devotos nos últimos anos, vindo de várias partes do Ontário que vêm visitar e participar na festa que se realiza no mês de Setembro.
A festa de aniversário deste ano na bonita  igreja de Nossa Senhora de Fátima e renovado salão, teve início com uma missa solene em honra da padroeira, que teve pregação do convidado, padre  Willyans Raposo, natural do Brasil, que veio da paróquia de Nossa Senhora do Rosário, Scarborough, Ontário, e dirigiu a cerimónia religiosa juntamento com o paróco local Andrzej Chilmon e o reformado residente Pe. Agostinho Tavares. No final houve a tradicional procissão de Velas, acompanhado pelo lindo andor de Nossa Senhora de Fátima enfeitado com lindas flores brancas naturais, que foi transportado nos ombros dos paróquianos em redor dentro da igreja, já que o tempo de chuva não permitiu a saída da procissão para a rua, como se faz todos os anos.
Após as cerimónias o pe. Andrzej Chilmon convidou todos os paro    quianos a descerem ao salão para um convívio entre todos, com comes e bebes, como também houve o partir do majestojo bolo de aniversário que foi distríbuido pelos membros da comissão de festas e acompanhado com o respetivo champanhe.
A comunidade luso-canadiana da cidade de Brampton, tem sido fiél em manter na sua paróquia portuguesa as tradições, usos e costumes das sua terra natal, em particular de todos os açorianos que um dia partiram á procura de uma melhor vida par as suas famílias.
Estão todos de parabéns. Para o ano, se Deus quiser, vai-se festejar os 25 anos de existência da inauguraçao da igreja, com as bodas-de-prata que de certo terá outro sabor e surpressas para todos.
Ao paróco Andrzej Chilmon, natural da Polónia, que residiu no Brasil vários anos onde aprendeu a língua de Camões, vão os nossos parabéns em manter as nossa tradições, como também os mesmos votos vão para a comissão de festas da paróquia. Bem Hajam!
João G. Silva

Final da Taça de Portugal: Benfica vence pela 25.ª vez

Benfica, 1 - Rio Ave, 0
À terceira, Jesus levou a Taça de Portugal
Gaitán fez o golo da vitória e Oblak, imperial, segurou a vitória na segunda parte.
O Benfica venceu este domingo a 75ª edição da Taça de Portugal, ao bater o Rio Ave por 1-0, naquela que é a 25.ª da sua história.
Numa época impar, o Benfica é o primeiro clube a vencer as três competições nacionais: campeonato e as duas Taças.

O encontro teve duas parte bastante distintas, com os vilacondenses a justificarem o prolongamento pelo futebol que apresentaram na segunda parte. Só que Oblak fez o possível (e o impossível) para que o Benfica levasse a Taça e Jesus pudesse, finalmente, dedicá-la ao avô. 

A primeira parte foi totalmente encarnada, tal como as bancadas do Jamor, em que pouco verde e branco se via. O Rio Ave encostou-se à defesa e deixou o Benfica tomar conta do jogo, apostando no contra-ataque.

Ao contrário do jogo da final da Liga Europa, Jorge Jesus já pode contar com Salvio, Enzo Perez e Markovic, apostando nestes dois logo de início, com Amorim ao lado do camisola 35, e estes dois jogadores trouxeram alguma frescura ao meio campo.

Apesar do dominío, foi do Rio Ave o primeiro lance de perigo, aos14 minutos, com Tarantini a fazer passar a bola ao lado da baliza de Oblak. Só que a pressão dos encarnados acabaria por dar frutos, numa jogada de insistência à entrada da área, com Gaitán a colocar na gaveta o golo que deu a vantagem ao Benfica.

Aos 25', os encarnados tiveram tudo para fazer o 2-0, quando Garay cabeceou após livre de Gaitán, mas Ederson defendeu por instinto.

Ao intervalo, vantagem para o Benfica, justa, pelo que protagonizou nos primeiros 45 minutos. Só que tudo mudou na segunda parte, com um Rio Ave completamente diferente, afoito e a acreditar que o empate podia surgir.

Por várias vezes o golo esteve perto, mas Oblak foi o trunfo do Benfica para segurar o 1-0, quando na frente não se produzia mais, com os jogadores bastante cansados e a fazer lembrar momentos da final de 2013.

O momento mais flagrante para a equipa nortenha aconteceu aos 63', num remate de Pedro Santos a embater no poste de Oblak. Seis minutos depois, não fosse o guarda-redes esticar-se e Ukra tinha feito o 1-1.

O Benfica, já com Markovic em campo por troca com Rodrigo, esteve perto do 2-0. Boa jogada com Gaitán, que serviu o sérvio, que ao rematar permitiu a defesa de Elderson.

