quarta-feira, 25 de maio de 2011

Informação Desportiva dos Açores

 Açorianos em destaque!
Pauleta no "onze" ideal dos últimos 20 anos em França
Pedro Pauleta foi o único estrangeiro na lista dos melhores do campeonato françês.
O antigo avançado Pedro Pauleta foi eleito para a equipa ideal do principal campeonato francês dos últimos 20 anos. O ainda melhor marcador da seleção portuguesa foi o único estrangeiro de uma lista que deixou de fora nomes como Ronaldinho e Drogba.
O «onze» ideal do campeonato françês dos últimos 20 anos:
GUARDA REDES: Fabien Barthez
DEFESAS: Christian Karembeu, Laurent Blanc, Lilian Thuram e Bixente Lizarazu
MÉDIOS: Franck Ribéry, Patrick Vieira, Robert Pirès e Zinedine Zidane
AVANÇADOS: Pauleta e Jean-Pierre Papin.
Fonte: Portal Multimédia RTP/A
Coentro Faria certo no Sport Praiense
O treinador Coentro Faria, que na época prestes a terminar representou o Vilanovense, vai orientar o Sport Clube Praiense na temporada 2011/12, naquele que será um regresso ao emblema da cidade de Vitorino Nemésio. Recolocar o Praiense na Segunda Divisão Nacional - o que passa por vencer a Série Açores - é o objetivo traçado. Álvaro Pereira, tal como aconteceu com Francisco Barão, será o treinador adjunto.
Por outro lado, os atletas João Melo e Samuel também deixam o Vilanovense, juntando-se na Praia da Vitória aos reforços já confirmados provenientes do Lusitânia (Cris, Benjamim, Fábio Vicente e Veredas), o que faz adivinhar um Praiense com muitos açorianos na próxima campanha, até porque o defesa João Borges também renovou e respetivo vínculo contratual.
Fonte: Diário Insular
Foto: Portal Multimédia RTP/A
Presidente do Sporting Clube Ideal
Hernâni Costa reeleito para mais um mandato
Presidente do Sporting Ideal decidiu recandidatar-se para evitar que o clube caísse num vazio directivo. Elenco directivo remodelado a pensar numa transição gradual.
Hernâni Costa foi reeleito presidente do Sporting Ideal numa Assembleia Geral concorrida – cerca de três dezenas de associados marcaram presença na reunião – evitando assim que o clube caísse numa situação de vazio directivo. Apesar de ter manifestado anteriormente que não estaria disponível para se manter em funções, o presidente decidiu avançar na condição deste ser um mandato de transição.
O novo elenco directivo já reflecte essa mudança porque será desta Direcção que deverá sair aquele que será eleito presidente no final da temporada 2011/12, então com a garantia de que Hernâni Costa não será candidato. Até lá, os dirigentes que agora entram em funções têm um ano para adquirir conhecimento e experiência no sentido de assegurarem as funções directivas num futuro próximo.
A reunião magna confirmou igualmente a redução no orçamento para a próxima época mas com o objectivo da manutenção na série Açores da III divisão a permanecer intacto. A Direcção eleita propõe-se também completar a recuperação financeira e atingir o passivo zero e ficou decidido que o clube vai abrir o escalão júnior de futebol de modo a apresentar-se na nova época em todas as provas de âmbito local
.
Fonte: Portal Multimédia RTP/A
Presidente do Santa Clara Mário Batista considera:
Corte nos apoios é "rude golpe"
O presidente do Clube Desportivo Santa Clara considera o corte de 15 por cento nos apoios do Governo Regional dos Açores "um rude golpe", pois o clube vai receber menos 250 mil euros do que o ano passado.
"Compreendemos perfeitamente o que aconteceu, tendo em conta a incerteza económica, da qual a sociedade açoriana não pode fugir, mas não deixa de ser um rude golpe no nosso orçamento", disse Mário Batista, em conferência de imprensa.
O presidente santaclarense foi claro: "Se há algum tempo a esta parte não tivéssemos aplicado no terreno uma série de ações preventivas e de reestruturação financeira no clube, se calhar o impacto seria muito mais negativo".
O Santa Clara vai receber, no âmbito do contrato-programa celebrado com o Governo Regional dos Açores, um milhão, oitocentos e setenta mil euros e, para o presidente do clube, a estratégia vai passar por acelerar outras ações por força do corte de 15 por cento nas verbas.
"Vamos ter que ser criativos e procurar que haja ajustes onde entendemos que existem algumas gorduras, para que esse impacto possa ser diluído na próxima época desportiva", disse, na circunstância.
O presidente do clube de Ponta Delgada já aguardava alguma redução nas verbas transferidas pelo Governo Regional, tendo em conta a situação económica do país, mas o dirigente admite que "não esperava que o corte atingisse os 15 por cento" e espera que não influencie a qualidade do plantel da próxima época.
"Vamos equacionar o novo quadro orçamental para ver se o plantel não é excessivamente penalizado, porque a gestão financeira não pode ficar dissociada disso. Não podemos ter um plantel que não seja ambicioso, mas sim que reúna as competências necessárias para que o Clube Desportivo Santa Clara continue a ser um grande da Liga de Honra", avançou ainda Mário Batista.
Fonte: Diário InsularA
Foto: Portal Multimédia RTP/

Sem comentários: