sábado, 29 de setembro de 2012

Bianca Buitendag vence Sata Airlines Azores Pro 2012

Surfista de apenas 18 anos terminou a prova com 16,76 pontos, entre os 20 possíveis.
Triunfo de Bianca Buitendag no Sata Airlines Azores Pro 2012
A sul-africana Bianca Buitendag venceu hoje o Sata Airlines Azores Pro 2012, a última etapa do circuito mundial de Surf de qualificação feminino, que começou e terminou hoje, na Praia de Santa Bárbara, na Ribeira Grande.
A surfista, de apenas 18 anos, terminou a prova com 16,76 pontos, entre os 20 possíveis, tendo arrecadado 3.500 pontos para o seu ranking final e um “prize-money” de oito mil dólares, após uma final com a francesa Pauline Ado, ex-campeã mundial Pró Júnior e considerada favorita na prova açoriana.
«Eu sabia que já estava qualificada para o WCT feminino do ano que vem, mas tenho andado a treinar a consistência e tudo acabou por dar certo aqui nos Açores», admitiu a surfista sul-africana no final do dia.
Bianca Buitendag conseguiu a segunda vitória do ano, o que lhe permitiu estabelecer-se na segunda posição do “ranking” mundial, atrás de Sage Ercickson, depois de ter disputado seis baterias ao longo do dia, numa autêntica corrida contra o tempo, já que as previsões eram desfavoráveis quanto a ondas para domingo.
A Bianca Buitendag, Rebecca Woods, Alana Blanchard e Pauline Ado, presentes na prova açoriana e qualificadas para a elite mundial feminina 2013, juntam-se as já apuradas e ausentes Sage Erickson e Sofia Mulanovich.
Por definir, fica o campeonato europeu, com a francesa Alizée Arnaud a ter empate técnico com a compatriota Pauline Ado, uma situação inédita e a resolver em breve pelo comité técnico da ASP Europa.
Carina Duarte foi a melhor portuguesa em prova, com um 19.º lugar, tendo sido eliminada na segunda fase.

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Comemorações dos 55 anos do Vulcão dos Capelinhos

Governo apoia comemorações dos 55 anos do Vulcão dos Capelinhos
O Governo Regional, através da Secretaria Regional do Ambiente e do Mar, apoia as comemorações dos 55 anos do Vulcão dos Capelinhos, promovidas pela Junta de Freguesia do Capelo e com o apoio da Associação FaiAlentejo.
As comemorações decorrem entre os dias 27 e 30 de setembro, centram-se na importância que teve o Vulcão enquanto gerador de oportunidades para as populações dos Açores, em especial as do Faial, permitindo a muitos açorianos melhorarem as suas condições de vida através da imigração, e dando à vulcanologia a mais importante página da sua história assim como tema para a investigação científica.
O Vulcão dos Capelinhos é ainda um importantíssimo gerador de riqueza no Faial, sendo prova disto os mais de 20.000 visitantes do Centro de Interpretação dos Capelinhos, a construção da casa do Bote e a implementação do trilho "Caminho dos Baleeiros".
A celebração das manifestações de solidariedade e tributo às gentes que viveram a erupção vulcânica faz-se com a entrada gratuita no Centro de Interpretação do Vulcão dos Capelinhos entre os dias 27 e 30 de setembro, e ainda com a conferência "Capelinhos - O Vulcão que mudou o Mundo", no dia 27, pelas 20H30, com as intervenções "Testemunhos da Erupção Submarina do Vulcão dos Capelinhos - 1957/1958" ,por Paulo Henrique Silva - Coordenador do SIARAM; "Os 55 anos do Vulcão", pelo Professor Victor Rui Dores; "E depois dos Capelinhos..." pelo Professor Doutor João Luis Gaspar - Centro de Vulcanologia e Avaliação de Riscos Geológicos (CVARG).
As celebrações terminam no dia 30 de Setembro com o circuito interpretativo "Caminho dos Baleeiros", recentemente inaugurado e que traz a história da baleação no Porto do Comprido para dentro do Parque Natural do Faial.

Teatro Micaelense em Ponta Delgada celebra música

Teatro Micaelense assinala Dia Mundial da Música
Na próxima 2ªfeira, dia 1 de outubro, o Teatro Micaelense celebra o Dia Mundial da Música com o lançamento do livro Da Luz – Litania Profana e Três Poemas, de António Teves com desenhos de Urbano.
À leitura de excertos da obra, por Emanuel Jorge Botelho, seguir-se-á um recital de piano, pelo autor, cujo programa inclui Momentos Musicais de Franz Schubert, Canções sem Palavras de Felix Mendelssohn e um Nocturno de Frédéric Chopin.
António Teves foi aluno de Manuela Cunha de Mendonça, Margarida Magalhães de Sousa e Maria Teresa Oliveira Rodrigues no Conservatório Regional de Ponta Delgada Aí concluiu os cursos gerais de Piano e Composição – Harmonia. Em Lisboa, no Conservatório Nacional, foi aluno de Maria Cristina Lino Pimentel, em cuja classe terminou o Curso Superior de Piano. Naquela Escola foi ainda aluno de Armando José Fernandes, Elisa Lamas, Luis Filipe Pires e Maria Augusta Barbosa, em Contraponto , Formação Musical , Análise e História da Música, respetivamente. Na Fundação Gulbenkian e Escola Superior de Música de Lisboa, tem frequentado, como assistente e executante, masterclasses sob a orientação de Joerg Demus, Sequeira Costa, Dimitri Paperno, Dimitri Bashkirov e Galina Eguiazárova. Durante o ano letivo de 1992-1993, esteve em Lisboa, equiparado a bolseiro, e estudou sob a orientação do pianista Miguel Henriques. Tem-se apresentado a solo e em grupos de Câmara, especialmente em colaboração com cantores.
Desde cedo se dedicou à escrita, sendo “Da Luz – Litania Profana e três Poemas” o seu terceiro livro. Estreou-se com “Nascentes da Voz-Cristais e Fragmentos de Câmara”, ao qual se seguiu “Dois Poetas e um Pintor”, em colaboração com Emanuel Jorge Botelho e Urbano.
A entrada é livre, limitada à lotação da sala.

I Encontro de Imigrantes no Desporto Açoriano

Arrancou hoje no Faial o I Encontro de Imigrantes no Desporto Açoriano
Imigrantes enriquecem os Açores
Imigrantes trazem enorme “colorido e riqueza cultural” aos Açores, diz Graça Castanho.
A Diretora Regional das Comunidades assumiu hoje, na Horta, que as comunidades de imigrantes radicadas no arquipélago trazem aos Açores um enorme “colorido e riqueza cultural”.
A ideia foi expressa por Graça Castanho na sessão de abertura do I Encontro de Imigrantes no Desporto Açoriano, uma iniciativa que decorre até sábado na ilha do Faial com a participação de cerca de 70 atletas e dirigentes.
Para aquela responsável, falar de imigrantes hoje em dia no arquipélago “é falar de uma franja populacional muitíssimo importante”, até porque a mesma já inclui no presente cidadãos de 86 nacionalidades diferentes.
Por isso, acrescentou Graça Castanho, “temos uma dívida muito grande” para com os nossos imigrantes, os estrangeiros que estão a viver aqui nos Açores, pois eles “contribuem para o desenvolvimento da Região”.
Os imigrantes “trazem pluralidade, diversidade, multietnicidade e multiculturalismo” aos Açores, sublinhou ainda a Diretora Regional das Comunidades, adiantando que não há região alguma “que queira ter um papel importante no mundo global que não tenha essa diversidade”.
Graça Castanho lembrou igualmente que é preocupação do Governo dos Açores “garantir qualidade de vida e mais e maior integração para os imigrantes” e justificou a realização deste I Encontro de Imigrantes no Desporto Açoriano como facto do desporto ser “ uma das áreas que mais tem ganho com a presença de imigrantes” nas ilhas.
Segundo referiu, o envolvimento de imigrantes no desporto açoriano contribuiu decisivamente para que este “tenha conseguido o mérito e reconhecimento que tem hoje em dia”.
Adiantou também que este encontro, que pressupõe desde logo “partilha de experiências e de saberes”, servirá também para “discutir os processos de internacionalização dos Açores e do desporto açoriano”.

Grupo de Cantares ''Os Cagarros'' de Cambridge, Ontário

Grupo ''Os Cagarros'' conta com 31 elementos
O Grupo de cantares da música tradicional açoriana, ''Os Cagarros'', são oriundos da ilha de Santa Maria, Açores, e radicados na cidade de Cambridge na província do Ontário no Canadá.
Este grupo é composto por 31 elementos e canta músicas regionais bem do agrado dos amantes da música tradicional que se canta na região onde a maioria são oriundos.
''Os Cagarros'', já actuaram nos Estados Unidos e em Santa Maria, como também já lançaram um CD, em Janeiro de 2010, com algunas temas da autoria de Tibério Braga e Natália Sousa.


José Eustáquio recebe Insígnias de Comendador

José Eustáquio foi agraciado com Comenda da Ordem do Mérito, em Toronto
O presidente da Aliança dos Clubes e Associações do Ontário (ACAPO), José Eustáquio recebeu das mãos  do Secretário de Estado das Comunidades Portguesas (SECP), José Cesário, a Comenda da Ordem do Mérito, que tinha sido outorgada pelo Presidente da Repúlblica Portuguesa, Aníbal Cavaco Silva, durante as comemorações do dia 10 de Junho.
Um acto que decorreu no Consulado Geral de Portugal em Toronto, no passado dia 20 de Setembro, e que contou uma galeria Almada Negreiros repleta de familiares, amigos e muitas individualidades de vários quadrantes da sociedade luso-canadiana.
José Eustáquia frisou no final do seu discurso, citamos: ''Esta comenda não é para o José Eustáquio, mas para a Aliança (ACAPO) e tudo o que ela tem representado''.

Luso Canadian Charitable Society inaugura centro em Toronto

Luso Canadian Charitable Society
Abertura oficial do Centro de Apoio de deficientes luso-canadianos
A Luso Canadian Chariable Society inaugurou oficialmente o novo Centro de Apoio de 24 horas, em cerimónia realizada no passado dia 21 de Setembro, nas instalações localizadas no 2295 St. Clair Ave, W. na cidade de Toronto.
Estiveram presentes na cerimónia de abertura do novo Centro de apoio aos deficientes luso-canadianos, o Cônsul Geral de Portugal, em Toronto, Júlio Vilela, Secretário das Comunidades Portugueseas, Dr. José Cesário, Ministro da Imigração e Cidadania do Governo do Ontário, Charles Sousa.
Presente também, Laura Albanese M.P.P., para York Shouth-Weston, Ana Bailão, Councillor Ward 18,  em Toronto, e Frances Nunziata, Councillor Ward 11, York South-West. A  cerimónia teve início com apresentação feita  por Marilene Santos, responsável pela Gerência da L.C.C.S.
Jack Prazeres, presidente da Luso Canadian Charitable Society, cortou a fita da inauguração, e era particularmente um homem feliz e com convicção de dever cumprido.
O centro conta com 11 quartos totalmente equipados, dez estão prontos, faltando mais um para concluir quando o elevador estiver pronto.
Agora, e como próxima etapa, Jack Prazeres já fala na grande abertura do centro na cidade de Hamilton, agendado para o próximo dia 6 de Outubro.



quarta-feira, 26 de setembro de 2012

4ª. Edição do Torneio Cidade de Ponta Delgada

Ponta Delgada recebe IV Torneio de Hóquei em Patins
A equipa de hóquei em patins do Candelária Sport Clube vai marcar presença na quarta edição do Torneio Cidade de Ponta Delgada.
O evento terá lugar entre os dias 28, 29 e 30 de Setembro próximo, sendo uma competição de carácter particular, organizada pela Associação de Patinagem de Ponta Delgada.
De acordo com a organização, este torneio irá “servir de preparação às formações açorianas bem como de promoção e divulgação da modalidade”.
O evento, que irá realizar-se no pavilhão Sidónio Serpa irá contar para além do Candelária, com as formações seniores do Marítimo Sport Clube e do Hóquei Clube PDL.
Calendário:
28-09 Hóquei Clube PDL X Maritimo Sport Clube – 20:30h
29-09 Candelária Sport Clube x Hóquei Clube PDL – 21H
30-09 Jogo de Veteranos – 17h
30-09 Maritimo Sport Clube x Candelária Sport Clube – 18:30h
30-09 Cerimonia de Encerramento- 20h

Futebol nos Açores: Provas Regionais

TAÇA DE HONRA DA A.F. PONTA DELGADA:
Vale Formoso (série A) e União de Nordeste (série B) começaram a vencer na nova época
Teve início este fim-de-semana na ilha de São Miguel a nova temporada de futebol sénior com o começo da Taça de Honra da Associação de futebol de Ponta Delgada (AFPD).
Na primeira jornada da série «A», o Vale Formoso recebeu nas Furnas a União Micaelense e venceu por uma bola a zero. Na outra partida disputada no sábado nos Arrifes, o Águia e São Roque empataram 3-3, num jogo bastante emotivo cheio de golos.
Na série «B» a União de Nordeste recebeu o Mira Mar e ganhou por 1-0, enquanto o Capelense folgou na primeira jornada.
Nos jogos relativos à Série “A” sem dúvida que não deixa de ser surpreendente o triunfo caseiro do Vale Formoso frente ao União Micaelense.
O conjunto treinado novamente por Pedro Costa, (no meio futebolístico conhecido por Mamy), começa a competição a vencer um adversário teoricamente mais forte e que, com naturalidade, apresentava algum favoritismo para este jogo.
No entanto, a formação unionista agora sob a orientação de Luís Arruda, não justificou em campo a sua estatura, deixando-se “abater” por uma equipa muito semelhante à da temporada anterior e que, por via do acontecido, principalmente no seu terreno, irá com certeza, contrariar os opositores.
Nos Arrifes, Águia e D. S. Roque “brindaram” na noite de sábado os seus adeptos com muitos golos (seis).
A divisão de pontos acabou por suceder, numa partida onde foi mais feliz a equipa forasteira, face ao ponto conquistado em terreno alheio.
Relativamente à Série “B” e no único encontro realizado, é igualmente relevante a vitória da
U. Nordeste em casa, sobre o seu vizinho M. Mar. O tento solitário obtido por Renato Feleja a escassos minutos do fim coloca, para já, o emblema “canarinho” na primeira posição.
Série A:
Resultados - 1.ª jornada:
Águia CD, 3 - São Roque, 3
Vale Formoso, 1 - União Micaelense, 0

CLASSIFICAÇÃO:
L EQUIPAS           J V E D   GM-S   P
1º Vale Formoso    1 0 0 0       1 -0    3
2º CD São Roque  1 0 1 0       3 - 3   1
3º Águia Desp.      1 0 1 0       3 - 3    1
4º U. Micaelense   1 0 0 1       0 - 1    0
2ª JORNADA:
U. Micaelense - São Roque
Vale Formoso - Águia CD

Série B:
Resultado - 1.ª jornada:
União de Nordeste - Mira Mar, 1-0
Folgou: Capelense

CLASSIFICAÇÃO:
L EQUIPAS       J V E D   GM-S   P
1º U. Nordeste    1 1 0 0     1 - 0    3
2º Mira Mar         1 0 0 1     0 - 1    0
3º Capelense      0 0 0 0     0 - 0    0
2ª JORNADA:
Capelense - U. Nordeste
Folga: Mira Mar

Futebol Regional:
Taça Associação Futebol da Horta (AFH):
Quarto equipas somam 3 pontos á segunda jornada
A contar para a segunda jornada o Clube Desportivo Lajense recebeu o Futebol Clube da Madalena, perdeu por dois um, primeiro golo foi marcado logo a abrir ou seja aos trinta segundos por Ronildo Gomes, a formação das Lajes do Pico empatava ao oitavo minuto por Pedro Homem, o golo da vitória do Futebol Clube da Madalena foi marcado por Spencer.
No outro encontro o Fayal Sport recebeu e perdeu por 1-2, com o GD Salão, que se estreou a vencer no primeiro jogo na taça da AFH.
Resultados - 2.ª jornada:
CD Lajense, 1 - FC Madalena, 2
Fayal Sport, 1 - GD Salão, 2
Folgou: GD Cedrense
CLASSIFICAÇÃO:
L EQUIPA             J V E D   GM-S   P
1º. GD Cedrense   1 1 0 0      2 - 1    3
2º. GD Salão         1 1 0 0      2 - 1    3
3º. Fayal Sport      2 1 0 1      2 - 2    3
4º. FC Madalena   2 1 0 1      2 - 2    3
5º. CD Lajense      2 0 0 2     2 - 4     0
Próxima jornada (3ª.)
GD Salão - CD Lajense
FC Madalena - Cedrense
Folga: Fayal Sport.
ASSOCIAÇÃO FUTEBOL ANGRA DO HEROÍSMO - SENIORES/JUNIORES
TORNEIO DE ABERTURA DA a.F.a.h:
Desportivo Fontinhas assume liderança
A primeira jornada do Torneio de Abertura de Seniores/Campeonato de Juniores "A", quadro competitivo disputado em simultâneo, embora com classificações distintas, ofereceu os seguintes resultados (equipas de juniores identificadas com a letra "A"):
Resultados - 1ª jornada:
Juventude Lajense "A" 0 - Fontinhas 6,

Praiense "A" 2 - Lusitânia "A" 4,
Boavista da Ribeirinha 2 - Juventude Lajense 1
Angrense "A" 0 - Vilanovense 2.
Conferimos os quadros das respetivas classificações gerais:
Torneio de Abertura de Seniores:
CLASSIFICAÇÃO:
L    EQUIPAS         J  V  E  D  GM-S    P
1.º GD Fontinhas     1  1  0  0    6 - 0    3 
2.º Lusitânia "A"      1  1  0  0    4 - 2    3 
3.º Vilanovense       1  1  0  0    2 - 0    3 
4.º Boavista CR       1  1  0  0    2 - 1    3 
5.º Juv. Lajense      1  0  0  1    1 - 2    0
6.º Praiense "A"      1  0  0  1    2 - 4    0 
7.º Angrense "A"     1  0  0  1    0 - 2    0 
8.º J. Lajense "A"..  1  0  0  1    0 - 6    0
Campeonato de Juniores "A":

CLASSIFICAÇÃO ACTUAL: 
1.º Lusitânia "A" ............. 3 pontos 
2.º Praiense "A" ..............0
3.º Angrense "A"  ............0
4.º Juventude Lajense "A" 0
A segunda ronda, marcada para o próximo fim de semana, alberga, então, as pelejas:
GD Fontinhas - Praiense "A",
Vilanovense - Juventude Lajense "A",
Lusitânia "A" - Boavista da Ribeirinha
Juventude Lajense - Angrense "A".

