quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Ilhas dos Açores consideradas as segundas melhores do mundo

Orgulho de ser Açoriano.

Os Açores ficaram atrás das ilhas Faroe, na Dinamarca, e logo à frente do arquipélago de Lofoten, na Noruega, das ilhas Shetland, na Escócia e do arquipélago de Chiloé, no Chile. O mesmo estudo colocou a Madeira na 69ª posição. 

Ao todo, foram 111 os destinos analisados – arquipélagos ou ilhas únicas –, por 522 peritos em turismo sustentável. A pressão turística exagerada ou, por outro lado, o esforço em encontrar o equilíbrio para não prejudicar a natureza e as populações locais foram os principais pontos analisados pelo artigo Best Rated Islands. 

Numa pontuação de zero a cem, os Açores obtiveram 84 pontos, sendo o arquipélago classificado como, «um sítio maravilhoso. Ambientalmente em boa forma. Os habitantes são muito sofisticados e a maioria já viveu fora». «Distantes e temperados os Açores permanecem levemente turísticos», continua o artigo que define os visitantes como «turistas independentes que ficam em regime de bed & breakfast». 

Quanto ao ecossistema, «está em grande forma. As baleias são ainda uma visão comum. A cultura local é forte e vibrante. É comum ser convidado para a casa das pessoas para jantar, ou ser recebido com uma refeição comunal durante um festival». 

Quanto à Madeira, que obteve 61 pontos, é apontada como um local a sofrer algumas dificuldades. «Apesar da reputação como um local de turismo de alta qualidade, jardins bonitos e um cenário paradisíaco para passeio, a Madeira tem sofrido com o desenvolvimento de hotéis para massas que se espalham a partir do Funchal», refere o artigo. 

As ilhas com pior pontuação, apenas 37 pontos, referidas como «em sérias dificuldades», foram os destinos Ibiza e St. Thomas. A ilha americana é descrita como «uma confusão» e Ibiza «já não é Espanha, ou mesmo balear, é uma colónia da Europa e, às vezes, parece britânica apenas».
Orgulho de ser Açoriano. Os Açores ficaram atrás das ilhas Faroe, na Dinamarca, e logo à frente do arquipélago de Lofoten, na Noruega, das ilhas Shetland, na E...scócia e do arquipélago de Chiloé, no Chile. O mesmo estudo colocou a Madeira na 69ª posição. Ao todo, foram 111 os destinos analisados – arquipélagos ou ilhas únicas –, por 522 peritos em turismo sustentável.
A pressão turística exagerada ou, por outro lado, o esforço em encontrar o equilíbrio para não prejudicar a natureza e as populações locais foram os principais pontos analisados pelo artigo Best Rated Islands. Numa pontuação de zero a cem, os Açores obtiveram 84 pontos, sendo o arquipélago classificado como, «um sítio maravilhoso.
Ambientalmente em boa forma. Os habitantes são muito sofisticados e a maioria já viveu fora». «Distantes e temperados os Açores permanecem levemente turísticos», continua o artigo que define os visitantes como «turistas independentes que ficam em regime de bed & breakfast». Quanto ao ecossistema, «está em grande forma. As baleias são ainda uma visão comum. A cultura local é forte e vibrante. É comum ser convidado para a casa das pessoas para jantar, ou ser recebido com uma refeição comunal durante um festival».
Quanto à Madeira, que obteve 61 pontos, é apontada como um local a sofrer algumas dificuldades. «Apesar da reputação como um local de turismo de alta qualidade, jardins bonitos e um cenário paradisíaco para passeio, a Madeira tem sofrido com o desenvolvimento de hotéis para massas que se espalham a partir do Funchal», refere o artigo. 
As ilhas com pior pontuação, apenas 37 pontos, referidas como «em sérias dificuldades», foram os destinos Ibiza e St. Thomas. A ilha americana é descrita como «uma confusão» e Ibiza «já não é Espanha, ou mesmo balear, é uma colónia da Europa e, às vezes, parece britânica apenas».

Taça da Liga: Ineficácia dita eliminação do Santa Clara

Belenenses, 1 - Santa Clara, 0
A lacuna de sempre…
Santa Clara está fora da Taça da Liga mas não foi inferior ao Belenenses. Encarnados de Ponta Delgada voltaram a pecar na finalização. Guarda-redes azul foi o melhor em campo.
O Santa Clara foi afastado na tarde desta quarta-feira da Taça da Liga ao perder por 1-0 diante do Belenenses, no estádio do Restelo, em partida da segunda mão da eliminatória de acesso à terceira fase da competição. Depois do 0-0 na primeira mão, o golo de Nick, aos 76 minutos, resolveu a contenda.
A formação de Ponta Delgada apresentou-se com algumas alterações no onze habitualmente titular frente a um adversário que apenas manteve dois elementos da equipa normalmente utilizada com maior regularidade. Isso resultou num confronto equilibrado na primeira parte e com poucas ocasiões de golo.
Tiago Silva, de livre direto, foi o primeiro a tentar chegar ao golo mas a bola embateu na trave da baliza à guarda de João Botelho. Na resposta, Mike com um bom cabeceamento obrigou Rafael Veloso a defesa apertada para canto e em cima do intervalo foi Kay quem negou o tento a Hugo Santos.
A segunda parte trouxe um Santa Clara mais afoito no ataque mas igualmente perdulário. Hugo Santos, isolado, rematou ao lado e o guardião do Restelo negou um golo certo a Accioly, tudo isto nos primeiros quinze minutos da etapa complementar.
O guarda-redes do Belenenses cotar-se-ia como o melhor elemento em campo pois negou que os açorianos marcassem por diversas vezes ao longo do segundo tempo, inclusivamente depois de Nick ter feito aos 76 minutos o golo que decidiu a eliminatória. No tudo por tudo encarnado foi Rafael Veloso quem brilhou evitando que Pacheco e João Ventura marcassem o tento do empate.

Acácio Mateus

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Taça da Liga: Santa Clara no Restelo para vencer

Na primeira mão, há um mês, o jogo terminou empatado
Santa Clara procura apuramento no Restelo
Empate sem golos na partida da primeira mão, há um mês, abre boas perspetivas ao Santa Clara que defronta o Belenenses nesta quarta-feira. Pacheco está de regresso aos disponíveis.
O Santa Clara discute esta quarta-feira, no Restelo, o apuramento para a terceira fase da Taça da Liga. A formação de Ponta Delgada chega ao encontro da segunda mão da eliminatória empatada (0-0) com o Belenenses e com perspetivas positivas de poder seguir em frente na competição.
Embora cientes de que a maior dose de favoritismo recai sobre o adversário, os encarnados vão tentar explorar os pontos fortes do seu futebol para tentar levar de vencida um opositor de escalão superior. Sem responsabilidades, os comandados de Carlos Condeço têm a vantagem de poderem jogar sem pressão, explorando alguma ansiedade contrária.
A formação insular permaneceu em território continental após o empate (0-0) no terreno do Trofense, partida na qual o desperdício no ataque impediu o Santa Clara de conseguir um resultado mais motivador para a partida com os azuis do Restelo, uma lacuna que o técnico quer ver melhorada já neste jogo pois só com golos é que os açorianos poderão discutir a eliminatória.

Acácio Mateus

Brampton: 10º. Convívio Ribeiragrandense no Ontário

10º. Convívio dos Ribeiragrandense em Brampton
Amigos do conselho da Ribeira Grande estiveram em festa
No passado sábado, dia 26 de Novembro, realizou-se no salão de festas da paróquia de Nossa Senhora de Fátima na cidade de Brampton, o 10º. Convívio dos Ribeiragrandenses, ou seja dos Amigos oriundos do conselho da Ribeira Grande, da ilha de São Miguel, Açores.
A Ribeira Grande é o segundo maior conselho a norte da ilha de São Miguel nos Açores, depois de Ponta Delgada e conta com 14 freguesias que são as seguintes: Calhetas. Pico da Pedra, Rabo de Peixe, Santa Bárbara, Ribeira Seca. Conceição. Matriz, Ribeirinha, Porto Formoso, São Brás. Maia, Lomba da Maia, Fenais da Ajuda e Lomba de São Pedro.
Para esta festa vieram em excursão uma comitiva dos Estados Unidos, mais concretamente, da cidade de New Bedford e arredores, Machachuster para participarem no evento, em retribuição da amizade entre os luso-americanos e canadianos, o mesmo tinha acontecido á duas semanas atrás quando saíram de Brampton numa excursão com um grupo de conterrâneos da Ribeira Grande para participar no 21º Convívio dos Ribeirangranses que teve lugar na cidade de New Bedford nos EUA.
A festa começou com um jantar comemorativo de amizade entre as duas cidades. Após o esmerado jantar o presidente responsavél da festa, Luís Pacheco (Canadá), chamou ao palco o presidente, Mário Jorge Alves (EUA), que trocaram lembranças entre estas duas organizações e um abraço vindo dos Estados Unidos da  América.
António César, locutor da rádio da CHIN-FM em Toronto leu uma carta enviada pelo presidente da editalidade representante da Câmara Municipal da cidade da Ribeira Grande, Alexandre Gaudêncio, que foi eleito novo presidente nas últimas eleições e tomou posse no último dia 15 de Outubro. Agradeceu o convite mas não foi possivél a comparência neste convívio anual devido aos afazeres profissionais, mas prometeu para o ano estar presente, para abraçar os ribeiragrandenses que imigram para o Canadá e EUA, para um melhor nível de vida no estrangeiro, sem nunca esqueceram a sua terra natal.

Muitos mataram saudades de alguns amigos que já não se viam há mais de 26 anos, entre outros por razões várias, destinos da vida muitos depois de cumpriram o serviço militar imigraram e nunca mais se viram, estes convívios anuais servem para rever amigos e matarem saudades da terra, e recordar o passado sem esquecer o presente, uma homenagem á  terra que os viu nascer.
No entertenimento, actuaram para animar a festa, António Cordeiro, que cantou alguns fados, Dina Cabral, que cantou em inglês algumas canções antigas famosas, terminando com o artista, Mário Marinho, sempre electrizante a arrastar para a pista de dança que se encheu rápidamente.
Esteve presente o escritor e editor luso-americano, Alfredo da Ponte, que apresentou vários livros da sua autoria tocando nas festas dos ribeirangrenses e suas origens.
Houve também leilões de ofertas pelo Gilberto Medeiros e sorteio de prémios doe rifas, com os lucros monetários que serão entregues ao Hospital das Crianças em Toronto, e a pessoas necessitadas. Na festa de 2012, os fundos reverteram para a Banda filarmónica Triunfo, que tinha a sua sede fechada e hoje já se encontra novamente aberta e a tocarem nas festas e arraias na ilha de São Miguel, graças ao esforço dos imigrantes oriundos da Ribeira Grande, que tinham pena da sua banda da Matriz estar encerrada e hoje resnaceu para a alegria de todos os amantes que respeitam as suas tradições e um dia fizeram parte desta da banda Triunfo.
O som e música esteve a cargo do DJ ‘’Electro Sound’’.
Parabéns aos organizadores por este intercâmbio de amizade em mais esta festa do Convívio Ribeiragrandense no Canadá e América.
João G. Silva.

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

O português é a sexta língua mais falada do globo

O português é a sexta língua mais falada do globo, mas é a quinta mais usada na Internet e a terceira nas redes sociais Facebook e Twitter.
Falantes de português são 244 milhões em todo o mundo
Falado por 244 milhões de pessoas em todo o mundo, o português é a sexta língua mais falada do globo, mas é a quinta mais usada na Internet e a terceira nas redes sociais Facebook e Twitter.
As estatísticas são do Camões - Instituto da Cooperação e da Língua e foram transmitidas à Lusa pela presidente, Ana Paula Laborinho, a propósito da II Conferência Internacional sobre o Futuro da Língua Portuguesa no Sistema Mundial, que decorre entre terça e quarta-feira em Lisboa.
Também o site do Observatório da Língua Portuguesa, que reúne diversas fontes para construir as suas estatísticas, aponta para 244,392 milhões de falantes de português em todo o mundo, mas coloca o português como a quarta língua mais falada do mundo, atrás do mandarim, do espanhol e do inglês.
Com efeito, a posição do português nas listas das línguas com maior número de falantes varia conforme os critérios das organizações que as elaboram.
No site do Observatório da Língua Portuguesa, é explicado como se chega aos 244 milhões de falantes.
Falado nos cinco continentes, o português é a língua oficial de oito países: Angola (19,8 milhões de habitantes), Brasil (194,9 milhões), Cabo Verde (496 mil), Guiné-Bissau (1,5 milhões), Moçambique (23,3 milhões), Portugal (10,6 milhões), São Tomé e Príncipe (165 mil) e Timor-Leste (1,1 milhões).
Contudo, só nos casos de Portugal e do Brasil é contabilizada toda a população como falante de português. Em Timor-Leste, por exemplo, apenas 20% dos habitantes falam português, enquanto na Guiné-Bissau são 57%, em Moçambique 60%, em Angola 70%, em Cabo Verde 87% e em São Tomé e Príncipe 91%, revelam os dados do observatório.
Por outro lado, é preciso contabilizar também as diásporas, que todas juntas ascendem a quase 10 milhões de falantes de português, incluindo os 4,8 milhões de emigrantes portugueses e três milhões de brasileiros, segundo dados de 2010.
A língua portuguesa é ainda falada em locais por onde os portugueses passaram ao longo da História como Macau, Goa (Índia) e Malaca (Malásia).
Segundo o Observatório da Língua Portuguesa, o português é a língua mais falada no hemisfério sul, com 217 milhões de falantes em Angola, Brasil, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste.
Entre as línguas europeias, o português surge como a terceira mais falada e um estudo da Bloomberg considera-o a sexta língua do mundo mais utilizada nos negócios.
Na Internet, a importância do português tem vindo a crescer, sendo hoje o quinto idioma mais utilizado, por 82,5 milhões de cibernautas, segundo o site Internet World Stats.
O número de utilizadores da Internet em português aumentou 990% entre 2000 e 2011, mas nesse ano ainda só representava 3,9% do total de cibernautas e 32,5% do total de falantes de português no mundo, o que permite antecipar que ainda tenha muito por onde aumentar.
Já no Facebook, o português é a terceira língua mais usada, por 58,5 milhões de utilizadores, a seguir ao inglês (359 milhões) e ao espanhol (142 milhões). Além disso, a língua portuguesa foi a que mais cresceu naquela rede social, com um aumento de mais de 800% entre 2010 e 2012.
Também no Twitter, o português é a terceira língua mais usada, representando 12% do total de tweets enviados, a seguir ao inglês (39%) e ao japonês (14%).
Todos estes números tenderão no entanto a mudar, à medida que muda o mapa do português no mundo. Segundo estimativas do Governo português, tendo em conta a evolução demográfica, até 2050 o número de pessoas no mundo a falar a língua de Camões deverá aumentar para 335 milhões.

