quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Mundial Sub 20: Portugal reencontra Brasil na final

Portugal e Brasil repetem inesquecível final de 1991
Ao contrário de Portugal, que tem o pleno de triunfos em finais, o Brasil já perdeu três, frente a Portugal (1991), Argentina (1995) e Gana, precisamente na última edição, disputada no Egito (2009).
A seleção portuguesa de futebol de sub-20 e a sua congénere do Brasil repetem sábado, na Colômbia, a final do Mundial de 1991, ganha na "lotaria" pela equipa lusa, no antigo Estádio da Luz, em Lisboa.
A 30 de junho de 1991, perante bem mais de 120 mil espetadores, então a capacidade oficial do reduto do Benfica, Portugal revalidou o título conquistado dois anos antes em Riade, numa final com a Nigéria (2-0).
Após um jogo muito tático, quase sem oportunidades e sem qualquer golo em 120 minutos, uma equipa de futuras “estrelas”, como Figo, Rui Costa ou João Vieira Pinto, venceu no desempate por grandes penalidades.
Jorge Costa, Figo, Paulo Torres não falharam, tal como Rui Costa, que marcou o pontapé decisivo (4-2) e selou o segundo e até agora último título mundial a Portugal, frente a um Brasil com grandes jogadores, como Roberto Carlos ou Elber.
Sob o comando de Carlos Queiroz, Portugal construía a sua “geração de ouro”, que, entretanto, já “desapareceu”, sem conseguir, nos seniores, conquistar qualquer título.
Ainda assim, e com a base nos jogadores campeões mundiais de sub-20 em 1989 e 1991, Portugal chegou às meias-finais do Euro2000, com um futebol notável, à final do “nosso” Euro2004, perdida ingloriamente para a Grécia, e, já só com Figo, às meias-finais do Mundial2006.
Agora, volvidos 20 anos do feito de Lisboa, Portugal está de novo numa final, depois de bater por 2-0 a França, “carrasca” da equipa principal nas “meias” dos Europeus de 1984 e 2000 e do Mundial de há cinco anos.
A formação comandada por Ilídio Vale, durante muitos anos treinador das camadas jovens do FC Porto, resolveu o encontro na primeira parte, com tentos de Danilo, aos nove minutos, e Nelson Oliveira, aos 40, de grande penalidade, dois jogadores produto das escolas do Benfica.
O Brasil, do futuro portista Danilo, é, de novo, o adversário, depois de também ter ganho a sua meia-final por 2-0, face ao México, graças a dois golos de Henrique, já perto do final do encontro, aos 80 e 84 minutos.
Na madrugada de domingo em Portugal (tarde de sábado em Bogotá), a equipa lusa vai tentar conquistar o terceiro título, sendo que já garantiu novo lugar de honra, o quarto, pois, além dos dois cetros, conta um terceiro lugar.
Em 1995, com jogadores como Nuno Gomes, Quim, Beto ou Dani, Portugal foi terceiro no Qatar, ao bater a Espanha por 3-2 no jogo de consolação, após amarga derrota por 1-0 nas “meias”, face ao Brasil, que perderia a final com a Argentina.
Por seu lado, os “canarinhos” já contam quatro títulos - seguindo no “ranking” imediatamente à frente de Portugal e atrás da Argentina (seis) -, conquistados em 1983, 1985, 1993 e 2003.
Ao contrário de Portugal, que tem o pleno de triunfos em finais, o Brasil já perdeu três, frente a Portugal (1991), Argentina (1995) e Gana, precisamente na última edição, disputada no Egito (2009).

Sem comentários: