sexta-feira, 30 de março de 2012

Liga Europa: Sporting sai na frente

Sporting Clube de PortugalSporting CP, 2 - Metalist, 1FK Metalist Kharkiv
Dois pés remataram para as 'meias'
Sporting acaba com invencibilidade do Metalist na Liga Europa em jogos fora e continua sem perder na prova, em casa. Foi a primeira vez que um adversário marcou em Alvalade na era Sá Pinto.
O Sporting venceu o Metalist por 2-1, em jogo da primeira mão dos quartos de final da Liga Europa, com os ucranianos a chegarem ao golo de grande penalidade, já aos 90 minutos.
Quem visse a primeira parte do encontro e não soubesse que este Sporting tinha eliminado o Manchester City, não acreditava. A equipa leonina entrou fraca no encontro, sem conseguir construir jogadas de perigo, muito remetida ao seu meio campo. A bem da verdade, o Metalist deu mostras do porquê de ter o melhor ataque da prova (25 golos). Rápidos, muitos rápidos, as ‘abébias’, poucas, concedidas pelo Sporting deram provas de que dos flancos vinha o perigo e que era preciso estar com mil olhos.
Na primeira metade, só Daniel Carriço, que acabou por ver amarelo na segunda parte, o quinto, e fica de fora na segunda mão, puxou do pé aos 31 minutos, para as mãos de Goryainov, e aos 40’, num remate ao lado.
Os ucranianos assustaram bem cedo, com Taison a deixar para trás Xandão, a fazer todo o corredor esquerdo em velocidade cruzeiro, a entrar na área e Polga a salvar in extremis.
Pois bem, Taison e companhia não aproveitaram e o Sporting entrou irreconhecível na segunda parte. Para melhor. E a alegria veio do dueto que esteve em dúvida para este encontro. Aos 51 minutos, Capel combinou bem com Insúa, que devolveu ao espanhol. Sem meias medidas, serviu Marat Izmailov que à boca da baliza fez levantar uma casa cheia.
Ainda os adeptos estavam a festejar o golo do russo, de volta, definitivamente, quando Insúa bateu o livre à entrada da área e a meteu a bola na baliza contrária. As bancadas voltaram a vibrar.
No entanto, não foi só no ataque que se jogou. Rui Patrício, na segunda parte, teve trabalho e não foi pouco. Aos 74’, à queima-roupa – numa jogada em que o árbitro devia ter assinalado falta do jogador ucraniano, por travar a bola com o braço. Aos 82’, de joelhos no chão, foi providencial e já perto do fim, negou de novo o golo. Mas não teve a mesma sorte aos 90’. Defendeu à primeira, à segunda fez falta. Grande penalidade e o golo dos ucranianos, por Cleiton Xavier.
Na próxima quinta-feira, o Sporting joga em Kharkiv a segunda mão destes quartos de final e, na mala, leva vantagem de um golo, estando muito perto de voltar a estar nas meias-finais da competição, etapa que não alcança desde 2005, altura em que perdeu a final em Alvalade para o CSKA Moscovo.
Jogos da primeira mão dos quartos de final:
Sporting -
Metalist, 2-1
At. Madrid - Hannover, 2-1
AZ Alkmaar - Valência, 2-1
Schalke - At. Bilbao, 2-4

quarta-feira, 28 de março de 2012

Chéu assume o comando no CD Santa Clara

Ricardo Chéu estreia-se domingo no comando técnico do Santa Clara
Ricardo Chéu ascende de adjunto a principal
O Santa Clara promoveu o adjunto a treinador principal depois do pedido de demissão apresentado por Bruno Moura. Ricardo Chéu vai orientar a equipa até ao final da época e o objectivo único passa por confirmar a manutenção.
Pouco mais de doze horas depois do pedido de demissão apresentado por Bruno Moura, o Santa Clara delegou no adjunto, Ricardo Chéu, a responsabilidade de orientar a equipa nas seis jornadas que faltam para a conclusão do campeonato da Liga de Honra.
O adjunto aceitou a promoção a treinador principal e terá o apoio de Pedro Lascarim, técnico de guarda-redes que também se mantém em funções no emblema insular. Ricardo Chéu já orientou o treino matutino desta quarta-feira que assinalou o início da preparação para o jogo com o Freamunde.
O novo treinador tem como objectivo levar o Santa Clara à manutenção na Liga de Honra. Ricardo Chéu, jovem técnico de 30 anos, assume pela primeira vez na carreira as funções de treinador principal depois de três temporadas como adjunto de Jorge Costa no Olhanense e Académica.
Acácio Mateus

Fotos: será esta a nova camisola do Benfica?

Site divulga provável equipamento para 2012/13
O site «Todo sobre camisetas» avançou aquela que poderá ser a camisola do Benfica para 2012/13.
A publicação tem vido a divulgar algumas das novas apostas da marca que veste os encarnados e, agora, chegou a vez do clube português. A camisola oficial ainda não foi divulgada, pelo que poderão surgir alterações.
Se este modelo avançar, as mudanças para o equipamento atual não serão substanciais, como pode ver na foto acima.
Que lhe parece este equipamento: boa aposta?

Liga dos Campeões: Kalou gelou o Inferno da Luz

Sport Lisboa e BenficaBenfica, 0 - Chelsea, 1Chelsea FC
Vitória cínica do Chelsea na Luz
Num golo contra a corrente do jogo, o Chelsea sai do Estádio da Luz com uma vitória por 1-0 e uma importante vantagem para a segunda mão dos quartos de final da Liga dos Campeões.
No dia Mundial do Teatro, assistiu-se a um drama no Estádio da Luz numa peça em que o Chelsea protagonizou o papel de vilão e levou a melhor por 1-0. Kalou (75') foi o autor do único golo do encontro e que deixa o Benfica em maus lençois para o encontro da segunda mão dos quartos de final da Liga dos Campeoes.
Primeira parte:
Perante um Estádio da Luz praticamente cheio e num jogo de supra importância para Benfica e Chelsea, a primeira parte não foi especialmente bem jogada.
Os ingleses demonstraram que vieram jogar em contenção. O Chelsea procurava imprimir um ritmo mais baixo para adormecer o encontro e o Benfica, indo de quando em vez à área contrária.
Por seu lado, os encarnados experimentavam acelerar o seu jogo pelos seus alas, mas tiveram em Cardozo um avançado perdulário. Nas duas mais flagrantes situações de golo, o paraguaio não acertou com a baliza.
Do lado do Chelsea, a maior situação do golo partiu dos pés de Raul Meireles que, de fora da área, rematou proporcionando uma boa defesa a Artur.
O Benfica terminou a primeira parte com mais remates (7), num jogo pautado pelo equilíbrio. O resultado ao intervalo (0-0) expressava um jogo de muitas cautelas de parte a parte.
Segunda parte:
Nos últimos 45 minutos, as duas formações deixaram as formalidades no balneário e entregaram-se a um jogo mais animado, mais vivo e mais bem jogado. Principalmente o Benfica que apareceu transfigurado, com uma circulação de bola mais rápida, mais qualidade de passe, chegando com perigo à baliza de Peter Cech.
Cardozo atirou aos 47 minutos e só não marcou porque David Luiz tirou a bola sobre linha de golo. Pouco depois foi Bruno César a tentar a sua sorte de público empolgava-se, gostava do que via e os jogadores continuam a sua cavalgada rumo à baliza contrária.
Pelo meio, Juan Mata congelou a Luz com um remate ao poste, mas tudo ficou para trás quando Jardel cabeceou para a defesa noite de Peter Cech.
Parecia que o golo estava para acontecer e aconteceu, mas para a equipa forasteira. Numa transição rápida, Torres cruzou e Kalou atirou para o fundo das redes do Artur. Um golo cheio de cinismo, que silenciou a maioria dos espectadores presentes no Estádio da Luz.
O treinador Jorge Jesus já tinha mexido e voltou a mexer. Depois das entradas de Rodrigo e Matic, colocu Nolito, mas nada se alterou.
O cinismo da equipa treinada pelo italiano Di Matteo levou a melhor e o Chelsea está na frente da eliminatória.
Quartos-de-final (1ª mão) - Resultados:
  • Marselha 0 - 2  Bayern Munique
  • AC Milan 0 - 0 FC Barcelona
  • SL Benfica 0 - 1 Chelsea FC
  • Apoel Nicosia 0 - 3 Real Madrid

Bruno Moura, rescindiu contrato com a equipa açoriana

Bruno Moura deixa Santa Clara
O técnico não resistiu aos maus resultados e por mútuo acordo deixa comando do Santa Clara. Pedro Bermonte poderá avançar.
Bruno Moura colocou o lugar à disposição que foi desde logo aceite por parte da direção liderada por Mário Batista.  A decisão da saída do treinador, que deverá ser confirmada nas próximas horas, deveu-se sobretudo aos resultados da equipa na Liga Orangina. O Santa Clara, depois da derrota na Trofa, baixou ao 12º lugar e está a três pontos da zona de despromoção. Pedro Bermonte, treinador da equipa B, deverá avançar até ao final da época.
Bruno Moura pediu a demissão
Treinador colocou o lugar à disposição após o treino desta terça-feira. A administração da SAD não colocou entraves de maior à vontade de Bruno Moura em sair a seis jornadas do final do campeonato.
Bruno Moura já não é treinador do Santa Clara. O técnico de 34 anos colocou o lugar à disposição no final do treino desta terça-feira, que ainda orientou, uma sessão essencialmente de recuperação depois do jogo com o Trofense disputado no passado domingo. A terceira derrota consecutiva averbada pelo colectivo insular esteve na base da decisão de apresentar a demissão.O treinador entendeu que a demissão seria a melhor solução para defender a salvaguarda dos interesses da equipa que à 24.ª jornada do campeonato da Liga de Honra está na luta pela manutenção, distando apenas três pontos dos lugares de despromoção. Bruno Moura deixa os encarnados com 28 pontos somados, fruto de sete vitórias, sete empates e dez derrotas.Depois de ter alcançado o segundo lugar à 10.ª jornada, o Santa Clara entrou em queda na tabela classificativa pois nos catorze desafios seguintes só venceu dois e empatou quatro, somando dez pontos em 42 possíveis. As últimas três derrotas agudizaram a crise de resultados que culminou com o pedido de demissão apresentado por Bruno Moura.

Futebol nos Açores - Campeonatos Regionais:

Campeonato da ilha Terceira:
SC Barreiro confirma titulo
O Barreiro adquiriu novos espaços, agora sem ansiedade. Ruben, aos 62 minutos, confirmou o título. Álvaro consumou a goleada.
Os pupilos de Hildeberto Vieira ainda desenharam uma ou outra jogada de qualidade acima da média. «És a nossa paixão, vais ser campeão», cantava a claque feminina. Já nada fazia prever o contrário e a festa invadiu o Porto Judeu. O Barreiro conquistou o campeonato da Terceira a três jornadas do fim e vai discutir a subida à série Açores no torneio de apuramento do campeão da AF Angra do Heroísmo.
Resultados da 17ª. jornada:
SC Barreiro, 5 - Os Marítimos, 1
Boavista CR, 2 - Juv. Lajense, 1
GD Fontinhas, 1 - Vilanovense, 1
CLASSIFICAÇÃO:

L EQUIPAS          J   V   E   D   GM-S    P
1º SC Barreiro     17 11   2   4   33-16    35

2º Vilanovense    17   7   3   7    27-25   24

3º Juv. Lajense   17   7   2   8    27-25    23

4º GD Fontinhas 17   5   7   5    15-21    22

5º Boavista CR   17   5   6   6    16-18    21

6º Os Marítimos  17   5   2 10    22-35   17
Próxima jornada (18ª) 1 de Abril:
Os Maritimos - GD Fontinhas
Boavista CR - SC Barreiro
Vilanovense - Juv. Lajense
CAMPEONATO DA ILHA GRACIOSA:
SC Marítimo vence Graciosa FC (1-0)
Resultado da 17ª. jornada:
Graciosa FC, 0 - SC Maritinmo, 1
Folgou: GD Luzense.
CLASSIFICAÇÃO:
L EQUIPAS          J V E D   GM-S     P
1º SC Marítimo   11 7 4  0     25- 9   25
2º Graciosa FC   12 4 4  4     27-18  16
3º GD Luzense   11 1 2  8    10-36     5
Próxima jornada (18ª) 1 Abril-2012:
SC Maritimo - GD Luzense
Folga: Graciosa FC.
CAMPEONATO DE SÃO JORGE:
Desportivo derrota Maritimo no derby de Velas
Resultados da 10ª. jornada:
Urzelinense, 2 - FC Calheta, 2
FC Maritimo, 1 - CD Velense,
CLASSIFICAÇÃO:
L EQUIPAS          J V E D   GM-S       P
1º FC Maritimo   10 8 1 1   29 - 9     25
2º GD Velense    10 6 1 2   24 -10    22
3º FC Calheta    10 2 2 6   11 -32      8
4º Urzelinense   10 0 2 8    9 -22      2
Próxima jornada (11ª.) Abril, 1/2012:
GD Velense - Urzelinense
FC Calheta - FC Maritimo
TAÇA A.F. HORTA:
Vitória aplica nova goleada
Resultados da 1ª. jornada:
GD Cedrense, 3 - GD Salão, 0
Vitória FC, 9 - GD Feteira , 0
Flamengos, 2 - CD Lajense, 0
Resultados da 2ª. jornada:
CD Lajense, 3 - Cedrense, 3
GD Feteira, 0 - Flamengos, 1
GD Salão, 0 - Vitória FC, 6
CLASSIFICAÇÃO:
L EQUIPAS         J V E D   GM-S     P
1º Vitória FC      2 2 0 0    15- 0     6
2º Flamengos     2 2 0 0    3 - 0      6
3º Cedrense       2 1 1 0    6 - 3      4
4º CD Lajense    2 0 1 1    3 - 5      1
5º GD Salão       2 0 0 2    0 - 9      0
6º GD Feteira    2 0 0 2    0 -10     0
3ª. Jornada - 1 Abril/2012:
Vitória FC - CD Lajense
Cedrense - Flamengos
GD Feteira - GD Salão

terça-feira, 27 de março de 2012

Campeonato de São Miguel (2ª.fase) e Taça Primavera

CAMPEONATO DE SÃO MIGUEL (2ª.fase):
Candidatos encostam na frente
Rabo de Peixe e Santa Clara repartem o comando do campeonato de São Miguel. A turma da vila piscatória consentiu empate caseiro e permitiu a aproximação dos encarnados.
O final da primeira volta da segunda fase do campeonato de São Miguel juntou pontualmente os dois candidatos à conquista do ceptro micaelense. Rabo de Peixe e Santa Clara somam ambos 35 pontos e prometem animada luta nas três jornadas que restam para o final da competição.
A equipa da vila piscatória escorregou e os encarnados de Ponta Delgada aproveitaram o deslize para se encostarem ao líder. O Rabo de Peixe recebeu e empatou (0-0) com o Capelense naquele que foi o primeiro encontro em que o colectivo de Jaime Vieira perdeu pontos na segunda fase.
Quem não esteve pelos ajustes foi o Santa Clara que depois de dois desaires consecutivos estava proibido de ceder mais terreno sob pena de ficar perigosamente afastado do primeiro lugar. Os encarnados reagiram e golearam o Vale Formoso por 5-1. Ao intervalo o resultado já estava em 5-0 e com os forasteiros reduzidos a dez elementos.
Apuramento do Campeão:
Resultados da 3ª. jornada:
Santa Clara B, 5 - Vale Formoso, 1
Rabo de Peixe. 0 - Capelense, 0
CLASSIFICAÇÃO:
L EQUIPAS            J V E D   GM-S    P
1º Rabo de Peixe    3 2 1 0    5 - 1   35
2º Santa Clara B     3 1 0 2    5 - 5   35
3º Capelense SC      3 1 2 0    3 - 2   27
4º Vale Formoso     3 0 1 2    4 - 9   22
4ª. jornada - 1 de Abril /2012:
Rabo de Peixe - Santa Cla B
Vale Formoso - Capelense
TAÇA PRIMAVERA (AFPD):
São Roque chega ao comando
Os três pontos somados pelo São Roque no confronto caseiro com o Mira Mar e o empate da União de Nordeste em Ponta Garça proporcionaram a ascensão dos amarelos ao primeiro lugar da Taça Primavera.
A jornada três da Taça Primavera proporcionou uma mudança de líder e reforçou a emoção para a segunda volta da competição pois três equipas permanecem com legítimas aspirações à conquista do troféu. O primeiro lugar é pertença agora do São Roque, que soma vinte pontos, os mesmos que a União de Nordeste, ambos com dois pontos de avanço sobre o Bota Fogo.
Jogando em casa o São Roque fez valer a teórica superioridade para derrotar o Mira Mar por 1-0, resultado suficiente para somar os três pontos e ascender à liderança, embora partilhada, com a União de Nordeste, demonstrando estar num momento ascendente de forma depois de um campeonato algo penoso devido a inúmeras lesões e castigos.
Já a União de Nordeste não conseguiu melhor do que um empate (2-2) no terreno do Bota Fogo onde deixou fugir o triunfo na segunda parte. O colectivo orientado por David Feijó chegou ao intervalo a vencer por dois golos de vantagem, avanço que deixou escapar na etapa complementar fruto da boa reacção dos locais.
Resultados da 3ª. jornada:
Bota Fogo, 2 - U. Nordeste, 2
GD São Roque, 1 - Mira Mar, 0
CLASSIFICAÇÃO:
L EQUIPAS            J V E D   GM-S    P
1º GD São Roque    3 2 1 0    5 - 2    20
2º U. Nordeste      3 0 3 0    3 - 3    20
3º Bota Fogo         3 1 1 1    5 - 6    18
4º Mira Mar SC      3 0 1 2    1 - 3      9
4ª. jornada - 1 de Abril/2012:
U. Nordeste - Mira Mar
São Roque - Bota Fogo

segunda-feira, 26 de março de 2012

Campeonato da 3ª Divisão - Série Açores (2ª Fase):

III DIVISÃO - SÉRIE AÇORES (2ª. FASE):
Lusitânia passou no Pico e Santiago na Praia da Vitória
Lusitânia passou no Pico e Santiago assumiu-se como o principal opositor leonino ao triunfar na Praia da Vitória.
Mais emotiva está a série Açores. No grupo da subida o Lusitânia foi ao Pico buscar três preciosos pontos no confronto com o Prainha FC ao vencer por 2-1, mantendo a diferença pontual para o Santiago de Água de Pau que, na Praia da Vitória, bateu o pé ao Sport Praiense e venceu por 1-0. Os pauenses são agora o maior rival dos leões de Angra do Heroísmo na corrida pela subida e defrontam-se no próximo fim-de-semana.
Grupo «A» - Apuramento Campeão:
Resultados da 2ª. jornada:
Prainha FC, 1 - Lusitânia, 2
Sp. Praiense, 0 - Santiago, 1
CLASSIFICAÇÃO
Pos. Equipa        J V E D   GM-S   P
1º Lusitânia          2 2 0 0    4 - 2    49
2º Santiago          2 2 0 0    3 - 0    43
3º Sp. Praiense    2 0 0 2   1 - 3     38
4º Prainha FC      2 0 0 2   1 - 4     29

3ª. jornada - 1 de Abril:
SC Praiense - Prainha FC
Lusitânia - Santiago FC
Série Açores - Grupo B - Manutenção:
Boavista S.M. reforçou a liderança
No grupo da manutenção, o Boavista São Mateus do Pico reforçou a liderança ao derrotar o último, Águia dos Arrifes, por 3-1, enquanto o Sporting Ideal recebeu e bateu o União Micaelense por 3-2, com o golo do triunfo a surgir nos descontos. Preciosa conquista que mantém o colectivo da Ribeira Grande na segunda posição, dois pontos à frente do Sporting Guadalupe que superou o Fayal Sport por 3-0.
Resultados da 3ª. jornada:
Sp. Ideal, 3 - U. Micaelense, 2
Boavista SM, 3 - Águia CD, 1
Guadalupe, 3 - Fayal Sport, 0
CLASSIFICAÇÃO:
L EQUIPAS              J V E D  GM-S     P
1º Boavista S.M.       3 2 1 0    7 - 4     34
2º Sporting Ideal       3 2 0 1    7 - 5     25
3º Sp. Guadalupe     3 1 0 2    5 - 6     23
4º U. Micaelense      3 1 1 1    6 - 5     19
5º Fayal Sport          3 0 0 3    0 - 6     13
6º Águia CD             3 2 0 1    5 - 4     12
4ª. jornada - 1 de Abril:
Guadalupe - U. Micaelense
Águia CD - Sporting Ideal
Fayal Sport - Boavista SM

Campeonato da 2ª Divisão - Zona Centro:

CAMPEONATO DA II DIVISÃO - ZONA CENTRO:
Nenhuma das equipas dos Açores venceu
Não foi melhor o desempenho das equipas açorianas no campeonato da II divisão, zona Centro.
Três jogos, três derrotas! O Operário perdeu em Anadia (3-1), o FC Madalena foi derrotado pelo Padroense (1-0) e o Angrense recebeu e perdeu com o Sp. Espinho (0-1). Se os fabris estão tranquilos na quarta posição, com os mesmos pontos (43) que o terceiro, Boavista, o FC Madalena praticamente sentenciou a descida e o SC Angrense segue pelo mesmo caminho.
Resultados da 25ª. jornada:
Paredes, 3 - Aliados do Lordelo, 1
Tondela, 1 - Gondomar, 1
S. João Ver, 2 - Coimbrões, 2
Angrense, 0 - Sp. Espinho, 1
Anadia, 3 - Operário, 1
Padroense, 1 - FC Madalena, 0
Cinfães, 2 - Boavista, 0
Amarante, 6 - Oliveira do Bairro, 0
CLASSIFICAÇÃO:
Pos. Equipa          J   V   E   D    GM-S     P
1º Sp. Espinho      25 17   4   4    41-23   55
2º Tondela           25 16   5   4    41-18   53
3º Boavista          25 13   4    8   36-25   43
4º Operário         25 12   7     6   28-21   43
5º Amarante FC   25 11   7    7   39-24   40
6º Coimbrões       25  8 13    4    28-26   37
7º S. João Ver     25 11   4   10   32-40   37
8º Cinfães           25 10   6   9    30-33   36
9º Padroense      25 10   5   10   40-39   35
10º Gondomar    25 10   4   11   21-28   34

11º Al. Lordelo   25   9   5   11   36-33   32
12º Anadia         25   8   6   11   38-38   30
13º Angrense     25   5   7   13   28-36   22
14º Paredes       25   6   4   15   27-43   22
15º Oliv. Bairro  25   4   7   14   22-41   19
16º Madalena     25   4   4   17   24-43   16

26ª. jornada - Abril 1- 2012:
Gondomar - Al. Lordelo
Coimbrões - Tondela
Sp. Espinho - S. João Ver
Operário - Angrense
FC Madalena - Anadia
Boavista - Padroense
Ol. Bairro - Cinfães
Amarante FC - Paredes

Liga de Honra: Santa Clara sofre segunda derrota

LIGA ORANGINA 2011/2012:
Trofense, 2 - Santa Clara, 1
Açorianos estiveram na frente mas anfitriões operam reviravolta
Santa Clara esteve a vencer na Trofa mas permitiu a reviravolta. Os erros defensivos voltaram a ser penalizadores para os encarnados de Ponta Delgada.
O Trofense, que esteve a perder, venceu este domingo o Santa Clara por 2-1, em encontro da 24.ª jornada da Liga Orangina em futebol, disputado na Trofa, conseguindo saltar para a primeira metade da tabela classificativa.
Estava em causa a fuga aos lugares próximos da linha de água, já que Santa Clara e Trofense traziam o mesmo número de pontos (28) e sabiam, de antemão, que outros concorrentes do fundo da tabela já tinham perdido pontos.
Motivado a conseguir os três pontos e a dar um salto na tabela classificativa, o Trofense entrou melhor na partida, com Feliz a desperdiçar, de forma flagrante, uma grande oportunidade de golo, após passe de Reguila, aos 10 minutos.
O desperdício dos anfitriões foi pago caro, com o Santa Clara a conseguir adiantar-se no marcador, aos 17', na conversão de uma grande penalidade, por Lourenço. O castigo máximo castigou alegada falta de Santos sobre André Simões.
A reviravolta no marcador não surpreendeu. Zé Manel marcou de remate cruzado pela direita antes do intervalo, aos 43 minutos, o golo do empate. E, logo a seguir ao descanso, Edú disparou de fora da área sem dar hipóteses ao guardião açoriano (46 minutos).
Até ao final, destaque para Ilic, que, aos 77 minutos, após livre cobrado por Lourenço, cabeceou bem colocado, mas Marco "voou" em direção à bola e evitou o empate. O Santa Clara ainda viu um dos seus jogadores ser expulso, já nos descontos, por acumulação de amarelos. Pacheco fez uma falta infantil no meio-campo, sendo o rosto do desespero dos forasteiros, que queriam o golo do empate a todo o custo.
Declarações
João Eusébio - treinador do Trofense:
"Estamos de parabéns, conseguimos uma vitória justa''.
Bruno Moura - treinador do Santa Clara:
"Entrámos bem no jogo, mas não fomos astutos a segurar a vantagem''
Jogo no Estádio do CD Trofense, na Trofa.
Árbitro: Rui Costa (Porto).
- Trofense: Marco, David, Santos, Élvis, Pedro Araújo, Tiago, Crivellaro (Pedro Santos, 67'), Zé Manel, Edú (Dinis, 90'+2), Feliz (André Carvalhas, 80') e Reguila.
- Santa Clara: Stefanovic, Nélson, Ilic, Edgar, Márcio Piccolo (Minhoca, 62'), Lourenço, Pacheco, André Simões, Moreira, Guilherme (Dincic, 74') e Alex (Platini, 70').
Trofense-Santa Clara, 2-1.
Ao intervalo: 1-1.
Marcadores: 0-1, Lourenço (17' g.p.); 1-1, Zé Manel (43'); 2-1 Edú (46').
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Pacheco (18' e 90'+4), Crivellaro (44'), Lourenço (60'), Reguila (69'), Pedro Santos (74'), Tiago (76') e Marco (85'). Cartão vermelho por acumulação de amarelos para Pacheco (90'+4).
Assistência: Cerca de 2.500 espetadores.

Futebol: 2ª. Divisão Nacional será reformulada em 2013

Campeonato muda de figurino em 2013
Como vai ser a nova II divisão?
A II divisão nacional será reformulada e a partir da época 2013/14 será disputada por oitenta equipas repartidas por oito séries. O novo modelo competitivo vai proporcionar a subida de três formações à Liga de Honra.
O campeonato da II divisão nacional vai mudar na época 2013/14 pelo que a próxima temporada será a última no actual formato de três zonas com dezasseis equipas cada. Depois, a prova será disputada por oitenta formações que estarão distribuídas por oito séries de dez emblemas casa.
A temporada 2012/13, a iniciar-se em Agosto próximo, será a de transição para o novo modelo, pelo que as descidas serão em menor número. Descerão apenas seis equipas – os dois últimos classificados de cada zona – passando as restantes 42 para o novo figurino.
Para completar o quadro de oito dezenas de equipas, os dois primeiros classificados das oito séries da III divisão subirão directamente, num total de dezasseis, aos quais se juntam os quatro melhores terceiros posicionados dessas mesmas séries. Os restantes dezoitos conjuntos serão os vencedores dos campeonatos distritais.
No novo modelo as equipas disputarão uma primeira fase onde as dez formações de cada série jogam entre si a duas voltas. Os dois primeiros classificados de cada série apuram-se para a segunda fase onde serão divididos em dois grupos de oito. Os vencedores disputam a final e têm subida garantida à Liga de Honra. Os dois segundos defrontam-se numa eliminatória que vai apurar o terceiro promovido à competição profissional.
Enquanto os dois primeiros das oito séries se juntam para apurar quem sobe, os restantes oito de cada grupo voltam a defrontar-se para encontrar quem desce, sendo despromovidos os dois últimos classificados e os quatro piores sexto classificados. Ao todo descem vinte equipas.

Série Açores vai-se manter a nível regional

Série Açores extingue-se do panorama nacional mas terá continuidade a nível regional
Governo está disponível para manter apoio à série Açores
A confirmação desta vontade deverá sair de uma reunião a realizar brevemente entre o governo e as associações de futebol dos Açores. Apesar da extinção da actual III divisão, a série açoriana deverá manter-se mas noutros moldes.
A cimeira anual das associações de futebol dos Açores confirmou que a III divisão nacional será extinta no final da temporada 2012/13 e com ela acaba também o campeonato da série Açores tal qual o conhecemos. Mas o fim do terceiro escalão do futebol português não implica o fim da prova insular.
O governo regional está disponível para manter o apoio à realização da competição e essa vontade vai de encontro às pretensões dos clubes açorianos que viam na extinção da III divisão um género de sentença de morte à actividade desportiva no que ao futebol diz respeito.
A vontade do governo em continuar a financiar a série Açores vai permitir transformar a prova num campeonato regional que apurará o campeão para a nova II divisão nacional, competição a estrear na época 2013/14. A ideia passa por manter o modelo das dez equipas mas está por definir se a prova será disputada nos moldes actuais ou se sofrerá alterações.
Extinta será a Taça Região Autónoma dos Açores por falta de verbas. A competição que encerrava cada temporada e que juntava as equipas de todas as ilhas com futebol federado já não se realizará este ano devido à supressão de quinze por cento nos apoios à actividade desportiva.
Acácio Mateus

Futebol - Final da taça de S. Miguel disputa-se no municipal da Ribeira Grande

Final da Taça de São Miguel a 17 de Maio:
Ribeira Grande acolhe final
Final da Taça de São Miguel será disputada no municipal da Ribeira Grande. Escolha tem por base o facto da câmara ali querer realizar um último evento de prestígio antes da substituição do campo relvado.
Habitualmente disputada no estádio de São Miguel, a final da Taça de São Miguel terá como palco o estádio municipal da Ribeira Grande, evento marcado para o dia 17 de Maio, a quinta-feira das festividades do Senhor Santo Cristo dos Milagres.
A alteração do palco da festa do futebol micaelense tem um único motivo: oferecer ao municipal da Ribeira Grande um último evento de prestígio antes da substituição do relvado natural por um de relva artificial, obras que vão iniciar-se mal termine a época desportiva 2011/12.
O entendimento entre a Associação de Futebol de Ponta Delgada e a câmara de Ribeira Grande permitiu transferir a final para o palco maior da cidade nortenha, competição que ainda não conhece os finalistas pois a Taça de São Miguel será a última prova a iniciar-se, logo após a conclusão da segunda fase do campeonato.

sábado, 24 de março de 2012

Futebol nos Açores - Campeonatos Regionais:

Campeonato da ilha Terceira:
SC Barreiro vence «derby» de Porto Judeu
Resultados da 16ª. jornada:
Juv. Lajense, 0 - GD Fontinhas, 0
Vilanovense, 0 - SC Barreiro, 2
Os Maritimos, 0 - Boavista CR, 0
CLASSIFICAÇÃO:
L EQUIPAS            J   V   E D   GM-S    P
1º SC Barreiro      16 10  2 4   28-15   32
2º Juv. Lajense    16   7 2 7    26-23   23
3º Vilanovense     16   7 2 7    26-24   23
4º GD Fontinhas   16   5 6 5    14-20   21
5º Boavista CR     16   4 6 6    14-17   18
6º Os Marítimos   16   5 2 9    21-30   17
Próxima jornada (17ª) a 25 de Março:
SC Barreiro - Os Marítimos
Boavista CR - Juv. Lajense
GD Fontinhas - Vilanovense
CAMPEONATO DA ILHA GRACIOSA:
GD Luzense sofre goleada em casa
Resultado da 16ª. jornada:
GD Luzense, 0 - Graciosa FC, 5
Folga: SC Marítimo.
CLASSIFICAÇÃO:
L EQUIPAS          J   V E D   GM-S      P
1º SC Marítimo    10 6 4 0    24- 9     22
2º Graciosa FC    11 4 4 3    27-17    16
3º GD Luzense    11 1 2 8    10-36      5
Próxima jornada (17ª) Março 25-2012:
Graciosa FC - SC Maritimo
Folga: GD Luzense.
CAMPEONATO DE SÃO JORGE:
Maritimo Velense soma e segue
Resultados da 9ª. jornada:
G.D.Velense 2 - F.C.Calheta 1
Urzelinense 0 - FC Maritimo 4
CLASSIFICAÇÃO:
L EQUIPAS           J V E D   GM-S      P
1º FC Maritimo     9 8 1 0   28 - 7     25
2º GD Velense      9 6 1 2   22 - 9     19
3º FC Calheta      9 2 1 6     9 -30      7
4º Urzelinense     9 0 1 8     7 -20      1
Próxima jornada (10ª.) Mar 28/2012:
Urzelinense - FC Calheta
FC Maritimo - CD Velense
TAÇA A.F. HORTA:
Vitória aplica goleada (9-0) no Feteira
Resultados da 1ª. jornada:
GD Cedrense, 3 - GD Salão, 0
Vitória FC, 9 - GD Feteira , 0
Flamengos, 2 - CD Lajense, 0
CLASSIFICAÇÃO:
L EQUIPAS       J V E D     GM-S       P
1º Vitória FC      1 1 0 0      9 - 0      3
2º Cedrense       1 1 0 0      3 - 0      3
3º Flamengos     1 1 0 0      2 - 0      3
4º CD Lajense    1 0 0 1      0 - 2      0
5º GD Salão       1 0 0 1      0 - 3      0
6º GD Feteira    1 0 0 1      0 - 9      0

quinta-feira, 22 de março de 2012

CCPM - Institui 1ª edição ''Community Spirit Award''

Centro Cultural Portugues de Mississauga
CCPM institui ''Community Spirit Award'' e distingue Comendador António Belas
Chama-se ''Community Spirit Award'' o mais recente prémio anual instituído pelo Centro Cultural Português de Mississauga [CCPM] e que, na sua 1ª edição, vai distinguir o Comendador António Belas. Uma iniciativa que visa reconhecer actos de filantropia, voluntarismo e liderança dentro da comunidade luso-canadiana. 
O jantar de homenagem vai realizar-se no dia 21 de Abril [sede do clube], sendo que parte dos fundos apurados reverterão para o programa ''On your Mark'' [Working Women Community Centre - WWCC] e para a ''Luso Canadian Charitable Society. Duas escolhas pessoais de António Belas que, dessa forma, se associa a dois projectos comunitários que em muito têm beneficiado a comunidade portuguesa.
No caso do programa ''On your Mark'', Marcie Ponte, directora-executiva do WWCC lembrou o porquê de ser importante apoiar o centro e, em particular, o programa que já leva 10 anos de vida. Um programa que procura ser uma ajuda para crianças portuguesas que estão nas escolas [do grau 1 ao 12] e que de uma forma ou de outra sentem dificuldades em continuar e/ou progredir nos estudos. Porque ao dar essa ajuda, o centro vai encorajando a auto-estima e o orgulho do aluno em estar na escola, levando a palavra «Sucesso» bem a sério.
Presentemente com um total de 300 crianças e 175 voluntários, o programa trabalha também muito de perto com os pais, para assegurar que eles entendem que podem ser os melhores apoiantes, educadores e defensores de seus filhos. Permitindo dessa forma, desmistificar a ideia preconcebida de que não há uma real preocupação com a educação das crianças. Assim, e aproveitando a ''boleia'' do evento, Marcie Ponte espera publicitar ainda mais este programa – que ''luta'' ano após ano para se auto-sustentar - e obter mais fundos no sector privado, quando se sabe que os apoios governamentais começam a ser cada vez mais escassos para comunidades que já não são consideradas de ''recém-chegadas''.
Jack Prazeres, presidente da Luso Canadian Charitable Society também se mostra agradado com a iniciativa que vai homenagear uma pessoa que tem feito muito para a comunidade.
Luís Aparício

Taça da Liga - Gil Vicente elimina Braga nos penalties

Gil Vicente, 2 - SC Braga, 2 (4-2 gp)
Gil Vicente está na final
Segundo finalista foi encontrado através da marcação de grandes penalidades, onde o Gil Vicente foi mais forte que o SC Braga. Formação de Barcelos marcará presença na final da quinta edição da Taça da Liga, ao lado do Benfica.
O Gil Vicente venceu, esta quinta-feira, o SC Braga por 4-2 nas grandes penalidades, após o 2-2 no tempo regulamentar, em jogo das meias-finais da Taça da Liga, disputado no Estádio Cidade de Barcelos.
Hugo Vieira inaugurou o marcador aos 16 minutos para o Gil Vicente mas os golos de Lima (25') e Hélder Barbosa (31') deram a volta ao resultado. Aos 89 minutos surgiu o golo inesperado de Júnior Caiçara, levando a decisão do segundo finalista para as grandes penalidades, onde a equipa de Barcelos foi mais forte.
A equipa orientada por Paulo Alves marcará presença, pela primeira vez, na final desta competição organizada pela Liga Profissional de Futebol Português. Pela frente terá um veterano, o Benfica, que já venceu a Taça da Liga por três vezes.
Para chegar à final, o clube de Barcelos, que já causou muitos danos aos três “grandes” do futebol português esta temporada e tendo eliminado, os Leões na presente edição da Taça da Liga, ainda na fase de grupos, teve de eliminar o SC Braga, candidato ao título, na marcação de grandes penalidades.
A equipa de Barcelos entrou melhor no encontro, marcando o primeiro golo no Estádio Cidade de Barcelos aos 16 minutos com um belo trabalho do avançado português Hugo Vieira, que se desembaraçou de dois defesas do Braga e tendo feito um chapéu a Quim.
Mas a equipa de Braga demonstrou que não está na corrida pelo titulo nacional por acaso e soube reagir da melhor com dois golos de respostas ainda na primeira parte. O golo do empate foi da autoria do suspeito do costume, o brasileiro Lima, e o da reviravolta teve a assinatura de Hélder Barbosa.
No segundo tempo, o ritmo foi menos intenso, destacando-se um falhanço incrível de Lima. O avançado brasileiro podia ter "matado" o jogo em Barcelos aos 74 minutos mas demorou muito tempo a desenvencilhar-se da defesa gilista.
Quando tudo parecia encaminhado para a vitória bracarense, mesmo estando mais relaxado na parte final do encontro, Júnior Caiçara encontrou o caminho para o golo em cima do minuto 90, levando a partida para a decisão de grandes penalidades.
Nas grandes penalidades, Hélder Barbosa e Ukra falharam as suas respetivas marcações, com boas defesas de Adriano, enquanto o Gil não desperdiçou nenhuma oportunidade.
A final da Taça da Liga joga-se a 14 de abril em Coimbra.