Automobilismo: Luis Rego vence II Rali - ilha do Pico

AUTOMOBILISMO:
II Rali Além Mar - Ilha do Pico
Luís Miguel Rego venceu no Pico
Aproveitando a ausência de Ricardo Moura, o jovem piloto Luís Miguel Rego venceu o Rali Ilha do Pico, que ontem terminou.
O jovem piloto açoriano Luís Miguel Rego somou ontem a sua primeira vitória em termos absolutos em provas do Campeonato dos Açores de Ralis. Rego soube aproveitar a ausência de Ricardo Moura – que participou e foi um dos vencedores do Rali de Viana do Castelo, disputado este fim-de-semana – e triunfou no Rali Ilha do Pico.
Numa prova muito disputada, Luís Miguel Rego e Tiago Azevedo discutiram taco a taco a vitória, mas nas últimas duas classificativas Rego foi mais forte, deixando para Azevedo a segunda posição.
No terceiro lugar, classificou-se Henrique Moniz.
JD

domingo, 27 de outubro de 2013

Campeonato dos Açores 2013-14:

SC Angrense, 1 - Santiago FC, 0
Liga Meo Açores 2013/2014:
Angrense mais só na frente
Resultados da 4ª Jornada -1ª Fase:
Angrense, 1 - Santiago FC, 0
Prainha FC, 1 - SC Barreiro, 2
Sp. Guadalupe, 0 - Lusitânia, 1
Capelense, 1 - Desp. Lajense, 0
Rabo de Peixe, 1 - SC Maritimo, 0 
CLASSIFICAÇÃO:

L   Equipas              J   V   E   D     GM-GS      P
1º Angrense           4   4   0   0      8 – 3      12
2º SC Lusitânia       3   3   0   0     4 – 0        9
3º Rabo de Peixe    4   2   2   0     6 – 3        8
4º Prainha FC         4   2   1   1      7 – 3       7
5º Capelense SC     4   2   1   1      4 – 4       7
6º SC Marítimo       4   1   1   2      2 – 4       4
7º Sp. Guadalupe   4   1   0   3      7 – 6       3
8º SC Barreiro        4   1   0   3      3 – 6       3
9º Santiago FC       3   0   1   1      2 – 6       1
10º CD Lajense      4   0   0   4      2 – 8       0
5ª. jornada - 03-11-2013:
CD Lajense - Sp. Guadalupe
SC Barreiro - CD Rabo de Peixe
SC Lusitânia - Prainha FC
Santiago FC - Capelense SC
SC Marítimo - SC Angrense

Campeonatos: II Liga - Santa Clara volta a ceder pontos

Santa Clara volta a ceder pontos
Encarnados de Ponta Delgada não conseguiram melhor que uma igualdade sem golos no terreno do último classificado do campeonato. Angrense mais só na frente do campeonato de futebol dos Açores.
Depois da derrota caseira diante do Benfica B, o Santa Clara não conseguiu melhor que um ponto na deslocação à Trofa para defrontar o Trofense, último classificado do campeonato da II Liga. Os encarnados quedaram-se pelo nulo no terreno do lanterna vermelha num jogo onde Tiago de Leonço voltou a revelar-se perdulário no ataque, desperdiçando uma grande penalidade.
Se o Trofense teve mais iniciativa na primeira parte e até lhe pertenceu a primeira grande ocasião de golo – Hélder Sousa acertou no poste direito da baliza à guarda de Serginho na marcação de um livre direto – na etapa complementar os açorianos mostraram-se mais afoitos mas não conseguiram marcar apesar de terem criado boas oportunidades para tal.
Campeonato de Futebol dos Açores: Angrense mais líder
Neste domingo jogou-se também para o campeonato de futebol dos Açores com a jornada a deixar o Angrense mais só na frente.
A formação de Angra do Heroísmo recebeu e derrotou o Santiago por 1-0, beneficiando ainda do inesperado desaire do Prainha FC, em casa, frente ao SC Barreiro (1-2). O Lusitânia, a subir de rendimento, foi à Graciosa derrotar o Sporting de Guadalupe por 1-0, enquanto o Capelense recebeu e bateu o Desportivo Lajense por igual resultado. O CD Rabo de Peixe venceu em casa por 1-0 o Maritimo da Graciosa.
Campeonato Nacional de Séniores: Sporting Ideal empatou em casa
Adiado para 10 de novembro o confronto entre Clube Operário Desportivo e Sport Clube  Praiense, da sétima jornada da série G do campeonato nacional seniores, a única formação açoriana a competir foi o Sporting Ideal que recebeu e empatou (4-4) no confronto com o último posicionado, Futebol Benfica.
Acácio Mateus

II Liga:Trofense e Santa Clara anulam-se na Trofa

Penálti desperdiçado dos visitantes em jogo de ineficácia dos avançados das duas formações
Trofense, 0 - Santa Clara, 0
Açorianos continuam sem vencer 
Trofense e Santa Clara empataram este domingo (0-0), em encontro da 12.ª jornada.
Na primeira parte praticou-se um bom futebol na Trofa, com jogadas interessantes de ambos os lados, ainda que a equipa da casa tenha estado mais perto de marcar, dominando mais.
Aos seis minutos, Hélder Sousa, na cobrança de um livre, atirou ao poste. Na frente da linha ofensiva trofense destacaram-se Viafara e Padilla, que, aos 28 minutos, tentaram por duas vezes o golo, apenas negado por Accioly, a defender mesmo em cima da linha da baliza, quando o guardião Serginho já estava batido.
Antes do intervalo, aos 39, Viafara ainda rematou forte, mas a bola "raspou" o poste direito do Santa Clara e saiu.
Para o lado dos açorianos, nota para uma grande penalidade - a castigar mão de Hélder Sousa - não concretizada por Tiago Leonço, graças a uma grande defesa de Conrado (25 minutos). Antes, aos 18 minutos, Minhoca falhou de baliza aberta, após cruzamento de Paulo Arantes.
Na segunda parte, o Santa Clara começou melhor e "empurrou" o Trofense para a defesa, sendo notória a ansiedade da equipa da casa, que, ocupando o último lugar da tabela, ainda não registou qualquer vitória em jogos oficiais para o campeonato. Minhoca, aos 62, rematou muito forte para outra excelente defesa de Conrado.
No minuto seguinte, aos 63, Accioly cabeceou pouco por cima da barra. Com a entrada de Rafinha, o técnico Porfírio Amorim - que pela primeira vez, depois de "render" Luís Diogo que saiu à oitava jornada, orientou uma partida em casa - procurou recuperar o domínio de jogo, apostando na ala esquerda do ataque.
Esta estratégia quase resultava em golo, aos 68, quando Viafara, ao completar um cruzamento de Rafinha, atirou para fora. Do outro lado continuaram as insistências dos insulares, que estiveram bem perto de marcar sobretudo por intermédio de Minhoca (74 e 81). Valeu, mais uma vez, ao Trofense a atenção do seu guardião.
Até ao final da partida, destaque para um remate forte a sair ao lado de João Amorim (87 minutos) e, já nos descontos, João Pedro correu metade do campo para atirar forte mas Conrado fez corpo à bola e evitou o golo açoriano (90+2).
Jogo no Estádio do CD Trofense, na Trofa.
Trofense - Santa Clara, 0-0.
Equipas:
Árbitro: Duarte Gomes (Lisboa).
Trofense: Conrado, Tiago Mesquita, Luiz Alberto, Dennis Moreno, Matheus Zouain, Tiago, Hélder Sousa, Maicon Assis (João Amorim, 71), Padilla (Mateus Fonseca, 84), Preciado (Rafinha, 63) e Viafara. (Suplentes: Diogo Freire, Márcio, Mateus Fonseca, Marcelo, Rafinha, João Amorim e Rateira).
Treinador: Porfírio Amorim.
Santa Clara: Serginho, Paulo Arantes, Sandro, Accioly, Igor, Seiddiki, Cervantes, Minhoca, Mike, Hugo Santos e Tiago Leonço (João Pedro, 63). (Suplentes: João Botelho, Miguel Lourenço, Ruizinho, João Ventura e João Pedro).
Treinador: Carlos Condeço.