Os encarnados sofreram até ao fim. E não fosse de novo o guarda-redes, o prolongamento esteve muito perto. Já nos descontos, livre do Rio Ave para a grande área e Oblak, muito seguro, a agarrar a bola. 
por SportInform

segunda-feira, 19 de maio de 2014

Açores: Bispo D. Robert Joseph Kurtz (Bermuda) participa nas festas do Senhor Santo Cristo em Ponta Delgada

Bispo de Hamilton, na Bermuda, participa nas festas do Senhor Santo Cristo dos Milagres
O Bispo da Diocese de Hamilton, na Bermuda, D. Robert Joseph Kurtz, vai participar, este ano, nas festividades religiosas em honra do Senhor Santo Cristo dos Milagres.Segundo revelou a Irmandade das festas, D. Robert Joseph Kurtz “tem estabelecido laços de muita proximidade com a comunidade açoriana residente na Bermuda, sendo esta a primeira vez que participa nas maiores festas religiosas dos Açores”.
O prelado nasceu na cidade de Chicago, no estado norte-americano do Illinois, no ano de 1939. Frequentou o Seminário de St. John Cantius e a Universidade de St Louis especializando-se em Língua e Literatura Espanhola.
Foi nomeado para a Diocese de Hamilton em Junho de 1995 e ordenado Bispo, em Setembro do mesmo ano, na Catedral de St Theresa, na Bermuda.
Desde o ano de 2009, que desempenha o cargo de vice-presidente da Conferência Episcopal das Antilhas.
No mesmo comunicado, a organização das festas revela que serão 23 as filarmónicas da ilha de São Miguel que vão incorporar a próximasProcissão em honra do Senhor Santo Cristo dos Milagres, que se realiza a 25 de maio.
O programa das festividades abre com a inauguração da iluminação decorativa da fachada do Santuário do Senhor Santo Cristo dos Milagres e do Campo de São Francisco, estando a cargo da Filarmónica Aliança dos Prazeres, do Pico da Pedra a execução do Hino do Senhor Santo Cristo, ao que se seguirá o desfile da Charanga dos Bombeiros Voluntários de Ponta Delgada. O concerto dessa sexta-feira será dado pela Filarmónica Aliança dos Prazeres.
No sábado, a Procissão da Mudança será acompanhada pela Banda Filarmónica Minerva, dos Ginetes, estando em programa, a actuação da Orquestra de Violas da Terra e um concerto pela Banda Harmonia Mosteirense.
No domingo, o concerto no arraial do Campo de São Francisco será levado a cabo pela Filarmónica Nossa Senhora dos Remédios, da Bretanha.
Este ano, volta a acontecer a transmissão directa dos momentos “mais significativos” da festa no seu portal online, de modo a ir ao encontro “do desejo de milhares de açorianos residentes em várias comunidades espalhadas pelo Mundo”, afirma a Irmandade das Festas do Senhor Santo Cristo.
A emissão em directo da inauguração da iluminação decorativa do Santuário da Esperança, no dia 23 de Maio, bem como da Procissão da Mudança, no sábado, dia 24, da Solene Concelebração Eucarística e da saída e do recolher da Veneranda Imagem do Senhor Santo Cristo dos Milagres, no domingo, dia 25, poderão ser vistas no endereço online www.santo-cristo.com.

Final da Taça de São Miguel: Águia leva a taça para os Arrifes

Águia CD vencedor da Taça de São Miguel 2013-2014 (foto: ACD)
Taça de São Miguel – Final:
O Águia Clube Desportivo venceu o Clube União Micaelense na lotaria das grandes penalidades por 5-4, no jogo da final disputado no Estádio de São Miguel em Ponta Delgada.
Depois do empate a zero bolas que se manteve no tempo regulamentar, foi precisso recorrer aos penalties para encontrar o vencedor que sorriu aos verdes-rubros dos Arrifes que foram mais felizes e levaram a taça de São Miguel para casa.
Resultados dos jogos da 1ª mão:
Águia CD, 0 – Vale Formoso, 0
U. Micaelense, 0 – GD São Roque, 1
Resultados da 2º. mão:
Vale Formoso, 1 – Águia CD, 2 (1-2)
CD São Roque, 0  - U. Micaelense, 3 (1-3)
Final no estádio de S. Miguel:
Águia CD, 0 – União Micaelense, 0 (5-4 gp)
Vencedor: Águia Clube Desportivo.
AF Horta – Supertaça Dr. Manuel Faria de Castro:
O Futebol Clube dos Flamengos foi o grande vencedor da Super Taça Dr. Faria de Castro disputada no passado fim-de-semana na cidade da Horta.
O FC Flamengos  venceu pela margem mínima à equipa do Futebol Clube da Madalena e com isto impediu o adversário de fazer um pleno de vitórias esta época. 
Resultado final:
FC Flamengos, 1 – FC Madalena, 0
TAÇA ILHA TERCEIRA EM SÉNIORES:
Boavista CR e Vilanovense apurados para a final
Resultados das Meias-finais (1ª mão):
Boavista Ribeirinha, 4 – ‘’Os Leões’’, 1
SC Vilanovense, 3 – GD Fontinhas, 0
Resultados da 2ª mão (4 de Maio):
‘’Os Leões’’, 3 – Boavista CR, 1 (3-5)
GD Fontinhas, 2 – Vilanovense, 1 (2-4)
Finalistas: Boavista CR e SC Vilanovense.
TAÇA ILHA SÃO JORGE:
MEIAS- FINAIS:
Velense e Beira disputam a final
Resultdos da meias- finais :
GD Velense, 2 – FC Calheta, 1
GD Beira, 3 – FC  Urzelinense, 1
Finalistas: GD Velense - GD Beira

Apuramentio do campeão da AFAH: Boavista CR é campeão!

Boavista da Ribeirinha sagrou-se campeã da AFAH e sobe á Liga Meo Acores
Apuramento do Campeão da AFAH:
Boavista CR vence Beira e sagra-se campeão da AFAH
A freguesia da Ribeirinha foi na tarde de Domingo palco da segunda e decisiva partida de apuramento ao campeão da Associação de Futebol de Angra do Heroísmo e consequente subida à Liga Meo Açores, frente-a-frente o Boavista local e o GD Beira de São Jorge, sendo que no primeiro jogo desta eliminatória, o jogo terminou com uma igualdade a um golo, e neste apuramento os golos fora de casa não tinham influência em caso de empate no final das duas partidas.
As bancadas do campo do Boavista estava composta com uma enorme moldura humana, e todos os presentes tiveram que se contentar com um nulo no marcador ao intervalo. Mas as fortes emoções estavam mesmo guardadas para a segunda parte, onde o Boavista acabou mesmo por vencer por 2-1 e sagrar-se campeão da AFAH e garantir a presença na Liga Meo Açores da próxima temporada.
Resultado da 1ª mão:
GD Beira, 1 – Boavista CR, 1
Resultado da 2ª mão:
Boavista CR, 2 – GD Beira, 1
CLASSIFICAÇÃO:
L  Equipas         J  V  E   D   GM-GS    P
1º Boavista CR   2   1   1   0       3 – 2      4
2º GD Beira        2   0   1   1       2 – 3      1
Campeão da AFAH:
Boavista Clube da Ribeirinha - sobe ao campeonato MEO Açores.
 
 



 

Campeonato dos Açores 2013-2014:

Liga MEO Açores – (2ª fase):
 
Apuramento do Campeão:
Resultados da 6ª jornada:
Angrense, 2 - SC Marítimo, 1
Lusitânia, 1 - Rabo de Peixe, 0
CLASSIFICAÇÃO:
L EQUIPAS          J   V  E  D   GM-GS    P
1º SC Angrense      6   5   1   0     15 – 5      60
2º SC Lusitânia      6    2   1   3      5 – 6      39
3º SC Marítimo      6    2   1   3      6 – 9      37
4º Rabo de Peixe   6    2   1   4      5 –11      3
Campeão: SC Angrense – sobe ao C.N. Séniores.
GRUPO DA DESPROMOÇÃO:
Barreiro mantém permanência com o empate frente ao Santiago em Água de Pau
A equipa do Sporting de Guadalupe sarpou na manha deste domingo do Porto da Praia com destino à Madalena do Pico, numa viagem que durou pouco menos de 2 horas, afim de defrontar o Lajense em partida da 10ª e ultima jornada da Liga Meo Açores - grupo da despromoção.
O encontro terminou com um empate a uma bola, sendo o golo da igualdade apontado por Caniggia, melhor marcador do Guadalupe que assinou 12 golos nesta temporada.
Tratou-se, aliás, da derradeira partida do campeonato, tendo em conta que as restantes foram antecipadas para sábado. No encontro mais importante da jornada Santiago e Barreiro empataram a dois golos, ficando a equipa da Terceira a salvo da descida às provas locais, enquanto o Santiago vai ter de esperar pelo resultado do play of que o Sporting Ideal está obrigado a cumprir no Campeonato Nacional de Séniores.
O Barreiro terminou a 2ª fase no 3º lugar do grupo, de acordo com o regulamento, devido à diferença de golos no confronto direto com a formação de Água de Pau esta época. Na primeira fase a formação terceirense venceu em casa por 2-0 e perdeu fora por 1-0. Nesta 2ª fase verificaram-se dois empates a 2 golos entre Barreiro e Santiago.
Na outra partida antecipada para sábado, o Capelense perdeu em casa com o Prainha, por três bolas a uma.
Quanto ao apuramento do campeão da Associação de Futebol de Angra do Heroísmo, o Boavista da Ribeirinha venceu o Desportivo da Beira por duas bolas a uma. Assim, a Liga MEO Açores na próxima época vai ter as seguintes equipas:
De São Miguel: CD Rabo de Peixe, FC Vale Formoso e Santiago FC ou Sporting Ideal.
Da Terceira:  SC Lusitânia, SC Barreiro e Boavista da Ribeirinha
Da Graciosa: SC Marítimo e Sporting Guadalupe
Do Pico: Prainha FC e Futebol Clube Madalena
Resultados da 10ª jornada:
Capelense, 1 – Prainha FC, 3
CD Lajense , 1 – Guadalupe, 1
Santiago FC, 2 – SC Barreiro, 2
CLASSIFICAÇÃO:
L   EQUIPAS         J   V  E  D    GM-GS        P
1º Prainha FC         10   7   0   3     20 –10        49
2º Guadalupe          10  4   4   2      13 –14        41
3º SC Barreiro        10   3   4   3     22 –17        37
4º Santiago FC       10   5   3   2      26 –15       37
5º Capelense           10   4   0   6     15 –19       25
6º CD Lajense        10   0   3   7        5 –26        9
Descem aos Distritais:
Capelense e Desportivo Lajense.
Santiago poderá ser manter se Ideal vencer o Play-off

