quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Retrospectiva do ano de 2010


BOAS FESTAS E UM PRÓSPERO ANO NOVO DE 2011
Estamos a chegar ao final de mais um ano, o de 2010 que se passou tão rápido, para darmos as boas-vindas ao novo ano de 2011.
A quadra festiva chegou e, com ela, a velha tradição anual de troca de felicidades de um Feliz Natal entre amigos e familiares
.
No que diz respeito ao desporto-rei, como todos sabem o glorioso Sport Lisboa e Benfica foi o campeão, após alguns anos de jejum, mas no corrente campeonato tem sido pura desilusão, para não falar na precose eliminação da Liga dos Campeões, onde foram relegados para a Liga Europa. No sorteio realizado esta semana, o SL Benfica vai defrontar a equipa alemã do Estugarda, uma pêra nada doce, mas agora é a eliminar em dois jogos. A outra desilusão tem esta época, tem sido o Sporting CP, que fez pela vida na Liga Europa, mas vai mal a nível de campeonato.
A grande surpresssa, ou não, é a caminhada vitoriosa do FC Porto, que termina o ano sem derrotas e leva oito pontos de avanço na Liga Sagres sobre o Benfica 2º. classificado.
A nível Açores, o CD Santa Cara, mais uma vez, não conseguiu subir ao escalão maior do futebol em Portugal, e vai nesta nova época pelo mesmo caminho, isto é, falta o homem golo para fazer a diferença na Liga Orangina, e resolver os resultados nos jogos num campeonato muito disputado.
Na Série Açores - III Divisão, o FC Madalena foi o campeão e voltou a subir á 2ª Divisão, e segue na 5ª. posição na Zona Sul, e o Operário no 6º. lugar, enquanto o Sport Praiense segue na cauda da tabela na 14ª. posição na tabela classificativa.
Sobre os campeonatos regionais, na ilha Terceira o SC Vilanovense foi o campeão da AFAH. No campeonato da AFH - Faial /Pico, o vencedor foi o Prainha FC da ilha do Pico, enquanto que em São Miguel o campeão foi o Sporting Ideal da Ribeira Grande. Todas estas equipas subiram á III Divisão Nacional.
Já no decorrer desta temporada, na ilha de S. Miguel, o Desportivo de São Roque conquistou a Taça de Honra da AFPD, e o Águia dos Arrifes conquistou a taça Aniversário. Na ilha Terceira a equipa de Os Marítimos venceram o torneio da Abertura. Na Graciosa o Sporting de Guadalupe conquistou o primeiro tróféu da época ao vencer o torneio de Abertura. Em São Jorge foi o Desportivo Velense que arrecadou o respectivo trófeu. Nas provas da A.F.Horta - Faial/Pico, a equipa picoense do Desportivo Lajense venceu o torneio de Abertura.
Muito mais tinhamos a informar em retrospectiva, do que aconteceu a nivel desportivo ao longo do ano, mas ficamos por aqui.
Nesta quadra festiva, quero desejar aos leitores deste blog ''O Milhafre - Noticias'', votos de um Bom Natal e um Feliz Ano Novo de 2011, cheio de paz e felicidades, saúde e desporto!
- João G. Silva.

Campeonato Nacional da 3ª. Divisão - Série Açores


CAMPEONATO DA 3.ª DIVISÃO – SÉRIE AÇORES:
Lusitânia é líder - Angrense sobe ao 2ºlugar
O Sport Clube Lusitânia é o campeão do Natal, ao terminar o ano em 1º lugar, após ter vencido fora de casa á passagem da 11ª. jornada da III Divisão - Série Açores.
A equipa verde-branca de Angra do Heroísmo, foi a S. Miguel vencer o Sporting Ideal na Ribeira Grande por uma bola a zero, e mantém a liderança isolado na série Açores.
O Angrense recebeu em Angra o Capelense e venceu por 2-1, subindo ao segundo lugar na tabela classificativa, e está agora a um ponto dos seus rivais da Rua da Sé.
O Santiago de Água de Pau, caíu para a terceira posição ao empatar sem golos na ilha do Pico, frente ao Boavista de São Mateus. No derbie picoense o Vitória FC e o Prainha ficaram-se pelo nulo. Em Ponta Delgada, o União Micaelense recebeu a visita do Vilanovense e empatou a duas bolas.
Resultados da 11ª. jornada:
Boavista S.Mateus, 0 - Santiago, 0
Vitória do Pico, 0 - Prainha FC, 0
U. Micaelense, 2 - Vilanovense, 2
SC Angrense, 2 – Capelense SC, 1
Sporting Ideal, 0 - SC Lusitânia, 1
CLASSIFICAÇÃO:
L Equipa .......... J V E D GM-S P
1º SC Lusitânia ... 11 6 4 1 20 - 8 22
2º SC Angrense ... 11 6 3 2 23 -12 21
3º Santiago FC ..... 11 5 5 1 13 - 8 20
4º Prainha FC ........ 11 4 4 3 8 - 7 16
5º Boavista S.M... 11 3 5 3 12 -12 14
6º U. Micaelense ..11 3 4 4 11 -15 13
7º Sporting Ideal ..11 3 3 5 15 -16 12
8º Capelense SC ....11 3 3 5 17 -18 12
9º Vilanovense ......11 3 3 5 10 -19 12
10º Vitória Pico ...... 11 0 4 7 3 -17 4
12ª. Jornada - 01/09/2011:
Santiago FC - SC Lusitânia
Prainha FC - Boavista S.Mateus
SC Vilanovense - Vitória do Pico
Capelense - U. Micaelense
Angrense - Sporting Ideal

Informação Desportiva dos Açores


TAÇA DE SÃO MIGUEL - QUARTOS-DE-FINAL:
União de Nordeste causa sensação
Teve lugar a 1.ª Mão dos quartos-de-final da Taça de São Miguel de futebol, onde para já a maior surpresa aconteceu na Vila de Nordeste, com o Desportivo de São Roque a sair derrotado pelo União local pela diferença mínima (1-0).
Desp. Rabo de Peixe goleou o Bota Fogo (6-1)
O desfecho mais volumoso aconteceu no confronto Desportivo de Rabo de Peixe – Bota Fogo, onde os pescadores aplicaram meia dúzia de golos, mas primeiro consentiram o tento solitário da equipa adversária. Só uma verdadeira catástrofe impedirá a formação de Luís Pires passar às “meias-finais”.
No campo de Furnas e em mais um “derby” Povoacense, o Mira Mar venceu através de um golo isolado, partida em que os responsáveis “axadrezados” se queixam da irregular actuação de um dos árbitros assistentes e por este ser natural da vila da Povoação…
Vitória e Águia a única partida que terminou empatada e logo com um nulo. Tudo adiado para a contenda da 2.ª Mão, agora a realizar no recinto da formação dos Arrifes.
Recorde-se que a equipa vencedora desta eliminatória defrontará, caso as nossas contas não estiverem erradas, o vencedor do jogo Vitória do Pico da Pedra e Águia Desportivo.
Resultados da 1ª mão dos 1/4 de final.
Vitória Clube do Pico Pedra, 0 - Águia Desportivo, 0
União de Nordeste 1 - Desportivo de São Roque 0
Desp. Rabo de Peixe 6 - Bota Fogo 1
Vale Formoso, 0 - Mira Mar, 1
CAMPEONATO DE SÃO MIGUEL DE INICIADOS:
Santa Clara é de novo o campeão

