terça-feira, 28 de junho de 2011

Jovem de São Jorge cria equipamento do Angrense

Angrense com dois novos equipamentos criados por Laura Reis
Os novos equipamentos do Sport Club Angrense têm um cunho da ilha de São Jorge. A sua criadora, Laura Reis, é jorgense e está a estudar moda no Porto.
São dois os novos equipamentos deste clube de Angra do Heroísmo: um oficial, de cor vemelha e branca, e um alternativo, de cores dourada e azul escuro. Foram escolhidos no catálogo da empresa DESPORTREINO, onde a jovem criadora estagiou.
"A minha função nesta empresa foi a de criar. Desenvolvi vários modelos, tendo um dos quais sido selecionado para o catálogo da empresa para o corrente ano e a opção do Sport Clube Angrense para a próxima época desportiva", recorda Laura Reis.
O curso profissional na área de Design de Moda está agora a terminar. A Escola Artística Soares dos Reis foi a sua casa durante três anos e não há nada de que se arrependa. "É um excelente estabelecimento de ensino do qual levo as melhores referências", diz a DI.
Ainda assim, o gosto pelo desenho de moda não é uma descoberta recente.
"Desde pequena que sei do meu interesse por esta área. Desenhava alguns croquis (peças de roupa para senhora) e mostrava sempre aos meus pais, que me diziam que tinha jeito. E foi perante as avaliações e o incentivo que eles me deram que pensei em seguir Design de Moda. Na altura estudava na Escola Básica e Secundária da Calheta, em São Jorge. Após concluir o nono ano entrei para a Escola Artística Soares dos Reis", lembra.
NA ILHA DO DRAGÃO

angrense__equipamentos_lauraLaura Reis não sabe ainda se quer prosseguir estudos na área, mas uma coisa é certa: o futuro passa pelos Açores e, se possível, por São Jorge.
Apesar disso, a jovem de 19 anos diz ter consciência dos constrangimentos de quem quer seguir Moda e viver numa ilha como São Jorge.
"Tenho a noção clara de que será muito difícil trabalhar e ter sucesso nesta área, devido aos constrangimentos de se viver numa ilha tão periférica e tão condicionada como é São Jorge. E mesmo pensando que as novas tecnologias já nos permitem trabalhar à distância, nesta e noutras áreas, a realidade não é tão simples como isso. Para se trabalhar na moda devemos estar no centro da sua atividade. É o mais desejável, claro. Soluções diferentes serão sempre soluções alternativas, muito mais difíceis e para as quais temos de nos preparar", adianta a jorgense.
Mas a vida não é difícil só para os criadores das ilhas. Laura Reis lamenta que os designers/estilistas portugueses só sejam reconhecidos lá fora, apesar do seu talento.

"É uma luta árdua contra uma mentalidade difícil de alterar. Penso que chega a ser ingrato estarmos constantemente a ser bombardeados com moda internacional quando temos ótimos criadores e marcas nacionais com propostas muito interessantes. O mercado e o país têm que apostar na moda nacional. Acredito que, quando o fizerem, não se irão arrepender", assegura.
É com esta perspetiva de vida que Laura Reis vai tentar estabelecer-se na ilha enquanto criadora de equipamentos desportivos. Sempre gostou, aliás, de desporto e foi jogadora de voleibol.
"Gosto muito de desporto, por isso sinto-me confortável a desenhar este tipo de vestuário. Como fui praticante de voleibol e atenta aos outros desportos, foi-me fácil perceber as necessidades de um desportista e, assim, desenvolver equipamentos adequados à prática desportiva", frisa.
Apesar disso, vai continuar o desenho de roupa de estilo clássico/casual, para o qual foi preparada.

Fonte: Diário Insular

Genuíno apresentou o livro ''O mundo que eu vi''

Genuíno Madruga oferece epopeia de um português no Mundo a Cavaco Silva
O velejador açoriano, Genuíno Madruga,  ofereceu a Cavaco Silva o livro "O Mundo que eu vi", um relato das duas voltas de circum-navegação em solitário, numa das quais cruzou o Cabo Horn do Atlântico para o Pacífico.
Segundo a Agência Lusa, a audiência durou pouco mais de um quarto de hora e Genuíno Madruga apresentou o livro como um relato das "epopeias de um português no Mundo" nas viagens de 2000 e 2008, durante as quais estabeleceu contacto com portugueses espalhados nos quatro quadrantes do planeta.

Futebol: FC Madalena vai continuar a competir na 2ª. Divisão

O Clube da ilha do Pico vai tentar fazer o melhor possível
F. C. Madalena com equipa sénior na próxima época
A Assembleia-geral do Futebol Clube da Madalena salientou na noite de sexta-feira o papel do Madalena na formação, no Futsal e no campeonato nacional, bem como o movimento que as equipas trazem para a economia da ilha nomeadamente na restauração, hotelaria e nos transportes.
Tal decisão, levou a câmara municipal e o governo regional a apoiar o clube na próxima época desportiva que militará na segunda divisão.
O clube irá contratar jogadores quer da ilha, quer do exterior. Segundo Nogueira de Castro com três clubes na ilha em campeonatos nacionais é necessário recorrer ao exterior. Questionado sobre o que os adeptos podem esperar do Madalena na próxima época, Nogueira de Castro informou que a qualidade será menor mas vão tentar fazer o melhor possível.
Quanto ao treinador, o presidente anunciou que será em princípio João Pereira que esteve no vitória há dois ou três anos.
A Assembleia-geral do dia 24 foi suspensa, continuando no dia 7 de Julho.
Emanuel Pereira / RP

Liga Orangina: Avançado Garavano é o décimo reforço dos açorianos

Gonzalo Garavano reforça o ataque do Santa Clara
O Santa Clara anunciou a contratação do avançado argentino Gonzalo Garavano, o décimo reforço para a época 2011/2012 da Liga Orangina.
Avançado de 28 anos reforça o ataque do Santa Clara. É natural de Buenos Aires, Argentino, e no vasto percurso contam-se já algumas presenças no futebol português.
Gonzalo Garavano, avançado de 28 anos, é o décimo reforço do Santa Clara Açores, Futebol SAD, tendo em vista a temporada desportiva 2011/12. O atleta assinou contrato profissional válido por uma época e outra de opção.
Natural de Buenos Aires, Argentina, Gonzalo Garavano também tem nacionalidade italiana. É um atacante com 1,82 metros e 80 quilos que joga preferencialmente fixo no ataque, possuidor de boa técnica e capacidade para receber e segurar a bola, para além de ser um finalizador.
Garavano, como é mais conhecido em Portugal, já representou o Estrela da Amadora e o Portimonense, acumulando experiência internacional em virtude de já ter jogado em clubes de sete países diferentes, desde a Argentina à Venezuela, passando por Chile, El Salvador, Itália e Espanha.
A equipa açoriana da Liga Orangina, que realiza hoje o segundo dia de testes médicos antes do regresso ao trabalho na quarta-feira, tinha já anunciado a contração dos guarda-redes Rafael Broetto e Igor Stefenovic, do avançado Sylvestre Sousa, dos médio André Simões, Lourenço, Rodrigo Braga e Minhoca, e dos defesas Sandro e Marcelo.
Igor Stefanovic reforça a baliza
Guarda-redes de 23 anos reforça a baliza do Santa Clara. É natural da Sérvia e tem percurso nas selecções daquele país, em particular no escalão sub-21.Igor Stefanovic, guarda-redes de 22 anos, é o nono reforço do Santa Clara Açores, Futebol SAD, tendo em vista a temporada desportiva 2011/12.
O atleta assinou contrato profissional válido por duas épocas e estará, a partir do próximo dia 27, às ordens do nosso treinador, Bruno Moura, no arranque de mais uma temporada.
Igor Stefanovic nasceu na antiga Jugoslávia mas tem nacionalidade sérvia, tem 1,92 metros e 90 quilos. É um guarda-redes com boa estampa física, forte no jogo aéreo e com boa mobilidade e agilidade entre os postes.
Apesar de jovem, Igor Stefanovic conta já com um apreciável percurso no futebol, tendo representado clubes como o FK Zemun, FK Banat e FK Borac, todos da Sérvia, e mais recentemente os moldavos do Rabotnicki.

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Paróquia de Nossa Senhora de Fátima em Brampton

Festa do Santíssimo Corpo de Deus celebrada pelos luso-canadianos
A igreja portuguesa de Nossa Senhora de Fátima na cidade de Brampton esteve em festa no último fim-de-semana, com as celebrações religiosas da Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo.
Esta festa em honra do Corpo de Deus, é a mais sinificativa das festas da igreja católica, e em Portugal é proclamado feriado neste dia, o que aconteceu na passada quinta-feira no nosso país de origem.
As cerimónias religiosas tiveram ínicio no domingo pela uma hora da tarde com a missa, que foi precedida com pregação pelo Pe. Agostinho. O refrão da palavra da aclamação do evangelho diz tudo: ''Eu sou o pão vivo descid do Céu, diz o Senhor, quem comer deste pão viverá eternamente''. Concluiu, ''Irmãos: Não é o cálice de benção que abençoamos a comunhão com o Sangue de Cristo? Não é o pão que partimos a comunhão com o Corpo de Cristo? Visto que há um só pão, nós, embora sejamos muitos,  formamos um só corpo, porque participamos do mesmo pão''.

Após as cerimónias religiosas, pelas três horas da tarde, a procissão saíu para precorrer algumas ruas adjacentes à igreja, no giro habitual, onde os moradores enfeitaram a rua com tapetes coloridos com flores e faréu pintado com dezenhos alussivos à efeméride.
Foram montados três altares ao longo do percurso onde foi proclamada a palavra do Senhor, por vários padres que levaram debaixo do Pálio a custódia o Santíssimo Sacramento na hóstia consagrada.
No recolher da procissão no adro da igreja houve uma pequena pregação e benção aos fiés e tocado o hino do Santíssimo pela filarmónica Lira Portuguesa de Brampton.
Durante a tarde no salão, houve actuação do Rancho Folclórico de Brampton, a cantora Helena Abrantes acompahada pelo seu irmão António que cantaram uma desgarraga à moda de S. Miguel, e concerto pela filarmónica local.
Leilóes de ofertas e sorteio de prémios encerraram os festejos.
Reportagem e fotos de: João G. Silva.

PCIM - 1ª Irmandade do Divino Espírito Santo celebra a sua festa


PORTUGUESE CANADIAN INTEGRATION MOVEMENT
Primeira Irmandade de Mississauga celebra festa do Divino Espírito Santo em Oakville
A organização do Portuguese Canadian Integration Movement (PCIM) - Primeira Irmandade do Divino Espírito Santo de Mississauga, fundada em 1972, celebrou a sua festa anual em honra da Terceira Pessoa da Santíssima Trindade no último fim-de-semana.
Os festejos foram realizados na paróquia de São José dos portugueses na Bronte Road na cidade de Oakville, e começaram pela manhã com uma pequena coroação até à igreja seguindo-se  a celebração da santa missa pelo Pe. Fernando Pinto.

Depois da cerimónia religiosa, saíu o cortejo do Divino Espírito Santo que foi acompanhado na procissão com o Corpo de Deus levado debaixo do Pálio, pelo pároco Fernando Pinto em redor do recinto da igreja.
Tony e Zélia Raposo foram os mordomos deste ano que foram acompalhados no cortejo por outras irmandades do Ontário a convite do presidente da organização do PCIM, Dinarte Teves.
No decorrer da recolha do cortejo foi tocado o hino do D. Espírito Santo pela filármonica Lira Bom Jesus de Oakville.
A seguir foi a entrada de todos os grupos que participaram a dar entrada no salão da paróquia, foram benzidas os alimentos pelo Pe. Fernando e servidas as tracionais sopas em honra do Divino Espírito Santo à moda da Terceira, que incluiu a famosa alcatra com massa sovada e vinho.
Mordomos - Tony e Zélia Raposo
Pela tarde dentro teve lugar o   entertenimento ao ar livre, com actuações do cantor Victor Martins, do Rancho Folclórico de Oakville e cantares dos foliões uma tradição da ilha de São Miguel, por Vasco Aguiar, Gil Rita e José Lopes.
Também como não podia deixar de ser nestas festa, houve concerto pela Filarmónica Lira Bom Jesus de Oakville e arrematações de ofertas.
O som e a música esteve a cargo pelo Tony Silveira que animou a festa ao longo do dia.
Reportagem e fotos de: João G. Silva.

sábado, 25 de junho de 2011

Liga Orangina: Santa Clara contrata o oitavo reforço

Sylvestre Sousa reforça ataque
Sylvestre Souza, avançado de 26 anos, é o oitavo reforço do Santa Clara Açores, Futebol SAD, tendo em vista a temporada desportiva 2011/12.
O jogador assinou contrato profissional válido por duas épocas e estará, a partir do próximo dia 27, às ordens do nosso treinador, Bruno Moura, no arranque de mais uma temporada.
Sylvestre Sousa nasceu no Rio de Janeiro, Brasil, tem 1,76 metros e 69 quilos. É um avançado buliçoso, rápido e com bom sentido posicional na área, podendo também actuar sobre os flancos fazendo uso da sua velocidade e técnica, características que evidenciou recentemente ao serviço do Volta Redonda, Brasil.
Com ampla margem de progressão, Sylvestre Sousa é um jogador referenciado pelos melhores emblemas do Rio de Janeiro e com mercado no futebol europeu. Curiosamente, o colega com quem fez dupla no Volta Redonda, Leandrinho Costa, vinculou-se recentemente ao Gil Vicente.

Série Açores: Santiago fechou o plantel para a nova época

III Divisão Nacional - Série Açores:
Santiago FC com plantel fechado
O Santiago Futebol Clube da Vila de Água de Pau, Ilha de São Miguel, fechou o plantel com que vai disputar o Campeonato Nacional da Terceira Divisão - Série Açores em 2011/12 com a contratação de Rui Carvalho, médio de 28 anos que na época finda representou o Capelense. O experiente atleta era cobiçado por outros emblemas, mas a ambição do projeto dos pauenses pesou na hora de tomar uma decisão.
Rui Carvalho é apenas o terceiro reforço do Santiago para a temporada que se aproxima. O primeiro foi o defesa-direito Vítor, contratado ao Vitória do Pico da Pedra, e o segundo Lelé, esquerdino que iniciou a temporada transacta ao serviço do Águia. Para além destes três, o atacante Paulo Roberto transita dos juniores para os seniores.
Quanto a renovações, o Santiago garantiu as continuidades de Gustavo, Rogério (guarda-redes); Fábio Pires, Tiago Rebelo, João Mota, Paulo Dinarte, André Raposo, Valério (defesas); Emanuel, Tiago Silva, Nuno Sociedade, Ludgero, Lelé, Ivo, Tozé (médios); Ricardo Correia, Filipe Andrade, João Pacheco, André Arruda e Ricardo Lelé (avançados).

Futebol: Lisbon CUP 2011

Liverpool no caminho do GD Fontinhas na Lisbon CUP 2011
A equipa do GD Fontinhas já conhece os seus adversários na estreia na prestigiada Lisbon CUP.
E para felicidade de grande parte da Direcção presidida por Libânio Silva, o sorteio não poderia ter corrido melhor, visto ter saido um dos maiores colossos mundiais, como adversário. A equipa Terceirense ficou no Grupo E, juntamente com os Ingleses do Liverpool, os Espanhóis do Antiguoko A, o Maritimo da Madeira A, o CAC Pontinha B e o GS Loures.
A estreia na competição está agendada para o dia 27 do corrente mês pelas 9:40h locais, diante do GS Loures. Para no dia seguinte, ás 8:50h tambem hora local defrontarem  CAC Pontinha B, para no mesmo dia pelas 18:30h o GD Fontinhas defrontar o Maritimo da Madeira A. No dia 29 o GD Fontinhas terá o auge da sua participação, nesta fase de grupos, quando pelas 11:20h defrontar o Liverpool, naquele que será certamente o jogo mais aguardado por toda a comitiva Terceirense. No mesmo dia, pelas 17:30h será a vez de enfrentar o Antiguoko A.
Terminada a fase de grupos, os três primeiros classificados de cada grupo passaram para os play-off "A, sendo que os quarto e quinto classificados passam para os play-off "B". Seja qual for o play-off para que o GD Fontinhas se apure, o certo é que adversários complicados não iram faltar.

Entrevista com Octávio Machado na Ilha Terceira

Açores têm equipas a mais noutros escalões
Veio à Terceira devido ao futebol e para falar de futebol, a convite do Grupo de Futebol de Veteranos da Casa do Povo da Terra Chã. Continua a ser uma necessidade para si esta ligação ao desporto-rei?
Foram momentos de enorme convivência. E o futebol tem esta capacidade de nos proporcionar grandes momentos, junto de gentes tão afáveis e hospitaleiras, ainda para mais numa altura de festas. Poder participar e confraternizar é algo que acrescenta muito valor à missão que nos assiste dentro de um campo de futebol.
Mas sente saudades do futebol?

