sábado, 28 de agosto de 2010

Desporto: Torneio de Veteranos em futebol


1º classificado - Grupo Desportivo da Piedade
TORNEIO DAS LAJES DO PICO EM VETERANOS:
GD Piedade vence torneio quadragular das Lajes do Pico
Inserido nas festividades da ''Semana dos Baleeiros'', realizou-se na passada quinta (26) e sexta-feira (27), o Torneio Quadrangular de futebol das Lajes do Pico em veteranos, que contou com a presença, do Clube Desportivo Lajense, Clube Desportivo da Piedade, Clube Desportivo Santa Clara de São Miguel e do Clube Desportivo Velense de São Jorge.
2º classificado - Clube Desportivo Lajense
O vencedor do torneio foi a equipa picoense do Grupo Desportivo da Piedade que venceu os dois encontros disputados.
No âmbito do Torneio de Veteranos foi homenageado José Manuel Medina, um lajense que iniciou a sua actividade desportiva no Clube Desportivo Lajense e ingressou mais tarde no Clube Desportivo de Santa Clara, sendo actualmente treinador de formação no mesmo clube.
Recebeu das mãos do capitão da equipa do Desportivo Lajense uma placa com um rabo de baleia oferta da CM das Lajes do Pico.

A primeira jornada a equipa do Lajense recebeu o Santa Clara e empatou a duas bolas.
Ao intervalo 1-1 - Os golos foram marcados, 1-0 de autogolo, Paulo Andrade empatou para o Santa Clara, Luis Filipe fez 1-2 para o Sta. Clara e o Lajense empatou nos derradeiros minutos da partida 2-2 por Deodato Azevedo.
3º classificado - Clube Desportivo Santa Clara
No segundo jogo, a equipa do GD Piedade venceu o CD Velense por quatro bolas a duas.
Ao intervalo 2-1 para o Piedade - Os marcadores foram os seguintes: Para o Piedade Duarte Silva apontou 3 golos e Ruben Peixoto marcou 1. Para o Desportivo Velense, Oscar Melo e Gilinho apontaram ambos um golo.
4º classificado - Clube Desportivo Velense.
Na segunda jornada o Piedade ganhou ao Santa Clara por 1-0, com o golo apontado ainda na primeira parte por Ruben Peixoto. No derradeiro encontro o Lajente venceu o Velense por 2-0, com goloos de Rui Barrias e Jason Machado já no segundo tempo.
Resultados da 1ª jornada:
CD Lajense, 2 - Santa Clara, 2
GD Piedade, 4 - CD Velense, 2
Resultados da 2ª Jornada:
GD Piedade, 1 - Santa Clara, 0
CD Lajense, 2 - CD Velense, 0
CLASSIFICAÇÃO FINAL:
1º GD Piedade ....... 11 pontos
2º CD Lajense ........ 8
3º Santa Clara ........ 3
4º CD Velense ........ 2
Vencedor: GD Piedade.
NB- Regras do torneio: 3 pontos por vitória, 1 por empate e zero por derrota + 1 ponto por cada golo marcado.
Por: João G. Silva (Na ilha do Pico-Açores)

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Lira Portuguesa de Brampton em São Miguel-Açores


A Banda Lira Portuguesa de Brampton visitou Palácio de Sant'Ana

Presidente do Governo reafirma laços com comunidade emigrante do Canadá
O Presidente do Governo dos Açores recebeu na passada semana no palácio de Sant´Ana a Banda Lira Portuguesa de Brampton, do Canadá.
Nas palavras de boas-vindas, Carlos César reafirmou a importância dos laços que unem os Açores às comunidades emigrantes e, no caso concreto, à do Canadá. “ Mais do que relações entre a Região e um país, ou países, trata-se de ligações entre açorianos, muitas vezes unidos por laços familiares nos dois lados do Atântico”.
Junto à entrada principal do Palácio, a Banda foi recebida por Carlos César e sua mulher, Luísa César. O Presidente considerou que Sant´Ana, como sede da Presidência do Governo dos Açores, é “ a casa de todos os açorianos, tanto dos que cá vivem como dos que estão espalhados pelas nossas comunidades emigrantes”.
A Banda Portuguesa de Brampton executou uma marcha e a sua Direcção apresentou os seus cumprimentos, oferecendo uma placa de homenagem. Por sua vez, o Presidente do Governo retribuiu com uma placa que entregou ao Presidente da Direcção da Banda. Destinados aos elementos da Banda, foram entregues 75 CDs “O cantar que nos embala” do Grupo Musical – Belaurora – e um pin da Bandeira da Região Autónoma dos Açores.
A Banda Lira Portuguesa de Brampton chegou a São Miguel no dia 14 de Agosto e parte a 30 deste mês. Veio a abrilhantar as Festas de Água de Pau, Vila Franca do Campo, Ribeira Seca da Ribeira Grande e realiza um concerto em Ponta Delgada. A Banda é constituída por cerca de 70 elementos. Acompanham a Banda a sua direcção constituída por 6 elementos presidida por Fernando Ferreira.
GaCS/SF

Taça da Liga: Santa Clara e Varzim eliminados


TAÇA DA LIGA CARLSBERG CUP - (1ª.FASE):
SANTA CLARA, 0 - VARZIM, 0

Santa Clara e Varzim anulam-se e estão fora da Taça da Liga

O Santa Clara e o Varzim despediram-se da Taça da Liga, depois de empatarem a zero na terceira jornada da 1ª. fase do Grupo C, em Ponta Delgada.
A vitória do Estoril sobre a Oliveirense (1-0) hipotecava, em todo o caso, o apuramento de qualquer uma das equipas, mas no Estádio de São Miguel, nenhuma fez muito por merecer continuar em prova.
Num encontro pouco disputado, os encarnados de Ponta Delgada tiveram mais iniciativas de ataque, mas não conseguiram ultrapassar as dificuldades criadas pela defesa do Varzim.
O remate inaugural do jogo de estreia do Santa Clara em casa na nova temporada aconteceu logo no primeiro minuto, com Monteiro a obrigar a uma defesa difícil de Avelino.
A principal oportunidade dos encarnados de Ponta Delgada antes do intervalo só ocorreu, porém, aos 19 minutos, quando Renan rematou ao poste e Edgar, na recarga, forçou o guarda-redes do Varzim a defender para canto.
Até à saída para os balneários, a equipa da Póvoa, da Liga de Honra tal como o Santa Clara, deu pouco trabalho a Ney, rematando quase sempre de longe e sem perigo.
O mesmo aconteceu na segunda parte, em que a principal oportunidade de golo voltou ser protagonizada pelos encarnados, com Baldé a atirar de cabeça ligeiramente ao lado da baliza do Varzim, aos 74 minutos.
No último minuto, Alex isolado atirou forte para uma boa defesa de Ricardo Neves, não conseguindo concretizar a derradeira oportunidade do Santa Clara.
GRUPO C:
Resultados da 3ª. jornada:
Santa Clara, 0 - Varzim, 0
Oliveirense, 0 - Estoril, 1
Classificação:
1º Oliveirense ... 6 pontos
2º Estoril ......... 5
3º Varzim ........ 2
4º Santa Clara .. 2
Resultados dos jogos de preparação.
- Prossegue a preparação das equipas açorianas com vista à época que se aproxima.
GD São Roque, 0 - Sporting Ideal, 1
U. Micaelense, 4 - Capelense, 0
Atl. Reguengos, 1 - Operário, 2
Ajustrelense, 2 - Operário, 0
Operário, 2 - Atlético CP, 3
Sport Praiense, 4 - Angrense, 1
Vilanovense, 5 - Boavista da Ribeirinha, 1
Lusitânia, 4 - Boavista da Ribeirinha, 0
Santiago FC, 6 - GD São Roque, 1
GD São Roque, 2 - U. Micaelense , 0
Angrense, 1 - Sport Praiense, 3
Operário, 0 - Santiago FC, 1

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Campeonatos Nacionais de Futebol - Sorteios:


2ª. Divisão Nacional - Sorteios conhecidos:
Operário recebe Sp. Pombal para a taça e o Atl. Reguengos para o campeonato

Operário joga em casa na primeira jornada do campeonato e na primeira eliminatória da Taça de Portugal. Temporada começa a 5 de Setembro com a recepção ao Sporting Pombal.
Os sorteios do campeonato da II divisão nacional, série D e da primeira eliminatória da Taça de Portugal ditaram que o Operário jogue em casa em ambos os casos. No sorteio da Taça de Portugal, realizado esta quinta-feira, coube aos fabris receber o Sporting de Pombal, partida que será disputa no dia 5 de Setembro e que assinala o arranque oficial da temporada 2010/11.
Uma semana depois tem início o campeonato e também o Operário inicia a prova na condição de visitado, recebendo o Atlético de Reguengos. Depois segue-se uma difícil deslocação ao terreno do Louletano, desafio que antecede a recepção ao FC Madalena naquele que será o primeiro confronto entre equipas açorianas na série D da II divisão.
À quarta jornada o Operário desloca-se a Massamá para defrontar o Real, sendo visitado na ronda seguinte pelo Juventude de Évora. Depois, nova deslocação, ao recinto do Oriental, antes do jogo caseiro com o Torreense. A seguir dupla jornada fora de portas – Farense e Praiense – para concluir a primeira volta com Lagoa (casa), Pinhalnovense (fora), Carregado (casa), Atlético (fora), Casa Pia (casa) e Mafra (fora).
Jogos da 1ª jornada:
Carregado - Atlético
Pinhalnovense - Casa Pia
GD Lagoa - AD Mafra
Operário - Atl. Reguengos
Farense - Louletano
Torreense - FC Madalena
Oriental - Real Massamá
Praiense - Juventude SC

SORTEIO DA DIVISÃO - SÉRIE AÇORES
Angrense recebe Vilanovense e Ideal - Capelense na primeira jornada
O sorteio realizado na sede da Federação Portuguesa de Futebol, na passada quinta-feira (12), deu Angrense - Vilanovense para a 1ª jornada, marcada para o dia 12 do próximo mês de Setembro, entre equipas da Terceira, enquanto o Sporting Ideal recebe o Capelense entre equipas micaelenses. O Lusitânia irá à ilha do Pico defrontar o Boavista de São Mateus, o União Micaelense recebe a visita do Prainha FC, enquanto o Vitória FC recebe no Pico o Santiago de Água de Pau da ilha de São Miguel.
1ª. jornada terá os seguintes jogos:
Angrense - Vilanovense
Boavista S.M. - Lusitânia
Vitória FC - Santiago
U. Micaelense - Prainha FC
Sporting Ideal - Capelense.
Sorteio daTaça de Portugal:
Praiense isento na primeira eliminatória da Taça

A primeira eliminatória com a participação das equipas das 2ª e 3ª divisões, defrontam-se a 5 de Setembro.
Jogos da 1ª. eliminatória:
Estrela FC - Angrense
Lusitânia - Padorense
Vilanovense - Cinfães
Operário – Pombal
FC Madalena – Pescadores
Santiago – S. João de Vêr
Pinhalnovense – U. Micaelense
Capelense – Oliveira de Frades
Vitória FC – Bragança
Vianense – Prainha FC
Aljustrelense – Boavista S. Mateus
Bombarralense – Sporting Ideal
- Sport Praiense ficou isento nesta eliminatória.
F.C. Madalena oficializa plantel para a época 2010/2011
O objectivo é a permanência tranquila na II Divisão

O Futebol Clube da Madalena apresentou na sua sede, o plantel que defenderá a camisola azul-grená, bem como o nome da ilha do Pico e dos Açores, na II Divisão Nacional zona Sul.
Nogueira de Castro, presidente do Clube, afirmou que o objectivo do clube na época 2010/2011 é a conquista da manutenção de forma tranquila e para isso apostaram na contratação de um Director Desportivo profissional, José Santos, e da continuação do Treinador Vitor Móia que têm no seu curriculo vários anos de II Divisão.
Relativamente ao plantel garantiu que têm qualidade para a época que se advinha.
São oito as caras novas que se juntam às onze permanências ao dispôr do técnico Vitor Móia.
Guarda-redes: Igor (F.C.Madalena) e João Sampaio (ex-Boavista de São Mateus).
Defesas: Rui Alberto (F.C.Madalena), João Marcos ( F.C.Madalena), Samiro (F.C.Madalena), João Batista (F.C.Madalena), Rui Rainho(ex-SC.Espinho), Gilson ( F.C.Madalena).
Médios: Carlos Alves (F.C.Madalena), Beto ( F.C.Madalena), Lapinha ( ex-CD.Mafra), João Paulo (ex-Pampilhosa), Luciano (ex-Vitória do Pico), Demba (Vitória do Pico), Frazão (ex-Vitória).
Avançados: Pedor Saianda (F.C.Madalena), Dário (ex-F.C.Madalena), Márcio Lima (F.C.Madalena), Ricardo Dâmaso( emp. Vitória de Setubal) e Moisés (emp. Vitória de Setubal).
Angrense conquistou o Torneio dos Maritimos São Mateus
VITÓRIA POR 1-0 FRENTE AO RIVAL LUSITÂNIA
O Angrense conquistou o Torneio Triangular de São Mateus após vitória pela margem mínima sobre o eterno rival Sport Clube Lusitânia.
O Sport Clube Angrense venceu o Lusitânia por 1-0 e goleou o Marítimos por 6-1 no Torneio Triangular de São Mateus na ilha Terceira.
No primeiro jogo o Sport Clube Lusitânia venceu os Maritimos de São Mateus por três bolas.
Resultados do Torneio:
Marítimos, 0 - Lusitânia, 3
Angrense, 6 - Marítimos, 1
Lusitânia, 0 - Angrense, 1
CLASSIFICAÇÃO:
1º SC Angrense ... 6 pontos.
1º SC Lusitânia ... 3
3º Os Marítimos .. 0
6ª EDIÇÃO TORNEIO DOS ILHÉUS
Boavista S. Mateus conquistou torneio da Madalena
Realizou-se no campo Municipal da Madalena do Pico, o VI Torneio dos Ilhéus na modalidade de Futebol que contou com a participação das equipas do Futebol Clube da Madalena, Boavista de São Mateus, Vitória do Pico e Prainha Futebol Clube. Este torneio tem por objectivo desenvolver e promover o futebol Picoense, de acordo com as suas necessidades sociais e competitivas.
A equipa axadrezada do Boavista de São Mateus, conquistou o VI Torneio dos Ilhéus, ao vencer na final o FC Madalena após grandes penalidades, (5-6), depois do jogo ter terminado empatado a zero bolas no tempo regulamentar. No outro encontro a contar para o terceiro e quatro lugares o Prainha bateu o Vitória por 3-1.
14 Agosto - Resultados:
Boavista S.M, 0 - Vitória FC , 0 (4-2 gp)
FC Madalena, 2 - Prainha FC, 1
15 Agosto - Resultados:
3º e 4º lugar:
Prainha FC, 3 - Vitória FC, 1
FINAL : FC Madalena, 0 - Boavista S.M., 0 (5-6 gp)
CLASSIFICAÇÃO:
Boavista S.M.
2º FC Madalena
3º Prainha FC
4º Vitória FC
A organização deste Torneio esteve a cargo do FCM, com a colaboração da AFH e da CMM.
TORNEIO DE VERÃO DA PRAIA DA VITÓRIA
Praiense venceu torneio de Verão
O Sport Clube Praiense venceu o torneio de Verão da Praia da Vitória ao bater na final o Lusitânia por duas bolas a zero.
Na final do torneio de Verão da Praia da Vitória, o Praiense venceu o Lusitânia por 2-0 com golos de médio defensivo Ibraime e do defesa esquerdo Marinho, num jogo em que os avançados do Praiense desperdiçaram muitas oportunidades de golos.
A prova visa preparar as equipas da segunda divisão sul e série Açores.
Praiense vence Vilanovense (2-1)
Na jornada inaugural do Torneio de Verão da Praia da Vitória, no estádio municipal da cidade, o Sport Clube Praiense venceu o SC Vilanovense por 2-1.
Marcaram pelo Praiense Diouf e Mamadu e pelo Vilanovense Francisco Jardel.
Lusitânia vence Angrense (1-0) e está na final com o Praiense
No estádio municipal da Praia da Vitória, o Lusitânia venceu o Angrense por uma bola a zero, com golo de Paulo Miranda que fora dispensado por João Eduardo. Com este resultado o Lusitânia ficou apurado para a final.
Angrense vence Vilanovense por 3-1
O Angrense venceu o Vilanovense por três a um, tendo os "alvinegros" inaugurado o marcador por Jardel para Ruben Azevedo empatar antes do intervalo.
No decorrer da segunda metade, o Angrense foi mais forte e desfez o empate por Flávio Gomes, para mais tarde fechar a contagem por Magina.
Resultados do Torneio:
Sábado 14 Agosto:
Praiense, 2 - Vilanovense, 1
Lusitânia, 1 - Angrense, 0
Domingo 15 Agosto:
3º e 4 lugar: Angrense, 3 - Vilanovense, 1
FINAL: Praiense, 2 - Lusitânia, 0
CLASSIFICAÇÃO:
Sport Praiense
2º SC Lusitânia
3º SC Angrense
4º SC Vilanovense

TAÇA DA LIGA: Santa Clara empata

TAÇA DA LIGA - CARLSBERG CUP - 2010/2011 - 1.ª FASE
ESTORIL, 1 - SANTA CLARA, 1
Santa Clara deixa para a última ronda a decisão do apuramento
O Estoril e o Santa Clara empataram (1-1), em encontro da segunda jornada do grupo C da Taça de Liga em futebol, e deixaram para a terceira e última jornada a decisão do apuramento.

O golo de Alex Afonso, na primeira parte, deu vantagem ao Estoril, mas Renan acabaria por igualar o encontro, já perto do último quarto de hora.
Os “canarinhos” mostraram-se melhor entrosados e com mais qualidade na posse de bola, em relação ao último encontro, e, logo aos quatro minutos, Clodoaldo deu o primeiro aviso, para pouco depois assistir Alex Afonso, que inaugurou o marcador, num “chapéu” de belo efeito.
A formação açoriana acabaria por equilibrar a partida, que se desenrolava a bom nível, mas era o Estoril que se mostrava mais perigoso, tendo mesmo a possibilidade de aumentar a vantagem na primeira parte, por intermédio de Clodoaldo.
A qualidade de jogo baixou consideravelmente na segunda parte, sendo que apenas em lances de bola parada o Santa Clara conseguia aproximar-se da baliza de Cléber, mas quase sempre de forma inconsequente.
No entanto, foi precisamente num livre directo que a equipa orientada por Bruno Moura conseguiu chegar à igualdade no marcador, num pontapé fulminante de Renan, sem quaisquer hipóteses para o guarda-redes brasileiro do Estoril.
O golo do Santa Clara serviu de impulsionador para os estorilistas, que até final continuaram a “carregar” em busca do triunfo, mas os encarnados de Ponta Delgada souberam guardar o empate, que mantém os dois conjuntos na luta pelo apuramento para a segunda fase da prova.
Resultados do Grupo C:
Varzim, 0 - Oliveirense, 1
Estoril, 1 - Santa Clara, 1
Classificação:
1º Oliveirense ... 6
2º Estoril .......... 2
3º Varzim ......... 1
4º Santa Clara .. 1
3ª. e última jornada:
Santa Clara - Varzim
Oliveirense - Estoril

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Pico, Açores - Festa do Bom Jesus Milagroso


Festa do Bom Jesus Milagroso em São Mateus na ilha do Pico - Açores
''O Bom Jesus, Sinal do Amor do Pai''
No Santuário Diocesano de São Mateus do Pico, realizou-se no passado dia 6 de Agosto, a segunda maior festa religiosa do arquipélago dos Açores, que teve este ano a presença da sua excelência Reverendíssima D. António de Sousa Braga, Venerando Bispo de Angra e ilhas dos Açores, sendo novenário orientado pelo Reverendíssimo Monsenhor Cónego Dr. Gregório Rocha, Digníssimo Reitor do Seminário Episcopal de Angra, que bordou o tema: ''O Bom Jesus Sinal do Amor do Pai''.

Milhares de peregrinos rumaram á freguesia de São Mateus, conselho da Madalena na ilha do Pico, na passada semana, para assistiram ás cerimónias e procissão que se realiza todos os anos no dia 6 de Agosto, mais precissamente ao Santuário Diocesano de São Mateus do Pico nos Açores.


Este ano fez precissamente 147 anos após as errupções vulcânicas na ilha Montanha onde se realiza esta grandiosa festa, em honra do ''Ecce Homo'', a segunda maior festa religiosa do arquipélago, e a mais concorrida que arrasta milhares de peregrinos de toda a ilha, que em romarias pagam suas promessas em longas caminhadas ao longo da semana e participam em novenas diárias.

No dia de festa vêem do grupo central , também conhecidas pelas as ilhas do Triângulo, ''Faial , Pico e São Jorge'', centenas de pessoas de vários grupos etários para assistirem e participarem nas cerimónias, muitos marcam presença todos os anos no dia 6 de Agosto.
Este ano a festa aconteceu numa sexta-feira, onde houve três missas, ás 8h30 e ás 11 horas, sendo a solene Concelebração Eucarística da festa pelas 16h30, e a solene majestosa procissão teve início pelas 18h30. Incorporaram na procissão além das venerandas imagens do Senhor Bom Jesus Milagroso, de Nossa Senhora da Compaixão e de São João Evangelista, incorporou-se também a Imagem do Beato João Baptista Machado, padroeiro da diocese de Angra, que assinalou os 475 anos da criação da mesma. O cortejo encerrou com o Palio e Santo Lenho, levado pelo bispo dos Açores.

D. António Sousa Braga celebrou no passado dia 2 de Agosto, quarenta anos de Missa Nova na missa da novena das festas do Senhor Bom Jesus Milagroso. Concelebraram D. Arquiminio Rodrigues da Costa, bispo emérito de Macau, Monsenhor José de Lima e Monsenhor Gregório Rocha, Reitor do Seminário de Angra do Heroísmo e pregador das festas deste ano eo clero do Pico. A alocução do final da solene procissão foi proclamada pelo reverendo Pe. Marco Luciano da Rosa Carvalho, Ouvidor Eclesiástico da Horta. Quase toda a gente se integrou no cortejo processional se afirmando por uma digna manifestação de fé e religiosidade sentidas e vividas no acto penitencial de fiés devotos do Bom Jesus Milagroso em que muita boa gente caminha com os pés descalços nesta longa caminhada de oração e peregrinação.

Foram oito as filarmónicas que seguiram no cortejo atrás das imagens, seis locais, uma do Faial, a Sociedade Filarmónica "União Faialense" (SFUF), fundada a 17 de Maio de 1897, na freguesia de Angústias, ilha do Faial, e a outra do continente.

A Banda Filarmónica Simão da Veiga da Casa do Povo de Lavre, esteve na ilha do Pico de 4 a 10 de Agosto em intercâmbio com a Filarmónica Lira Madalense. É antiga a tradição musical da histórica vila alentejana de Lavre. A primeira aparição pública oficial da Banda da “Sociedade Fraternidade Simão da Veiga” foi a 1 de Dezembro de 1889 tendo como mentor Simão Luís da Veiga, lavrense e exímio cavaleiro e pintor animalista. Várias identidades municipais locais e regionais marcaram presença atrás do palio qe fechavam a participação na procissão.

Ao cair da noite houve concerto pelas filarmónicas e comes e bebes ao longo da rua principal da freguesia. O tempo ainda aguentou-se sem chover no decorrer da procissão mas no final do dia , veio a chuva já ao cair da noite, que prometia durante a tarde soalheira e ventosa que se fez sentir, que afastou as centenas de pessoas que ainda se encontrava no local da festa.