A equipa do Santa Clara sagrou-se novamente a grande vencedora do Campeonato de São Miguel no escalão de Iniciados época de 2010/2011, após 14 jornadas realizadas na 2.ª fase.
O derradeiro jogo da prova era considerado decisivo e logo com o adversário que caso tivesse marcado mais de três golos e não sofrer nenhum, poderia ultrapassar o seu opositor. Tal desiderato não aconteceu efectivamente e o União Micaelense venceu, mas apenas por 1-0, resultado demasiado escasso para as suas aspirações.
Santa Clara e União Micaelense terminaram a competição com idêntico número de pontos (33), mas como já foi dito, os putos encarnados são os verdadeiros campeões, face ao desequilíbrio de resultados registado entre ambos.
Recorde-se que no jogo da 1.ª volta, o Santa Clara goleou o União Micaelense por 4-1.
O Operário terminou o campeonato, num brilhante 3º lugar.
Resultados da 14.ª ronda (última):
Marítimo , 0 – Águia CD, 1
Desportivo de São Roque, 3 – Sporting Ideal, 0
Santa Clara, 0 – União Micaelense, 1
Operário, 5 – Desportivo de Rabo de Peixe, 1
A classificação ficou assim ordenada:
1.º Santa Clara e União Micaelense, 33 pontos; 3.º Operário, 31; 4.º Desportivo de São Roque, 27; 5.º Sporting Ideal, 16; 6.º Águia, 14; 7.º Desportivo de Rabo de Peixe, 10; 8.º Marítimo, 0 pontos.
Autor: José Luis Tavares
CAMPEONATOS REGIONAIS DE FUTEBOL:
CAMPEONATO DE SÃO MIGUEL:
Vitória CPP alcança o Desp. São Roque
Resultados da 5ª. jornada:
Águia CD, 0 - CD São Roque, 0
U. Nordeste, 1 - Vale Formoso, 2
Vitória CPP, 5 - Bota Fogo, 2
Rabo de Peixe, 1 - Mira Mar, 2
CLASSIFICAÇÃO:
L EQUIPA ..... J V E D GM-S P
1º São Roque ......5 3 1 1 11 - 4 10
2º Vitória CPP ....5 3 1 1 11 - 8 10
3º Mira Mar ......5 3 0 2 7 - 7 9
4º Rabo Peixe..... 5 3 0 2 11 -10 9
5º Águia CD ......5 2 2 1 9 - 4 8
6º Vale Formoso. 5 2 0 3 7 -11 6
7º U. Nordeste. 5 1 0 4 7 -11 3
8º Bota Fogo... 5 1 0 4 9 -17 3
6ª. Jornada - 01/02/2011:
Vitória CCP - São Roque
Mira Mar - Águia C. Desp.
Vale Formoso - Rabo Peixe
Bota Fogo - U. Nordeste
CAMPEONATO DA TERCEIRA:
Boavista CR e Juv. Lajense empataram (1-1).
Perseguição ao líder passa pela Ribeirinha
A 10.ª rodada do animado Campeonato da Ilha Terceira, escalão de seniores, fica desde já marcada por dois aspetos: a folga do líder Marítimos e a partida entre os segundos colocados (Boavista e Lajense), ambos com 11 pontos, ou seja, a cinco do primeiro lugar.
Sendo certo que a equipa de São Mateus da Calheta tem mais um jogo realizado (oito contra sete da concorrência), não deixa, com certeza, de ser reconfortante saber que, independentemente do que possa acontecer este fim de semana, continuará isolada na frente da tabela. Resta apenas saber com que vantagem em relação ao segundo: dois ou quatro pontos.
Embora ainda falte muito campeonato, a grande verdade é que o prélio da Ribeirinha afigura-se deveras importante para ambos os intervenientes, pois aquele que perder começa a ficar a uma distância do primeiro lugar que, não sendo decisiva, encurta sobremaneira a chamada margem de erro.
Se olharmos apenas aos resultados mais próximos, o Boavista parece levar alguma vantagem, atendendo à péssima segunda volta do Lajense (o campeonato alberga quatro voltas) que não foi capaz de confirmar as qualidades evidenciadas na primeira.
Ao invés, o Boavista está a realizar uma campanha em crescendo, o que o coloca na frente da "bolsa de apostas", o que não significa - longe disso - que o Lajense esteja condenado a perder. Em suma, estão reunidas as condições para uma peleja emotiva e, quiçá, equilibrada. Tudo para decidir nos tão em voga pormenores? A ver vamos.
Os dois últimos da pauta classificativa (Barreiro e Fontinhas) defrontaram-se no Porto Judeu e a equipa da casa alcançou a primeira vitória na competição, goleando o Fontinhas por 5-1.
Fonte: Diário Insular
Resultados da 10ª. jornada:
Boavista CR, 1 - Juv. Lajense, 1
SC Barreiro, 5 - GD Fontinhas, 2
Folgou: Os Maritimos
CLASSIFICAÇÃO:
L EQUIPAS........ J V E D GM-S P
1º Os Maritimos ...8 4 4 0 14 - 6 16
2º Boavista CR .....8 3 3 2 11 - 9 12
3º Juv. Lajense ....8 3 3 2 6 - 5 12
4º GD Fontinhas ..8 2 1 5 10 -18 7
5º SC Barreiro ......8 1 3 4 9 -12 6
11ª. jornada - 01-09-2011:
Boavista CR - Os Marítimos
SC Barreiro - Juv. Lajense
Folga: GD Fontinhas.
CAMPEONATO DA GRACIOSA:
Sporting de Guadalupe é campeão do Natal
O Sporting de Guadalupe recebeu este sábado o Marítimo na partida que abriu a 12ª jornada do Campeonato da Graciosa. A equipa da casa nao só ganhou por 2-1 como ampliou para 4 pontos a liderança isolada da prova. Os leões dominaram o clássico durante a primeira parte e abriram o activo por José Gabriel à passagem do 36º minuto.
Entretanto, no segundo tempo, o Maritimo assumiu uma atitude mais ofensiva e permitiu por mais que uma vez ao novo guardião cabo-verdiano do Guadalupe evitar o golo da igualdade.
O segundo golo acabaria por surgir na baliza contrária, apontado por Jorge Picanço, na sequencia de um pontapé de canto. O Maritimo ainda reduziu no limite do tempo regulamentar por Luís Filipe após um livre indirecto dentro da área leonina.
Não sendo decisivo, quando faltam ainda disputar duas voltas do campeonato, este clássico definiu o "campeão de inverno" e pode ser importante para o desfecho da mais ambicionada competição graciosense.
Resultados da 12ª. jornada:
Sp. Guadalupe, 2 - Marítimo, 1
GD Luzense, 1 - Graciosa FC, 0
CLASSIFICAÇÃO:
L EQUIPAS ........J V E D GM-S P
1º Sp. Guadalupe ...12 8 3 1 25 -14 27
2º SC Marítimo .....12 7 2 3 26 -15 23
3º GD Luzense....... 12 3 3 6 17 -24 12
4º Graciosa FC ......12 0 4 8 8 -23 4
13ª. jornada - 01-09-2011:
Sp. Guadalupe - GD Luzense
SC Maritimo - Graciosa FC
CAMPEONATO DE SÃO JORGE:
Desportivo Velense cada vez mais líder
Resultados da 5ª. Jornada:
FC Calheta, 0 - Maritimo Vel., 0
Urzelinense, 0 - Desp. Velense, 3
Resultados da 6º jornada:
Maritimo, 1 - Desp. Velense, 3
Urzelinense, 1 - FC Calheta, 4
CLASSIFICAÇÃO:
L EQUIPAS ..........J V E D GM-S P
1º Desp. Velense ......6 5 0 1 15 - 3 15
2º Maritimo Vel. ......6 2 2 2 11 -10 8
3º FC Calheta ...........6 2 3 1 11 - 9 9
4º FC Urzelinense ...6 0 1 5 8 -23 1
7ª. Jornada - 01-09-2011:
FC Urzelinense - Maritimo
FC Calheta - Desp. Velense
CAMPEONATO - FAIAL/PICO (A.F.HORTA):

GD Feteira foi a surpresa de Natal ao vencer no Flamengos
A anteceder a paragem Natalícia que o futebol sofre por uma semana, realizou-se uma jornada onde o líder Fayal folgava, o vice Flamengos recebia o Desportivo da Feteira em último e nas Lajes do Pico, os amarelos discutiam com o Cedrense o terceiro lugar da classificação e do pódio.
Depois de efectuar a travessia do canal, o Cedrense com muitas baixas no seu plantel, por lesão e algumas desistências, defrontou um Lajense que tem vindo a crescer como equipa e na classificação, depois da chegada do novo técnico António Luz. Como já se esperava, a turma da casa impôs o seu futebol e foi sempre superior. O resultado final de 4-0 reflecte a diferença entre os conjuntos e permite que o Lajense ultrapasse o seu adversário na classificação.
No outro encontro, o Flamengos recebeu no Vale o Desportivo da Feteira. Jogo em que era obrigatório a vitória para os azuis de forma a encurtar distâncias para o líder. No entanto, os azuis foram sempre uma equipa desgarrada e sem um futebol apoiado e trabalhado. Por seu turno a Feteira lutou, muito embora por vezes com pouca qualidade, mas nunca virou a cara à luta. Já no decorrer da segunda parte, o Desportivo da Feteira consegue concretizar e coloca-se em vantagem no marcador. A partir deste momento, e ainda com cerca de trinta minutos para se jogar, o Flamengos procurou dar a volta ao texto, mas nem sempre da forma mais esclarecida e nem o empate conseguiu de forma a atenuar a surpresa que o último classificado veio fazer a casa de um candidato ao título. Foi sem dúvida a melhor prenda de Natal para o Desportivo da Feteira que já no dia 2 de Janeiro de 2011 irá receber, nas Canadinhas, o líder Fayal, enquanto, nesse dia o Flamengos desloca-se ao norte para defrontar a equipa dos Cedros na Lajinha. Dois jogos a realizar em campos de terra batida, esperemos bom tempo e bom futebol.
Resultados da 11ª. jornada:
CD Lajense, 4 - Cedrense, 0
Flamengos, 0 - GD Feteira, 1
Folgou: Fayal Sport.
CLASSIFICAÇÃO:
L EQUIPAS .........J V E D GM-S P
1º Fayal Sport ........ 8 6 2 0 11 - 4 20
2º Flamengos ....... 9 4 1 4 13 -16 13
3º CD Lajense...... 9 3 3 3 18 -10 12
4º GD Cedrense ... 9 3 2 4 10 -14 11
5º GD Feteira ...... 9 2 0 7 6 -14 6
12ª. Jornada - 01-02-2011:
GD Cedrense - FC Flamengos
GD Feteira - Fayal Sport
Folga: CD Lajense.

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

SATA Internacional assina acordo com US Airways


GRUPO SATA garante parceria com US AIRWAYS
Na sequência da estratégia de reforço da penetração no mercado Norte-americano, a SATA Internacional assinou um acordo de Interline com a US Airways.
Com a assinatura deste acordo, passa a ser possível aos clientes de ambas as companhias viajarem nas rotas operadas pela SATA Internacional e pela US Airways com o mesmo bilhete electrónico, facilitando, desta forma, as ligações entre os vários destinos norte-americanos operados pela US Airways e os voos transatlânticos da SATA Internacional entre Portugal e Boston.
Assim, para além da possibilidade dos passageiros e respectiva bagagem serem despachados até ao destino final, serão construídas tarifas combinadas para diversos destinos no interior dos Estados Unidos, nomeadamente, e para já, Costa Leste e Califórnia e, também, para a ligação entre as Bermudas e os Açores.
A assinatura deste acordo com a US Airways representa mais um marco na consolidação da estratégia do Grupo SATA de penetração nos mercados da América do Norte (Estados Unidos da América e Canadá), constituindo estes mercados uma das principais apostas para a expansão da companhia, através da criação e disponibilização de mais e melhores ligações entre os Açores, Portugal continental e a América do Norte.
Pela importância que este acordo representa, Gavin Sundwall, cônsul dos Estados Unidos para os Açores, referiu "Este acordo, assinado durante esta difícil época económica, irá ajudar as economias da região e do meu país unindo-nos ainda mais. Em especial aqui nos Açores onde o sector turístico tem um enorme potencial e a capacidade de criar novos postos de trabalho. Este acordo é um importante passo no desenvolvimento da Região".
António Gomes de Meneses, presidente do Grupo SATA, recordou, a este propósito, "…que o reforço da importância do mercado norte-americano na estratégia do Grupo SATA, teve como pontos altos a atribuição do Estatuto de Operador Regular para os Estados Unidos da América
e para o Canadá, o que permitiu a implementação de um modelo de distribuição, de marketing e de vendas mais contemporâneo e abrangente, desde logo, com a disponibilização dos lugares e tarifas nos sistemas informáticos de reservas (GDS) que permitem a todos os Agentes de Viagem e Operadores Turísticos e Portais de Venda Electrónicos acederem e emitirem bilhetes SATA, em tempo real."
Ainda de acordo com o presidente do Grupo SATA, "o novo estatuto de operador regular também permitiu a presença da SATA em canais de venda on-line, quer em site próprio, quer nos portais de viagens, o que permite a cobertura integral do vasto território norte-americano, bem como o estabelecimento de parcerias com companhias norte-americanas (como o caso da US Airways), que trarão acrescida notoriedade e conectividade aos destinos da SATA, em particular, os Açores."
Acerca do Grupo SATA
O Grupo de empresas SATA não tem cessado de crescer ao longo dos últimos anos. Com mais de sessenta anos de experiência no transporte aéreo de passageiros e carga, a SATA apresenta hoje uma estrutura organizativa mais moderna e funcional, adaptada aos desafios de um sector extremamente exigente e competitivo. A frota do Grupo SATA divide-se pelas suas duas companhias de transporte aéreo. Á SATA Air Açores pertencem quatro Bombardier Q400 NextGen (80 lugares), e dois Bombardier Q200 (37 lugares), por seu turno, a SATA Internacional voa com quatro A310-300 com 222 lugares e quatro A320-200 com 165 lugares operando ligações para Continente e Ilhas, Europa, Estados Unidos, Canadá, servindo, no seu conjunto, uma malha de rotas composta por mais de 50 destinos. Do seu universo fazem parte cinco empresas que asseguram desde o transporte aéreo, à promoção turística, a gestão de Aeródromos, bem como a assistência em escala a todas as companhias aéreas que aterram em solo açoriano.

52.ª Volta á cidade do Funchal/São Silvestre


52.ª volta á cidade do Funchal/São Silvestre madeirense
Triunfos de Jéssica Augusto e Eduardo Mbengani
Jéssica Augusto (individual) e Eduardo Mbengani (Conforlimpa) venceram hoje a 52. Volta à Cidade do Funchal/São Silvestre Madeirense, em atletismo, após cerca de seis quilómetros nas principais artérias da cidade madeirense.
Um total de 1061 atletas inscreveu-se na prova, sendo que, 10 minutos antes do início (20:00), a chuva ia pregando uma partida a todos, mas acabou por abençoar organizadores, público e atletas, já que durante toda a corrida e depois a mesma deixou de ser uma preocupação.
Na prova masculina, após menos de dois quilómetros, isolou-se na frente um grupo de sete unidades, com os principais candidatos, entre eles os que ocuparam os lugares cimeiros no final.
Esse grupo foi perdendo unidades, sendo que a meio da corrida era apenas um quarteto a lutar pelos lugares principais. Desses atletas, o madeirense Alberto Paulo (CS Marítimo) foi o primeiro a ceder, ao que se seguiu o vencedor do ano passado, Rui Pedro Silva (Maratona CP).
Quanto ao vencedor, foi preciso esperar pelo último quilómetro. Um "mano-a-mano" entre o queniano David Bett e o português Eduardo Mbengani (Conforlimpa), que viria a ter epílogo nos últimos 500 metros, altura em que o ex-atleta do CS Marítimo "disparou", cortando a meta com 10 segundos de avanço para o africano.
Na prova feminina, Jéssica Augusto esteve ao mais alto nível e imparável. Vencedora em 2006 e o ano passado, a atleta nortenha, este ano a correr como individual, embora patrocinada pela Nike, não deu hipóteses às adversárias.
Desde início, comandou a corrida e não permitiu veleidades, sobretudo à etíope Almenesh Belete. Mais atrás, e também com um terceiro lugar confortável, ficou a belga Veerle Dejaeghere, com a veterana, mas sempre carismática, Fernanda Ribeiro a ter de se contentar com o quarto posto.
A outro nível, destaques para a participação do eurodeputado madeirense Nuno Teixeira (terminou no 400. lugar) e para Bernardo Trindade, secretário de Estado do Turismo, que terminou em 614..
Nota final, para o facto de terem terminado 756 atletas masculinos - o último foi Eufrásio Abreu (McDonald's) com o tempo de 40.40 minutos - e 117 senhoras, com essa posição a ser ocupada por Liz Jones, britânica a correr individualmente, com 40.59.
Classificações:
- Masculinos

1. Eduardo Bengani (Conforlimpa) 16.48 minutos
2. David Bett, Que 16.58
3. Rui Pedro Silva (Maratona) 17.07
4. Alberto Paulo (Marítimo) 17.12
5. Krijn van Koolwijk, Bel 18.09
- Femininos
1. Jéssica Augusto (individual) 18.46 minutos
2. Almenseh Belete, Eti 19.09
3. Veerle Dejaeghere, Bel 19.29
4. Fernanda Ribeiro (individual) 19.56
5. Olga Pinto (individual) 21.48

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Hóquei no Gelo: Será isto jogo limpo?


Será indiferença...
... perante a violência, ou pudor?

Eduardo felicita Jessica Augusto


No aproveitar está o ganho
Lisboa, 26 dezembro - O guarda-redes Eduardo, internacional português que ocupa agora a baliza do Gênova em Itália, felicita a namorada Jessica Augusto pela vitória na São Silvestre da capital portuguesa.

domingo, 26 de dezembro de 2010

França: Corrida de Houilles (oeste de Paris)


- Marisa Barros, terminou a prova em 32.18 minutos.
Marisa Barros termina em 3.º lugar na Corrida de Houilles
Marisa Barros foi 3ª. classificada na Corrida de Houilles (oeste de Paris), que se realizou este domingo. A portuguesa terminou a prova, que foi vencida pela etíope Utura Gedo Sule, em 32.18 minutos.
Na corrida masculina o vencedor foi o também etíope Imane Merga, que venceu a corrida ao sprint, com o tempo de 27.47 minutos, batendo o recorde da prova que era de Kenya Micah Kogo (27.56 minutos).
Classificações:
Masculinos:
1. Imane Merga (Etiópia), 27.47 minutos
2. Micah Kogo (Quénia), 27.48
3. Philémon Limo (Quénia), 27.58
Femininos:
1. Utura Gedo Sule (Etiópia), 32.01 minutos
2. Prisca Jepleting Ngetich (Quénia), 32.04
3. Marisa Barros (Portugal), 32.18

17.ª edição da São Silvestre Cidade do Porto


Fernanda Ribeiro conquista Porto e Rui Pedro Silva revalidou o triunfo de 2009
Os atletas Rui Pedro Silva e Fernanda Ribeiro foram os vencedores da 17.ª edição da corrida São Silvestre Cidade do Porto, que este domingo percorreu a Avenida dos Aliados e as principais artérias da baixa.
Rui Pedro Silva, do Maratona Clube de Portugal, revalidou o triunfo alcançado em 2009 e terminou a prova com o tempo de 29.17 minutos, ficando a 11 segundos de bater o recorde de Rui Silva (29.06).
O atleta explicou o segundo êxito consecutivo nas ruas do Porto com "muito trabalho e dedicação" e prometeu para a próxima edição concretizar os objetivos falhados de "baixar os 29 minutos e bater o recorde."
Rui Pedro Silva, que liderou todos os 10 quilómetros da prova sem grande resistência dos seus adversários, cortou a linha de meta com o dedo na boca, numa dedicatória especial para o filho Eduardo.
Tiago Costa, do Sporting de Braga, terminou no segundo lugar do pódio, tendo realizado o tempo de 30.05 minutos, seguido de Rui Silva, do Sporting, que gastou mais cinco segundos (30.10 minutos) para chegar ao terceiro posto.
A veterana Fernanda Ribeiro, de 41 anos, somou mais uma vitória na São Silvestre do Porto, depois dos triunfos em 1998, 2000 e 2001, impondo-se ao trio bracarense formado por Cláudia Pereira (2.ª), Ercília Machado (3.ª) e Joana Costa (4.ª).
A prova não foi fácil para Fernanda Ribeiro, que terminou com o tempo de 34,58 minutos, não só porque a idade começa a pesar, como a própria atleta confessou no final, mas também devido a problemas de saúde da mãe.
"Estava para sair para a prova quando a minha mãe foi para o hospital, pelo que fiquei bastante preocupada e apreensiva", disse Fernanda Ribeiro escassos minutos após cortar a linha de meta nos Aliados.
Fernanda Ribeiro não escondeu o segredo da sua longevidade no atletismo, em que continua a somar êxitos frente a adversárias mais jovens, revelando que corre "por gosto, embora mais devagar, e não por dinheiro.”
Resultados:
Masculinos:
1. Rui Pedro Silva, Maratona CP 29.17 minutos
2. Tiago Costa, Sp.Braga 30.05
3. Rui Silva, Sporting 30.10
4. Paulo Gomes, Conforlimpa 30.13
5. Alberto Paulo, Individual 30.31
Femininos:
1. Fernanda Ribeiro, Individual 34.58
2. Claudia Pereira, Sp.Braga 35.22
3. Ercília Machado, Sp.Braga 35.27
4. Joana Costa, Sp.Braga 35.47
5. Mónica Silva, maratona CP 35.59