sábado, 17 de maio de 2014

49ª edição SATA Rallye Açores: Madeirense vence nos Açores

Bernardo Sousa vence o SATA Rallye Acores
Bernardo Sousa (Ford Fiesta) venceu hoje o rali dos Açores, prova pontuável para o Europeu e Nacional da especialidade, com um total de 2:43.56,7 horas e uma vantagem de 6,2 segundos sobre o holandês Kevin Abbring (Peugeot).
“Acabar o rali em primeiro, com uma margem bastante pequena, foi muito difícil. Foi preciso ter muita calma e ser muito inteligente. Agora venha o Rali da Sardenha, do campeonato do mundo, onde queremos vencer”, afirmou o piloto vencedor da 49.ª edição do Sata Rallye Açores.
O duelo entre Bernardo Sousa e Kevin Abbring marcou este último dia da prova açoriana, sendo que o irlandês Craig Breen, apontado como potencial vencedor da prova, foi obrigado a desistir sexta-feira devido a avaria mecânica.
“Fico contente por também ganhar uma prova do Europeu. Infelizmente o clube que me apoia [Benfica] não venceu a final da Liga Europa e nós vencemos uma prova do campeonato europeu, portanto está vingado e penso que também o enguiço do próprio clube está quebrado”, disse o piloto, que completou ontem 27 anos.
Em terceiro lugar ficou o francês Jean Michel Raoux, com mais 07.51,9 minutos que o vencedor, em quarto o piloto italiano Robert Consani, com mais 09.18,8 minutos, e em quinto Luís Miguel Rego, com mais 10.07,5 minutos.
Bernardo Sousa vence Tronqueira e é o campeão do SATA Rallye Açores 2014
Chegou ao fim mais uma edição do SATA Rallye Açores. Bernardo Sousa é o vencedor da edição de 2014, terminando a Tronqueira em 17:40,5 e à frente de Kevin Abbring que percorreu o troço em 17:41,6.
Na terceira posição do pódio fica o francês Jean-Michel Raoux que terminou a Tronqueira em 18:43,2.
Apesar de todos os problemas que sentiu nas últimas classificativas, o açoriano Luís Miguel Rego alcança a quinta posição na tabela classificativa à geral. Luís Miguel Rego perdeu muito tempo na segunda passagem por Tronqueira, fruto dos problemas no diferencial
da sua viatura, e completou esta classificativa em 19:10,4.
À sua frente, na Tronqueira, acaba outro açoriano Ruben Rodrigues, que termina este SATA Rallye Açores 2014 na sétima posição, atrás de Ricardo Teodósio que ocupa o sexto lugar à geral. Rodrigues terminou a Tronqueira em 18:45,6.
Robert Consani termina o SATA na quarta posição.
Já Ricardo Moura que ontem abandonou o SATA e hoje participou no Rally 2 acaba na segunda posição a  07,6 segundos de Kevin Abbring.
Açores9 Classificação à Geral após SS 17 – Tronqueira :
1º – Bernardo Sousa
2º – Kevin Abbring
3º – Jean-Michel Raoux
4º – Robert Consani
5º – Luís Miguel Rego
6º – Ricardo Teodósio
7º – Ruben Rodrigues
8 º– Antonin Tlustak
9º – Pedro Vale
10º – Stéphane Lefebvre