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Seddiki (46), Padilla (56), Maicon Assis (59) e Paulo Arantes (67).
Assistência: Cerca de 1.000 espectadores.

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Afinal comer chocolate é muito bom...

Estudo demonstra que comer chocolate não engorda
Investigadores da Universidade de Granada (Espanha) conseguiram demonstrar cientificamente que comer chocolate, afinal, não engorda e que um alto consumo está associado a níveis mais baixos de gordura total (a de todo o corpo) e abdominal.
E esses níveis mais baixos de gordura, atesta o estudo hoje conhecido, não depende de praticar ou não atividade física ou da dieta que siga, entre outros fatores.
A Universidade de Granada explica hoje, em comunicado, que o estudo, realizado por investigadores da Faculdade de Medicina e da de Ciências do Desporto, foi publicado esta semana na revista "Nutrition".
Para as suas conclusões os cientistas analisaram se um maior consumo de chocolate está associado a um maior ou menor índice de massa corporal, bem como outros indicadores de gordura corporal total e central.
O estudo foi conduzido entre adolescentes que participam no programa ‘Helena’, um projeto financiado pela União Européia sobre os hábitos alimentários e o estilo de vida dos jovens de nove países europeus, entre eles Espanha.
Os resultados do trabalho, no qual participaram 1.458 adolescentes dentre 12 e 17 anos, mostraram que um maior consumo de chocolate se associou com níveis mais baixos de gordura total e central.
Estes resultados não dependem do sexo, da idade, da maturidade sexual, da ingestão energética total, da ingestão de gorduras saturadas, fruta e verdura, do consumo de chá ou café, e nem seque da atividade física dos participantes.
Segundo a autora principal do artigo, Magdalena Bacia García, ainda que o chocolate seja considerado um alimento com um alto conteúdo energético (ao ser rico em açúcares e gorduras saturadas), "recentes estudos realizados em adultos sugerem que o seu consumo se associa com um menor risco de transtornos cardiometabólicos".
De facto, o chocolate é um alimento rico em flavonoides (especialmente catequinas), que proporcionam múltiplas propriedades saudáveis, explica.
Em concreto, é um bom antioxidante, antitrombótico e anti-inflamatório, tem efeitos anti-hipertensivos e pode ajudar a prevenir a cardiopatia isquémica, segundo os investigadores.
Recentemente, outro estudo transversal desenvolvido em adultos por cientistas da Universidade de Califórnia observou que uma maior frequência no consumo de chocolate também se associa com um menor índice de massa corporal.
Ademais, estes resultados confirmaram-se num estudo longitudinal em mulheres que seguiram uma dieta rica em catequinas.
Lusa

II LIGA: Benfica vence nos Açores e sobem ao 6.º lugar

Santa Clara, 0 - Benfica B, 2
Ruben Pinto e Lolo fazem diferença
O Benfica B foi a casa do Santa Clara vencer por 2-0, com golos na segunda parte de Ruben Pinto e Lolo, em jogo da 11.ª jornada da II Liga de futebol.
Depois de uma primeira parte apagada, com ambas as equipas a proporcionarem poucos remates à baliza e muitos passes errados e pouca fluidez na partida, o jogo decidiu-se na segunda parte com dois golos favoráveis ao Benfica B.
Primeiro foi Ruben Pinto a marcar, aos 63 minutos, através de um remate a meia altura, que deixou Serginho sem hipóteses de defesa e, já em cima do apito final, Lolo ampliou a vantagem.
Ainda antes dos 90, e já com o Santa Clara reduzido a dez jogadores, o Santa Clara desperdiçou duas boas oportunidades, mas o guarda-redes Bruno Varela opôs-se bem a remates de Accioly e de João Pedro.
Jogo no Estádio de São Miguel, em Ponta Delgada.
Santa Clara - Benfica B, 0-2.
Ao intervalo: 0-0.
Marcadores:
0-1, Ruben Pinto, 63 minutos.
0-2, Lolo, 90.
Equipas:
Árbitro: Daniel Cardoso (Aveiro).
 - Santa Clara: Serginho, Sandro, Accioly, Seiddiki (João Ventura, 65), Pacheco, Tiago Leonço, Minhoca, Igor, Paulo Arantes, Hugo Santos (Pedro Cervantes, 59) e Mike (João Pedro, 65).
(Suplentes: João Botelho, Pedro Cervantes, Miguel Lourenço, Ruizinho, João Ventura, Diogo Moniz e João Pedro).
Treinador: Carlos Condeço.
- Benfica B: Bruno Varela, Urreta, Fábio Cardoso, Hélder Costa, João Cancelo, Ruben Pinto (Lolo, 79), Harramiz, Gianni Rodriguez (Jorge Rojaz, 64), Rudinilson, Victor Lindelof e Bernardo Silva (Uros Matic, 72).
(Suplentes: Mika, Uros Matic, Lolo, Bruno Gaspar, Jorge Rojas, Wei Huang e João Teixeira).
Treinador: Hélder Cristóvão.
Ação disciplinar: Cartão amarelo para João Cancelo (26), Paulo Arantes (29), Urreta (43), Pacheco (51 e 78), Gianni Rodriguez (53) e Pedro Cervantes (67). Cartão vermelho, por acumulação de amarelos, para Pacheco (78).
Assistência: 1.044 espetadores.

Futebol nos Açores: Terceira e São Jorge

ILHA TERCEIRA:
Taça Ass. Futebol Angra do Heroísmo (AFAH)
SC Salão segura primeiro lugar
Resultados da 3ª jornada:
‘’Os Leões’’, 0 – SC Salão, 0
JD Lajense, 1 – Boavista CR, 2
GD Fontinhas, 0 – Vilanovense, 1
Classificação:
L   Equipas            J   V    E   D   GM-GS     P
1º SC Salão            3   2    1    0      2 – 0       7
2º Boavista CR       3   2    0    1      6 – 3       6
3º Vilanovense       3   2    0    1      3 – 2       6
4º ‘’Os Leões’’        3   1    1    1      2 – 2       4
GD Fontinhas    3   1    0    2      3 – 6       3
6º JD Lajense        3    0    0   3      2 – 5        0
4ª Jornada: 27 Outubro.
SC Salão – Vilanovense
Boavista CR – Os Leões
JD Lajense – GD Fontinhas
ILHA DE SÃO JORGE:
Torneio de Abertura da A.F.A.H.
GD Velense soma e segue
4ª jornada – Resultados:
Urzelinense, 2 – FC Calheta, 0
GD Beira, 0 – GD Velense, 3
Classificação:
L Equipas                 J   V   E   D   GM-GS    P
1º G.D.Velense         4   3   1   0      9 – 2      10
2º F.C.Urzelinense   4   2   1   1       8 – 5       7
3º G.D.Beira             4   2   0   2       4 – 7       6
4º F.C.Calheta         4   0   0   4       0 – 7        0
5ª JORNADA – 27 Outubro.
GD Velense – Urzelinense
FC Calheta – GD Beira

Futebol nos Açores: São Miguel e Faial/Pico

FUTEBOL EM SÃO MIGUEL -1ª. DIVISÃO:


Taça de Honra da AFPD – Séniores.

Apurados para as 1/2 finais:

União Micaelense e GD São Roque
Série «A»
Resultados da 5ª. jornada:
GD São Roque, 1 – Águia CD, 1
Mira Mar, 1 – U. Micaelense, 2
CLASSIFICAÇÃO:
L   Equipas                J   V   E   D   GM-GS       P
1º U. Micaelense     5  3   2   0      7 –  4       11
2º GD São Roque     5   2   3   0      9 – 7         9
3º Mira Mar SC        5   1   0   4      7 – 10       3
4º Águia CD              5   0   3   2       5 – 7         3
6ª. jornada e última:
U. Micaelense - São Roque
Águia CD - Mira Mar SC
SÉRIE «B»
Apurados para as 1/2 finais:
FC Vale Formoso e União de Nordeste
Resultados da 5ª. jornada:
Vale Formoso, 2 – Marítimo SC, 0
Folgou: União de Nordeste.
CLASSIFICAÇÃO:
L   Equipas               J   V   E   D   GM-GS      P
1º Vale Formoso    4   3   1   0      7 – 1      10
2º U. Nordeste       3   1   1   1      3 – 3        4
3º Marítimo SC      3   0   0   3      1 – 7        0
6ª. jornada e última:
Marítimo - União de Nordeste
Folga: Vale Formoso.
SÃO MIGUEL - 2ª. DIVISÃO:
Taça de Honra AFPD - Séniores
Série «A»
Resultados da 2ª jornada:
Aprender a Viver – Vitória P. Pedra (adiado)
Santo António, 3 – Casa Povo Arrifes, 1
CLASSIFICAÇÃO:
L EQUIPAS                       J    V    E    D   GM-GS      P
1º Santo António           2    2    0    0       6 – 1       6
2º Casa Povo Arrifes     2    1    0    1       4 – 3       3
3º Vitória CPP                1    0    0    1       0 – 3       0
4º Aprender a Viver     1    0    0     1      0 – 3        0
3ª Jornada: 27 Outubro.
Casa Povo Arrifes – Aprender a Viver
Vitória P. Pedra – Santo António
Série «B»
Resultado da 2ª jornada:
CD Rabo de Peixe B, 1 – Casa Povo da Maia, 1
folgou: GD São Roque B.
CLASSIFICAÇÃO:
L   EQUIPAS                     J   V     E    D     GM-GS     P
1º Casa Povo Maia        2    0    1     0       7 – 6        4
2º Rabo de Peixe B        1   0    1      0      1 – 1         1
3º GD São Roque B       1    0    0     1       5 – 6        0
3ª jornada: 27 Outubro.
São Roque B – Rabo de Peixe B
Folga: Casa do Povo da Maia.
TAÇA DE SÃO MIGUEL - II DIVISÃO:
PRÉ-ELIMINATÓRIA - SÉNIORES :
Resultados da 1ª mão:
CD Rabo de Peixe B, 2 – GD São Roque B, 0
Casa do Povo dos Arrifes, 2 – Vitória do Pico da Pedra, 1
FUTEBOL NA ILHA DO FAIAL / PICO:
Taça Associação de Futebol da Horta:
FC Madalena continua invicto na frente
Resultados da 5ª. jornada:
Vitória FC, 0 – FC Flamengos, 3
Fayal Sport, 2 – FC Madalena, 4
Folga. GD Cedrense.
CLASSIFICAÇÃO:
L   Equipas             J   V   E   D   GM-GS        P
1º Madalena        4   4   0   0     11 – 5       12
2º Flamengos      4   3   0   1        7 – 2         9
3º Vitória FC        4   2   0   2        3 – 6         6
4º Cedrense        4   1   0   3        2 – 4         3
5º Fayal Sport     4   0   0   4        2 – 8         0
6ª. jornada – 27/10/2013:
GD Cedrense – Flamengos
Vitória FC – FC Madalena
Folga: Fayal Sport.

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Liga Europa: Estoril empatou, Guimarães e P. Ferreira perderam

Bétis de Sevilha,  - V. Guimarães, 0
Vitória de Guimarães derrotado em Sevilha
O Vitória de Guimarães foi derrotado, esta quinta-feira, frente ao Bétis de Sevilha por 1-0, em jogo da 3.ª jornada do grupo I da Liga Europa.
O único golo da partida foi marcado por Vadillo aos 50 minutos. Com este resultado, a equipa de Rui Vitória somou a primeira derrota europeia e perdeu a liderança do grupo para o Bétis, que assumiu o primeiro lugar com 5 pontos.
Os minhotos desceram assim para o terceiro posto, com 4 pontos, superados pelo Lyon (5) que subiu a segundo depois de vencer o Rijeka (1).
Estoril arranca empate na Alemanha
Friburgo, 1 - Estoril, 1
O Estoril somou o seu primeiro ponto na Liga Europa ao empatar a um golo com o Friburgo, em partida do grupo H.
Os alemães foram a primeira equipa a chegar ao golo, logo aos 11 minutos por intermédio de Darida. Mas no segundo tempo, Sebá reestabeleceu a igualdade para o Estoril (1-1).
A equipa da Linha conquistou assim o seu primeiro ponto europeu em época de estreia, mas ainda continua na cauda do grupo.
Na outra partida, o Sevilha empatou com os checos do Slovan Liberec (1-1) e continua na liderança com sete pontos. A formação da República Checa é a segunda com cinco à frente do Friburgo com dois.
Paços de Ferreira compromete Liga Europa.
Paços de Ferreira, 0 - Dnipro, 2
O Paços de Ferreira perdeu esta noite frente ao Dnipro por 2-0 no estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, na 3.ª jornada do grupo E da Liga Europa.
Rotan e Konoplyanka foram os autores dos dois golos do conjunto ucraniano.
Este resultado deixa a equipa portuguesa em maus lençóis e pode comprometer as aspirações dos pacenses na Liga Europa.
O Paços de Ferreira soma apenas 1 ponto em três jogos e está obrigado a vencer as próximas três partidas do grupo e esperar que o Dnipro perca, pelo menos, um jogo.
A Fiorentina é líder com 9 pontos perseguida pelos ucranianos com 6. Os romenos do Pandurii partilham o último lugar com o Paços de Ferreira.
SOL