Continuo a conversar com muita gente do futebol, sou um homem do futebol, gosto do futebol e tenho uma vivência muito grande no futebol. Mas, como já referi, as coisas na minha vida têm acontecido naturalmente. Se me perguntasse se alguma dia pensei que a minha carreira pudesse vir a ser o que foi, dir-lhe-ia que não. As coisas foram acontecendo. O futebol atrai-me, mas alguns aspetos desiludem-me completamente. A nível de dirigismo, é preciso acabar com a suspeição e com as situações de conflitualidade, que por vezes geram insegurança. De resto, há muita impunidade, mas não só no futebol. O futebol acaba por ser a imagem do nosso país. E o nosso país está doente e espero que esta crise seja uma oportunidade de regeneração de valores e de princípios, que se foram perdendo.
É difícil sensibilizar os veteranos para a prática do desporto, neste caso do futebol, ou, pelo contrário, estas pessoas estão despertas para a importância da atividade física?

Qualquer cidadão deve praticar desporto, até porque as nossas cidades e vilas estão cada vez mais ocupadas pelo betão e os espaços onde, noutros tempos, tínhamos a oportunidade de desenvolver a nossa capacidade física de forma harmoniosa desapareceram. Face a isto, nada como continuar a manter uma atividade que permita uma vida mais saudável e o desporto é, porventura, uma das saídas para que isto possa acontecer.
Tem conhecimento da realidade do desporto que se vai realizando e praticando nos Açores e na Terceira, até porque a última época foi rica em títulos, alguns dos quais nos mais altos patamares competitivos?

Penso que o futebol açoriano tem de fazer apostas concretas e por objetivos. Os Açores marcam o desporto nacional noutras modalidades mais do que o futebol. O Santa Clara é o clube de maior referência nos últimos anos e claudicou por duas ou três vezes naquele que era o objetivo de subida. Na minha opinião, os Açores têm equipas a mais noutros escalões. Desgasta-se, desgasta verbas e não consegue ter uma equipa de referência no futebol da 1.ª Divisão. E faz falta aos Açores, até como veículo dinamizador. A Madeira fá-lo, mas também as cidades do Porto, Setúbal, Guimarães ou Braga. Ou seja, uma equipa que fosse uma espécie de cartaz turístico e de divulgação da própria região. Por outro lado, uma equipa na 1.ª Divisão também motivaria os açorianos para a presença nos estádios. Faço votos que uma equipa dos Açores rapidamente consiga aglutinar condições para poder estar na 1.ª Divisão.
Fonte: Diário Insular

Troféu Pauleta disputa-se de 22 a 24 de julho

2ª. edição do Troféu Pauleta
Selecções do Pais de Gales e de Cabo Verde confirmadas para Troféu Pauleta
As seleções de futebol do País de Gales e de Cabo Verde, bem como a equipa do Santa Clara, disputam de 22 a 24 de julho, na ilha de S. Miguel, a segunda edição do Troféu Pauleta.
Segundo Auditon Moniz, presidente da Associação de Futebol de Ponta Delgada, que organiza a prova, ainda "faltem limar alguns detalhes", mas já é possível confirmar a presença dessas equipas.
O torneio foi criado para homenagear Pauleta, o melhor marcador da história da seleção portuguesa de futebol, com 47 golos, contra 41 do "rei" Eusébio.
O primeiro Troféu Pauleta, disputado em 2009, foi conquistado pelo Benfica, que venceu o Santa Clara por 5-3, no desempate por grandes penalidades.
Fonte: Portal Multimédia RTP/A
Vilanovense desce mesmo ao regional
O Sport Clube Vilanovense parece estar mesmo de regresso aos regionais, embora dentro das quatro linhas tenha garantido a permanência no Campeonato Nacional da Terceira Divisão - Série Açores.
Segundo o comunicado oficial n.º 455 da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), datado de 20 de junho, o emblema do Ramo Grande é colocado no quarto lugar (primeiro de descida) do Grupo "B" da segunda fase da prova, com 35 pontos (10J5V2E3D, 20-14 em golos), acompanhando, assim, Capelense e Vitória do Pico no retorno às origens.
Neste contexto, o grande beneficiado é o Prainha, terceiro colocado, com 38 pontos, que, a par do Sporting Ideal e do União Micaelense, garante a almejada permanência.
Tendo por base o documento federativo, a classificação final é estabelecida de acordo com a decisão do processo n.º 24/CJ-10/11 do Conselho de Justiça (CJ) da FPF, a qual, na prática, retirou três (decisivos) pontos ao grémio alvi-negro.
Recorde-se, a propósito, que o Conselho de Disciplina (CD) da FPF puniu o Vilanovense com a pena de derrota por 3-0 no desafio com o Angrense, relativo à 10.ª jornada da primeira fase do Campeonato Nacional da Terceira Divisão - Série Açores, concretizado no dia cinco de dezembro de 2010, em virtude da utilização irregular dos atletas Zezinho e Djibril que, na ocasião, deveriam cumprir o segundo de dois jogos de suspensão.
Contudo, o Vilanovense entendeu, após consultar os serviços administrativos da Associação de Futebol de Angra do Heroísmo (AFAH), que o encontro da Taça Ilha Terceira, disputado antes, serviu para limpar os castigos e, como tal, os jogadores poderiam ser utilizados frente à equipa que acabaria por vencer a Série Açores.
É importante sublinhar que o presidente da AFAH, Nuno Duarte Maciel, desde a primeira hora que assumiu publicamente que o Vilanovense agiu de boa-fé, confirmando, inclusive, que o clube recebeu luz verde da associação para utilizar os atletas em causa frente ao Angrense, prélio que, como se sabe, os homens do concelho de Vitorino Nemésio ganharam por 2-1.
Nuno Maciel não hesitou mesmo em considerar que a razão assistia por completo ao Vilanovense, relembrando que este procedimento (utilização da Taça de Ilha para limpar cartões do nacional) era prática corrente na AFAH.
Quem teve interpretação diferente foi o Angrense que pediu esclarecimentos sobre o assunto à associação, o que acabou por despoletar todo este imbróglio.
Face à decisão do CD, o Vilanovense, com o apoio expresso da AFAH, recorreu, então, para o CJ.
COMPLEXO

vilanovense_____desce_____divisao1No entanto, o assunto em causa afigura-se deveras complexo, uma vez que a FPF arquivou os processos que envolveram os atletas Djibril, Zezinho e João Melo (este último envolvido mais tarde numa situação semelhante frente ao Capelense), ilibando os atletas de quaisquer responsabilidades.
Face a esta deliberação, parece estranho que o Vilanovense, ainda assim, tenha sido penalizado com a perda de pontos. Erros processuais, com origem na própria AFAH, podem ser a explicação para o sucedido.
Quem não se conforma com este cenário é o presidente do Vilanovense. Em declarações ao DI, reafirmou que "o clube tudo fará para repor a verdade desportiva", esperando que "todos os envolvidos neste processo assumam as suas responsabilidades".
Adelino Pinheiro deu igualmente como adquirido o recurso aos tribunais civis, "como forma de salvaguardar os legítimos interesses da instituição", aguardando uma decisão "o mais tardar no início da próxima semana".
DI apurou ainda que a estratégia do Vilanovense pode passar também pela impugnação do campeonato, com todas as consequências daí resultantes.
Fonte: Diário Insular

Liga Orangina: André Simões e Rodrigo Braga no Santa Clara

Médio André Simões assinou por duas épocas no Santa Clara
O Santa Clara, equipa açoriana da Liga de Honra em futebol, anunciou a contratação por duas épocas de André Simões, que alinhava no Padroense, da II divisão.
O novo reforço dos “encarnados” de Ponta Delgada tem 21 anos e atua no meio-campo.
A equipa dirigida por Bruno Moura, que terminou a última Liga de Honra em nono lugar, já tinha anunciado os médios Lourenço, Rodrigo Braga e Minhoca, os defesas Sandro e Marcelo (defesas) e o guarda-redes Rafael Broetto.
Por seu lado, Ney, Matt Jones, Brigues, Vítor Alves, Diogo Silva, Tó Miguel, Bruno Monteiro, Fajardo, Renan, Gaby e Renato vão abandonar o emblema açoriano, o mesmo devendo acontecer com Ricardo Dias, cedido pelo FC Porto.
Rodrigo Braga chega para o meio-campo
Médio de 22 anos é reforço para o meio-campo do Santa Clara. Pode jogar em várias posições do terreno, tanto a defender como a atacar.
Rodrigo Braga, médio polivalente de 22 anos, é o sexto reforço do Santa Clara Açores, Futebol SAD, tendo em vista a temporada desportiva 2011/12.
O jogador assinou contrato profissional válido por uma época e mais duas de opção e estará, a partir do próximo dia 27, às ordens do nosso treinador, Bruno Moura, no arranque de mais uma temporada.
Rodrigo Braga nasceu no estado de São Paulo, Brasil, tem 1,86 metros e 81 quilos. Entre as suas principais características está a polivalência no meio-campo, podendo jogar como médio mais defensivo ou como primeiro apoio à organização do ataque, as convencionais posições seis ou oito.
A contratação de Rodrigo obedece ao desejo da SAD do Santa Clara em ter no plantel profissional jogadores jovens reveladores de ambição para progredir na carreira e que possam, no futuro, com a desejada valorização, permitir boas possibilidades de negócio.