Taça da Liga: Açorianos perdem em casa

1.ª MÃO DA 2.ª FASE DA TAÇA DA LIGA
Aveirenses batem Santa Clara por 1-0
O Beira-Mar venceu esta quarta-feira no terreno do Santa Clara, por 1-0, na primeira mão da segunda fase da Taça da Liga, conseguindo a primeira vitória da temporada, apesar de ter terminado reduzido a nove elementos.
Numa primeira parte marcada com muitos erros das duas equipas e pouca capacidade ofensiva, o empate era o resultado apropriado dado desempenho das equipas, que, até ao final do jogo, pouco fizeram para merecerem a vitória.
Logo à entrada da segunda parte, o Beira-Mar adiantou-se no marcador, com um grande golo de Balboa, num remate forte de fora da área.
Aos 66 minutos, Pacheco (dos mais inconformados) podia ter feito o golo da igualdade, mas atirou ao lado da baliza, desperdiçando uma excelente jogada coletiva da equipa açoriana. Cerca de dez minutos depois, o Beira-Mar esteve perto de aumentar a vantagem, aproveitando uma falha defensiva da equipa da casa, com Abel Camará a servir ao segundo poste Cédri Collet, tendo André Simões impedido o 2-0.
Nos instantes finais da partida, os jogadores do Santa Clara reclamaram uma grande penalidade, por alegada mão na bola dentro da área de um jogador do Beira-Mar.
Jogo no Estádio de São Miguel, em Ponta Delgada
Assistência: Cerca de 150 espetadores
Árbitro: Renato Gonçalves (Guarda).
- Santa Clara: Brice Niclos, Luiz Carlos, Accioly, Marco Lança, André Simões, Pacheco (Tony, 74), Godinho, Cervantes, Porcellis, Ruizinho (Minhoca, 56) e Platini (Reguila, 74
Suplentes: Helder Godinho, Paulo Monteiro, Tony, Minhoca, Reguila, Alex e Serginho
Treinador: Luís Miguel.
- Beira-Mar: Rui Rego, Sasso, Hugo, Fleurival, Ruben (Cédric Collet, 61), Jaime, Nildo (Hélder Lopes, 78), Pedro Moreira, Balboa, Joãozinho e Abel Camará (Nuno Lopes, 86).
Suplentes: Bruno Jorge, Bura, Rafael Batatinha, Cédric Collet, Nuno Lopes, Helder Lopes e Filipe Desco
Treinador: Ulisses Morais.
Santa Clara-Beira-Mar: 0-1
Marcador: 0-1, Balboa, 47 minutos.
Ação disciplinar: cartão amarelo para Ruben (27), Porcellis (29), Pedro Moreira (36 e 86), Abel Camará (59),Jaime (63 e 90+1), Pedro Cervantes (70) e Accioly (90). Cartão vermelho por acumulação para Pedro Moreira (86) e Jaime (90+1).

Sata Azores Pro regressa a Santa Bárbara

Prova feminina do Sata Airlines Azores Pro arranca amanhã em São Miguel
A prova feminina começa amanhã e termina domingo, na praia de Santa Bárbara, na cidade da Ribeira Grande.
O Sata Airlines Azores Pro 2012 está de volta esta semana, nos areais de Santa Bárbara, na Ribeira Grande, na ilha de S. Miguel, para a realização da prova feminina, que será a última etapa do circuito mundial de qualificação e última prova a contar também para a atribuição do título europeu.
Com 40.000 dólares de “prize Money” e 3.500 pontos para o ranking da vencedora, esta será a derradeira hipótese para um pequeno grupo conseguir a qualificação ou requalificação para a elite mundial de 2013.
A norte-americana Sage Erickson lidera o ranking deste circuito e está praticamente segura no primeiro lugar final, mas a maior disputa acontece nas últimas posições pontuáveis para a permanência ou entrada no WCT feminino do ano que vem, entre três francesas e duas havaianas.
Alizée Arnaud, Pauline Ado e Justine Dupont (vencedora da etapa anterior, no passado fim-de-semana, em Carcavelos e que em 2011 garantiu a sua vaga na elite mundial precisamente na prova açoriana, sagrando-se igualmente campeão europeia), lideram para já a qualificação, mas Alana Blanchard e Nage Melamed (segunda classificada em Carcavelos) podem melhorar as suas pontuações mais facilmente, uma vez que contam com resultados menos bons para substituir... a disputa vai ser renhida, mas só duas destas surfistas poderão entrar!
“Sem dúvida que a separação dos eventos permite oferecer as melhores condições aos atletas e a prova disso foi a etapa masculina, que contou com ondas fantásticas nos dias em que se realizou. Isso só foi possível devido ao maior tempo disponível, o que acontecerá igualmente no feminino. Temos já ondas garantidas até ao último dia da janela de espera, por isso só teremos de escolher os melhores momentos para a realizarmos, visto que esta prova é decisiva, quer para a atribuição do título europeu, quer para a qualificação para o WCT de 2013,” afirma Rodrigo Herédia, o director da prova.
O Sata Airlines Azores Pro é este ano uma oportunidade dupla para ver o melhor surf mundial em ondas portuguesas, com a prova masculina já disputada, no início de Setembro, mas a feminina programada para 27 a 30 deste mês, no mesmo local.

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Hóquei em Patins: FC Porto vence torneio no Pico

HÓQUEI EM PATINS:
FC Porto vence XI Torneio das Vindimas
Trofeu fair-play entregue ao Candelária
O Futebol Clube do Porto foi o vencedor do XI Torneio das Vindimas depois de derrotar o Candelária por 7-2 no Domingo. O torneio decorreu Sexta-feira, Sábado e Domingo e contou com a presença das equipas do FC Porto, Candelária, Turquel e Paço d´Arcos.
A equipa Picoense ficou em segundo lugar, o Turquel em terceiro e o Paço d'Arcos em quarto.
O troféu fair-play foi entregue ao Candelária e o troféu de melhor marcador e guarda-redes aos atletas do Futebol Clube do Porto.
Recorde-se que um dos objectivos do torneio foi preparar a equipa do Candelária para o campeonato que se avizinha. A equipa picoense apresenta nesta época 3 novos reforços: José Miguel Dantas, Gonçalo Suíças e André Pinto.
Sorteio da Liga Europeia de Hóquei em Patins 2012/2013:
Candelária SC já conhece adversários
Realizou-se em Paredes, o sorteio da edição de 2012/13 da Liga Europeia de Hóquei em Patins.
O Candelária Sport Clube ficou integrado no Grupo 'A', tendo como adversários as equipas espanholas do Barcelona e Igualada e os franceses do Quévert.
No dia dez de Novembro o Candelária recebe o clube de Quévert.

Calendário da fase de grupo:
10 Nov.2012: Candelária SC - HC Quévert
24 Nov.2012: Igualada HC - Candelária SC
15 Dez.2012: Candelária SC - FC Barcelona
19 Jan.2013: FC Barcelona - Candelária SC

16 Fev.2013: HC Quévert - Candelária SC
26 Mar.2013: Candelária SC - Igualada HC

Taça de Portugal: Sorteio da 3.ª eliminatória

Santa Clara defronta o Nogueirense na Taça
A partida da terceira eliminatória da Taça de Portugal está marcada para o próximo dia 21 de Outubro, às 14h00 (hora dos Açores), no terreno do adversário que calhou em sorte aos encarnados.
Realizou-se na manhã desta terça-feira o sorteio da terceira eliminatória da Taça de Portugal. Ao Santa Clara calhou em sorte uma deslocação ao terreno do Nogueirense, formação que milita na Segunda Divisão – Zona Centro.Refira-se que esta formação disputa o mesmo campeonato que o Operário e Lusitânia, os dois conjuntos açorianos que, esta época, jogam no segundo escalão do futebol português.O jogo está marcado para o próximo dia 21 de Outubro, às 14h00 (hora dos Açores).
Sorteio da 3ª eliminatória da Taça de Portugal
Naval - Arouca/Trofense
Aguiar da Beira - União de Lamas
Atlético de Reguengos - SC Farense
Vitória de Guimarães - Vilaverdense
Ponte da Barca - Académica
Oliveira do Hospital - Ribeirão
Olhanense - 1º de Dezembro
Desportivo das Aves - Tirsense
Sacavenense - União de Leiria
Freamunde - Benfica
Moreirense - Sporting
Limianos - Tourizense
Pampilhosa - Sporting da Covilhã
Fátima - Penalva Castelo
Fabril do Barrreiro - Eléctrico
Vitória de Setúbal - Tondela
Aliados de Lordelo - Oliveirense
Beira-Mar - Penafiel
Varzim - Mirandela
Santa Eulália Vizela - FC Porto
Nacional - Sporting de Espinho
Pinhalnovense - Lourinhanense
Marítimo - AD Oliveirense
Gondomar - Gil Vicente
AD Nogueirense - Santa Clara
Operário/Caldas - Coimbrões

Taça de Portugal: Operário em risco de exclusão

Eventual utilização irregular do guarda-redes pode custar o apuramento
Operário pode ser afastado da Taça de Portugal
Fabris correm o risco de eliminação pela via administrativa devido à eventual utilização irregular de João Botelho no jogo com o Caldas. Guarda-redes teria três jogos de suspensão para cumprir mas só não foi utilizado em dois.
O Operário poderá perder na secretaria o apuramento conseguido em campo para a terceira eliminatória da Taça de Portugal devido à eventual utilização irregular de João Botelho no encontro com o Caldas, disputado em casa, referente à segunda ronda da competição, no qual os lagoenses venceram por 3-1.
O guarda-redes foi expulso na partida da última jornada do pretérito campeonato, época 2011/12, e foi punido com três jogos de suspensão. Porém, uma provável falha de comunicação entre o Operário e a Associação de Futebol de Ponta Delgada poderá provocar a perda da vitória e a eliminação dos fabris da prova.
Tudo porque a comprovar-se que João Botelho foi sancionado com três jogos de castigo, o guarda-redes não poderia ter alinhado frente ao Caldas. O Operário fez as contas a duas partidas de castigo e por esse motivo o guardião não foi utilizado frente ao Vila Real nem diante do Tocha, mas no desafio com o Caldas teria o terceiro e último jogo de suspensão para cumprir.
O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol vai agora inteirar-se dos factos e o Operário vai procurar defender-se mediante a informação que lhe foi prestada pela Associação de Futebol de Ponta Delgada mas, à semelhança do que já sucedeu com o Vilanovense, dificilmente os lagoenses escaparão à sanção e consequente perda na secretaria do apuramento alcançado em campo.
Entretanto, realizou-se na manhã desta quarta-feira o sorteio da terceira eliminatória da Taça de Portugal e o jogo Operário-Caldas surgiu condicionado à definição do vencedor, sendo certo que um deles irá receber o Coimbrões na ronda que está agendada para 21 de Outubro.
Garantida está a presença do Santa Clara na terceira eliminatória e o sorteio ditou a deslocação dos encarnados de Ponta Delgada ao terreno do Nogueirense, opositor que compete na zona Centro da II divisão. A formação de Nogueira do Cravo, concelho de Oliveira do Hospital, segue na última posição do campeonato com duas derrotas em outros tantos jogos, pelo que os açorianos são teóricos favoritos ao apuramento.
RTP

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Campeonato da III Divisão - Série Açores:

CAMPEONATO DA 3.ª DIVISÃO (18ª. Edição) - SÉRIE AÇORES:
Favoritos marcam posição
Angrense, Santiago, Praiense e Prainha venceram na primeira jornada da série Açores de futebol e já lideram a competição. Barreiro também somou os três pontos no regresso aos nacionais.
Não houve surpresas no arranque da 18.ª e última edição do campeonato da III divisão, série Açores, mas algumas das equipas favoritas aos lugares cimeiros não se livraram de valentes sustos nas partidas disputadas na tarde de domingo.
Coube ao Angrense o triunfo mais folgado provavelmente naquele que era aguardado como o jogo teoricamente mais equilibrado. O colectivo de Angra do Heroísmo deslocou-se ao Pico da Pedra para defrontar o Sporting Ideal e venceu de forma clara por 2-0, com golos de Magina e Rui Silveira, um em cada metade do encontro.
O Praiense recebeu e derrotou o Rabo de Peixe por 2-1 mas passou por algumas aflições. O golo de Benjamim colocou os terceirenses na frente do marcador ainda na primeira parte, mas a abrir a etapa complementar Gaguinha restabeleceu o empate e Márcio Lima desperdiçou uma grande penalidade. Castigo máximo que Marco Aurélio haveria de aproveitar pouco depois e oferecer os três pontos à sua atual equipa no confronto com o emblema que representou na época transacta.
Suado também foi o triunfo do Santiago no Pico. Os pauenses esperaram pelo terceiro minuto de compensação para verem Bruno Melo colocar justiça no resultado depois de intenso domínio ao longo de todo o confronto com o promovido Vitória. Mais ao lado, na ilha do Faial, o Prainha confirmou o teórico favoritismo ao derrotar o Flamengos pela margem mínima, golo do reforço Wigor.
De regresso à série Açores, o Barreiro começou cedo a fazer pela vida na luta pela manutenção e no primeiro desafio em casa fez valer esse fator para garantir o triunfo (2-1) sobre o Marítimo, igualmente promovido aos nacionais mas pela via administrativa. A turma do Porto Judeu foi superior e arrecadou os três pontos com o bis de Miranda, de nada valendo a Gervásio reduzir perto do final do encontro.
Resultados da 1.ª Jornada:
Vitória do Pico, 0 - Santiago, 1
SC Barreiro, 2 - Marítimo Graciosa, 1
FC Flamengos, 0 - Prainha FC, 1
Sporting Ideal, 0 - Angrense, 2
Sport Praiense, 2 - Rabo de Peixe, 1
CLASSIFICAÇÃO:
L EQUIPAS       J V E D  GM-S P
1º Angrense        1 1 0 0   2 - 0   3
2º SC Barreiro    1 1 0 0   2 - 1   3
3º SC Praiense  1 1 0 0   2 - 1   3
4º Prainha FC    1 1 0 0   1 - 0   3
5º Santiago        1 1 0 0   1 - 0   3
6º Marítimo        1 0 0 1   1 - 2   0
7º Rabo Peixe   1 0 0 1   1 - 2   0
8º Flamengos    1 0 0 1   0 - 1   0
9º Vitória FC      1 0 0 1   0 - 1   0
10º Sp. Ideal      1 0 0 1   0 - 2   0
Próxima jornada (2ª):
Santiago - Praiense
Marítimo - Vitória FC
Prainha FC - Barreiro
Angrense - Flamengos
Rabo de Peixe - Sp. Ideal
Campeonato da II Divisão - Zona Centro:
Lusitânia empata na receção ao Tocha
Lusitânia e Tocha empataram a uma bola, no estádio João Paulo II, em partida válida para a segunda jornada do Campeonato Nacional da Segunda Divisão - Zona Centro.
Na Terceira, o Lusitânia estreou-se em casa no regresso à II divisão com um empate (1-1) frente ao Tocha. Amaral ainda colocou os leões em vantagem aos dezasseis minutos mas os forasteiros não demorariam a fixar o empate final numa tarde onde o guarda-redes David esteve em evidência ao defender uma penalidade no decorrer da segunda parte.
Furacão Nadine força adiamento dos jogos do Operário
Em consequência do mau tempo as equipas do Académico de Viseu e do Fundão, que iriam disputar as respectivas partidas do campeonato da II divisão de futebol e da I divisão de futsal frente ao Operário, na Lagoa, ficaram impossibilitadas de viajar para São Miguel, provocando o inevitável adiamento das respectivas partidas.

Automobilismo: Ricardo Moura, bi-campeão de Portugal

Piloto açoriano somou mais um título à carreira.
Ricardo Moura é bi-campeão nacional de ralis
Ricardo Moura venceu hoje o Rallye Centro de Portugal e sagrou-se bicampeão nacional de ralis de Portugal.
Ricardo Moura revalidou o título de campeão nacional de ralis, este sábado, ao vencer o Rallye Centro de Portugal, disputado na Marinha Grande.
O piloto micaelense terminou com 57,5 segundos de vantagem sobre o segundo classificado, Pedro Meireles, e 1m36s5 sobre o terceiro, Miguel Barbosa.
Moura "entrou a matar" na prova do Clube Automóvel da Marinha Grande, conseguindo uma vantagem de 19,3 segundos para Meireles, ao passo que Pedro peres debatia-se com problemas no Mitsubishi Lancer EVO IX, que obrigaram mesmo o piloto de Arouca a abandonar na classificativa seguinte.
Com Peres fora de prova e Miguel Barbosa na terceira posição - os mais diretos adversários na luta pelo título - , Ricardo Moura geriu a vantagem nas classificativas seguintes, embora a réplica dada pela concorrência não tenha sido suficiente para o destronar da liderança do rali.
Pedro Meireles ainda chegou a ser o mais rápido num troço (ganhou 02,6) e embora o ganho tenha sido residual, Ricardo Moura respondeu de imediato e voltou a colocar bem distante os restantes competidores na prova.
No final, o piloto que já é pentacampeão dos Açores de ralis, não escondeu a satisfação pelo cumprimento dos objetivos traçados para este ano, juntando em 2012 o título de campeão de Portugal de ralis que já havia conquistado em 2011.
Ricardo Moura, para além de ser o primeiro piloto açoriano a vencer à geral uma prova do Campeonato de Portugal de Ralis, é também o primeiro a conquistar dois títulos nacionais absolutos consecutivamente.
O bicampeonato acontece na semana em que Ricardo Moura foi pai pela segunda vez e o nascimento do pequeno Gustavo - nome atribuído em homenagem ao avó, Gustavo Moura, antigo diretor do jornal "Açoriano Oriental" - ficará para sempre associado a mais um feito do piloto de Ponta Delgada que se prepara para na próxima semana festejar o pentacampenato dos Açores de Ralis no Rali Ilha Lilás.
Ricardo Moura - «Estamos muito felizes por mais um título!»
«Estamos muito felizes por mais este título. Entrámos forte e até chegámos a correr riscos no primeiro troço, com possíveis saídas de estrada. No entanto, tudo correu bem e esta vitória deve-se mais uma vez ao entrosamento perfeito entre piloto e navegador», referiu, sem esquecer o principal patrocinador. «Sinto que o investimento dos Açores tem tido um retorno muito valioso. Os Açores vão voltar a estar em destaque nos próximos dias em toda a Comunicação Social da especialidade, o que me faz naturalmente muito feliz», salientou.

II Liga de Futebol: Santa Clara empata em Portimão

II LIGA DE FUTEBOL EM PORTUGAL
Portimonense, 0 - Santa Clara, 0
Guardião algarvio mantém nulo - defendeu penálti a 10 minutos do fim
Portimonense e Santa Clara empataram hoje 0-0, em jogo da sétima jornada da II Liga de futebol, no qual o guardião dos algarvios, Márcio Ramos, se assumiu como grande figura, ao defender uma grande penalidade. A dez minutos do apito final, o guarda-redes do Portimonense defendeu a grande penalidade marcada por Porcellis e também a recarga de Cervantes no mesmo lance, segurando o nulo no momento mais emocionante de uma partida com poucos momentos de qualidade.
As duas equipas proporcionaram um primeiro tempo relativamente equilibrado, com a bola a ser jogada muito tempo a meio-campo e raramente a chegar com perigo junto das duas balizas, embora Márcio Ramos tenha estado mais em jogo. Entrando em jogo com uma série de três vitórias consecutivas, os algarvios pareciam querer dar continuidade ao bom ciclo e Simy cabeceou ao lado, aos 12 minutos, na primeira ocasião do encontro. Depois, surgiu o guardião Márcio Ramos, que em cinco minutos somou duas defesas importantes, a remates de Reguila (17) e Alex (22), impedindo que os açorianos se destacassem no marcador.
A um minuto do intervalo, o Portimonense desperdiçou a melhor oportunidade do primeiro tempo, com Vítor Gonçalves a rematar, Helder Godinho a defender para frente e um lento Simy a desperdiçar na recarga.
Na segunda parte, o jogo tornou-se ainda mais pobre e nenhum dos dois conjuntos mostrou capacidade para dar a volta ao "texto", apesar de o Santa Clara ter estado melhor nos primeiros dez minutos. O jogo só "aqueceu" aos 79 minutos, quando o árbitro Paulo Baptista descortinou uma grande penalidade, por falta de Nelsinho sobre André Simões, lance que permitiu a Márcio Ramos ser considerado o homem do jogo. O empate mantém o Portimonense nos lugares cimeiros da tabela, enquanto o Santa Clara somou o terceiro "nulo" consecutivo.
Jogo no Estádio Municipal de Portimão.
Assistência: Cerca de 2000 espectadores
Árbitro: Paulo Batista (Portalegre)
- Portimonense: Márcio Ramos, João Duarte, Ricardo Nascimento, Ruben Fernandes, Nelsinho, Wakaso (Fábio Felício, 61), Erick, Mendes, Vítor Gonçalves, Márcio Madeira (Luís Carlos, 46) e Simy (William, 59)
Suplentes: Ivo Gonçalves, Ivo Nicolau, Horácio, William, Luís Carlos, Roberto e Fábio Felício)
Treinador: Lázaro Oliveira.
- Santa Clara: Hélder Godinho, André Simões, Luiz Carlos, Accioly, Serginho, Godinho, Tony, Platini (Ruizinho, 76), Pacheco, Alex (Cervantes, 65) e Reguila (Porcellis, 66). (Suplentes: Brice Niclos, Marco Lança, Minhoca, Cervantes, Porcellis, Diogo Tavares e Ruizinho)
Treinador: Luís Miguel.
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Pacheco (34), Nelsinho (79), Godinho (83), Luiz Carlos (85), André Simões (90+1) e Ruben Fernandes (90+5)

Ricardo Moura Bicampeão português de Ralis

Carlos César felicita Ricardo Moura pelo seu título de bicampeão nacional de ralis
Carlos César manifestou "a sua grande satisfação por mais um desempenho de excelência de um desportista dos Açores”, ao tomar conhecimento da vitória do piloto Ricardo Moura no Campeonato Nacional de Ralis deste ano, sagrando-se assim bicampeão português da modalidade.
Em mensagem dirigida ao automobilista, o Presidente do Governo Regional sublinhou que "esta conquista evidencia a consistência competitiva e o brilhantismo já demonstrados na época passada”, para além de constituir, novamente – e a exemplo do ano passado –, “a confirmação daquela que tem sido uma boa aposta do Governo no apoio a desportistas, a título individual ou em modalidades coletivas, que dão notoriedade positiva aos Açores pelo seu exemplar desempenho, como é o caso do Ricardo.”
GaCS

domingo, 23 de setembro de 2012

Açores: É boa a qualidade do ar em Ponta Delgada

É bom o ar que se respira em Ponta Delgada, revela estudo
Os primeiros resultados de um estudo sobre qualidade do ar em Ponta Delgada, nos Açores, revelam níveis de poluição “muito abaixo dos limites”, mesmo nas zonas de maior concentração de trânsito, revelou hoje o presidente do município.
"Vale a pena viver na cidade e no seu centro histórico", afirmou José Manuel Bolieiro, na apresentação do projeto de 'Biomonitorização Humana da Qualidade do Ar', que se prolonga por dois anos e de que já se conhecem os dados referentes a observações realizadas na primavera e no verão. José Manuel Bolieiro salientou que os indicadores apurados neste estudo, que frisou ser “isento”, são "estimulantes para o planeamento e desenvolvimento urbanístico".
Quando forem conhecidas as conclusões finais deste estudo, desenvolvido por uma empresa privada em parceria com a Universidade dos Açores , caberá ao município “preservar o que está bem e identificar o que está mal” para corrigir.
Para o presidente da Câmara de Ponta Delgada, esta iniciativa terá consequências ao nível da construção e do ordenamento do trânsito.
O estudo, além da componente de recolha e tratamento de dados sobre a qualidade do ar, alargada numa primeira fase a 25 pontos do centro urbano, inclui também a avaliação de eventuais impactos da poluição na população residente.
Esta avaliação, a desenvolver pela Universidade dos Açores com recurso a análises especialmente dirigidas às funções respiratórias, exige, segundo José Manuel Bolieiro, a adesão voluntária dos habitantes da cidade.
Para o autarca social-democrata importa, por isso, conseguir a “identificação da população” com um projeto que considerou ser “estratégico” para Ponta Delgada.
Lusa

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Taça do Ontário: PCC Mississauga perde a final

FINAL DA TAÇA DO ONTÁRIO:
AEK London FC, 0 - PCC Mississauga, 0 (6-5 gp)
PCC Mississauga perde taça na marca de grandes penalidades
Disputou-se no último domingo, dia 16, no campo principal do complexo Desportivo do ''Ontario Soccer Centre'' em Vaughan, pelas 18h30 a final da Taça do Ontário ''Ontario Cup Final'' entre duas equipas com muitos jovens de descendência portuguesa (luso-canadianos), a A.E.K. London FC e o P.C.C. Mississauga.
Após os 90 minutos + 5 o resultado terminou num nulo (0-0), tendo o jogo recorrido para apurar o vencedor para a marca da lotaria das grandes penalidades, saíndo vencedor a equipa de London por 6-5.
O jogo começou uma hora mais tarde da hora prevista, devido ao atraso da equipa que viajou de London, Ontario, que encontrou um engarrafamento no auto-estrada devido a acidente grave naquela via.
 
Na primeira parte a experiente equipa do A.E.K. London que conquistou nos últimos cinco anos três Taças do Ontário, entrou melhor na partida e esteve mais tempo com a bola no meio campo da equipa de Mississauga, mas num jogo repartido e de luta no meio campo de parte a parte, os rapazes do PCCM enquilibraram o jogo e tiveram as melhores oportunidades de inaugurar o marcador pelo menos duas vezes, atirando a bola por cima da trave.
Na segunda parte o jogo mudou e o PCCM, foi a melhor equipa no terreno encostou a turma de London no seu meio campo e precionou muito mais, pecando sómente na finalização, mas os de A.E. K. London deram cara á luta e defenderam-se a todo o custo, e iniciavam contra-ataques de bola corrida que algumas vezes levaram perigo á baliza do PCCMississauga, mas a defesa dos azul-amarela deu para as encomendas, beneficiando os londrinos sómente de um pontapé de canto ao longo da segunda metade do encontro.
Numa partida bem disputada de parte a parte o jogo arrastou-se para o final, e foi decido na lotaria da marca de grandes penalidades, sorrindo a vitória ao A.E.K London, resultado um tanto injusto para os rapazes de Mississauga, que disputaram um excelente partida e foram a melhor equipa no relvado ao longo dos 95 minutos.
O melhor jogador em campo do PCCMississauga foi o jogador com a camisola 3, o defesa luso-canadiano, Claudio Dias, que realizou um grande jogo.
Com esta vitória a equipa londrina do A.E.K, vão representar a provincia do Ontário no Canadian Soccer Association National Club Champions no Winnipeg, entre os dias 3 e 8 de Outubro.
Fica aqui os nomes dos finalistas vencidos da Ontario Cup Final, que merecem o reconhecimento, apesar da injustiça do resultado final, foram uns justos vencidos.
P.C.C. Mississauga:
1. Ryan Toale, 2. Gagan Natt, 3. Claudio Dias, 4. Colin Souce, 6. Jason Sousa, 7.Jeff Alves, 8. Alban Vuktilaj, 9. Marco Colangelo, 10. Diego Cardona, 11. Jaime Orozco, 15. Cameo Ellis, 16. Stephen Lumley, 17. Adam Pacheco, 19. Paul Dhillon, 20. Gurtej Dhillon, 21. Aaron Vieira, 22. Danny Gazzola e 26. Brenden Ross.
Treinador: Fernando Silva.
Assistentes: Sam Botelho e Jimmy Badunas
Manager: Jason Aguiar.
Sequência da marcação dos Penalties:
PCC Mississauga: 1-2-3-4-5-F
AEK London FC: 1-2-3-4-5-6
Reportagem e fotos de: João G. Silva

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Basquetebol: U. Sportiva na 1.ª Divisão Nacional

Estreia na I Divisão de Basquetebol:
União Sportiva começa em Outubro
A equipa do Clube União Sportiva estreia-se na I divisão nacional de basquetebol feminino a 20 de Outubro, jogando no recinto do Esgueira, recentemente convidado a participar na prova em substituição da desistente Sanjoanense.
O União Sportiva surge no campeonato por ter recebido os direitos desportivos do Clube União Micaelense, que após 25 anos nas competições nacionais desistiu da modalidade devido a problemas de vária ordem, com principal incidência no plano financeiro.
Após ter sido aceite pela Federação Portuguesa de Basquetebol e garantido o apoio da Direcção Regional do Desporto, os dirigentes do União Sportiva já têm conhecimento da ordem dos jogos que terão de realizar entre 20 de Outubro próximo e 20 de Abril de 2013.
No primeiro jogo em Ponta Delgada, no pavilhão da Escola Canto da Maia, adoptado para os jogos como visitada, a equipa “verde-branca” defronta a 27 de Outubro o Marítimo da Madeira.
Para além do União Sportiva, a I divisão nacional, considerada o segundo escalão do basquetebol feminino, comporta as seguintes equipas: Esgueira, Colégio Calvão de Aveiro, Escola da Amadora, Guifões Sport Clube, Algés “B”, Sporting Coimbrões, Gafanha, Juvemaia, Marítimo da Madeira, Grupo Desportivo Escolar da Escola Maria Menéres de Sintra e Cruz Quebradense.
O União Sportiva, fundado a 1 de Janeiro de 1921, vem desde há alguns anos dedicando-se exclusivamente ao basquetebol, possuindo equipas femininas e masculinas de todos os escalões.
A equipa sénior feminina sagrou-se em Maio passado, na Horta, campeã regional, superando o Terceira Automóvel Clube, o Atlético da Horta e o Marienses, o que viabilizaria apenas a entrada na série Açores da II divisão caso não surgisse a desistência do União Micaelense.
Após a equipa de hóquei em patins ter participado numa competição regular nacional no final da década de 70, surge, agora, o basquetebol feminino a levar o nome do clube para fora dos Açores. O União Sportiva, que se destacou no futebol na década de 1920 (5 títulos de S. Miguel e campeão dos Açores em 1928, repetindo o campeonato micaelense em 59/60) e no hóquei em patins (local, regional e nacional), esteve cerca de 15 anos sem prática desportiva.

Futebol nos Açores

Falta de árbitros condiciona Série Açores
A Associação de Futebol da Horta vai debater-se com a falta de árbitros no Campeonato da Série Açores a realizar no próximo ano.
Eduardo Pereira, presidente da associação, diz que é necessário o dobro dos árbitros existentes para que o campeonato decorra com normalidade.
"Há cada vez menos motivação para o exercício desta função, tendo em conta os apupos e as provocações a que os árbitros estão sujeitos quando se encontram dentro das quatro linhas", sustenta, em declarações à RTP/Açores, o líder da associação faialense. A falta de árbitros na Associação de Futebol da Horta é um dos problemas que poderá afetar o Campeonato da Série Açores 2013/14, o primeiro de âmbito regional.
Recorde-se que, em recente entrevista ao DI, Luís Silveira, presidente do Conselho de Arbitragem da Associação de Futebol de Angra do Heroísmo, afirmou que o órgão que dirige "está a diligenciar" no sentido de preparar a Série Açores 2013/14. "Já reunimos com o congénere da Associação de Futebol de Ponta Delgada, com o intuito de discutirmos assuntos inerentes à arbitragem. Como o Conselho de Arbitragem da Associação de Futebol da Horta está demissionário, falta-nos a sua posição. Acreditamos, contudo, que a proposta que foi discutida com Ponta Delgada vai ao encontro dos superiores interesses dos árbitros e do próprio futebol, daí que as expectativas sejam as melhores", sublinhou, na ocasião.
Taça Associação Futebol da Horta (AFH):
Cedrense e Fayal Sport entram a vencer
A primeira prova na categoria de seniores nesta época 2012/ 13 é a taça de associação de futebol da Horta com o regresso do Futebol Clube da Madalena e Fayal Sport.
A contar para a primeira jornada o Grupo Desportivo Cedrense recebeu o Clube Desportivo Lajense da ilha do Pico, venceu por dois um, primeiro golo do encontro foi marcado por Fábio Azevedo para o Lajense, golo do empate ao mimuto quarenta e dois por Valdo Silva numa grande penalidade.
Na segunda parte Iury Machado marcou o golo da vitória do Grupo Desportivo Cedrense, decorria o minuto quarenta e um.
No outro jogo desta jornada realizado na ilha do Pico o Futebol Clube da Madalena recebeu o Fayal Sport e perdeu por um zero, o único golo foi marcado por Mauro Furtado aos trinta e três minutos da primeira parte para o Fayal Sport.

Resultados da 1.ª jornada:
FC Madalena, 0 - Fayal Sport, 1
GD Cedrense, 2 - CD Lajense, 1
Folgou: GD Salão.
CLASSIFICAÇÃO:
L   EQUIPA         J V E D   GM-S P
1º. GD Cedrense   1 1 0 0   2 - 1   3
2º. Fayal Sport      1 1 0 0   1 - 0   3
3º. CD Lajense      1 0 0 1   1 - 2   0
4º. FC Madalena   1 0 0 1   0 - 1   0
5º. GD Salão         0 0 0 0   0 - 0   0
Próxima jornada (2º.)
CD Lajense - FC Madalena
Fayal Sport - GD Salão
Folga: GD Cedrense.