domingo, 31 de julho de 2011

Mundial Sub-20: Portugal empata com o Uruguai

Mundial Sub-20: Portugal, 0 - Uruguai, 0
Portugal estreia-se com empate diante do Uruguai
A selecção nacional de sub-20 empatou, esta madrugada, a zero com Uruguai no jogo de estreia no Mundial da categoria, que decorre na Colômbia.
Portugal e Uruguai empataram 0-0 no seu primeiro jogo no Mundial de Sub-20. As duas selecções não conseguiram marcar qualquer golo e protagonizaram um jogo pouco interessante e com poucas oportunidades de golo.
Sérgio Oliveira foi o elemento mais activo na selecção portuguesa, com um remate a passar ao lado, aos 31 minutos, e um outro, de livre directo aos 55', a acertar no poste da baliza uruguaia. Contudo 'estragou' a noite ao tornar-se no primeiro jogador a ser expulso no torneio, a dez minutos do fim da partida.
Do lado do Uruguai, registo para um remate de De Los Santos ao poste e depois com um cabeceamento de Arias que obrigou a defesa apertada de Mika, tudo na segunda parte. E mesmo em superioridade numérica a selecção sul-americana não conseguiu desmanchar o nulo.
Antes deste jogo, Camarões e Nova Zelândia também empataram, 1-1, pelo que tudo está equilibrado no Grupo B, com um ponto para cada uma das quatro equipas.
Portugal volta a jogar na madrugada de quinta-feira, contra os Camarões.
Ficha de jogo
Jogo no estádio Pascual Guerrero, em Cali
Equipas:
Portugal: Mika, Cédric, Nuno Reis, Roderick, Luís Martins, Pelé (Júlio Alves, 84), Danilo, Rafael Lopes (Alex, 75), Sérgio Oliveira, Saná (Tiago Ferreira, 87), Nélson Oliveira.
(Suplentes: Tiago Maia, Tiago Ferreira, Mário Rui, Julio Alves, Ricardo Dias, Amido Baldé, Caetano, Alex, Serginho, Ribeiro).
Uruguai: Ichazo, Arias, De Los Santos, Cabrera, Polenta, Vecino, Cayetano, Prieto (Rodriguez, 85), Mayada (Olivera, 81), Teixeira, Lores (Cepellini, 60).
(Suplentes: Gelpi, Platero, Rodriguez, Cepellini, Olivera, Martinez, Moreira, Rolan, Luna, Da Silva).

Taça da Liga: Santa Clara vence na Covilhã

AÇORIANOS TRIUNFAM COM GOLO DE LOURENÇO
Sp. Covilhã, 0 - Santa Clara, 1
Santa Clara bate Sporting da Covilhã
O Santa Clara venceu no domingo por uma bola o Sp. Covilhã na primeira jornada da primeira fase da Taça da Liga, com um golo apontado de livre por Lourenço, aos 49 minutos.
O Sp. Covilhã, a jogar no seu reduto, começou por pegar na iniciativa do jogo e logo aos quatro minutos Zezinho cruzou para Pedro Ribeiro que, na cara de Stefanovic, não conseguiu concretizar.
A resposta dos insulares chegou por Minhoca, com um remate defendido com a ponta dos dedos por Nuno Santos.
Depois de um período em que o Santa Clara ganhou algum ascendente, os serranos voltaram a rondar a baliza adversária com perigo.
Zezinho, lateral direito já utilizado na frente de ataque e agora a jogar a extremo, meteu a bola na área, Milton e Pedro Ribeiro fizeram dois remates sucessivos, mas o esférico acabou por passar ao lado da baliza dos visitantes.
Gabi, de livre, Zezinho e Amian também tentaram inaugurar o marcador para os da casa, e, antes do intervalo, Minhoca fez o mesmo, mas o remate saiu ao lado e a primeira parte de um jogo aberto e equilibrado terminou sem golos.
O regresso dos balneários ficou marcado pelo golo de Lourenço, ao minuto 49, de livre. A bola sofreu um desvio na barreira serrana, descreveu um arco e entrou no lado oposto onde estava Nuno Santos.
Em desvantagem, o Sporting da Covilhã acusou alguma desatenção, apesar de Gegé, aos 62 minutos, ter cabeceado ao lado.
Já com Edgar em campo a tentar defender o resultado, o açoriano Sandro rematou duas vezes com perigo, aos 66 e 68 minutos.
As jogadas de perigo, na segunda metade jogada a um ritmo muito mais lento, esgotaram-se aí e o resultado já não se alterou.
Jogo ficou ainda marcado pela expulsão directa de Platini, por agressão com cotovelada, a um minuto do final do encontro.
Jogo no Complexo Desportivo da Covilhã.
Árbitro: João Capela (Lisboa).
Sp. Covilhã: Nuno Santos, Dani Coelho, Gegé, Ricardo Rocha, Joel, Filipe Fernandes (Dani Matos, 69), Milton, Gabi, Zezinho (Hélder, 54), Amian e Pedro Ribeiro (Andrezinho, 72).
Suplentes: Igor Araújo, Fábio Sousa, Dani Matos, Diogo Gaspar, Gui, Hélder Rodrigues, Andrezinho.
Santa Clara: Stefanovic, Guilherme, Sandro, Ilic, Nelson, Lourenço, Minhoca (Edgar, 64), André Simões, Platini, Moreira (Pico, 83) e Dincic (Sylvestre, 72).
Suplentes: Edgar, Pipo, Vieira, Sylvestre.
Ao intervalo: 0-0.
Marcadores: 0-1 Lourenço, 49 minutos.
Ação Disciplinar: Cartão Amarelo a Dani (12), Joel (71), Guilherme (74), Sandro (76), Gabi (90). Cartão Vermelho a Platini (88).
TAÇA DA LIGA-Bwin Cup:
Desp. Aves, Freamunde, Moreirense e Santa Clara estreiam-se com vitórias fora
U. Madeira, 3 - Estoril, 2
Desp. Aves, Freamunde, Moreirense e Santa Clara venceram fora de casa os primeiros compromissos oficiais da época, esta tarde, para a primeira jornada da fase inicial da Taça da Liga.
O Desp. Aves foi a Oliveira de Azeméis vencer a equipa local com um único golo, autoria de Pedro Pereira, aos 20 minutos. Idêntico resultado conseguido pelo Santa Clara na Covilhã, com golo de Lourenço, aos 49 minutos.
Na Reboleira, casa emprestada do Atlético, que esta época regressa aos escalões profissionais, também um único golo, apontado por Marco Matias, aos 49 minutos, valeu a vitória do Freamunde.
Já o Moreirense foi a Portimão vencer por 3-2, jogo no qual esteve sempre na frente do marcador diante da equipa que foi despromovida à Liga de Honra.
Cinco golos também no Estádio dos Barreiros, no Funchal, onde o União da Madeira, também de regresso aos escalões profissionais, recebeu e venceu o Estoril-Praia por 3-2. Os canarinhos ainda estiveram a vencer por duas vezes, mas a equipa madeirense chegou ao triunfo nos instantes finais.
A Naval venceu na Figueira da Foz o Arouca, com golos de Leomar e Hugo Santos ainda na primeira parte. Empates nos restantes dois encontros: Penafiel e Belenenses não foram além do nulo, enquanto o Leixões arrancou igualdade a uma bola na Trofa.
Resultados:
Grupo A
Trofense - Leixões, 1-1
Penafiel – Belenenses, 0-0
Grupo B
Sp. Covilhã - Santa Clara, 0-1
Naval – Arouca, 2-0
Grupo C
Atlético – Freamunde, 0-1
Portimonense - Moreirense, 2-3
Grupo D
Oliveirense - Desp. Aves, 0-1
U. Madeira – Estoril, 3-2