Morreu Tomislav Ivic antigo treinador do Benfica e Porto

Tomislav Ivic morreu aos 77 anos
A carreira de Ivic como treinador começou em 1967, no RNK Split, e terminou em 2004 ao serviço do Al Ittihad, da Arábia Saudita.
O antigo treinador do Benfica e do FC Porto Tomislav Ivic morreu hoje, com 77 anos, na Croácia, na sequência de complicações renais, soube a agência Lusa através de fonte próxima do técnico.
Ivic morreu cerca das 16:00 de Lisboa e, segundo a mesma fonte, encontrava-se doente «já há algum tempo», com «problemas de natureza cardíaca», razão pela qual este desfecho «não apanhou de surpresa» familiares e amigos.
Tomislav Ivic alcançou um registo histórico ao serviço do FC Porto ao conquistar quatro títulos na mesma época, em 1987/88 (campeonato, Taça de Portugal, Supertaça europeia e Taça Intercontinental), proeza repetida esta época por André Villas-Boas (Supertaça portuguesa, Liga, Taça de Portugal e Liga Europa).
Figura polémica, quer pelo feitio extrovertido e exuberante, pelo desassombro com que expressava as opiniões ou pelos invulgares métodos de trabalho, Ivic tinha no currículo oito títulos nacionais em seis países diferentes: na antiga Jugoslávia, com o Hadjuk Split (três), na Holanda, com o Ajax, na Bélgica, com o Anderlecht, na Grécia, com o Panathinaikos, em França, com o Olympique Marselha, e em Portugal, com o FC Porto.
A estes títulos nacionais soma uma Taça do Rei de Espanha, conquistada ao serviço do Atlético de Madrid.

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Festa do Corpo e Sangue de Cristo em P. Delgada

Procissão do Corpo de Deus em Ponta Delgada
Ao cair da tarde, a Igreja Matriz de Ponta Delgada em S. Miguel, encheu-se vestida de festa para a Solene Eucaristia.
Estava um sol abrasador, assim o calor nos corações, houve festa!
Depois da celebração, Jesus percorreu algumas artérias da nossa cidade de Ponta Delgada e o povo santo de Deus, manifestava a alegria de ter o SENHOR, Pão Vivo descido do Céu , connosco!
Fonte: Igreja Matriz Ponta Delgada.

Semanário ABC de Toronto festeja aniversário

1º Aniversario do jornal ABC de Toronto
Jorge Ferreira na festa de aniversário do jornal ABC
O semanário ABC de Toronto, completou o seu 1º. Aniversário de publicadção com um jantar de gala para comemorar  a efeméride.
O Centro Português Cultural de Mississauga, foi o lugar escolhido pela organização para apresentar aos leitores e amigos do jornal  luso-canadiano.
   
Paulo Antunes, filho mais velho do editor, teve a seu cargo a apresentacao, tendo saudado todos os participantes e apresentado os convidados de honra que se associaram ao evento.
O conhecido editor e jornalista Fernando Cruz Gomes e toda a família estavam felizes, por este marco histórico na sua já longa vida de jornalista. Alem da experiencia na imprensa escrita,  Cruz Gomes, passou tambem pela rádio e a televisão, tendo iniciado a sua carreira antes de imigrar para o Canadá.
A primeira convidada a dar os parabéns a Fernando Cruz Gomes e família foi a representante do parlamento provincial pela região de York e Weston, Laura Albanese, que ofereceu uma placa a assinalar a efemeride.
Logo de seguida, foi a vez do ministro do Trabalho, o luso-canadiano Charles Sousa, tecer alguns elogios e dar valor à informação dos jornais locais, destacando o seu beneficio para a comunidade.
O Consul Geral de Portugal em Toronto, Júlio Vilela, também fez uma alocução, na ual lembrou  o quanto é importanto que no Canadá seja preservada a língua portuguesa através da comunicação escrita e falada.
O director da CIRVfm e da FPTV, Franco Alvarez, também deu os parabéns a toda a equipa do ABC, saudado a iniciativa empreendedora de Fernando Cruz Gomes e da sua familia.
Terminado os discursos, a vez de Fernando Cruz Gomes e da sua equipa entregarem uma recordacao a Frank Alvarez, a titulo de rtribuicao pelo apoio prestado.
Depois das cerimónias actuou o famoso artista Jorge, vindo dos Estados Unidos. O cantor apresentou-se com uma banda que integrava Hernani Raposo e que animaram os presentes pela noite dentro.
Parabéns ao jornal ABC.
- João G. Silva

Festa da Santissima Trindade em Mississauga e Oakville

Domingo da Santíssima Trindade
Comunidade celebra a festa da Santíssima Trindade
As comunidades luso-canadianas em todo o Ontário continuam a festejar as tradicionais festas em honra do Divino Espírito Santo.
Desde Toronto até Windsor os luso-canadianos de origem açoriana continuam a manter esta rica tradição religiosas nas suas paróquias e clubes.
Uma semana depois do Divino Espírito Santo, celebrou-se a festa no domingo da Santíssima Trindade, e a nossa reportagem esteve presente em Mississauga e Oakville.
Festa do Divino Espírito Santo em Mississauga
Os mordomos João e Suzana Linhares
irmandade das paróquias do Santíssimo Salvador do Mundo e Cristo Rei na cidade de Mississauga esteve em festa, com celebração da missa , coroação e as tradicionais sopas em louvor do Divino Espírito Santo.
Os mordomos foram o casal, João Linhares natural da Ribeira Quente, S. Miguel e Suzana Linhares natural de São Sebastião, Ilha Terceira. 
Na cidade de Oakville
Os mordomos, António e Zulmira Nunes
Lira Bom Jesus Milagrosa celebra a Santíssima Trindade
Na cidade de Oakville, a filarmónica Lira do Bom Jesus Milagroso, também realizou a sua festa em honra da Santíssima Trindade, com coroação, missa e a partilha das tradicionais sopas do Divino Espírito Santo à moda da ilha do Pico.
Pela tarde dentro actuou o Rancho Folclórico de Oakville e concerto pela banda filármonica em festa.
No final do dia houve a tradicional procissão das rosquilhas que foram benzidas pelo Pe. Fernando Pinto no alto da Cruz, e entregues à saída do parque no final dos festejos.
Os mordomos foram o casal, António e Zulmira Nunes naturais da Criação Velha, ilha do Pico, que passaram o estandarte e a côroa para outro casal representante da filarmónica com é tradição neste lugar, Claurense e Isabel que serão os novos mordomos para 2012.
Também foram agraciados os músicos mais antigos e apresentados os mais novos que foram fruto da escola de música da filármonica Lira Bom Jesus.
Reportagem de: João G. Silva

Brampton Flower City Parade

Brampton Flower City Parade
Bollywood no cortejo da cidade das flores em Brampton
No sábado dia 18 de Junho, na cidade de Brampton realizou-se o cortejo anual da parada das flores, o ''Flower City Parade'', que contou com o tema '' Bollyhood'', com uma forte presença da comunidade sul-asiática.
Foram muitos os artistas indianos que cantaram e dançaram no Gage Park no centro da cidade.Todos os anos depois da abertura do Farmer's Market, decorem ao longo do dia vários eventos no Garden Square, em frente do Rose Theatre e no Gage Park, em frente da câmara municipal da cidade.
A presidente da câmara, Susan Fennell desfilou no cortejo, acompanhada na caruagem puxada a cavalo com crianças da comunidade indiana.O próximo evento será o festival multicultural ''CARABRAM'', que se vai realizar em três dias 8, 9 e 10 de julho.

Reportagem e fotos de: João G. Silva