quinta-feira, 29 de julho de 2010

Mississauga: Festa do S.Salvador do Mundo


30º Aniversário da festa em honra do Santíssimo Salvador do Mundo
Paróquia Portuguesa de Mississauga celebra o padroeiro
A igreja do Santíssímo Salvador do Mundo em Mississauga, esteve em festa na semana passada, para celebrar o 30º. Aniversário da paróquia, com os festejos em honra do seu padroeiro.
O programa da festa começou a meio da semana prolongando-se até domingo 25 de julho.
No sábado, dia 24, houve no final da tarde uma missa e que homilia pelo Rev. Padre José Maria Cardoso, vindo de Montreal.

José Maria Cardoso, nasceu em Guimarães, Portugal, tendo sido ordenado padre missionário para a Congregação do Verbo Divino. A sua primeira missão foi no Congo em África, sendo actualmente pároco da Missão Santa Cruz em Montreal.

Foi o convidado para presidir este ano ao trigéssimo aniversário da igreja mais antiga dos portugueses na cidade de Mississauga.
Apesar do sábado chuvoso, após a missa, e na parte profana da festa, actuaram três grupos folclóricos luso-canadianos: o do Centro Cultural Português de Mississauga, o Grupo português de Oakville e o de Brampton. Ao findar da noite houve um concerto pela Banda Lira Portuguesa de Brampton.
No domingo dia 25, houve a missa solene com pregação pelo Pe. José Cardoso, e às 15 horas, num dia radioso de sol e céu azul com uma temperatura amena, realizou.se a procissão que abriu com o guião, ladeado por homens com opas encarnadas, anjos, grupos de oração, e as imagens de Nossa Senhora de Fátima e do Santíssimo Salvador do Mundo, seguido por algumas promesas, os padres, José Maria Cardoso, que levava o relicário, ladeado por Carlos Macatangga (novo pároco da paróquia) e Francisco Janeiro, seguidos pelo som dos acordes da Banda Lira Portuguesa de Brampton, que precorreu algumas ruas no giro habitual.

Pela tarde dentro, no parque nas traseiras da igreja, decorreu a parte profana da festa, com barracas preparadas para comes e bebes, bazar e um palco mantado para o programa de variedades, que começou pelas seis horas da tarde com duas surpressas que não estavam programadas. Primeiro o cantor Carlos Martins e depois o acordeonista David Viveiros. Após alguns leilões, foi a vez de subir ao palco o artista brasileiro, Marcelo Neves, que trouxe na sua voz, ''Alegria sem Parar'', e animou o resto da tarde com um grande espectáculo como ele sabe fazer.

A festa veio a terminar já ao cair da noite, com um concerto pela Banda Lira Portuguesa de Brampton, liderada pelo maestro António Moreira.
A Banda de Brampton irá até aos Açores no próximo mês de Agosto, mais concretamente à ilha de São Miguel, para participar na festa de N.S. dos Anjos em Água de Pau, entre outras, durante as duas semanas de estadia no arquipélago açoriano.
Durante o dia foram vendidos bilhetes para o soteio que foi realizado ao final do dia.
Como é tradição nestas festas, já á longos anos, foram vendidas as tradicionais malassadas, feitas numa garagem à frente da igreja, pelo grande número de senhoras voluntárias, que tiveram desde manhã cedo o trabalho todo em suas mãos para ajuda das despezas destes festejos anuais.
O DJ ''Nazaré Praia'' animou as festevidades.
Á presidente das festas, Deodata Simão, e aos seus colaboradores, «O Milhafre'' agradece pela atenção concedida.
Ao novo pároco desta igreja Fr. Carlos Macatangga , natural das Filipinas, os nossos parabéns por entrar em comunhão om a comunidade portuguesa com o objectivo de manter esta tradição, de origem dos micaelenses, que foi trazida por oriundos da freguesia da Ribeirinha, conselho da Ribeira Grande na ilha de S. Miguel, e que já predura nesta paróquia de Mississauga no Canadá à trinta anos.
Bem Hajam!
Texto e fotos de: João G. Silva

sábado, 24 de julho de 2010

As férias de Cristiano Ronaldo


Algures num lugar paradisíaco, o craque Cristiano Ronaldo vai aproveitando ao máximo o período de férias antes de se juntar ao Real Madrid.

França: ''Tour'' em quatro patas


França, 22 de julho - A subida ao sempre complicado Col du Tourmalet foi marcada por um momento caricato, quando algumas ovelhas se intrometeram na discussão da subida com os ciclistas. Contador que se cuide que pode ter aqui concorrência!

GP do MotoGP - As meninas do "paddock"


Laguna Seca, 24 de Julho - Presença habitual em todos os GP do MotoGP, as belas meninas do "paddock" são uma alegria... para os olhos.

Sociedade: O Milhafre nos Açores


O milhafre nos Açores
O milhafre (Buteo buteo) é uma ave que pode ser vista na maioria das ilhas do arquipélago dos Açores e apenas nas Flores e no Corvo não tem presença regular.
Esta ave de rapina assume especial importância no controlo de algumas pragas que afetam a região, nomeadamente de ratos. No censo realizado no ano 2009 foram avistados 342 milhafres, o que representou um aumento relativo a 2008, quando apenas foram contabilizados 218.
Na sequência dos censos que têm vindo a ser realizados desde 2006, estima-se que existam cerca de 850 milhafres em S. Miguel, 300 no Pico, 250 na Terceira e 190 no Faial. A ilha de Santa Maria tem uma população estimada de cerca de 130 milhafres, enquanto em S. Jorge devem existir aproximadamente 120 destas aves.
O milhafre também é conhecido por Águia de Asa Redonda, Queimado e Manta. Ver foto.
(in imprensaregional.com.pt/obaluarte/)

terça-feira, 20 de julho de 2010

Cambridge: Festa do E. Santo - Império das Crianças


ORIENTAL SPORTS CLUBE DE CAMBRIDGE
Festa em Honra do Divino Espírito Santo - 30º. Aniversário do Império da Crianças
O Oriental Sports Club Inc. esteve em festa nos passados dias 16, 17 e 18 de Julho, com as celebrações da festa em Honra do Divino Espírito Santo - Império das Crianças, em Cambridge no Ontário.
Este ano assinalou-se o 30º Aniversário do Império das Crianças que foi fundado em 1980, e a mordoma foi a jovem Mariah Castro, neta do casal açoriano responsáveis eleito para a festa, João (Bacalhau) Castro, natural da ilha das Flores, e esposa Natália Castro natural da ilha de Santa Maria.
João e Natália mantêm uma grande fé e devoção ao Divino Espírito Santo como tantos açorianos, por isso, com alegria tiveram forças para acompanharem a sua neta como mordoma, tomando a responsabilidade que estas festas dão, não esquecendo aqueles que trabalharam ao longo do ano entre ajudas e ofertas do gado, que recebeu de muitos amigos devotos á Terceira Pessoa da Santíssima Trindade, para manter esta bonita tradição de origem açoriana, naquele clube durante 30 anos, com a realização do Império das Crianças.
O programa teve início na sexta-feira dia 16 com a entrega das pensões aos irmãos. No sábado dia 17, foi a vez da bençao do pão, carne e vinho pelo rev. Pe. António Cunha. À tarde houve cantigas ao desafio com cantadores radicados no EUA e no Canadá, António Resendes (Sta. Maria), José Barbosa e Eliberto Ferreira (S. Miguel) e Manuel Tomás (Terceira), foram acompanhados pelos tocadores , João Carlos Silva e Paulo Avelar. Seguiu-se a marcha das Crianças. Ao cair da noite foram servidas sopas do Espírito Santo a todos os presentes, e depois houve baile com música do DJ ''Music Nation'' e actuação de Luís Almeida. À meia-noite, foi servido o tradicional ''Caldo''.

No último dia, domingo (17), foram entregues sopas aos irmãos no clube, e realizou-se o cortejo da coroação com saída do parque da Brierdale Plaza em direcção á igreja de N.S. Fátima, onde foi realizada a missa solene e coroada as crianças. Ao meio-dia foram servidas as primeiras sopas ás pessoas da terceira idade. Já pela uma da tarde formou-se o cortejo à entrada do portão do Oriental Sports Clube, que se dirigiu até à Capela do Divino Espírito Santo, onde decorreram as cerimónias e os mordomos, João e Natália, fizeram a sua alocução.
O Pe. António Cunha entregou à organização um livro e uma medalha do quintuagéssimo aniversário da comunidade portuguesa religiosa de Cambridge. Houve uma largada de pombos pela jovem mordoma Mariah Castro, enquanto a Lira Bom Jesus de Oakville entoava o hino do Divino Espírito Santo.

No final foram distribuidos bolinhos de massa sovada a todas as crianças presentes, ofertas de promesas em pedidos ao Divino Espítito Santo.
Durante a tarde, foram servidas as tradicionais sopas do Espírito Santo no salão do clube Oriental, enquanto no exterior foram oferecido às crianças, hamburgeres, salsichas e fatias de Pizza. No campo de futebol havia vários devertimentos disponiveis para as crianças.
Para os adultos houve um concerto pela Banda Lira Bom Jesus de Oakville e actuação do cantor Victor Martins, vindo de Toronto.
No final foi a vez da entrada da Marcha do Império das Crianças, liderada pela instrutora Luísa e suas colegas, com tema '' O chapéu de palha é uma tradição'' do folclore picoense, num total de 65 crianças vestidas a rigor com as cores da bandeira nacional portuguesa, que deram o ar da sua graça, todas elas nascidas no Canadá.
Foi bonito de vêr o empenho e a dedicação que elaspuseram na preparação desta actuação, que não teria sido possível sem o apoio dos pais.
No fim os responsáveis que motivaram estas crianças nesta valiosa e patriota realização foram aplaudidos de pé.
A terminar, deu-se a nomeação do novo mordomo para o próximo ano, que foi atribuído á criança, Noah Cardoso, que será auxiliada na sua tarefa pelos Avós.
O DJ Music Nation fechou as festas com música para dançar.
Agradeço à organização pela forma como nos recebeu. Bem Hajam!
Pr: João G. Silva

Brampton: Angariação de fundos para o ''Espaço Vida''


CENTRO SOCIAL PAROQUIAL SÃO PEDRO DA PALHAÇA
Jantar de Angariação de fundos para o ''Espaço Vida''
O salão de festas da igreja de Nossa Senhora de Fátima, na cidade de Brampton, foi o local escolhido por um grupo de benfeitores, oriundos da Vila da Palhaça, conselho de Oliveira do Bairro, no distrito de Aveiro, para um jantar de angariação de fundos para o novo projecto ''ESPAÇO VIDA'', um lar de idosos e um centro para pessoas com deficiência grave e profunda, que juntou mais de duas dezenas de pessoas.
A família Dias, foi a responsável por esta iniciativa, com o Carlos, a Lília e filha Denise a juntarem muitos amigos para darem o seu contributo a esta causa em prol deste Centro Social no centro de Portugal, de onde são naturais.

Vieram até ao Canadá, a convite do casal Dias, o Pe. José Augusto Nunes, presidente da organização do Centro Paroquial de São Pedro da Palhaça, Lino Bacalhau (Tesoureiro) e Soledade Arroz (presidente do conselho fiscal), organização que acolhe pessoas com deficiências físicas e mentais, que cobre aquela região de Palhaça e Nariz, no conselho de Oliveira do Bairro.
O jantar foi preparado pelo ''Catita's Catering''. No final a Denice, a Lilia e o Carlos agradeceram a presença de todos, e o Pe. José Nunes, nas suas breves palavras, explicou com o auxílio do video, como funciona o centro, e mostrou os novos projectos em fase de conclusão.
Gilberto Medeiros, leiloou muitas e valiosas ofertas ao longo da noite, que tinham sido oferecidas por vários patricionadores. Foram ´também vendidos bilhetes para um sorteio que se realizou no final da noite. Não faltou a música para dançar.
História da IPSS da Palhaça:
O Centro Social Paroquial São Pedro da Palhaça é uma Instituição Particular de Solidariedade Social, criada por iniciativa da Fábrica da Igreja Paroquial da Freguesia.
Iniciou a sua actividade em 1 de Junho de 1978, em instalações paroquiais, com a valência de Creche. Foi inscrito no Centro Distrital de Segurança Social de Aveiro em Setembro de 1980. A par do desenvolvimento do Jardim de infância, surgiu a ideia de un Centro de Dia. Construído de raiz, em terreno oferecido, foi inaugurado em 30 de Outubro de 1983. O Centro de Actividades de Tempos Lvres (CATL) iniciou em 1984. Os Estatutos foam registados em 8 de Janeiro de 1986.
Actualmente, a Instituição está a construir o ''Espaço Vida'', um projecto de investimento que contempla:
- Centro de Actividade Ocupacional (CAO), com capacoidade para 20 utentes.
- Creche, com capacidade para 90 utentes.
- Jardim de Infância, com capacidade para 52 utentes.
- CATL/Extensões de Horário e Interrupções Lectivas, om capacidade para 60 uyentes.
- Centro de Dia, com capacidade para 30 utentes.
- Serviço de Apoio Domiliciário (SAD), com capacidade para 30 utentes.
- Residéncia / Lar de Idosos, com capacidade para 21 utentes.
Estes serão uma referência para a Vila da Palhaça e servirão um elevado número de pessoas desta comunidade.
Os primeiros estudos para a deslocalização das instalações são anteriores a 2001 e o primeiro projecto data de Fevereiro de 2002.
O ''Espaço Vida'' surge no âmbito do PARES, Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais, e implica um investimento, que ronda os 2 500 000,00 Euros.
A curto prazo, prevê-se a criação de 50 novos postos de trabalho e um acréscimo de 104 vagas na totalidade dos serviçõs já prestados e a criação de novos com equipamentos deste espaço.
O programa e apoio do Município de Oliveira do Bairro em conjunto com os capitais próprios cobrirão cerca de 70% do custo da obra. O restante fica a contar com a generosidade de muitos e de cada um. Neste momento, o CAO encontra-se já pronto a funcionar, em Setembro próximo. Dentro de 18 meses, espera-se que os restantes edifícios estejam concluídos.
O ESPAÇO VIDA é, dentro de pouco tempo, uma realidade ao serviço da população, mas precisa, no entanto, do contributo de todos para continuar a rescer e ser concluído.
Para mais informações sobre este grande projecto, poderão visitar a net no endereço:
www.csp-palhaca.pt
Numa próxima edição publicaremos uma pequena entrevista com o impolsinador deste grande projecto, o Pe. José Augusto Nunes.
- João G. Silva.

quarta-feira, 14 de julho de 2010

28ª. Edição do ''Carabram ' 2010''


''CARABRAM '2010'' - FESTIVAL MULTICULTURAL DE BRAMPTON
O Vasco da Gama Cultural Center representou Portugal no Carabram
''Douro Região do Vinho" foi tema promovido no pavilhão português
Na passada sexta-feira, teve início na cidade de Brampton, a 28ª. Edição do Festival Multicultural, ''CARABRAM'', que contou este ano com 15 pavilhões de várias nacionalidades espanhados por toda a cidade das flores (Flower City), como também é conhecida pela sua história.

Este Festival Multicultural foi criado em 1982 - ano em que participaram apenas quatro pavilhões, em representação da Itália, Escócia, Ucrânia e West Indian (agora Caraibas).
Ao longo dos três dias, os habitantes de Brampton e arredores, tiveram mais uma vez, a oportunidade de ''darem a volta ao mundo'' sem saírem de Brampton, testemunhando a cultura, gastronomia, artesanato e diversões dos 15 pavilhões.
Aqueles que optaram por comprar um passaporte, tiveram direito a transporte grátis nos autocarros designados para o festival.
Na edição deste ano participaram os seguintes países:
Bangladesh, Bulgária, Canadá, Caraíbas, Croácia, Alemanha, Havai - Polinésia, Índia, Irlanda, Itália, Macedónia, Myanmar, Pilipinas, Polónia e Portugal.
O tema do pavilhão de Portugal foi, ''Douro Wine Region'' - Viticulture for over 1000 years''. (''Região do Vinho do Douro'' - 1000 anos de Vinicultutra'').
As instalações do salão de festas do Vasco da Gama Cultural Center, a norte da cidade, foram o local escolhido para a sua instalação, tendo oferecido um vasto programa, com destaque para espectáculos, continuos e variados, que foram apresentados por Manuel Alexandre (relações públicas do Centro), não tendo faltado a gastronomia que, recordamos, venceo o primeiro prémio na edição do ano passado.
Na sexta-feira, dia 9 de Julho, deu-se a abertura das cerimónias com a interpretação dos Hinos do Canadá e Portugal e dos membros da organização do Vasco da Gama. Seguiu-se a actuação da cantora Nélia Maria. Não faltou o fado, nas vozes de Soraia Mejdoubi e Paulo Filipe, e dança com Asley Pereira & Yosef Cruz, uma banda cubana, e os Ranchos floclóricos da Casa dos Poveiros, da Casa da Madeira de Toronto, Rancho da Nazaré, Grupo Folclórico de Brampton, Academico de Viseu, de Mississauga, ''As Tricanas'', os Camponeses e os cantores Décio Gonçalves e Jessica Amaro.
Vindo directamente de Portugal o artista George Martinez, conhecido por Rick Martin lusitano, deslinhou um excelente espectáculo com uma coreorgrafia, onde prodomino a música espanhola. Este famoso artista veio pela primeira vez ao Canadá, numa iniciativa do empresário Eduardo Vieira, da ''Hollowood Produtions''.
Outra atração que mereceu destaque foi a do Grupo Floclórico ''A Eira'' vindo de Newark - New Jersey, EUA. Os seus 60 elementos realizaram uma excelente actuação interpretando músicas da região do norte de Portugal. Todos deram o máximo e foram excelentes na promoção da sua música e na mostra dos seus dotes artísticos a todos os visitantes neste Carabram.

O pavilhão de Portugal, também deu a conhecer a História de Portugal, artesanato com a participação ao vicvo pelo oleiro Eduardo, provas de queijos e vinhos, a pastelaria com os pastéis de nata e as malassadas, e uma ementa variada da nossa grastronomia confecionada pelo ''Catita's Catering'' vencedor do ano passado, que ofereceu vários pratos: polvo com batatas, bifanas, bacalhau, favas gisadas, camarão, mariscos, etc., tudo com a riqueza da nossa culinária para todos os gostos e paladares.
O Vasco da Gama Cultural Center, está de parabéns pela forma como representou uma vez mais o nosso país neste festival Multicultural, o Carabram' 2010.
- João G. Silva

terça-feira, 13 de julho de 2010

São Miguel - Açores: Festas do Divino Espirito Santo


GRANDES FESTAS DO DIVINO ESPIRITO SANTO EM PONTA DELGADA
Cerca de 12 mil pessoas comeram as sopas do Espírito Santo no campo de São Francisco em Ponta Delgada
As Grandes Festas do Divino Espírito Santo de Ponta Delgada atrairam milhares de pessoas à cidade. Esta é a sétima edição de uma das maiores festas religiosas dos Açores, recuperadas pela Câmara Municipal de Ponta Delgada há sete anos, depois de mais de duas décadas interrompidas.

Ao princípio da tarde de domingo cerca de 12.500 pessoas, muitos dos quais emigrantes em visita a São Miguel e também muitos turistas, saborearam as designadas sopas do Espírito Santo. Ainda orvalhava logo após o meio-dia e já as primeiras quatro mil pessoas estavam sentadas para comer sopas acompanhadas por vinho de cheiro e laranjada.

Entre os que comeram sopas estavam a presidente da câmara de Ponta Delgada, Berta Cabral, e uma parte da vereação camarária além de alguns dos principais colaboradores da autarca.
Qualquer pessoa pode tomar parte numa refeição organizada com o objetivo de celebrar a fraternidade e a solidariedade, valores de referência dos festejos em honra do Espírito Santo introduzidos nas ilhas pela primeira leva de povoadores.

Carne e fatias de pão constituem os principais ingredientes das Sopas do Espírito Santo, confecionadas este ano para as festas de Ponta Delgada por um grupo de jovens das Feteiras, sob orientação do Coral de S. José.
A promoção dos festejos está a cargo do município da maior cidade açoriana, mas as 2,2 toneladas de carne necessárias à preparação das sopas foram oferecidas pela Associação Agrícola de S. Miguel.
Industriais de panificação garantiram os 1 500 bolos de massa sovada a servir aos comensais e os refrigerantes foram disponibilizados por empresas locais.
Um grupo de mulheres dos Fenais da Luz garantiu, por outro lado, os 250 quilogramas de arroz doce que foram servidos no banquete, que é um dos pontos altos dos festejos.

No passado domingo, celebrou-se a Missa Campal, no Largo da Matriz, presidida pelo Bispo dos Açores, e será distribuído o Bodo de Leite, na Praça Gonçalo Velho. A Coroação dos Impérios do Concelho saíu do Campo de São Francisco às 16h00 e pelas 21h00, e foi apresentado ao público o lançamento do livro ''A ilha, a fé e o homem'', de António Tabico, na Praça do Município, seguido de Cantigas ao Desafio pela Associação de Cantadores ao Desafio dos Açores. Às 21h30, nas Portas da Cidade, teve lugar o concerto de encerramento pela Orquestra Ligeira de Ponta Delgada e, às 23h00, um espectáculo de fogo-de-artifício, em frente à Praça Gonçalo Velho.
O Campo de São Francisco, uma vez mais, serviu de palco para as tradicionais Sopas do Espírito Santo. Foram oferecidas 12.500 sopas, confeccionadas por um grupo de jovens das Feteiras sob a orientação do Coral de São José.

Para confeccionar estas sopas, a Associação Agrícola de São Miguel ofereceu mais de 2.200 quilos de carne, enquanto várias indústrias de panificação locais ofereceram 1.500 bolos de massa sovada e outras empresas os refrigerantes. Foram ainda preparados, por um grupo de senhoras dos Fenais da Luz, 250 quilos de arroz doce.
Refira-se que parte da oferta de carne, massa sovada e refrigerantes será também para distribuir em pensões, que a Câmara Municipal de Ponta Delgada entrega no sábado de manhã a 35 IPSS (instituições particulares de solidariedade social) do concelho. A Presidente da autarquia acompanhará. Como habitualmente, a distribuição de parte dessas pensões.
Casa de Saúde de São Miguel, Casa de Saúde Nossa Senhora da Conceição, Caritas de São Miguel, Lar da Mãe de Deus, Associação de Pais e Amigos Crianças Deficientes do Arquipélago dos Açores, Casa do Gaiato, ACAPO, Cruz Vermelha, Aurora Social, Conferências Vicentinas, Associação Portuguesa de Deficientes, Associação de Paralisia Cerebral de São Miguel, Associação Doentes Machado Joseph, Associação de Apoio às Vítimas de ProstituiçãoNovo Dia, CAT-Centro de Emergência e Acolhimento Temporário para Homens, Instituto Bom Pastor-Acolhimento de Mãe, Associação Seara de Trigo e Centro de Acolhimento O Caminho ( IAC) são algumas das IPSS às quais a autarquia oferece as pensões.
A realização das Grandes Festas do Divino Espírito Santo de Ponta Delgada, que se realizam há sete anos por iniciativa da autarquia, só é possível com a colaboração da Associação Agrícola de São Miguel, Insco, Salsiçor, Box Line, Unileite, várias empresas de panificação e refrigerantes, além da envolvência total dos Presidentes das 24 Juntas e das dezenas de Impérios do concelho, dos escuteiros e de todos os funcionários camarários.
Já na segunda-feira, pelas 20h00, teve lugar a Ceia dos Criadores, para os colaboradores da organização, no Solar da Graça.
Pela primeira vez, estas festas, mais precisamente o cortejo, a missa campal e a coroação, foram transmitidas pela Internet.
Fotos de: Mário Jorge Pereira.

Mundial 2010: Festa Espanhola


FINAL DO MUNDIAL: ESPANHA, 1 - HOLANDA, 0 (AP)
Espanha é campeã do Mundo
A selecção espanhola sagrou-se esta noite campeã do Mundo pela primeira vez na sua história. O momento do jogo só surgiu aos 116 minutos, com o golo de Andrés Iniesta a coroar uma grande exibição.
A Espanha juntou em Joanesburgo, perante um Soccer City lotado com 84 490 pessoas, o título mundial ao Europeu conquistado em 2008 e assina uma página de ouro do seu futebol. O primeiro Mundial para La Roja e o primeiro de uma selecção europeia fora do Velho Continente.
Os noventa minutos de jogo não chegaram para encontrar um campeão do Mundo e foi preciso esperar pelo prolongamento. Esta noite, a selecção espanhola mostrou mais argumentos para chegar à vitória.

Os espanhóis entraram muito bem na final e Sergio Ramos e David Villa podiam ter inaugurado o marcador ainda antes do primeiro quarto de hora. Foi então que a ‘Roja’ perdeu alguma cor e a Holanda aproveitou para mostrar que não pensava em defender e esperar apenas pelo erro adversário.
Contudo, os holandeses não conseguiram criar grandes ocasiões no primeiro tempo. Aliás, a grande figura foi então Howard Webb, que se viu obrigado a puxar do cartão amarelo para segurar um jogo quezilento. De Jong podia mesmo ter visto o vermelho, face à entrada violenta sobre Xabi Alonso.
No regresso do intervalo, a Espanha voltou a entrar bem. Os campeões europeus deram nova prova da excelência do seu estilo ‘tiqui-taca’ e criaram problemas à defesa da equipa de Bert Van Marwijk.
A resposta holandesa veio por Robben aos 62’, quando o extremo falhou isolado perante Casillas. O guardião defendeu com a perna direita o remate do jogador holandês, que recebera uma assistência notável de Sneijder.
Todavia, com Xavi a coordenar as tropas da ‘armada espanhola’, os campeões europeus voltaram a dominar o jogo e Villa falhou incrivelmente o golo aos 69’ ao rematar contra um defesa na pequena área.

Estes falhanços geraram o sentimento de prolongamento no estádio. Acto contínuo, espanhóis e holandeses abrandaram o ritmo, já com o horizonte definido no tempo extra.
O prolongamento foi um reflexo do que sucedeu ao longo dos 90 minutos e Espanha voltou a mostrar mais ‘ganas’ de ser campeã. Nem o facto de terem mais experiência em finais, com as derrotas em 1974 e 1978, salvou os holandeses, que foram excessivamente pragmáticos e pouco ousados.
Depois de Fabregas e Navas desperdiçarem boas ocasiões, foi já contra 10 jogadores, após a expulsão de Heitinga, que Espanha chegou ao golo. Decorriam 116 minutos quando Iniesta recebeu um passe magistral de Fabregas e, em posição regular, atirou para o golo mais importante da história do futebol espanhol. Um golo que coroou uma grande exibição do pequeno grande jogador espanhol.
O golo ditou um fim precoce para a partida e os espanhóis puderam celebrar o seu primeiro Mundial.
Espanha reconquista liderança no ranking
A selecção espanhola vai regressar pela segunda vez na sua história ao primeiro lugar do ranking da FIFA.
A Espanha sagrou-se campeã do Mundo pela primeira vez na sua história, ao bater na final do Mundial 2010 a selecção da Holanda por 1-0. “La Roja” soma o título mundial ao título de campeã europeia de 2008 igualando a selecção francesa nas “dobradinhas”.
Com a consagração do título mundial, a Espanha volta a liderar o ranking da FIFA para melhor selecção do mundo superando o Brasil, eliminado do Mundial2010 pela Holanda ainda nos quartos-de-final.
Portugal deve descer no ranking da FIFA depois de partir para a África do Sul no terceiro lugar, atrás do Brasil e Espanha, precisamente.
Diego Fórlan eleito Bola de Ouro
Diego Fórlan sucede a Zidane na conquista do prémio do melhor jogador de uma fase final de um campeonato do Mundo. Uruguaio de 31 anos foi o grande responsável pela brilhante caminhada da Celeste na África do Sul.
O avançado do Uruguai, Diego Fórlan, foi eleito pela FIFA como o melhor jogador do Mundial 2010. A votação, que decorreu no dia da final de Joanesburgo, foi levada a cabo pelos jornalistas presentes no Mundial 2010. O número 10 da "Celeste", que marcou cinco golos no Mundial 2010, obteve 23,4% dos votos dos jornalistas, enquanto o médio holandês Wesley Sneijder recebeu 21,8% e o espanhol David Villa, 16,9%.
Diego Fórlan sucede a Zidane, Bola de Ouro em 2006, no prémio que consagra o melhor jogador do Mundial.
Com cinco golos marcados, durante a prova que decorreu na África do Sul, Diego Fórlan colocou o Uruguai entre as quatro melhores selecção do Mundo, algo que não acontecia desde 1970.

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Cambridge: Festa do Império de São Pedro


ORGANIZACAO PORTUGUESA MICAELENSE DE CARIDADE DE CAMBRIDGE

38º. Aniversario das festas do Divino Espírito Santo - Império de São Pedro, celebrada pela comunidade micaelense
A Organização Portuguesa Micaelense de Caridade - Império de São Pedro promove desde há trinta e oito anos que celebram as festa do Divino Espirito Santo e do Império de São Pedro na cidade de Cambridge.
O programa iníciou-se no dia 27 de Junho, no Oriental Sports Club, com a apresentação do gado, cantigas ao desafio e desgarradas pelo Arménio Cordeiro e João Pereira, leilões e a disponibilização de refeições a todos os participantes no final do dia, que incluiram carne guizada e massa sovada.
Na quinta-feira, Dia do Canadá, deu-se a distribuição das pensões aos criadores em Harrison, Arthur, Hamilton e Toronto.
No dia seguinte, foi a vez do recolhimento do pão, carne, massa e vinho para o clube de Português de Cambridge, onde decorreram as festividades. Realizou-se a benção da despensa que foi aberta aos irmãos presentes que quizeram levar a pensão para suas casas. O dia terminou com a tradicional ceia dos criadores.
No sábado dia 3 de Julho, foram distribuidas as restantes pensões durante a manhã. Depois, no salão do clube realizou-se o almoço do mordomo para o seus convidados. Ao cair da noite houve um espectáculo pelo artista brasileiro, Marcelo Neves vindo de Toronto, e estiveram à venda, bifanas, favas guisadas, morcela frita, iscas de figado e malassadas, sumos e as fresquinhas para rebater o calor.

No domingo, foi o dia mais concorrido da festa, mas também o mais quente com temperaturas a rondar os 32ºC. Logo pela manhã, teve início a saída do cortejo da coroação no parque da Briedale Plaza para a igreja de Nossa Senhora de Fátima , acompanhado pelas Bandas Lira do Espirito Santo de Cambridge e Portuguesa de Hamilton, terminando com a celebração da missa da coroação. No salão do clube português, foi servido o almoço às pessoas da terceira idade pelo meio-dia.
Após a missa, a irmandade seguiu com destino ao clube português, onde foi formado o cortejo a entrada do portão da propriedade, que incorporou: as irmandades de Scarborough, Hamilton, Guelph City, Brantford, Kitchener, Clube Português de Cambridge, Mariense, Picoense, Açores Sociedade - Império São João, Império das crianças do Oriental, Escola Portuguesa do C.P.Cambridge, Rancho Provincias e Ilhas de Portugal e as Bandas de Cambridge e Hamilton. que seguiram em direção á capela do Divino Espirito Santo.
Foram tocados os hinos do Canadá, Portugal e do Divino Espírito Santo á entrada das cerimónias e João de Deus Raposo apresentou as entidades convidadas que aproveitaram o momento para dirigir algumas palavras de agradecimento e apreço à organização micaelense, pelos trinta e oito anos de esforço e dedicação em manter estas festividades bem vivas naquela cidade.
O presidente da Câmara de Cambridge, Doug Craig, e o sargento da policia local, Bill Greer e Frank Monteiro, também estiveram presentes. Este último praticipou apenas no cortejo para a igreja, não podendo estar presente no parque.
Como tem acontecido com as outras organizações, o Pe. António Cunha, ofereceu o livro e a medalha dos cinquenta anos da comunidade portuguesa de Cambridge da Igreja de Nossa Senhora de Fátima ao João de Deus, enquanto os mordomos largavam as pombinhas ao som do hino do Divino Espírito Santo, como manda a tradição.

Os Mordomos deste ano foram, Miguel Rodrigues e Zélia Sousa que agradeceram a presença da comunidade portuguesa, que encheram o salão pelo menos duas vezes para saborearem a deliciosa gastronomia. Para eles, os mordomos levaram a coroa e o bandeira até á cozinha como forma de agradecimento, enquanto a banda de Cambridge entoava o hino do Divino Espírito Santo.
Depois das cerimónias deram entrada no salão todos as organizações convidadas e o povo em geral para servirem o tradicional jantar de carne guizada com batatas, massa sovada, vinho e refrescos.
Durante a tarde realizou-se o concerto pela Banda Portuguesa de Hamilton e actuação do Rancho Provincias e Ilhas de Portugal da cidade de Hamilton. Leilões, bazar e o sorteio das ''Domingas'' e nomeação do novo mordomo para o próximo ano de 2011, fecharam as festas juntamente com cantares tradicionais.
Agradecemos pelo convite e colaboração do João de Deus e Aires Couto, da Organização Micaelense de Caridade de Cambridge, pela informação fornecida á nossa reportagem. Bem Hajam!
Reportagem de - João G. Silva