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Fayal Sport de regresso à III Divisão - Série Açores

Fayal Sport Club aposta em plantel de faialenses para lutar pela manutenção
É com uma forte aposta na prata de casa que o Fayal Sport Clube vai jogar na próxima época na Série Açores, depois de três anos de ausência.
A equipa, apresentada na passada quarta-feira, é composta por 25 jogadores, todos formados na Região, sendo a grande maioria oriunda do Faial.
De acordo com Celestino Lourenço, presidente do FSC, o objectivo para a próxima época é a manutenção, mas “com uma orientação financeira eficaz e adequada às dificuldades financeiras existentes no país e nos Açores”.
O plantel dos Verdes será orientado por Eugénio Botelho, que terá como adjunto Edmundo Ramos. A equipa técnica conta ainda com Carla Mateus (fisioterapeuta), José Pinho (massagista), e o director Manuel Rosa. Dos atletas, destaque para nomes bem conhecidos dos adeptos do FSC, como Cádio Dias, Pedro Rodrigues Sandro Paz ou Marco Anselmo. Dos Juniores do Fayal chegam quatro jogadores. Mauro Silva vem dos Flamengos para reforçar o ataque, e do Cedrense chegam os médios Óscar Pereira e Wilson Sousa. Da vizinha ilha do Pico vêm Tiago Medeiros e Tiago Oliveira, ex-jogadores do Boavista de São Mateus, e o médio Sérgio Alvernaz, que vem do Vitória. O orçamento para a próxima época não ultrapassa os 60 mil euros, por isso Eugénio Botelho pede entrega e espírito de grupo aos seus atletas, para compensar a ausência de poderio financeiro.
Para já, a principal dificuldade do Fayal deverá ser a necessidade de fazer parte da preparação da época numa casa emprestada, devido às obras para instalação do novo sintético, com as medidas oficiais exigidas para a participação na Série Açores. De acordo com Celestino Lourenço, o acordo com a Direcção Regional do Desporto e a autarquia, financiadores da obra, está tratado, e faltam apenas acertar alguns pormenores com o empreiteiro, pelo que o novo campo deverá estar disponível antes do arranque da Série Açores. Antes disso, há o primeiro jogo da Taça de Portugal. Se, após o sorteio, o Fayal ficar isento ou jogar fora, a questão do campo não se coloca, no entanto, na necessidade de fazer o jogo em casa, Celestino Lourenço já chegou a acordo com o Vitória do Pico, para que os Verdes possam utilizar o campo.
O jogo de apresentação deste novo plantel está agendado para dia 10 de Agosto, frente ao Madalena do Pico.
Fonte: T.I.

Apresentação do Praiense versão 2011/12 na serie Açores

Praiense aponta à subida de divisão
O Sport Clube Praiense está de regresso ao trabalho, tendo em vista a participação na próxima edição do Campeonato Nacional da Terceira Divisão - Série Açores.
A equipa agora orientada por Coentro Faria - um retorno ao clube - iniciou a preparação ontem ao fim da tarde, estando a cerimónia de apresentação aos sócios, adeptos e comunicação social agendada para quinta-feira, a partir das 20:30, na sede da coletividade, sita à Ladeira de São Francisco, cidade da Praia da Vitória.
Coentro Faria, que terá como adjuntos Paulo Meneses (que acumula o cargo com o de coordenador da formação) e Álvaro Pereira, conta - pelo menos para já - com os seguintes atletas:
GUARDA-REDES: André e Vítor Lopes (ex-Vilanovense).
DEFESAS: João Borges, Danilson, Pina (ex-Vilanovense), Mamadi (ex-Pinhalnovense), Renato (ex-Vilanovense), Ibraime e Hugo.
MÉDIOS: Carlos Silveira (ex-Lusitânia), João Melo (ex-Vilanovense), Samuel (ex-Vilanovense), Fábio Vicente (ex-Lusitânia), Benjamim (ex-Lusitânia), Cris (ex-Lusitânia) e Ricardo.
AVANÇADOS: Mauro, Denilson (ex-Vilanovense), Amunike e Washington (ex-Botafogo e Flamengo).
Ao contrário do que chegou a ser noticiado, o avançado Veredas (Lusitânia) não será reforço do Praiense.
Acresce ainda informar que vários jogadores da equipa de juniores "A" do clube, atual campeã da ilha Terceira, vão efetuar a pré-temporada com os seniores, sendo muito provável que alguns possam integrar em definitivo o plantel.
No que concerne ao tradicional Torneio de verão da Praia da Vitória, o mesmo deve ter lugar na semana seguinte às grandes festas concelhias, desconhecendo-se, por enquanto, o nome das equipas convidadas.
Ainda assim, segundo conseguimos apurar, o Angrense é uma forte possibilidade para integrar o lote de participantes.
EXPECTATIVAS
Vítor Galvão, chefe do departamento de futebol dos encarnados da cidade de Vitorino Nemésio, enaltece o esforço da direção presidida por Adrualdo Rocha em constituir um grupo de trabalho que ofereça condições objetivas de lutar pela almejada subida de divisão:
"Um clube com o estatuto e o prestígio do Praiense só pode pensar em ganhar. Admitimos, contudo, que a Série Açores é uma prova sobremaneira complicada, a qual exige uma concentração permanente. Como tal, na primeira fase o desiderato imediato passa por alcançar um lugar entre os quatro primeiros. A partir daí, procuraremos voos mais altos", afirma.
Embora reconheça que a base do plantel está, em princípio, constituída - sublinhando-se aqui a qualidade do ponta-de-lança Washington, visto como uma verdadeira mais-valia, até pelo seu passado na Primeira Divisão brasileira -, Vítor Galvão acrescenta que "no futebol contemporâneo os plantéis nunca estão fechados".
Deste modo, "o clube, dentro da política de rigor orçamental em curso, está atento ao mercado, conquanto o grupo atual ofereça garantias de sucesso, atendendo a que foi planeado com critério e enorme sentido de responsabilidade", diz, em jeito de conclusão.
Fonte: DI

Futebol Regional: GD Fontinhas volta com o futebol sénior

GD Fontinhas dá a conhecer plantel para a nova época
Grupo Desportivo das Fontinhas deu a conhecer a sua direcção e o seu plantel para a época 2011/2012. Sendo que as principais novidades se prendem com a equipa de futebol Sénior.
Da época transacta permanecem doze atletas, e estando já confirmadas nove aquisições para atacar o Campeonato, estando a Direcção do GD Fontinhas ainda à espera da resposta de mais três atletas para fechar o plantel. O plantel continuará a ser comandado por João Paulo Silva, que à sua lista de jogadores que ficam da época passada, viu chegar Pedro Teófilo (ex. Praiense), Maciel (ex. Lajense), Rocha e Churica (ex. Maritimos), Garcia e Money (ex. Boavista da Ribeirinha), Zula (ex. Lusitânia) e Ricky (ex. Vilanovense). Da época passada os nomes que transictam são: Couto, Laranjo, Semedo, José Luís, Jokinha, Wilson, André, Dário, Cantigas, Libânio, Adriano e o capitão Caneco.
Ao nível da Direcção, a Assembleia Geral é presidida por Francisco Oliveira, tendo como vice presidente Jorge Dias e ainda Bruno Ávila e Carlos Silva.
A Direcção e departamento de futebol é composto por 15 elementos, sendo eles: António Simões, Carlos Rocha, Délio Mendes, Élisio Borba, Domingos Fernandes, Francisco Viveiros, Hélder Mendes, Jorge Ávila, José Ávila, José Godinho, Libânio Silva, Ricardo Leal, ROberto Marques, Vítor Mendes e a finalizar Wilson Fagundes.
O Concelho Fiscal do Grupo Desportivo das Fontinhas é composto Paulo Henrique, Fábio Borba, Filipe Silva e Carlos Godinho.
O GD Fontinhas iniciará os seus trabalhos de pré-época no dia 16 de Agosto.

Paulo Grilo da Académica para o Santa Clara

Internacional sub-20 chega por empréstimo da Académica
Paulo Grilo novo reforço do Santa Clara
Paulo Grilo vai jogar no Santa Clara, por uma época, sendo emprestado pela Académica de Coimbra.
O jovem internacional sub-20 será cedido temporariamente ao clube açoriano para evoluir e jogar com regularidade. Há várias semanas que o Santa Clara insistia na sua contratação, por indicação expressa do seu treinador, Bruno Moura, mas só agora foi possível chegar a um entendimento entre os dois clubes.
O jogador não foi apanhado desprevenido, porque conhecia o interesse do clube dos Açores e ainda recentemente, durante a realização do torneio Pauleta, as duas direcções voltaram a discutir o empréstimo de Paulo Grilo.
O internacional sub-20 pretendia, esta época, afirmar-se como uma solução credível do meio-campo da Académica, mas a decisão de o emprestar ao Santa Clara interrompe esse sonho.
A contratação de Paulo Grilo, por uma época, deve ser anunciada nas próximas horas pelo Santa Clara.
Paulo Grilo chega por empréstimo
Jovem médio vem para o Santa Clara cedido pela Académica. Internacional pelas selecções jovens de Portugal reforça o nosso meio-campo.
Paulo Grilo, médio de 19 anos, é o mais recente reforço do Santa Clara Açores, Futebol SAD, tendo em vista a temporada desportiva 2011/12. O atleta assinou contrato profissional válido por uma época, cedido a título de empréstimo pela Académica.
Natural da Figueira da Foz, Paulo Grilo é um jovem médio com 1,80 metros e 72 quilos formado na Académica e que conta com presenças nas selecções de sub-15, sub-17 e sub-19 de Portugal. Pode fazer as posições seis e oito no meio-campo mas também já foi utilizado a defesa-esquerdo. A polivalência é, portanto, uma das suas qualidades.
O jogador apresenta-se ao trabalho no início da próxima semana, viajando para Ponta Delgada com a comitiva encarnada depois da partida com o Sporting da Covilhã, referente à primeira jornada da Bwin Cup.

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Liga Europa: Nacional vence em casa - Guimarães empata na Dinamarca

CD Nacional, 3 - Hacken da Suécia, 0
Nacional da Madeira com um pé no "playoff"
O Nacional venceu hoje, por 3-0, os suecos do BK Hacken no Estádio Madeira, no Funchal, e ficou a um pequeno passo de se qualificar para o “playoff” da Liga Europa em futebol.
No encontro da primeira mão da terceira pré eliminatória da competição, os “alvi negros” revelaram clara superioridade sobre o opositor nórdico, graças a dois golos de Mateus (18 e 45) e outro de Luís Alberto (13), conseguindo uma margem folgada que lhes permite encarar o segundo jogo, a 04 de agosto, na Suécia, com tranquilidade.
Apesar de ser uma equipa bem dotada fisicamente, o BK Hacken, revelou inexperiência, ingenuidade e alguma lentidão nos processos de jogo, facilitando a vida aos madeirenses.
Ainda assim, foram os suecos quem deram o primeiro sinal de perigo no Estádio da Madeira, aos 05 minutos, quando Chibuika cruzou na direita e Forsel, na passada, rematou forte mas ao lado.
O Nacional “pegou” no jogo e aos 13 minutos adiantou-se no marcador: na cobrança de um canto, Mário Rondon falhou o cabeceamento, a bola sobrou para Danielson e o brasileiro assistiu Luís Alberto que não teve dificuldades em bater Kallkvist.
Galvanizados com o golo, os madeirenses lançaram-se no ataque e, aos 18 minutos, um defesa sueco perdeu a bola em zona proibida e Mateus ganhou espaço pela direita, batendo o desamparado Kallkvist pela segunda vez.
Com o Nacional sempre no comando do jogo, o BK Hacken passou por muitas dificuldades, mas, aos 26 minutos, Makondele conseguiu perturbar a tranquilidade defensiva dos madeirenses, aparecendo na área a rematar para a defesa atenta de Elisson.
Contudo, antes do intervalo, a equipa da Choupana chegou aos 3-0: Mihelic isolou Mateus e este, isolado, não sentiu dificuldades para bater o guarda-redes sueco.
A segunda parte iniciou-se tal como acabou a primeira, com o Nacional a assumir o controlo, reproduzindo o ascendente em lances junto da baliza contrária.
Apesar de estar a vencer por três golos de diferença, o Nacional não abrandou o ritmo com que jogou durante toda a primeira parte, facto que dificultou ainda mais a tarefa do adversário.
Aos 48 minutos, o estreante Mário Rondon quase marcava, mas o remate levou a direção do poste. No lance seguinte, mas na outra baliza, Bjurstrom rematou bem perto do poste, dando a sensação de a sua equipa ter despertado da letargia.
Foi sol de pouca dura, uma vez que a equipa madeirense voltou ao ataque e importunou por diversas vezes a baliza dos nórdicos.
Aos 78 minutos, o Nacional podia ter voltado a marcar, num live cobrado por Rene Mihelic, mas Osberg, sobre a linha da baliza evitou o pior para a sua equipa, e, aos 85, um remate de Mário Rondon, quase atingia o alvo, mas a bola saiu ao lado.
Equipa minhota não conseguiu marcar golos no reduto do Midtjylland.
MIDTJYLLAND, 0 - V. GUIMARÃES,0
Vitória de Guimarães empata sem golos
O Vitória de Guimarães adiou hoje para a próxima quinta-feira a decisão da terceira pré-eliminatória da Liga Europa de futebol, depois do 0-0 no terreno dos dinamarqueses do Midtjylland, em jogo com poucas ocasiões de golo.
As duas equipas, que regressaram às competições europeias depois de três anos de ausência, não arriscaram muito e procuraram não sofrer golos que pudessem comprometer o apuramento.
O Midtjylland nem sequer aproveitou a melhor condição e até não mostrou capacidade ofensiva, apesar de os irrequietos nigerianos Hassan e Nworuh, muito solicitados em passes longos, obrigarem a atenção redobrada.
Na estreia em encontros oficiais na temporada, o Vitória de Guimarães criou mais situações junto da baliza da equipa dinamarquesa, mas faltou a acutilância necessária para sair de Herning com um triunfo.
A primeira intenção pertenceu mesmo aos vimaranenses, logo aos 3 minutos, com o marroquino Abdelghani a rematar de longe distância e a testar a atenção do guarda-redes Kasper Jensen.
Sem acelerar muito os processos, o Vitória de Guimarães voltou a acercar-se da baliza dos dinamarqueses aos 8, mas o desvio de cabeça do maliano N'Diaye levou a bola a viajar sobre a barra.
Os vimaranenses nunca perderam a concentração defensiva e as poucas iniciativas do Midtjylland foram facilmente resolvidas.
A única oportunidade do Midtylland ocorreu aos 18, na sequência de um lançamento lateral. Bak desviou de cabeça e Hassan por pouco não conseguiu dar outro seguimento à bola.
Sólido, o conjunto de Manuel Machado procurou sempre o ataque organizado e foi notória a preocupação em evitar que os defesas e os médios dinamarqueses ensaiassem passes longos para aproveitar a velocidade dos nigerianos Hassan e Nworuh.
A equipa portuguesa nunca perdeu o controlo do jogo e desfrutou de uma falha defensiva aos 37, mas o brasileiro Toscano não conseguiu chegar a tempo do guarda-redes dinamarquês sair da área e afastar a bola.
No segundo tempo, o Vitória de Guimarães continuou a revelar cautelas em estender-se no relvado, mesmo depois de o técnico Manuel Machado ter lançado Edgar na frente de ataque.
Aos 80 minutos, Toscano ganhou espaço e rematou rasteiro e cruzado, com a bola a viajar perto do poste direito da baliza de Kasper Jensen.
Manuel Machado ainda esgotou as substituições com a entrada do avançado brasileiro Maranhão, mas o cariz do jogo não sofreu alteração até final e a decisão da pré-eliminatória será no estádio D. Afonso Henriques.
Os encontros das duas mãos do "playoff" de acesso à Liga Europa realizam-se a 18 e 25 de agosto.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Crise mundial: Presidente da Venezuela culpa "capitalismo voraz"

Chávez culpa «capitalismo voraz» pela queda de Governo em Portugal
O presidente Hugo Chávez responsabilizou esta quarta-feira o «capitalismo voraz» pela crise alimentar na África e recomendou aos venezuelanos que olhem para a Europa, onde aquele tipo de economia derrubou o anterior Governo português,
«A Europa está altamente endividada, não pode pagar a sua dívida e agora precisa de auxílio internacional. Em Portugal até caiu o Governo. A Europa treme», disse o presidente venezuelano.
«A Inglaterra, a mesma Alemanha, com todo o poder económico e a potência que tem sido durante séculos», acrescentou, sublinhando ainda que também a Itália tem uma «crise espantosa» provocada pelo sistema capitalista.

Liga dos Campeões: Benfica conquista vitória sofrida, mas merecida

Benfica, 2 - Trabzonspor, 0
Golos de classe dão a vitória ao Benfica
Gaitan e Nolito foram os homens da noite. O Benfica vai à Turquia com dois golos de vantagem.
O Benfica venceu, esta quarta-feira, o Trabzonspor por 2-0, em jogo da primeira-mão da pré-eliminatória da Liga dos Campeões, com golos de Nolito e Gaitán.
O nome é complicado e o Benfica também não facilitou. Jorge Jesus alertou para o facto de o Trabzonspor ter ficado com os mesmos pontos do campeão Fenerbahçe e os jogadores encarnados embora afoitos, parecem ter levado em conta as palavras do técnico. Ainda assim, pertenceu ao Benfica o domínio territorial do jogo, com os turcos a espreitarem o contra-ataque.
De quarta-feira passada para esta noite, os encarnados parecem ter ganho vida. Na frente, apenas Enzo Pérez - que deu lugar a Nolito na segunda parte, meio lesionado - teve o ‘privilégio’ de acompanhar os residentes Aimar, Saviola, Cardozo e Gaitan.
Atrás, Jesus já tinha dito, haveria sangue novo: Garay, Emerson e Artur. E o regressado Ruben Amorim, a render o ‘viajante’ Maxi Pereira, chegado hoje a Lisboa, mas que no segundo tempo entrou, debaixo de uma enorme ovação dos 37 341 espectadores.
Na primeira parte, o Benfica foi de facto quem comandou o jogo. Aos três minutos, Gaitan podia ter inaugurado o marcador com um golo de antologia. A cerca de 30 metros da baliza, o argentino tentou o chapéu, que acabou nas malhas superiores da baliza de Tolga. Não foi ao inicio, foi a dois minutos do fim.
No entanto, o Trabzonspor viu por duas vezes a bola entrar na baliza de Artur, porém foram anulados os lances por fora de jogo.
Sem mais momentos de perigo, o jogo entrou na segunda metade, com a equipa turca a mostrar-se mais afoita e a tentar segurar o jogo. Perigo, de ambas as partes, não houve até aos 58 minutos.
Jogada individual de Gaitan, a trocar as voltas à defesa turca. O camisola 20 abriu para a entrada de Nolito, que já não chegou a tempo, a bola sobrou para Aimar que tinha tudo para fazer o golo, mas acabou por rematar por cima, à entrada da área.
Volvidos oito minutos, Saviola rematou ao poste. Mas o tento encarnado não tardaria e embora seja notório que El Mago – que fez jus ao apelido - já não tem as pernas de outros tempos para a corrida, o mesmo não se pode dizer dos passes. E este, em arco e a passar por cima da defesa, foi direito aos pés de Nolito, que só teve de encostar.
Aos 79’, atrapalhação na defesa encarnada e um ressalto, a assustar Artur.
Se o golo de Nolito já tinha sido de grande qualidade, o de Gaitan, como se disse no inicio, foi de antologia. Aos 88’, rematou em arco e encaixou na gaveta. Desta vez não falhou.
O Benfica joga na Turquia no próximo dia 3 de Agosto a segunda-mão da pré-eliminatória, mais perto do play-off da Liga dos Campeões.
Confira os resultados da terceira pré-eliminatória
O Benfica venceu o Trabzonspor por 2-0 e os portugueses Tonel (Dínamo Zagreb) e Jesualdo Ferreira (Panathinaikos) também têm motivos para sorrir nesta noite europeia. Confira os resultados completos dos encontros da primeira mão da terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões.
Hoje:
HJK Helsínquia (FIN)-Dín. Zagreb (CRO), 1-2
FC Copenhaga (DIN)-Shamrock (IRL), 1-0
Odense (DIN)-Panathinaikos (GRE), 1-1
Maccabi Haifa (ISR)-Maribor (ESL), 2-1
Standard Liège (BEL)-FC Zurique (SUI), 1-1
Rosenborg (NOR)-Plzen (RCH), 0-1
BENFICA (POR)-Trabzonspor (TUR), 2-0
Ontem:
Zestafoni (GEO)-Sturm Graz (AUS), 1-1
Ekranas (LIT)-BATE Borisov (BIE), 0-0
APOEL (CHI)-Slovan Bratislava (SVK), 0-0
Litex Lovech (BUL)-Wisla Cracóvia (POL), 1-2
Dín. Kiev (UCR)-Rubin Kazan (RUS), 0-2
Rangers (ESC)-Malmoe (SUE), 0-1
Genk (BEL)-Partizan (SER), 2-1
Twente (HOL)-Vaslui (ROM), 2-0

terça-feira, 26 de julho de 2011

Mississauga: Festa do Santíssimo Salvador do Mundo

Paróquia do Santíssimo Salvador do Mundo em Mississauga
Festa em honra do Santíssimo Salvador do Mundo celebra 32 anos
A paróquia do Santíssimo Salvador do Mundo situada na Melton Drive em Mississauga, esteve em festa no passado fim-de-semana ao assinalar os 32 anos de celebrações em honra do padroeiro com o mesmo nome.
Esta festa veio para o Canadá trazida por imigrantes açorianos, com origens na ilha de São Miguel, onde se realiza esta grandiosa romaria religiosa em honra do São Salvador do Mundo, precisamente na freguesia da Ribeirinha no conselho da Ribeira Grande, a norte da ilha do Arcanjo.

Este ano a igreja do S. Salvador do Mundo completou o XXXII Aniversário das festividades que foram integradas por luso-canadianos até aos nossos dias. 
As celebrações iniciaram-se na sexta-feira dia 22, com uma missa solene. Depois foi o jantar festivo no salão paroquial da Igreja do Cristo Rei.
No sábado, dia 23, houve nova missa solene com pregação pelo Pe. António Teixeira pároco da igreja de Sta. Cruz em Toronto. 
No parque pela noite dentro, deu-se a abertura da festa profana com arraial e actuação do artista David de Melo, com o som a cargo do TNT Produtions de Tony Silva.
O recinto tinha muitas diversões, bazar e barracas de comes e bebes.
No domingo, dia 24, foi o dia maior. A missa voltou a ter homília pelo Pe. António Teixeira que foi o convidado para estas celebrações.
Após as cerimónias religiosas, saíu a procissão em honra do Santíssimo Salvador Mundo, pelas 15h00, a qual  precorreu algumas ruas no giro habitual.
A novidade este ano foram os andores de Nossa Sra. Fátima com o padroeiro, que foram transportados em rodas em vez de serem carregados aos ombros por homens e mulheres, tendo sido levados para o parque onde premaneceram até ao fecho das celebrações.
No decorrer da tarde de um lindo dia radiante de sol, com uma temperatura agradável, decorreu o entertenimento que foi anunciado por Jaime Pereira, o qual contou com quatro Ranchos folclóricos que animaram os lusos-canadianos, com a sua música e tradições de várias regiões do nosso país de origem: Rancho Folclórico da Casa da Madeira, Rancho Folclórico Académico de Viseu, Grupo Folclórico de Brampton e Rancho Folclórico da Nazaré, o mais antigo da comunidade luso-canadiana.
O artista foi o Steve Vieira que cantou vários temas. Também actuaram um grupo de jovens da comunidade filipina que cantaram e dançaram para o povo presente.
Ao longo da tarde não faltaram as bifanas e as famosas malassadas e pequenas arrematações. como batatas e coelhos ofertas de paroquianos. Depois dos artistas foi a vez da Banda Filarmónica Lira Portuguesa de Brampton fazer o seu concerto ao leme do veterano mestre António Moreira.
Na despedida da imagem, o paróco local Carlos T. Macatangga, deu uma benção ao povo com a Relíquia de Santo António que foi emprestada pelo Rev. Jimmy Zammit pastor da paróquia da Imaculada Conceição de Toronto,  e que foi levada também na procissão.
No final houve uma pequeno cortejo de regresso à igreja com as imagens da N. Sra. Fátima e do Santíssimo Salvador do Mundo acompanhado pelo povo e a Banda Lira de Brampton que entou o hino do padroeiro a fechar os festejos.
Por: João G. Silva

Festa do Divino E. Santo - Império das Crianças em Cambridge

No Oriental Sports Club Inc.
Festa do Divino Espírito Santo do Império das Crianças de Cambridge
O clube luso-canadiano, Oriental Sports Club Inc., localizado na Shellard Rd. em Cambridge, realizou a festa anual em honra do Divino Espírito Santo do Império das Crianças, entre 12 e 17 e Julho.
Esta festa foi criada em 1980. Este ano, começou com apresentação do gado, no dia 12 no recinto do Oriental.
No sábado, dia 16 de julho, foi a vez do pézinho e do Bodo de Leite, do leilão dos bezerros, das cantigas ao desafio com os cantores, Ramiro Nunes e Maria Homen (ambos do Canadá),  Eduardo Papoila e José Carlos Moniz dos EUA, que foram acompanhados pelos tocadores, João Carlos Silva e Paulo Avelar. Realizou-se também um baile com música do DJ ''Music Nation'' e actuou do cantor Luís Almeida. No final da noite foram servidas sopas do Divino Espírito Santo a todas as pessoas presentes.
No domingo, dia 17, logo pela manhã, os irmãos receberam as sopas para levarem para casa das pessoas idosas e doentes.
O cortejo em direção à igreja de Nossa Sra. Fátima onde decorreram as cerimónias religiosas saíu da Bierdale Plaza. Seguiu-se a missa solene e foi coroado o jovem (mordomo), Noah Pacheco de cinco anos de idade, neto do mordomo António Cardoso, que estava acompanhado pelos pais Nancy e Emanuel Pacheco.
Uma hora mais tarde, debaixo de um calor abrazador, foi formado novo cortejo no Cambridge Garden Centre, no Morrison Road, o qual rumou  à Capela do Divino Espírito Santo.
Aconteceu uma curiosidade, quando se deu a largada dos três pombinhos, dois seguiram seu caminho, enquanto outro voltou à Capela, onde se encontrava o altar do DES e premaneceu lá dentro.
Já no salão foram servidas as tradicionais sopas do Divino. As crianças tiveram direito a hambúrgers e hotdogs, podendo ainda usufruir de diversos devertimentos no campo de futebol.
No recinto ao ar livre, durante a tarde houve um concerto pela filarmónica Lira Bom Jesus de Oakville, e actuou da cantora Emily, vinda da Califórnia, EUA. 
A actuação desta artista no recinto do Oriental foi patrocionada por Élio Leal, da Ganadaria Sol e Toiros, que foi o responsavél pela sua vinda até ao Canadá - no dia anterior tinha cantado na praça de touros Victor Mendes. De seguida, foi a vez do grupo folclórico do Clube Português de Kitchener apresentar os seus bailinhos. O rancho estava com menos elementos do que é habitual, em virtude das férias de Verão que alguns desfrutam nesta altura do ano.
Não faltaram os leilões e a música para dançar do DJ ''Music Nation''.
No final, Noah Pacheco passou o testemunho para os novos mordomos para 2012.
- João G. Silva.

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Campeões apresentam-se aos sócios com vitória

FC PORTO, 3 - PENÃROL, 0
«Dragões» vencem Penãrol
O FC Porto venceu hoje o Peñarol, por 3-0, no Estádio do Dragão, em jogo de apresentação oficial da equipa portista aos seus sócios para a temporada 2011/12.
Os golos portistas foram marcados pelos avançados brasileiros Kléber, Hulk (de grande penalidade) e Walter, naquele que foi o penúltimo ensaio dos "dragões", a 15 dias do primeiro jogo oficial: a Supertaça Cândido de Oliveira, em Aveiro, a 6 de agosto, frente ao Vitória de Guimarães.
Foi a quinta vitória em seis jogos efetuados na pré-temporada pelos campeões nacionais, tendo a equipa de Vítor Pereira cedido apenas um empate (0-0) frente aos alemães Borússia Mochengladbach.
O primeiro golo teve origem num potente remate de Hulk, que Soza não segurou, sobrando a bola para Kléber, que empurrou para o fundo da baliza. O avançado brasileiro, que na época passada representou o Marítimo, fez o seu sétimo golo na pré-época e foi um dos jogadores mais interventivos, pertencendo-lhe dois potentes remates à baliza dos uruguaios.
 A velocidade que o FC Porto colocou nos primeiros 10 minutos desapareceu após o golo, entrando o jogo numa fase algo "morna".
Os processos adquiridos na época passada foram mais do que suficientes para impedir veleidades aos uruguaios, destacando-se Souza, a recuperar muitas bolas, e o acerto defensivo portista. Hulk, Varela, Moutinho e Rúben Micael também carregaram com perigo sobre a grande área do Pearol e, a espaços, os "dragões" impuseram qualidade no jogo, mesmo sem habituais titulares como Falcao, Guarín, Álvaro Pereira
ou James Rodriguez.
Nos primeiros minutos do segundo tempo, Kléber esteve uma vez mais próximo do golo: primeiro rematando ao poste, após cruzamento de Varela, e um minuto depois ao perder a força no momento de finalização, após ter tirado o guardião do caminho.
Aos 65 minutos, Vítor Pereira considerou feito o ensaio da equipa "base" e fez entrar cinco elementos frescos (Bracali, Otamendi, Castro, Belushi e Djalma).
Aos 72 minutos, Hulk obrigou Perez a cometer falta dentro da área de maior rigor e, na sequência do penálti, fez o 2-0.
Até final, as muitas mexidas na estrutura da equipa quebraram a coerência do jogo portista, mas o público da casa perdoou as muitas oportunidades perdidas.
Ainda houve tempo para assistir a uma brilhante jogada do reforço Kelvin na esquerda do ataque, que cruzou para um belo golo de Walter, com um remate à meia volta para a baliza adversária, aos 87 minutos.
O Peñarol foi o adversário que o FC Porto venceu na sua primeira final da Taça Intercontinental (2-1), em 1987, em Tóquio.
Jogo no Estádio do Dragão, no Porto.
Árbitro: Jorge Sousa (Porto).
Equipas:
- FC Porto: Helton, Sapunaru, Rolando, Maicon, Fucile, Souza, João Moutinho, Rúben Micael, Varela, Hulk e Kléber.
(Jogaram ainda: Bracali, Otamendi, David, Sereno, Addy, Castro, Belushi,
Djalma, Walter, Kelvin e Christian)
- Peñarol: Sosa, González, Freitas, Rodriguez, López, Valdez, Corujo, Torres, Zalayeta, Albín e Palácios.
(Jogaram ainda: Pastorini, Perez, MacEachen, Amodio, Siles, Silva).  
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Sosa (25), Rúbem Micael (61).
FC Porto - Peñarol, 3-0.
Ao intervalo: 1-0
1-0 Kléber, 10 minutos
2-0 Hulk, 72 (g.p.)
3-0 Walter, 87
Assistência: 40.359 espetadores.

domingo, 24 de julho de 2011

II Troféu Pauleta: Santa Clara conquistou o torneio

SANTA CLARA, 3 - V. GUIMARAES, 0
Santa Clara goleia Guimarães e conquista Troféu Pauleta
Sérvio Dincic faz hat-trick e açorianos vergam Vitória de Manuel Machado (3-0).
Equipa de Bruno Moura deu seguimento às boas indicações deixadas no encontro com a Académica e constrói vitória alicerçada nas exibições de Minhoca e do ponta-de-lança Dincic.
Uma entrada fortíssima dos açorianos, a trocar bem a bola no miolo e com Dincic, Pipo e Moreira endiabrados na frente. Aos 13', na sequência de um canto, a bola sobra para Pipo que remata à entrada da área. A bola sobra para o sérvio Dincic que domina e faz o primeiro da noite.
13 minutos depois, novo golo, novamente por Dincic: Lourenço bate um livre e o avançado faz valer os seus 1,96cm de altura.
Depois do intervalo, o Vitória surgiu melhor, mas coube ao Santa Clara voltar a marcar, pela terceira vez por intermédio de Dincic: o micaelense Minhoca desmarca magistralmente Moreira que cruza da esquerda para o segundo poste, onde surge o sérvio a finalizar.
No final do encontro, Pedro Pauleta entregou o troféu ao capitão Pacheco. O jogo ficou ainda marcado por algumas escaramuças entre jogadores de ambas as equipas.
Fonte: AO
QUADRO COMPLETO DE RESULTADOS:
22 Julho - Santa Clara, 2 - Académica, 0
23 Julho - V. Guimarães, 1 - Académica, 1
24 Julho - Santa Clara, 3 - V. Guimarães, 0
CLASSIFICACAO FINAL:
L   EQUIPAS             J   V  E  D  GM-S   P
1º Santa Clara .......   2  2  0  0     5 - 0    6
2º Académica ........   2  0  1  1     1 - 3    1
3º V. Guimarães ....   2  0  1  1     1 - 4    1
Vencedor: CD Santa Clara. 

Ciclismo - Tour de France: Cadel Evans foi o vencedor

O australiano Cadel Evans venceu da 98.ª edição do Tour.
Cadel Evans vence a 98.ª edição da Volta
O britânico Mark Cavendish venceu a 21.ª e última etapa da Volta a França, com o tempo de 2h27:02, à média de 38,8 km/k.
Depois do dia de ontem ter consagrado Cadel Evans como vencedor virtual, a tirada de hoje confirmou a vitória do australiano na prova velocipédica francesa.
No pódio ficam ainda os irmãos luxemburgueses Andy Schleck (LEO) e Frank Schleck (LEO).
A vitória de Mark Cavendish (GBR/THR) na etapa de hoje permite-lhe conquistar a camisola verde (Pontos) o único «troféu» que ainda estava em disputa.
A edição deste ano do Tour ficou marcada pela vitória do português Rui Costa (MOV) na 8.ª tirada que ligou Aigurande a Super Besse Sancy, na distância de 189 km.
Sérgio Paulinho (RSH) terminou a prova na 81.ª posição com o tempo de 2h24:29. Já Rui Costa, que hoje recuperou um lugar, foi 90.º com 2h31:34.
Classificaçãoes finais:
Geral: Cadel Evans (AUS/BMC)
Montanha: Samuel Sanchez (ESP/EUS)
Pontos: Mark Cavendish (GBR/HTC)
Juventude: Pierre Rolland (FRA/EUR)
Equipas: Garmin (EUA)
Combatividade: Jérémy Roy (FRA/FDJ)
Classificação da etapa:
1.º Mark Cavendish (GBR/HTC 2h27:02, à média 38,8 km/h
2.º Edvald Boasson Hagen (NOR/SKY) m.t.
3.º André Greipel (ALE/OLO) m.t.
4.º Tyler Farrar (EUA/GRM) m.t.
5.º Fabian Cancellara (SUI/LEO) m.t.
6.º Daniel Oss (ITA/LIQ) m.t.
7.º Borut Bozic (SLO/VAC) m.t.
8.º Tomas Vaitkus (LTU/AST) m.t.
9.º Gerald Ciolek (ALE/QST) m.t.
10.º Jimmy Engoulvent (FRA/SAU) m.t.
Classificação geral:
1.º Cadel Evans (AUS/BMC) 86h12:22
2.º Andy Schleck (LUX/LEO) a 1:34 min
3.º Frank Schleck (LUX/LEO) 2:30 min
4.º Thomas Voeckler (FRA/EUC) 3:20 min
5.º Alberto Contador (ESP/SAX 3:57 min
6.º Samuel Sanchez (ESP/EUS) 4:55 min
7.º Damiano Cunego (ITA/LAM) 6:05 min
8.º Ivan Basso (ITA/LIQ) 7:23 min
9.º Tom Danielson (EUA/GRM) 8:15 min
10.º Jean-Christophe Peraud (FRA/ALM) 10:11 min
(...)
81. Sergio Paulinho (POR/RSH) 2h24:29
90. Rui Costa (POR/MOV) 2h31:34
Aqui ficam todas as etapas da 98.ª Volta a França:
1.ª Passage de Gois-Mont des Alouettes 191,5
Vencedor: Philippe Gilbert (Omega)
2.ª Les Essarts-Les Essarts (CRE) 23,0
Vencedor: Equipa Garmin
3.ª Ollonne sur Mer-Redon 198,0
Vencedor: Tyler Farrar(Garmin)
4.ª Lorient-Mur de Bretagne 172,5
Vencedor: Cadel Evans (BMC)
6 Jul. 5.ª Carhaix-Cap Fréhel 164,5
Vencedor: Mark Cavendish (HTC)
7 Jul. 6.ª Dinan-Lisieux 226,5
Vencedor: Edvald Boasson Hagen (SKY)
8 Jul. 7.ª Le Mans-Châteauroux 218,0
Vencedor: Mark Cavendish (HTC)
9 Jul. 8.ª Aigurande-Super Besse Sancy 189,0
Vencedor: Rui Costa (MOV)
10 Jul. 9.ª Issoire-Saint Flour 208,0
Vencedor: Luis Leon Sanchez (RAB)
11 Jul. Descanso
12 Jul. 10.ª Aurillac-Carmaux 158,0
Vencedor: André Greipel (OLO)
13 Jul. 11.ª Blaye les Mines-Lavaur 167,5
Vencedor: Mark Cavendish (HTC)
14 Jul. 12.ª Cugnaux-Luz Ardiden 211,0
Vencedor: Samuel Sanchez (Euskaltel)
15 Jul. 13.ª Pau-Lourdes 152,5
Vencedor: Thor Hushovd, (GRM)
16 Jul. 14.ª Saint Gaudens-Plateau de Beille 168,5
Vencedor: Jelle Vanendert (OLO)17 Jul.
15.ª Limoux-Montpellier 192,5
Vencedor: Mark Cavendish, (HTC)
18 Jul. Descanso
19 Jul. 16.ª Saint Paul Trois Châteaux-Gap 162,5
Vencedor: Thor Hushovd, (NOR/GRM)
20 Jul. 17.ª Gap-Pinerolo (Ita) 179,0
Vencedor: Andy Schleck (LUX/LEO)
21 Jul. 18.ª Pinerolo (Ita)-Galibier 200,5
Vencedor: Andy Schleck (LUX/LEO)
22 Jul. 19.ª Modane-Alpe d'Huez 109,5
Vencedor: Pierre Rolland (FRA/EUC)
23 Jul. 20.ª Grenoble-Grenoble (CRI) 42,5
Tony Martin (ALE/THR)
24 Jul. 21.ª Créteil-Paris 95,0
Mark Cavendish (GBR/THR)
TOTAL 3430,0 KM

Canadá: Sporting CP vence Juventus de Itália em Toronto

SPORTING CP, 2 - JUVENTUS, 1
Leões invictos batem Juventus
Yannick Djaló 'mostrou-se' à concorrência, apontando os dois golos do triunfo sobre a 'Vecchia Signora' (2-1), no Canadá.
O Sporting venceu esta madrugada a Juventus, por 2-1, num jogo particular realizado no Estádio BMO Field em Toronto, no Canadá, e deu mais uma demonstração de força e coesão nesta pré-temporada.
Os leões de Domingos Paciência seguem invictos ao fim de cinco encontros e já 'mostram as garras' em jogos de maior exigência, como o desta madrugada perante a Vecchia Signora. Em grande destaque esteve Yannick Djaló, autor dos dois golos do Sporting.
A formação italiana, este ano comandada por Antonio Conte, até entrou melhor no jogo, mas os leões conseguiram resistir bem a esse assédio e responderam com o primeiro golo de Yannick. O avançado aproveitou um canto bem marcado por Schaars e que contou com um primeiro desvio de Onyewu para inaugurar o marcador aos 13 minutos.
O golo leonino deu maior confiança à equipa, que assumiu o controlo do jogo e não tardou a chegar ao 2-0, com um 'tiro' de Yannick de fora da área, na sequência de uma boa jogada individual, onde deixara dois adversários pelo caminho.
Após o intervalo, o Sporting continuou a ditar a sua lei no estádio BMO Field e só nos derradeiros vinte minutos concedeu maior espaço à Juventus, que reagiu e ainda reduziu para 2-1, por intermédio do veterano Del Piero, após um chapéu de classe a Marcelo Boeck.
O Sporting voltou a deixar boas indicações e mantém a invencibilidade na pré-temporada, prometendo muito para o campeonato que se avizinha.

II Torneio Pauleta: Vit. Guimarães e Académica empatam

V. GUIMARÃES, 1 - ACADÉMICA, 1
Os vimaranenses entraram melhor no encontro e dominaram os primeiros minutos.
Vitória de Guimarães e Académica de Coimbra empataram este sábado a um golo na segunda jornada do Torneio Pauleta, organizado pelo Santa Clara e realizado nos Açores.
As equipas da Académica e do Vitória de Guimarães, ambas da Liga de futebol, empataram hoje a um golo no segundo jogo do troféu Pauleta, disputado no estádio de São Miguel, em Ponta Delgada.
Na prova que serve de preparação para a temporada 2011-12, os vimaranenses entraram melhor no encontro e dominaram os primeiros vinte minutos mas apesar da superioridade territorial não lograram levar perigo à baliza de Peiser que foi um mero espectador.
Mesmo sentindo dificuldades em lançar-se para o ataque, porque os passes nem sempre saíam nas melhores condições, a Académica colocou-se em vantagem aos 30 minutos, através de um cabeceamento de João Real após canto de Diogo Valente.
O Vitória de Guimarães não reagiu à desvantagem e poderia ter sido mesmo a Académica a elevar a contagem, em cima do intervalo, quando Fábio Luís rematou de primeira à entrada da área, obrigando Nilson a defender para canto.
Depois do intervalo, a chuva ajudou a que o jogo ganhasse velocidade. Perante esta condicionante, o Vitória de Guimarães adaptou-se melhor, com Eladoua a preferir simular uma penalidade quando tinha tudo para marcar, aos 49, mas redimindo-se, sete minutos depois, empatando o encontro, empatou após cruzamento de Faouzi.
A equipa de Manuel Machado continuou por cima perante uma Académica que voltou a evidenciar, à semelhança do verificado diante do Santa Clara, dificuldades físicas que se foram acentuando com o desenrolar do jogo, e, aos 72 minutos, Barriendos poderia ter feito o segundo dos vimaranenses mas, sozinho na área, rematou ao lado.
Com a formação minhota balanceada no ataque, à procura do golo da vitória, a Académica explorou o contra-ataque e em dois lances poderia ter chegado ao golo mas nem Rui Miguel (82), nem Sissoko (84) efectuaram o melhor remate quando estavam em boa posição no interior da área.
Com esta igualdade, os açorianos lideram ainda a classificação, com três pontos, fruto da vitória de sexta-feira sobre a Briosa. Vimaranenses e estudantes somam um ponto cada.
Hoje domingo, último dia da prova, está agendado um Santa Clara - Vitória de Guimarães.
Quadro completo:
22 Julho - Santa Clara, 2 - Académica, 0
23 Julho - V. Guimarães, 1 - Académica, 1
24 Julho - Santa Clara - V. Guimarães
Classificação:
1º Santa Clara ....... 3 pontos
2º Académica ........ 1
3º V. Guimarães .... 1

sexta-feira, 22 de julho de 2011

II Torneio Pauleta: Santa Clara vence Académica


SANTA CLARA, 2 - ACADÉMICA, 0
 A vencer, a equipa da casa ganhou confiança e continuou a mandar no jogo perante uma Académica sem capacidade de resposta.
Santa Clara e Académica de Coimbra deram o pontapé de saída do Torneio Pauleta 2011 na noite desta sexta-feira e foram os açoreanos a levar a melhor, vencendo por 2-0.
A equipa da Liga Orangina,comandada por Bruno Moura, conseguiu superiorizar-se à do campeonato principal e estragou a estreia de Pedro Emanuel na prova de homenagem ao ponta-de-lança e internacional português Pauleta.
Os primeiros 45 minutos tiveram pouco para contar. A Académica, de quem se esperava mais por estar a preparar-se para competir num escalão superior, realizou um futebol apático, sem velocidade e sem causar perigo junto da baliza do Santa Clara.
 Por sua vez, a formação de Ponta Delgada não sentia dificuldades em defender e tentava lançar o contra-ataque, mas aqui também pecava por lhe faltar velocidade lateral.
A exceção aconteceu, ao minuto 37, quando Guilherme cruzou para Moreira cabecear de rompante, valendo a defesa de Ricardo junto ao poste esquerdo a evitar o golo.
A Académica ainda tentou responder, mas o melhor que conseguiu foi um remate prensado de Sissoko que saiu ao lado e o mesmo jogador, de livre direto, obrigou Brice a defesa atenta para canto.
No segundo tempo a Académica evidenciou falta de frescura física, o que permitiu ao Santa Clara criar as jogadas dos golos com base na velocidade dos seus avançados.
Aos 50 minutos, Platini ganhou posição a João Real e foi derrubado em falta pelo guarda-redes Ricardo, penalidade que Lourenço converteu no 1-0. Quatro minutos depois, um passe longo de Nelson permitiu a Pacheco ultrapassar os centrais adversários e fazer um golo fácil.
A vencer, a equipa da casa ganhou confiança e continuou a mandar no jogo perante uma Académica sem capacidade de resposta.
Os donos da casa entram assim directos para a liderança do torneio e assistem com três pontos ao Vit. Guimarães x Académica deste sábado.
Simultaneamente, em Coimbra, decorreu também a Assembleia Geral do clube para votação do orçamento 2011/2012. A maioria dos cinquenta sócios votou a favor e o orçamento geral de cinco milhões de euros foi aprovado. O futebol tem direito à maior parte da fatia, ficando com cerca de três milhões, tratando-se, ainda assim, do valor mais baixo de sempre para a principal modalidade da Briosa, desde que os estudantes estão na primeira liga.
Quadro completo:
22 Julho - Santa Clara, 2 - Académica, 0
23 Julho - V. Guimarães - Académica
24 Julho - Santa Clara - V. Guimarães
Classificação:

1º Santa Clara........ 3 pontos
2º Académica ....... 0
3º V. Guimarães ... 0

Noruega: Atentado de bomba terrorista em Oslo

Sete mortos e dois feridos graves em explosão de bomba em Oslo
Uma explosão no centro de Oslo, perto do gabinete do primeiro-ministro norueguês, fez pelo menos sete mortos, dois feridos graves, 15 feridos e provocou danos em vários edifícios. O rebentamento ocorreu perto de edifícios governamentais e destruiu  o gabinete do primeiro-ministro, Jens Stoltenberg, que não estava no local. A polícia diz que se tratou de uma bomba naquele que parece ser o primeiro atentado terrorista na Noruega.
A explosão estilhaçou os vidros do edifício de 20 andares do executivo de Jens Stoltenberg, bem como alguns ministérios adjacentes, nomeadamente o do Ministério do Petróleo e Energia.
Uma jornalista da rádio pública NRK presente no local referiu que os vidros do edifício da sede do VG (principal tabloide noruguês) e da sede do governo ficaram estilhaçados e que há pessoas feridas na rua.
Segundo a mesma rádio, a explosão parece ter ocorrido perto do Ministério das Finanças, próximo do edifício onde se situa o gabinete do primeiro-ministro e também nas imediações do edifício do referido jornal.
 "Há vidros por todo o lado. É o caos total. As janelas dos edifícios das redondezas foram projetadas", disse a jornalista da NRK, que comparou o ocorrido a "um tremor de terra".
Fonte governamental disse à BBC que há ainda pessoas presas nos edifícios atingidos pela explosão.
"A polícia pode confirmar mortos e feridos após a explosão no quarteirão governamental", indicaram as autoridades em comunicado, tendo admitido que a explosão foi causada "por uma ou mais bombas".
A zona foi isolada e está a ser passada a pente fino em busca de outros explosivos.
"Várias dezenas de pessoas foram hospitalizadas com ferimentos mais ou menos graves", indicou um porta-voz da polícia.
De acordo com a mesma fonte, foi visto no local um carro a grande velocidade pouco antes da explosão, mas ainda não se sabe se a explosão foi provocada por um veículo armadilhado.
É a primeira vez que a Noruega, país membro da NATO e envolvido no Afeganistão e na Líbia, é atingida por um atentado.
"Fortes razões" para crer que os dois ataques estão ligados, diz polícia norueguesa
O suspeito que foi detido no seminário de Verão do Partido Trabalhista está "sem dúvida" associado à bomba no centro da capital norueguesa, afirma a polícia.
"Há fortes razões para acreditar que há uma ligação entre os acontecimentos. Há testemunhas que reforçam esta ideia", declarou o comissário Sveinung Sponheim em conferência de imprensa ao final da tarde de hoje em Oslo.
Com agências
UE e EUA condenam ataques na Noruega
O presidente da União Europeia, Herman Van Rompuy, condenou a cobardia do atentado à bomba que destruiu a sede do governo norueguês em Oslo e manifestou solidariedade ao primeiro-ministro Jens Stoltenberg.
«Condeno (...) os actos de cobardia para os quais não há qualquer justificação», declarou Herman Van Rompuy, afirmando em comunicado estar «profundamente chocado».
Rompuy acrescentou ter «enviado uma mensagem de condolências e de solidariedade da UE ao primeiro-ministro Jens Stoltenberg e ao povo norueguês».
Lusa/AO online

FIFA e International Board anunciaram proprostas

Nove propostas para tecnologia de linha de golo vão ser testadas
A FIFA e o International Board anunciaram ter aceite as propostas de nove empresas europeias para a tecnologia para a linha de golo no futebol, para a primeira fase de testes feitos pelos dois organismos.
O primeiro período experimental, que foi definido no início do ano na 125.ª reunião anual do International Board, no País de Gales, vai decorrer entre Setembro e Dezembro. Cada uma das tecnologias será avaliada em função de vários critérios, sob luz natural e iluminação artificial.
Através de um sistema de eliminação, o período de testes vai medir o reconhecimento da tecnologia nos remates à baliza, exigindo 100 por cento de precisão, assim como verificar a assertividade estática e dinâmica, requerendo 90 por cento de exactidão na primeira fase.
Também vão ser experimentadas as formas de transmissão da informação para a equipa de arbitragem em caso de golo, através de um alarme vibratório e um sinal visual no relógio do árbitro. Esta indicação deve ser recebida onde quer que o árbitro esteja colocado no campo de jogo.
O laboratório federal suíço de material científico e tecnológico (EMPA, na sigla inglesa) vai conduzir os testes independentes à tecnologia de linha de golo. A FIFA e o EMPA vão agora trabalhar em conjunto com as empresas candidatas para definir um calendário para a primeira fase de testes.
Os resultados vão ser apresentados através de um relatório EMPA para a reunião anual do International Board de 2012, marcada para 03 de Março, em Londres. A segunda série de testes decorrerá entre Março e Junho de 2012.
As conclusões das duas avaliações serão então reveladas através de um relatório completo do EMPA durante uma reunião extraordinária do International Board, durante o próximo verão, quando a aplicação da tecnologia da linha de golo ao futebol será finalmente decidida.
Lusa/AO online

II Divisão - Zona Centro: Operário de regresso ao trabalho

Operário de volta ao trabalho com a manutenção no horizonte
Francisco Agatão quer plantel de 18 ou 19 jogadores. Equipa lagoense realizou ontem o primeiro treino da temporada. Apresentação do plantel é no dia 29 de Julho.
Manutenção é a palavra de ordem no reino dos fabris da Lagoa. Francisco Agatão quer atingir a permanência na II Divisão Série Centro o mais rápido possível.
Primeiro treino da temporada 2011/2012 e, para já, tudo a correr bem. Este é o veredicto do treinador do Operário.
“Naturalmente estamos com expectativas elevadas quanto aos jogadores que contratámos. Tivemos em conta as dificuldades que o clube, à semelhança das restantes equipas, atravessa”, sublinhou Agatão. O técnico dos fabris espera por um “plantel curto, reduzido”, o que levou a um maior rigor e critério na compra de jogadores.
Sobre os recém-chegados, Francisco Agatão está confiante que vão corresponder: “Estou em crer que os atletas que vão fazer parte da equipa no próximo ano vão mostrar todo o potencial que lhes reconhecemos”.
Reforços, para já, são nove: o guarda-redes João Peixoto, os defesas Pedro Caipiro (ainda ausente do treino) e Nuno Oliveira e os médios João Botelho, Carlos Mota, Cissé e Hugo Rego e os atacantes Valtinha e Diamantino. Estes juntam-se ao guardião Armando, aos defesas Luís Soares, Jorginho, Kay e Milton, o centrocampista Ruizinho e os avançados Amaral e Evandro.