segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Danças de Carnaval no Ontário, Canadá


CENTRO CULTURAL PORTUGUÊS DE MISSISSAUGA
Danças Carnavalescas á moda da Terceira foi um sucesso

Foi de grande participação e azáfema que o Centro Cultural Português de Mississauga esteve no passado fim-de-semana, com o Baile dos Namorados no sábado que teve a presença do cantor romântico Toy, vindo directamente de Portugal, para cantar na noite do ''Valentine's'' para mais de 500 pessoas que encheram o salão de festas.
No domingo de Carnaval novamente o salão principal do clube albergou mais de 700 pessoas para assistirem ás famosas e tradicionais danças carnavalescas á moda da ilha Terceira.
Com a casa superlotada, e depois de servirem o requintado almoço num salão repleto, o presidente Gilberto Moniz que foi reeleito novamente para mais um ano de mandato á frente do CCPM, deu as boas-vindas ao pessoal e agradeceu a preferência em escolheram o único clube dos portugueses de Mississauga para passarem uma tarde de convívio alegria com a apresentação das danças de Pandeiro de origerm terceirense.

Foram seis (6) danças que actuaram ao longo da tarde que se prolongou até ás nove da noite que alimentaram o matar de saudades das danças açorianas que está na alma do povo da ilha Terceira.
- A primeira foi a dança do C.C.P.Mississauga - O tema que apresentaram foi ''Homens para todo o Serviço''. O Mestre foi, Rogélio Mendes. O enredo foi sobre uma nova empresa que abriu para prestar todo o serviço, com os maridos a virem encontrar suas mulheres no serviço de massagens.

- A segunda dança foi a do Tropical Sport Bar de Toronto - O tema foi ''O Génio da lâmpada Mágica'' - Mestres: Francisco Borba e Francisco Melo. O enredo foi de duas mulheres que foram limpar uma casa de rico e encontraram o homem da lâmpada mágica que fizeram pedidos que não foi concretizados.

- A terceira dança foi a do Sport Clube Angrense de Toronto - O tema foi ''Novos e Velhos''. Mestres: Nelson Silva e Paulo Soares. A história do enredo que os novos sabem tudo e não aceitam o conselho dos velhos.

- A quarta dança foi a do Petisco Sport Bar de Toronto - O tema foi '' Dois Caçadores''. Mestre: o jovem Chris Sousa de 12 anos de idade. A história do enredo dá-se entre dois amigos que foram á caça dos ursos, e foram dados como desaparecidos (mortos) e regressaram mais tarde para daram com as esposas na igreja para casarem com dois polícias.

- A quinta dança foi a do Graciosa C. Centre de Toronto - O tema foi '' Depois do Dia da Mulher''. Mestres: Ramiro Nunes Otília Silva. A história do enredo as mulhues é que mandam agora. Não faltando as bocas aos locutores de uma rádio diaria local, aviso ás touradas, e até a um cabaz de Natal de uma firma local.

- A sexta e última dança foi a do Restaurante ''Nossa Gente'' de Toronto - Tema '' Sou Capaz de Fazer Tudo''. Escrito por João Mendoça, terceirense mais conhecido por (João da pêta). A história do enredo foi de três trabalhores da construção, carpinteiro, pedreiro e torneiro, que visitam duas mulheres solteironas para fazer um serviço na casa delas com bonus.
Foi assim que terminou já ás nove da noite uma tarde bem passada e devertida com as tradicionais danças carnavalescas tão enraizadas á moda da Terceira.

Durante a tarde houve o pedido de angariação de fundos a favor das vítimas das enchurradas que aconteceu na Ilha Terceira, em especial na freguesia mais afectada, Agualva, que rendeu $800.00 dólares, a que o Clube português de Mississauga irá contribuir com o resto do dinheiro até $2.000.00 dólares que será entregues pelo Presidente Gilberto Moniz na Casa dos Açores no próximo fim-de-semana. A todos os agradecimentos pelo bem fazer para aqueles que mais necessitam e perderam todos os seus haveres naquela tragédia que se abateu no conselho da Praia da Vitória nos Açores. Bem Hajam!
- João G. Silva.

Sem comentários: