segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Inaugurada a sede social da Filarmónica União Musical da Piedade na ilha do Pico

Obra custou 1 milhão e 300 mil euros.
Filarmónica União Musical da Piedade inaugura sede social
A freguesia da Piedade está em festa. Um sonho de muitos anos tornou-se realidade. As palavras são de Sérgio Freitas, presidente da Filarmónica União Musical da Piedade e foram proferias sábado à tarde na inauguração da sede social da filarmónica daquela localidade.
A obra custou cerca de 1 milhão e 300 mil euros, financiados 200 mil pelo Governo Regional, 1 milhão pela Câmara das Lajes do Pico e o restante doado pelos emigrantes residentes no Canadá.
Sérgio Freitas satisfeito pelo acto histórico, afirmou que não é uma obra perfeita, porque elas não existem, mas trás melhores condições para quem dela precisar.
Por outro lado Roberto Silva, presidente da Câmara Municipal das Lajes do Pico, lembrou que ao inaugurar a sede filarmónica estão a cumprir compromissos assumidos com a freguesia da Piedade como forma de melhorar as condições de vida.
Acrescenta que o projecto da filarmónica não acaba por ali, pois faltam arranjos exteriores e mobiliário.
Roberto Silva destacou por fim outros apoios já transferidos da autarquia para as filarmónicas do concelho para remodelação de sedes sociais. Filarmónica Liberdade Lajense 140 mil e Recreio Ribeirense e União Ribeirense 120 mil cada.
Jorge Bruno, Director Regional da Cultura apelidou de dia de festa no Pico e nos Açores e opinou que as filarmónicas são a expressão genuína da cultura açorina.
A festa de inauguração contou também com missa solene de acção de graças e concertos pelas filarmónicas União Musical da Piedade, Lira Fraternal Calhetense, Recreio União Prainhense e pela Orquestra Sinfónica Juvenil de Lisboa.
Emanuel Pereira / Rádio Pico

Sem comentários: