segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Bem vindo 2013 - Feliz Ano Novo !


Futebo Regional: Campeonato da ilha Terceira

Campeonato da Terceira 2012/2013:
Boavista CR empata em casa com o Fontinhas
Resultados da 2ª jornada:
Boavista CR, 2 – Juv. Lajense, 0
GD Fontinhas, 2 – Vilanovense, 2
Resultados da 3ª. jornada:
Boavista CR, 3 – GD Fontinhas, 3
SC Vilanovense, 1 – Juv. Lajense, 2
CLASSIFICAÇÃO:
L   Equipa             J     V   E   D   GM-S     P
1º Boavista CR      3     2    1    0      7 – 3      7
2º GD Fontinhas    3     0    3    0      6 – 6      3
3º Juv. Lajense      3     1    1    1      3 – 4      4
4º Vilanovense      3     0    1    2      3 – 6      1
4ª. JORNADA - 06-01-2013:
GD Fontinhas – Juventude Lajense
Boavista CR – SC Vilanovense

domingo, 30 de dezembro de 2012

3ª. Divisão - Série Açores: Praiense aumenta vantagem

CAMPEONATO DA 3ª. DIVISÃO - SÉRIE AÇORES:
 
Praiense firme na liderança
Comandante da série Açores de futebol somou mais uma vitória no fecho da 11.ª jornada e já dispõe de quinze pontos de vantagem para o terceiro classificado. Santiago complicou a vida ao líder mas o auto-golo de Jorginho acabou com as esperanças.
O Praiense soma e segue no campeonato da III divisão, série Açores. A equipa da Praia da Vitória somou a 11.ª vitória no fecho da 11.ª jornada e segue imparável no primeiro lugar da classificação, caminhando a passos largos para a subida de divisão. Os encarnados da Praia da Vitória já dispõem de quinze pontos de vantagem para o Rabo de Peixe, terceiro da tabela.
Na tarde ventosa deste domingo os pupilos de Manuel da Costa receberam e bateram o Santiago por 2-0. Amonike abriu o marcador no final da primeira parte e um auto-golo de Jorginho, aos 65 minutos, confirmou o triunfo dos visitados numa fase em que os pauenses procuravam chegar à igualdade.
Antes, no sábado, o SC Barreiro já tinha derrotado o Prainha FC por 2-1 em confronto relativo à 11.ª ronda. A turma do Porto Judeu marcou primeiro por intermédio de Marco Miranda na conversão de uma grande penalidade, aos 51 minutos, empatando praticamente de seguida os picarotos por Wigor.
À entrada para o último quarto-de-hora Álvaro fez o segundo dos locais e confirmou o segundo triunfo consecutivo do Barreiro que deixa a equipa mais tranquila no sétimo lugar com sete pontos de vantagem sobre o Vitória do Pico.

Acácio Mateus
Jornada 11 – Resultados:

Flamengos, 0 – Angrense, 4
Sporting Ideal, 1 – Rabo Peixe, 3
Vitória FC , 3 - SC Marítimo, 0
SC Barreiro, 2 – Prainha FC, 1
Sport Praiense, 2 – Santiago FC, 0
CLASSIFICAÇÃO:
L   EQUIPAS           J     V     E    D       GM-S       P
1º Sp. Praiense     11   11    0     0     25 – 4      33
2º Angrense          11     8    2     1     35 – 9      26
3º Rabo Peixe       11     5    3     3    19 –12      18
4º Sp. Ideal           11     5    3     3    23 –17      18
5º Santiago           11     5    2     4    14 –13      17
6º Prainha FC       11     4    2     5    16 –16      14
7º SC Barreiro      11     4    1    6     15 –21      13
8º Vitória FC        11     1    3    7       9 –18        6
9º SC Marítimo    11     2    0    9     11 –25        6
10º Flamengos      11     1    2    8     11 –43        5
12ª. Jornada - 6 de janeiro 2013:
SC Angrense - SC  Barreiro
Prainha FC - Vitória do Pico
Rabo de Peixe - FC Flamengos
SC Marítimo - Santiago FC
Sporting Ideal - Sport Praiense
Melhores Marcadores:
1º Marco Aurélio (Praiense) ...... 8 golos
2º Nélson Faria (Sp. Ideal) ........ 8
3º Vitória (Angrense) ................ 7
4º Magina (Angrense) ............... 7
5º Victor Gaguinha (R. Peixe) ... 6
6º Lelé (Rabo de Peixe) ............ 6

II Divisão: Lusitânia ganhou - Operário perdeu

Campeonato Nacional da II Divisão – Zona Centro:
Lusitânia, 2 - Bustelo, 1
Regresso ás vitórias
Na Terceira, o Lusitânia regressou aos triunfos com a vitória por 2-1 sobre o Bustelo, uma conquista importante que aproxima os verde-e-brancos de um adversário directo na luta pela manutenção.
A equipa da rua da Sé diminuiu para um ponto a distância em relação ao adversário desta jornada.
Amaral colocou os terceirenses em vantagem, diferença que haveria de ser anulada por intermédio de Marcelo numa grande penalidade extremamente duvidosa – a haver falta pareceu ter sido fora da área – mas Marreta, ainda antes do intervalo, haveria de colocar justiça no resultado.
Fabris consentiram a segunda derrota em casa
Operário, 0 – Tourizense, 1
Desaire com sabor amargo
Operário perdeu na jornada em que o Lusitânia regressou às vitórias. Derrota dos fabris ficou manchada por um erro do árbitro.
Ainda não foi desta que André Branquinho saboreou a vitória em casa no comando técnico do Operário.
O jovem treinador viu a equipa sair derrotada por 0-1 na recepção ao Tourizense num desafio em que o árbitro acabou por ter influência no resultado.
A penalidade assinalada aos 51 minutos e que permitiu a Joni apontar o único golo da partida foi muito duvidosa – somente o árbitro terá vislumbrado alguma infracção na área de rigor – e deixou os fabris a jogar com menos uma unidade (Nelo foi expulso) durante praticamente toda a segunda parte.
Mesmo assim, o Operário foi a equipa mais empreendedora em termos ofensivos perante um Tourizense que não se coibiu de usar todos os estratagemas possíveis para queimar tempo. O guarda-redes Guedes cotou-se como o melhor elemento ao negar golos certos a João Botelho e Hélder Arruda na fase de maior pressão dos locais na procura do empate.

II Liga: Santa Clara sofre empate ao cair do pano

II LIGA DE FUTEBOL EM PORTUGAL:

Feirense, 2 - Santa Clara, 2
Penálti tardio dá empate ao Feirense
Um golo de Pires, de grande penalidade, sobre o minuto 90, deu, este domingo, ao Feirense um empate 2-2, em casa, com o Santa Clara, em jogo da 20.ª jornada da II Liga de futebol.
No Estádio Marcolino de Castro, em Santa Maria da Feira, o Santa Clara esteve em vantagem por duas vezes, mas o Feirense, reduzido a 10 unidades desde o minuto 50, acabaria por restabelecer o empate ao cair do pano, através de um penálti convertido por Pires.
Apesar de o Feirense ter pressionado mais no início do jogo, foi o Santa Clara quem chegou à vantagem depois de beneficiar de uma grande penalidade a castigar falta de Luciano sobre Platini. Aos 13 minutos, Reguila converteu o castigo máximo e colocou o Santa Clara na frente do marcador.
O Feirense mostrou-se algo desconcentrado após o golo mas acabou por chegar ao empate aos 29 minutos, quando Oliveira aproveitou uma falha de Hélder Godinho para cabecear com eficácia para o fundo das redes.
A equipa de Quim Machado ganhou novo ânimo e quase se colocava em vantagem num remate de Jorge Gonçalves, ao minuto 35, mas o resultado não se alterou antes do intervalo.
O Feirense ficaria reduzido a 10 unidades já na segunda parte, aos 50 minutos, depois da expulsão de Oliveira e o Santa Clara aproveitou para assumir o jogo. Contudo, foi o Feirense quem esteve perto do golo num remate de Rafa, aos 59 minutos.
Contra a corrente do jogo, o Santa Clara colocou-se novamente em vantagem aos 79 minutos, com Porcellis a desviar para o golo entre os centrais do Feirense. Depois de exercer maior pressão, o Feirense chegou à igualdade aos 90 minutos, com Pires a converter uma grande penalidade que castigou um derrube de Serginho a Carlos Fonseca.
Equipas:
Árbitro: Pedro Proença (Lisboa).
Feirense: Marco, André Santos, Oliveira, Luciano, Marcelo, Sténio, Rafa, Diogo Cunha, Ludovic (Marcão, 53), Jorge Gonçalves (Carlos Fonseca, 78) e Platiny (Pires, 67).
Suplentes: Sea, Pires, Marcão, Tiago Jogo, Carlos Fonseca, João Ricardo e Serginho.
Treinador: Quim Machado.
Santa Clara: Hélder Godinho, André Simões, Luiz Carlos, Accioly, Serginho, Tony (Paulo Monteiro, 58'), Godinho, Pedro Cervantes, Rafael Porcellis, Reguila (Minhoca, 71) e Platini (Marco Lança, 90+2).
Suplentes: Brice, Paulo Monteiro, Minhoca, Marco Lança, Alex, Hugo Rego, Ruizinho.
Treinador: Luís MiguelAção disciplinar:
Ao intervalo: 1-1.
Marcadores: 0-1, Reguila, 13 minutos (grande penalidade). 1-1, Oliveira, 28. 1-2, Porcellis, 79. 2-2, Pires, 90 (grande penalidade).
Cartão amarelo para Luciano (12), Luiz Carlos (17), Oliveira (19 e 50), Serginho (47 e 89), André Santos (47), Tony (49), André Simões (62), Paulo Monteiro (70), Hélder Godinho (80) e Sténio (90+2). Cartão vermelho para Oliveira (50) e Serginho (89). Assistência: cerca de 500 espetadores.

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Sporting CP com canal de TV em Agosto 2013

Sporting TV no ar a partir de agosto
O canal de televisão do Sporting deverá iniciar a emissão em agosto de 2013 e já existe um acordo de princípio com as operadoras de cabo Meo e Zon, revelou hoje o vice-presidente Rui Paulo Figueiredo.
“Falou-se na hipótese de 01 de junho, aniversário do Sporting, mas, como nessa data quase toda a gente entra de férias, as operadoras apontam o início de agosto como a melhor altura”, disse à Agência Lusa o responsável pela área de comunicação do Sporting, para quem o objetivo é “concluir todos os trabalhos até ao final do primeiro semestre de 2013 e começar a emitir o canal no terceiro trimestre”.
Quanto ao acordo de princípio já existente entre o Sporting e as operadoras Meo e Zon, Rui Paulo Figueiredo revelou que aquele “será formalizado muito em breve” e que decorrem “reuniões de trabalho e negociações com outras plataformas, nomeadamente Cabovisão, Vodafone e Optimus”, para a emissão do canal de televisão do clube.
A gestão deste ficará a cargo de uma empresa que foi criada no final de 2012, a “Sporting Com”, que “suportará a operação do canal e de todas as áreas de comunicação do universo Sporting” e à qual caberá “avançar com o pedido de licença para emitir” à Entidade Reguladora da Comunicação (ERC).
Os estúdios e a redação funcionarão no complexo do Estádio de Alvalade, mas estão definidos outros pontos de emissão, a partir do pavilhão multiusos de Odivelas e da Academia de Alcochete.
“Em Alvalade vai ser montado um grande estúdio, desdobrado em dois espaços de emissão, e provavelmente um terceiro na zona dos camarotes, com vista para o estádio. Quanto a Odivelas e Alcochete, a ideia é criar condições para que seja possível fazer diretos a partir desses espaços”, revelou Rui Paulo Figueiredo.
No que diz respeito ao período em que o canal irá para o ar diariamente, o dirigente "leonino" admite que o mesmo se prolongue por 24 horas: “A ideia é emitir quatro a seis horas de programação nova por dia, sendo o horário restante preenchido com repetições para sustentar a emissão o dia todo. Aos fins de semana, a programação subirá exponencialmente com as transmissões em direto das várias modalidades”.
Um aspeto importante prende-se com a sustentabilidade financeira do canal, que será autossuficiente nesta vertente, porque irá assentar em receitas angariadas com os contratos assinados pelo Sporting com as operadoras de cabo.
“Só avançamos com as receitas contratualizadas para o triénio. Por isso é que foi criada uma empresa para gerir o canal, que terá autonomia financeira. Queremos custos de operação e investimento que sejam suportados pelas receitas fixas já contratualizadas”, revelou Rui Paulo Figueiredo, para quem o objetivo é “criar um canal que não seja deficitário”.
Além das receitas contratualizadas com as operadoras, há outra expetável, proveniente da publicidade, a qual, pese embora “o caráter variável” de que se reveste, será “outra fonte de receita a acrescentar” para o canal do clube.
Rui Paulo Figueiredo negou, todavia, qualquer parceria neste projeto com a PPTV, de Joaquim Oliveira: “Todos os conteúdos informativos e a parte da produção serão assegurados com meios do Sporting, em termos de recursos humanos. Quanto às áreas técnicas, os recursos alocados, quer técnicos quer humanos, sê-lo-ão através de `outsourcing´, pelo que já consultámos seis empresas para apresentarem propostas”.
Segundo o dirigente "leonino", entre essas empresas figuram a Iberdel, a Media Luso e a Move Ligth e os equipamentos necessários para a gestão técnica do canal “serão adquiridos” através de “leasing” e “outsourcing”.
Lusa

Açoriano Oriental candidato a património mundial

Jornal Açoriano Oriental candidato a património mundial
 O decano dos jornais portugueses, o Açoriano Oriental, com 177 anos, integra uma lista de cerca de duas dezenas de publicações centenárias em Portugal que vai ser candidatada ao Património Mundial da UNESCO.
A iniciativa é da Associação de Imprensa Portuguesa que vai propor a candidatura dessas publicações à UNESCO, avançou ontem o jornal Público.
O processo de candidatura teve início no primeiro encontro da Imprensa Regional Centenária, que reuniu há meses em Santarém.
A iniciativa será acompanhada de uma edição do conjunto dos jornais centenários e também d e uma exposição.
O facto de Portugal não ter sofrido duas guerras mundiais no seu território bem como de muitos títulos serem propriedade de famílias ou associações que não tinham fins lucrativos explicam a longevidade de muitos dos jornais portugueses que entretanto se modernizaram.
Pedro Nunes Lagarto (AO)

Campeonato de São Miguel 2012-13:

Capelense saboreia liderança
Pela primeira vez desde que regressou aos regionais o Capelense está a saborear a liderança isolada do campeonato de São Miguel. Formação das Capelas é a única que ainda não perdeu ao cabo de cinco jornadas.
CLASSIFICAÇÃO:
L   EQUIPAS         J   V   E   D   GM-S      P
1º Capelense SC    4    3   1    0      7 – 2     10
2º Vale Formoso     5    2   2    1      4 – 4       8
3º Mira Mar SC      4    2   0    2      5 – 4       6
4º U. Nordeste        4    1   1    2      8 – 7       4
5º U. Micaelense    4    1   1    2      5 – 7       4
6º Águia Desp.       4    1   1    2      3 – 7       4
7º CD São Roque   3    1   0    2      4 – 5       3
6ª. Jornada – 5 e 6 Janeiro 2012:
Águia CD – CD São Roque
Mira Mar – Capelense
Vale Formoso – U. Nordeste
Folga: U. Micaelense.

Fundação Pauleta lança torneio de futebol em 2013

Governo Regional disponível para apoiar
Torneio de futebol internacional no escalão sub-13 que a fundação Pauleta pretende levar a efeito pela primeira vez no próximo ano poderá ser apoiado pelo executivo açoriano.
Pedro Pauleta apresentou, esta quarta-feira ao presidente do governo regional dfos Açores, Vasco Cordeiro, o projeto de criação de um torneio internacional de futebol no escalão de Sub-13.
A Fundação Pauleta considera que a iniciativa vai contribuir para a promoção da Região no exterior.
As equipas de Sub-13 do Real Madrid, Paris St.Germain, Porto, Benfica e Sporting participam neste projeto agendado para junho do próximo ano.

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Campeonatos Regionais: Faial, Graciosa e S, Jorge

GD Cedrense, 2 - GD Salão, 2
Campeonato da A.F.H – Faial/Pico 2012-13:
CD Lajense vence Fayal e aumenta vantagem 
4ª. jornada - Resultados:
CD Lajense, 2 – Fayal Sport, 1
GD Cedrense, 2 – GD Salão, 2
Folgou: FC Madalena. 
CLASSIFICAÇÃO:
L   EQUIPAS       J   V   E   D   GM-S   P
1º CD Lajense       4    3   2   0      6 – 2     8
2º GD Cedrense    3    1   2   0      5 – 4     5
3º FC Madalena    3    1   0   2      3 – 5     3
4º GD Salão          3    0   3   0      3 – 3     3
5º Fayal Sport       3    0   1   2      2 – 5     1
5ª. jornada -  6 de Janeiro 2013:
Fayal Sport – GD Cedrense
GD Salão – FC Madalena
Folga: CD Lajense.
Campeonato da Graciosa 2012/13:
Guadalupe soma e segue na liderança
Resultado da 8ª. jornada:
Graciosa FC, 2 – Sp. Guadalupe, 4
Folgou: GD Luzense.
CLASSIFICAÇÃO:
L  EQUIPAS           J   V    E   D   GM-S     P
1º Sp. Guadalupe    6   5   0   1     14 – 5    15
2º GD Luzense       5   2   0   3       6 – 8      6
3º Graciosa FC       5   1   0   4       7 –14     3
9ª jornada – 06/01/2013:
GD Luzense – Graciosa FC
Folga: Sporting de Guadalupe.
Campeonato de São Jorge 2012/13:
GD Velense dão mais uma goleada
Resultados da 7ª. jornada:
GD Velense, 8 – FC Calheta, 0
Urzelinense, 1 – FC Marítimo, 3
Resultados da 8ª. jornada:
FC Marítimo, 3 -  FC Calheta, 1
Urzelinense, 0 – GD Velense, 2
CLASSIFICAÇÃO:
L  EQUIPAS             J   V   E   D   GM-S      P
1º GD Velense      8   7   1   0       32 – 5      22
2º FC Marítimo    8   5   2   1        16 – 6     17
3º Urzelinense      8   2   1   5       11 –15       7
4º FC Calheta       8   0   0   8         4 –37       0
9º jornada- jogam:
FC Calheta – Urzelinense
FC Maritimo – CD Velense

Campeonato da ilha Terceira da AFAH - 2012/13:

Campeonato da Terceira 2012/2013:
Boavista com arranque forte
O Campeonato da Terceira teve no passado domingo o seu início. O Boavista da Ribeirinha deslocou-se à Vila Nova, um terreno sempre difícil para qualquer adversário, com os níveis de motivação bem altos. Isso notou-se, sobretudo na primeira-parte, onde revelou supremacia sobre o oponente durante 35'.
O forte vento que se fez sentir foi um adversário para as duas equipas e prejudicou um pouco o espetáculo, uma vez que ambas praticam um futebol de qualidade.
No final da contenda o Boavista levou a melhor obtendo uma preciosa vitoria fora de casa por 2-0.
A segunda rodada do Campeonato da Terceira possibilitou os seguintes desfechos: Fontinhas 2 - Vilanovense 2 e Boavista 2 - Lajense 0.
O Boavista comanda com 6 pontos. Seguem-se Fontinhas 2, Vilanovense 1 e Lajense 1. A terceira jornada concretiza-se domingo com os jogos Boavista - Fontinhas e Vilanovense - Lajense.
Resultados da 1ª. jornada:
Juv. Lajense, 1 – GD Fontinhas, 1
Vilanovense, 0 – Boavista CR, 2
Resultados da 2ª jornada:
Boavista CR, 2 – Juv. Lajense, 0
GD Fontinhas, 2 – Vilanovense, 2
CLASSIFICAÇÃO:
L   Equipa             J   V   E   D   GM-S     P
1º Boavista CR      2    2   0   0      4 – 0      6
2º GD Fontinhas   2    0   2    0      3 – 3      2
3º Juv. Lajense     2    0   1    1      1 – 3      1
4º Vilanovense     2    0   1    1      2 – 4      1
3º JORNADA - 30-12-2012:
Boavista CR – GD Fontinhas
SC Vilanovense – Juventude Lajense

Futsal: Operário operou uma autêntica revolução

Operário reformula equipa de futsal
Saem sete jogadores do plantel e até ao final da semana deverão chegar reforços a pensar no jogo com o Rio Ave, agendado para o dia 5 de Janeiro.
O Operário operou uma autêntica revolução na equipa de futsal. Sete jogadores foram preteridos pelo treinador Ricardo Canavarro e somente seis resistiram às alterações introduzidas que têm o propósito de tentar devolver o colectivo fabril aos lugares mais tranquilos da classificação, de preferência objectivando a entrada no grupo dos oito primeiros.
O guarda-redes internacional André Sousa é apenas um dos sete atletas que não regressa à Lagoa após o pequeno período de descanso no Natal. Diogo Araújo, Miguel Silva, Nuninho, Veto, Costinha e João Teixeira também foram passar a quadra festiva junto das respectivas famílias sem passagem de volta na bagagem.
Este sete juntam-se a Diogo Pinheiro, Leo Moraes, Guri e Ruben Lemos, jogadores que já passaram pela equipa de futsal do Operário na época em curso sem conseguir agarrar um lugar. O plantel está agora reduzido a seis elementos: Luís Almeida, Pimpolho, Bruninho, Minhoca, Pipokah e Casaca.
Ou seja, o Operário está no mercado à procura de reforços que colmatem as vagas em aberto e existe alguma urgência em reequilibrar o colectivo às ordens de Ricardo Canavarro porque o campeonato da I divisão prossegue no início do ano com a recepção ao Rio Ave agendada para o dia 5 de Janeiro.
Acácio Mateus

Platini chamado á selecção de Cabo Verde

Platini chamado á selecção de Cabo Verde
Platini convocado para a CAN
Jogador do Santa Clara foi convocado por Lúcio Antunes e estará indisponível durante o mês de Janeiro e parte de Fevereiro. Encarnados vão tentar segurá-lo até ao desafio com o Benfica B.
Platini vai representar a selecção de Cabo Verde na CAN – Taça das Confederações Africanas – prova que se desenrola entre 19 de Janeiro e 10 de Fevereiro do próximo ano na África do Sul. A chamada do avançado significa que não poderá dar o seu contributo ao Santa Clara em pelo menos quatro ou cinco jogos do campeonato da II Liga.
A selecção de Cabo Verde inicia o estágio de preparação no dia 4 de Janeiro e realiza os três jogos do grupo A nos dias 19 (frente a África do Sul), 23 (Marrocos) e 27 (Angola). Se se qualificar para os quartos-de-final, o regresso aos Açores só acontecerá em Fevereiro.
Quer isto dizer que Platini falha as partidas com a Naval, Belenenses, União da Madeira e Tondela, procurando o Santa Clara um acordo com os responsáveis pela selecção de Cabo Verde para que o atacante só se apresente no estágio de preparação após o dia 6 de Janeiro, dia em que os encarnados vão receber o Benfica B.
A indisponibilidade poderá prolongar-se para os desafios com o Desportivo das Aves e Leixões, marcados para 3 e 10 de Fevereiro, respectivamente, se Cabo Verde atingir a final da CAN.
Acácio Mateus