3ª. Corrida de São Silvestre de Lisboa


Jessica Augusto vence S. Silvestre de Lisboa
Hermano Ferreira vence em masculinos
A campeã europeia de crosse Jessica Augusto venceu este domingo a 3ª. Corrida de São Silvestre de Lisboa. Em masculinos, a vitória foi de Hermano Ferreira.
"Estou bastante satisfeita, era algo que ambicionava ganhar. Este foi um dos melhores anos da minha carreira e espero conseguir fazer um ano igual ou melhor e conquistar medalhas e recordes", disse a atleta de 29 anos, após completar os 10 quilómetros.
Um dos pontos de interesse da prova residiu na disputa entre os atletas dos dois sexos, separados à partida pela diferença de tempo verificada entre os vencedores do ano passado (dois minutos e 37 segundos).
Nos masculinos Hermano Ferreira foi 35 segundos mais rápido do que José Ramos, vencedor em 2009.
"É fácil subir até ao Marquês de Pombal de carro. Hoje aprendi que a correr é bastante mais difícil", brincou Hermano Ferreira.
Aos 52 anos, Rosa Mota, medalha de ouro da maratona nos Jogos Olímpicos Seul'88, foi uma das principais figuras do desporto português a marcar presença na prova lisboeta. "Adorava competir na São Silvestre, era a prova que melhor me sabia. Tem um ambiente especial. Está muito frio e ainda não sei se vou correr. Se correr é para conviver", disse à agência Lusa a ex-atleta, antes da partida, optando depois por não participar.
De acordo com a organização da competição, 5 mil pessoas participaram a principal corrida (10 km) e mil competiram na prova mais curta (3 km).
"Temos mais 40 por cento de pessoas do que no ano passado. A prova cresceu bastante e sinceramente não estávamos à espera que o crescimento fosse tão grande. Pela primeira vez atingimos o limite de inscrições", explicou Hugo Sousa, da organização da São Silvestre de Lisboa.
Classificações
Masculinos:
1.º Hermano Ferreira (Conforlimpa), 29,15 m
2.º José Ramos (Conforlimpa), 29,50
3.º Ricardo Mateus (Sporting), 30,09 m
4.º Ricardo Ribas (Maratona), 30,41 m
5.º Hélio Fumo (individual), 30,45 m
6.º Nuno Santos (Benfica), a 30,49 m
7.º Luís Feiteira (Garmin), 30,56 m
8.º Filipe Ferreira (individual), 31,05 m
9.º Adelino Monteiro (Sporting), 31,13 m
10.º Emanuel Rolim (Benfica), 31,19 m
Femininos:
1.ª Jessica Augusto (Nike), 31,52 m
2.ª Dulce Félix (Maratona), 33,07 m
3.ª Anália Rosa (Maratona), 33,48 m
4.ª Salomé Rocha (JOMA), 34,05 m
5.ª Daniela Cunha (Maratona), 35,55 m

47.ª Corrida de São Silvestre de Ponta Delgada


Luís Pinto (Sporting) e Carla Salomé Rocha (JOMA), venceram na São Silvestre de Ponta Delgada
Luís Pinto, do Sporting, venceu a 47.ª Corrida de São Silvestre de Ponta Delgada, numa prova de 7,6 quilómetros disputada na noite de sábado dia 18 de Dezembro, na maior cidade açoriana. No segundo e terceiro lugares classificaram-se José Moreira e Hélder Santos, ambos da Cyclones.
Em femininos, impôs-se Carla Salomé Rocha, do JOMA, à frente de Sandra Teixeira, do Sporting, e de Marta Martins, do Juventude Vidigalense.
Os melhor açoriano da mais importante prova do calendário do atletismo açoriano foi tal como no ano passado Márcio Azevedo do (COD) (17.ª posição).
No final, Luís Pinto reconheceu ter sido beneficiado pelo encurtamento da prova, de 10.000 para 7.800 metros, devido às obras em curso em algumas ruas da Baixa de Ponta Delgada e com o cansaço estampado no rosto, mas satisfeito disse: “Este ano gostei mais do percurso porque não tem muita calçada, o que nos facilita mais e também notei que havia mais público nas ruas ao logo do percurso, o bom tempo que se fazia sentir também muito contribuiu”, acrescentando “sou um atleta de provas curtas, nos 10 quilómetros teria dificuldades”, afirmou Pinto. Já Carla Rocha sublinhou ter sido “uma corrida complicada”, apesar do encurtamento, mas gostei muito do percurso”.
A prova foi apadrinha por Albertina Dias, ex-campeão nacional nos 3 000 e 10 mil metros e medalhada por diversas vezes em competições Nacionais e Internacionais, há nossa reportagem confessou “esta é a primeira vez que estou nesta bonita ilha de São Miguel, já estive na ilha Terceira e tal como esta ilha, as pessoas são muito simpáticas e acolhedoras, estou a gostar imenso, já visitei alguns pontos turísticos e são de uma beleza ímpar, estou a recordar-me das Lagoas das Sete Cidades e outros pontos de grande beleza paisagística.
Albertina Dias na zona da meta foi felicitando os atletas bem como colaborou com a organização na entrega dos vários troféus aos vencedores.
Além da realização da 47.ª edição da Corrida de São Silvestre de Ponta Delgada, decorreu paralelamente, a já habitual caminhada, cujos participantes foram em grande número e essencialmente do sexo feminino, que percorreram os dois mil metros e que ano para ano, tem aumentado a afluência dos participantes dos vários escalões etários.
Nota menos da organização, tal como nos anos anteriores e que deixa algum mau estar, entre participantes e jornalistas é a demora na entrega dos tempos obtidos pelos atletas. Uma situação a rever no futuro da Corrida São Silvestre de Ponta Delgada, a segunda mais antiga do país, atrás da Corrida do Funchal.
Autor: João Patrício

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Carlos César envia Mensagem de Natal


Carlos César - Presidente do Governo dos Açores
Mensagem de Natal:
De novo, o Natal. É a festa da luz – a festa em que se liberta a escuridão com a estrela brilhante, em que se iluminam os caminhos, em que se proclamam alentos, em que se restaura o percurso das nossas existências, ou em que se ganha o sentido que a nossa boa fé diligencia para a vida.
Bem sabemos que são milhões as pessoas e as famílias que, por este mundo fora, falecem sufocadas pela injustiça e pela desordem, e sofrem sem expectativa de melhoria. Na verdade, ainda pior do que o sofrimento momentâneo é a angústia de permanecer nessa obscuridade e a falta que nos faz a esperança.
Para os cristãos, como para a generalidade das mulheres e dos homens, esta época festiva incita a saudade e a consciência sobre o nosso presente, mas é, sobretudo, um tempo de recomeço e de um olhar sobre o Ano Novo, que é, como quem diz, sobre o futuro.
O Natal acende a luz prometedora – por mais ténue que seja – à nossa passagem. Devemos aproveitá-la, para que, ajudados, ou pelo nosso próprio pé, recuperemos forças perdidas e caminhemos em frente.
O mais profundo significado da celebração do nascimento de Jesus só pode ser o desse ressurgimento social, o desse ganho de energia, o da certeza de que há sempre uma nova oportunidade para a felicidade. É essa a fé que pode fazer mover positivamente a humanidade. É essa a mensagem que, entre nós, é também a mais importante.
A desistência, o conformismo e o fatalismo não servem nada de benéfico. É importante ter a capacidade de construir. Não é vergonha chorar, mas é indispensável construir o sorriso – para nós, tal como para emoldurar a vida dos outros. Por isso, aqueles que têm dificuldades devem lutar para ultrapassá-las com o seu próprio esforço e não contar apenas, ociosamente, com a serventia dos outros; e aqueles que podem ajudar não podem, nem devem, ficar isentos, egoisticamente, da prestação desse amparo. Na nossa sociedade não pode haver lugar à recusa do amor-próprio e também do amor pela vida dos que nos rodeiam. A nossa responsabilidade moral e cívica só acaba no limite do contributo que podemos dar para o bem-estar colectivo.
Os nossos Açores progrediram muito e as condições de vida de que usufruímos não têm, felizmente, comparação com as do passado. E continuaremos a progredir. Porém, na nossa comunidade açoriana, seja nas nossas ilhas seja entre famílias emigradas, também há quem atravesse dificuldades. Uns, por contratempos na sua vida afectiva e familiar, outros por razões de saúde, outros, ainda, por reveses na sua vida profissional ou económica. A todos, não só por palavras amigas como por actos concretos, devemos a nossa solidariedade.
É também essa a obrigação dos governos: ajudar nesta época de crise internacional todas as pessoas que precisam – primeiro os mais pobres, para comporem a sua vida, e, depois, os remediados, para não tombarem na pobreza. É fundamental não esquecermos uns e outros.
É o que tentamos fazer nos Açores, atentos às famílias com baixos rendimentos, desempregados ou com carências habitacionais, como atentos àquelas famílias que, com um rendimento médio, suportam, com o seu esforço, encargos significativos para terem uma casa, cuidarem dos seus idosos ou assegurarem a educação especializada ou superior dos seus filhos. Também temos dado prioridade – e julgo que temos razão em fazê-lo – a programas de apoio à iniciação profissional e aquisição ou arrendamento de habitações para os jovens que estão a iniciar a sua vida familiar. Tenho feito o possível para que o Governo os apoie a todos, na medida das nossas disponibilidades.
Este tempo de crises económicas e sociais, que se vive por quase toda a parte, deve unir-nos para a solidarização necessária, mas deve chamar-nos, igualmente, a todos, de modo a contribuirmos, com a nossa iniciativa e a nossa inteligência, para que a nossa economia melhore e para que as nossas empresas e os nossos produtores – do pescador ao empresário agrícola, da mais importante indústria ao mais pequeno comerciante, do empreendedor turístico aos mais diversos prestadores de serviços – tenham uma sustentação mais sólida, possam pagar melhor o trabalho e consigam criar mais empregos.
Estou convencido de que, apesar do ano difícil que se anuncia para Portugal e para a Europa em 2011, e, naturalmente, das consequências que daí advirão para nós, e que se somarão às insuficiências que ainda temos, vamos resistir e conseguir ultrapassar essas adversidades com a nossa melhor administração e com o nosso melhor empenho. Esta crise mundial não durará para sempre e o importante será a sabedoria que usarmos para nos defendermos o melhor possível enquanto ela durar. Para isso não há cidadão, nem partido ou outra instituição, que deva negar a sua colaboração.
Vamos, pois, ser mais unidos e mais professantes e construtores da esperança. Da esperança de que o Natal é mensageiro.
A todas as açorianas e açorianos, a todos os amigos dos Açores, onde quer que residam ou onde quer que estejam, e, de modo especial, aos que labutam nas nossas ilhas das Flores, do Corvo, de São Jorge, do Pico, do Faial, Graciosa, Terceira, de São Miguel e de Santa Maria, desejo, em nome do nosso Governo e em nome da minha família, umas boas festas e um ano novo cheio de felicidades.
- Carlos César, Presidente da Região Autónoma dos Açores.

Centro Cultural Português de Mississauga


FESTA DE NATAL DAS CRIANÇAS NO C.C.P.M.
Presépio ao Vivo, entrega dos presentes pelo Pai Natal e alegria sem igual
Mais um ano se passou. Tão depressa que estamos novamente na azáfama da festa do Natal, que acontece já este fim-de-semana com a noite da consoada de sexta-feira 24, para o sábado 25, dia de Natal.
Em mais uma época festiva o Centro Cultural Português de Mississauga (CCPM), realizou no sábado á noite dia, 19, no salão a festa do ''Natal das Crianças''.

O serão teve início com um jantar, com muitas famílias reunidas e sócios com as suas crianças para celebrarem antecipadamente esta Quadr, como acontece desde há alguns anos a esta parte.
Depois do jantar o presidente da colectividade, Gilberto Moniz, agradeceu a comparência dos sócios e das suas famílias, referindo que ''em dez anos nesta nova casa, este foi o ano em que mais sócios compareceram, apesar da crise que ainda existe por aí''.

Depois apresentou um convidado especial, o deputado federal pelo circulo de Streetsville-Mississauga, Bob Delaine, que anunciou e congratulou o amigo descendente luso-canadiano, Charles de Sousa, pela subida de posto no governo provincial para a pasta de ministro do trabalho do Ontátrio., ocupando o lugar de Peter Fonseca.
Seguiu-se a representação dos jovens do CCPM, com a história do nascimento do menino Jesus num ''Presépio ao Vivo''. Os jovens fizeram um exelente trabalho que nos apráz registar, com muitos aplausos da plateia.


O conjunto ''Unique Touch'' , tocou após a representação teatral, interpertando diversos temas alusivos ao Natal o que muito alegrou as crianças que assitiam junto ao palco.
Depois a criançada desceu á cave do salão, onde aguardava uma mesa com papel e lápis de cor, para que pudessem desenhar e pintar, enquanto aguardavam a chegada do Pai Natal.

Alguns minutos depois, eis que chega, o Pai Natal, acompanhado pela ''Mãe'' Natal para distribuirem os presentes, chamando para isso as crianças indicvidualmente pelo nome.
Enquanto recebiam as prendas, iam sendo fotografados pela família para o album das recordações, para logo de seguida abrirem dos presentes sem demora, tanta era a curiosidade dos miúdos. Uma autêntica festa de alegria pairava nos rostos das crianças e na alma dos seus pais e avós. Lá em cima, decorria o baile de Natal animado pelo conjunto ''Unique Touch''.
Após um pequeno intervalo, Gilberto Moniz, anunciou o nome de alguns aniversariantes, entre os quais se incluia a sua filha, Nancy Bettio, que completou 42 primaveras e soprou as velinhas de um lindo bolo de aniversário em união familiar, ladeada dos seus filhos e marido e pais. Parabéns!
Gilberto Moniz, em nome da sua direcção do CCPM, desejou um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo, a todos os sócios e suas familias e anunciou que o novo ano de 2011, começa em grande, em Janeiro, com o Baile dos Reis e a presença do cantor Toy, vindo directamente de Portugal para animar a festa.
Em meu nome e do jornal ''Nove Ilhas'', agradecemos o modo como fomos recebidos ao longo do ano pelo CCPM, e desejamos muitas felicidades a toda a direcção. Um bom Natal e um Ano Novo de 2011, cheio dos maiores sucessos. Boas Festas!
Por: João G. Silva.

Brampton: Concerto de Natal na Paróquia de N.S.F.


PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA DE FÁTIMA EM BRAMPTON
Concerto de Natal das Crianças

Todos os anos, por esta altura, a paróquia luso-canadiana de Nossa Senhora de Fátima, na cidade de Brampton, celebra esta quadra festiva, com um Espectáculo de Natal, com canções e peças de teatro, pelas crianças da catequese, do grau um ao grau oito, as quais são ensaiadas pelas catequistas. Os destinários desta iniciativa são sobretudo os pais e paroquianos em geral.

Este ano não fugiu á regra. A apresentação teve lugar no dia 12 de Dezembro, no salão paroquial e teve como mote, ''Christmas in Wonderland''.
Esta magnífica festa de Natal só pecou pela falta de som, pois faltaram os microfones para a plateia ouvir em melhores condições.
Ao cair da noite, houve um intervalo durante o qual foi servido um bufete de guloseimas com bolos e doces, acompanhados por café e sumos, fruto da bondade das familias, que participaram na festa. Foram ainda vendidas rifas para o soteio de vários prémios, e foram efectuadas diversas ofertas, desde árvores de natal até casas em ''Gingerbread''.

No final do espectáculo, chegou o Pai Natal, que distribuiu presentes a todos e tirou fotos, para que mais tarde possan recordar este evento.
As crianças e os jovensdesejaram sob forma de uma canção, um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo a todas as pessoas presentes.
As familias, ofereceram comidas enlatadas para serem entregues aos menos afortunados da comunidade pelo Banco Alimentar.
Resta-nos desejar á comunidade luso-canadiana um Santo e Feliz Natal e um Ano Novo muito Próspero, cheio de paz e muita saúde.
''Boas Festa'' para todos!
Por: João G. Silva (Brampton).

A todos um bom NATAL (Merry Christmas to all)


BOAS FESTA - FELIZ NATAL!
Para todos os leitores e amigos de ''O Milhafre Noticias'' , votos de um Feliz Natal com muita paz e alegria, e um Próspero Ano Novo de 2011, com muita saúde e os maiores sucessos pessoais e profissionais.
- J.G. Silva.

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Morreu Pôncio Monteiro antigo Dirigente do FCP


Faleceu Pôncio Monteiro na sequência de um AVC
O antigo dirigente do FC Porto Pôncio Monteiro morreu hoje no Porto, aos 70 anos, confirmou fonte do Hospital Santo António, onde estava internado desde sexta-feira, depois de sofrer um AVC (acidente vascular cerebral).
Comentador televisivo de futebol, assumindo o papel de adepto do FC Porto, Pôncio Monteiro integrava o Conselho Superior do clube, depois de, no passado, ter sido vice-presidente, sempre em mandatos de Pinto da Costa, tendo depois desempenhado igual função na Federação Portuguesa de Futebol.
Na quinta-feira esteve presente na festa de Natal do FC Porto, poucas horas antes de ter sofrido o AVC que viria a ser fatal.
Em 2006 Pôncio Monteiro sofrera um aneurisma, tendo recuperado depois de uma intervenção cirúrgica e de um longo internamento.

Japão: O coelhinho foi com o Pai Natal...


E o coelhinho foi com o Pai Natal...
Japão, 21 de dezembro - O famoso anúncio de chocolates dos anos 80, no qual o coelhinho ia com o Pai Natal no comboio ao circo, faz parte da memória de muitos dos leitores.
Certamente que a publicidade não chegou ao Japão, mas esta terça-feira este simpático animal foi a estrela de uma sessão fotográfica alusiva a 2011, Ano do Coelho no calendário zodíaco chinês.

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Liga Europa - Sorteio dos 16 Avos-de-final


Liga Europa: FC Porto vai até Sevilha
O Benfica vai receber os alemães do Estugarda, enquanto que o Sp. Braga viajará até à Polónia, para defrontar o Lech Poznan. Sporting e Porto com deslocações mais curtas, os leões à Escócia para jogarem com o Glasgow Rangers e os portistas a Espanha, para o confronto com o Sevilha.
Sorteio dos 16 Avos-de-Final
Nápoles (Itália) - Villareal (Espanha)
Rangers (Escócia) - Sporting (Portugal)
Sparta Praga (Rep Checa) - Liverpool (Inglaterra)
Anderlecht (Bélgica) - Ajax (Holanda)
Lech Poznan (Polónia) - Braga (Portugal)
Besiktas (Turquia) - Dínamo de Kiev (Ucrânia)
Basileia (Suíça) - Spartak Moscovo (Rússia)
Young Boys (Suíça) - Zenit S. Petersburgo (Rússia)
Aris (Grécia) - Manchester City (Inglaterra)
PAOK (Grécia) - CSKA Moscovo (Rússia)
Sevilha (Espanha) - FC Porto (Portugal)
Rubin Kazan (Rússia) - Twente (Holanda)
Lille (França) - PSV Eindhoven (Holanda)
Benfica (Portugal) - Estugarda (Alemanha)
BAte Borisov (Bielorrússia)- PSG (França)
Metalist (Ucrânia) - Leverkusen (Alemanha)
- Em caso de qualificação as equipas portuguesas já conhecem os seus adversários nos oitavos-de-final. O Porto defronta ou o PAOK ou o CSKA de Moscovo. O Benfica o BAte Borisov ou o PSG. O Sporting o vencedor do Lille - PSV Eindhoven. O Braga o Sparta de Praga ou o Liverpool.
16 avos-de-final a 17 e 24 de Fevereiro de 2011. Oitavos-de-final a 10 e 17 de Março de 2011.
LIGA DOS CAMPEÕES EUROPEUS:
Inter e Bayern reeditam final de 2009/2010
Real Madrid de Mourinho, Ricardo Carvalho, Pepe e Ronaldo defronta o Lyon, adversário do Benfica na fase de grupos. Os franceses eliminaram os «merengues» da competição na época passada. O Valência de Miguel e Ricardo Costa recebe o Schalke. Manchester de Nani e Bebé jogará contra o Marselha de Lucho. Chelsea de Bosingwa, Hilário e Paulo Ferreira joga com o Copenhaga.
Oitavos-de-final:
Roma (Itália) - Shakhtar Donetsk (Ucrânia)
AC Milan (Itália) - Tottenham (Inglaterra)
Valência (Espanha) - Schalke (Alemanha)
Inter (Itália) - Bayern Munique (Alemanha)
Lyon (França) - Real Madrid (Espanha)
Arsenal (Inglaterra) - Barcelona (Espanha)
Marselha (França) - Manchester United (Inglaterra)
Copenhaga (Dinamarca) - Chelsea (Inglaterra)
- Jogos dos oitavos de final da milionária a competição, com primeira mão a 15, 16, 22 ou 23 de Fevereiro de 2011. Jogos da segunda-mão a 8, 9, 15 e 16 de Março.

Nacional da II Divião em Futebol - Zona Sul:


CAMPEONATO NACIONAL DA 2ª. DIVISÃO - ZONA SUL:
ATLÉTICO, 1 - OPERÁRIO, 1

Operário traz um ponto da Tapadinda
Operário esteve a vencer no terreno do líder mas acabou por consentir a igualdade no início da segunda parte. Depois os jogadores revelaram grande espírito de sacrifício para segurarem o empate no marcador.
O Operário despediu-se do ano 2010 com a soma de um ponto depois de um empate a um golo no recinto do Atlético, líder da zona sul da II divisão. Uma exibição personalizada na primeira parte e uma boa dose de espírito de sacrifício na segunda valeram aos fabris um ponto num terreno onde poucos têm conseguido pontuar.
A formação de Francisco Agatão apresentou-se na Tapadinha com a lição bem estudada, revelando concentração defensiva e perigo nas saídas para o ataque. Trocando a bola como bem sabe, o Operário construiu a jogada do 1-0 aos 31 minutos sempre com a redondinha junto ao relvado.
Evandro combinou com Lucas para este servir Fabrício no coração da área. Solto de marcação o brasileiro não teve dificuldades em encaminhar o esférico para o fundo da baliza, coroando assim uma jogada de fino recorte técnico e uma meia-hora inicial muito interessante.
Tal como se esperava, o Atlético respondeu à desvantagem e intensificou a pressão depois do intervalo, conseguindo restabelecer a igualdade ao minuto 52 por intermédio de Rudi que correspondeu de cabeça a um cruzamento de Ailton.
Depois foi enorme o coração fabril que soube sofrer na defesa do resultado, revelando os jogadores grande espírito de sacrifício para susterem a pressão dos locais. O ponto somado confirmado com o apito final do árbitro é um prémio para a capacidade de sofrimento dos atletas lagoenses.
REAL MASSAMÁ, 1 - MADALENA, 2
VITÓRIA AO CAIR DO PANO… MAS MERECIDA
FC Madalena sofre o empate a 4min do fim mas consegue a vitória nos descontos.
O Futebol Clube da Madalena fechou o ano de 2010 da melhor forma, com uma vitória fora de casa, a segunda consecutiva depois de um longo jejum, e que foi conseguida num campo onde os picarotos nunca tinham conquistado qualquer ponto.
Neste final de ano os comandados de Vitor Móia demonstram confiança e personalidade e o jogo que produzem evidencia consistência nos seus processos e entrosamento entre os seus elementos.
O jogo deste domingo, perante um adversário em posição delicada na tabela que evidenciou alguma intranquilidade e ansiedade, nunca deixou de estar sob o controlo dos homens da ilha montanha.
Numa primeira parte bastante consistente, o golo de Luís Tavares aos 39min apenas veio materializar a superioridade da melhor equipa não obstante ter sido alcançado numa situação duvidosa já que, na sequência de um passe comprido para a área do Real, o guarda-redes Bruno Fernandes saiu da sua baliza e ao saltar na zona entre a marca de penalty e a linha da área chocou no ar com Fábio Oliveira que também tentava disputar o lance. A bola ressaltou de entre os dois jogadores para o lado direito, o árbitro mandou jogar e Luis Tavares que acompanhara o lance apenas teve de empurrar para o golo.
Um golpe que proporcionou bastantes protestos da equipa do Real e que intranquilizou ainda mais a equipa da casa, disso se aproveitando o Madalena para, agora na posição de vantagem no marcador, tentar colocar em campo a boa circulação de bola que vem patenteando.
A segunda parte não foi diferente, apenas menos bem jogada, mais aos repelões, mas sempre com domínio e controlo picaroto.
No entanto, á entrada do ultimo quarto de hora o Madalena, apesar de dominar, ia permitindo ao seu adversário pressionar cada vez mais próximo da sua área e aos 86min, numa desatenção e descoordenação colectiva Hugo Rosa restabeleceu a igualdade.
Contudo a atitude dos comandados de Vitor Móia demonstrou a qualidade e o carácter da equipa que partiu de imediato à procura da vitória, recuperando o seu futebol característico de pé para pé e á flor da relva.
É sabido que a sorte se procura e neste caso a sorte apareceu da inspiração e da perna direita de Fábio Oliveira que com um grande pormenor técnico conseguiu fazer o golo que desesperou a equipa da casa e fez com a sua equipa, o Futebol Clube da Madalena, fechasse o ano de 2010 da melhor maneira, reforçando a ideia já aqui deixada desde o jogo com o Louletano de se questionar onde poderá chegar este Madalena, agora que já ultrapassou o fantasma das vitórias fora de casa…
Resultados da 13ª jornada:
Real S.C., 1 - Madalena, 2
Louletano, 3 - Juv. Évora, 2
At. Reguengos, 2 - Oriental, 3
AD Mafra, 1 - Torreense, 3
Casa Pia, 1 - SC Farense, 1
Atlético CP, 1 - Operário, 1
Carregado, 1 - Lagoa, 1
Praiense, 0 - Pinhalnovense, 0
CLASSIFICAÇÃO
Pos. Equipa....... J V E D GM-S P

1º Atlético CP ...13 8 5 0 19 - 8 29
2º Torreense ....13 7 3 3 16-10 24
3º AD Mafra ......13 6 5 2 21-17 23
4º Pinhalnovense .13 6 5 2 14-10 23
5º FC Madalena ..13 7 1 5 15-11 22
6º Operário .......13 5 6 2 18-16 21
7º At. Reguengos .13 6 1 6 17-17 19
8º Juv. Évora .....13 5 4 4 14-12 19
9º Louletano .....13 4 6 3 15 -14 18
10º Oriental ......13 4 6 3 17 -17 18
11º Carregado ...13 4 4 5 17-17 16
12º Casa Pia ....13 3 4 6 14-19 13
13º Farense ......13 1 7 5 9-15 10
14º Praiense....... 13 1 5 7 8-16 8
15º Real Massamá .13 2 2 9 10-18 8
16º Lagoa ......... 13 2 2 9 5-12 8
Próxima jornada (14ª, 2011-01-09)
Praiense - Real
Juventude Évora - Madalena
Oriental - Louletano
Torreense - At. Reguengos
Farense - AD Mafra
rário (Aç) -Casa Pia
Lagoa - Atlético CP
Pinhalnovense - Carregado

Liga Orangina: Santa Clara empata em Penafiel


LIGA ORANGINA - ÉPOCA 2010/2011:
PENAFIEL, 1 - SANTA CLARA, 1
Empate deixa tudo igual
Os encarnados de Ponta Delgada não conseguiram vencer, mas trazem um importante ponto de Penafiel e ainda conseguiram quebrar o enguiço ao marcar fora de casa.
O Penafiel desperdiçou este domingo a oportunidade de se adiantar ao Santa Clara na classificação da Liga Orangina ao empatar 1-1 em casa com a equipa açoriana, apesar de ter jogado em superioridade numérica durante 20 minutos.
Talvez inspiradas pelo grande equilíbrio que se vive na tabela do campeonato, as duas equipas anularam-se. A maior capacidade ofensiva do Santa Clara esbarrou na organização defensiva do Penafiel, que apenas de bola parada se aproximou da baliza adversária.
Numa 1.ª parte sem motivos de interesse, só um cruzamento/remate de Nelson, logo aos oito minutos, e um potentíssimo remate de Bruno Madeira, aos 28, quebraram a letargia que se vivia em campo.
O Santa Clara, apostado em inverter a tendência negativa das viagens ao continente (zero vitórias e um único ponto), explorou os espaços mínimos concedidos pelos rubros-negros até encontrar o que procurava.
O golo chegou em cima do intervalo, quando Márcio Ramos cometeu um erro monumental e entregou de bandeja o 0-1 a Fajardo, o primeiro dos açorianos a festejar um tento fora da casa esta época.
O Penafiel regressou dos balneários com uma atitude agressiva, criando nos cinco primeiros minutos algum perigo junto da pequena área de Ney, que respondeu com defesas seguras às tentativas de longe de Cascavel e Kanu.
Irrequietos, os homens de Lázaro Oliveira tiveram de esperar apenas oito minutos para igualarem o marcador, com Vagner a aproveitar a confusão na sequência de um canto para enganar toda a gente.
Ainda a festejarem o empate, os adeptos do Penafiel viram a sua equipa perto do segundo golo, mas o remate colocado de Vítor bateu na trave.
Com Michel em grande ritmo a impelir os colegas para o ataque, os açorianos não tiveram sossego, com a defesa do Santa Clara a não ter argumentos para travar os adversários, que aos 82 minutos estiveram de novo perto de marcar, por Cascavel.
Apesar da superioridade atacante e numérica (o substituto Renan foi expulso por agressão), o Penafiel não conseguiu converter o seu domínio em novo golo, partindo para a pausa natalícia em igualdade pontual com a formação de Bruno Moura, no segundo terço da classificação.
RESULTADOS DA 11ª JORNADA
Varzim 5-2 Sp. Covilhã
Penafiel 1-1 Santa Clara
Fátima 1-2 Feirense
Estoril Praia 5-2 Arouca
Desp. Aves 2-2 Leixões
Trofense 1-1 Freamunde
Oliveirense 1-1 Moreirense
Belenenses 2-0 Gil Vicente
CLASSIFICAÇÃO
Pos. Equipa .......... P

1º Feirense ..........18
2º Trofense .........17
3º Oliveirense ......17
4º Arouca ...........17
5º Leixões..........17
6º Santa Clara .....16
7º Penafiel .........16
8º Gil Vicente ......16
9º Estoril Praia ....15
10º Varzim......... 15
11º Sp. Covilhã ...14
12º Desp. Aves... 13
13º Belenenses... 13
14º Freamunde....12
15º Moreirense....12
16º Fátima......... 9
PRÓXIMA JORNADA (12ª, 2010-12-29)
Arouca 1-3 Desp. Aves
Santa Clara 0-0 Fátima
Feirense - Penafiel
Sp. Covilhã - Oliveirense
Gil Vicente - Varzim
Moreirense - Belenenses
Freamunde - Estoril Praia
Leixões - Trofense

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Santa Casa da Misericórdia de Vila do Porto


Foto: O Baluarte - Pedro Pauleta posou para a fotografia ladeado pelas crianças do jardim de infância.
Pauleta leva alegria a Santa Maria
Antigo jogador visitou três valências da Santa Casa da Misericórdia de Vila do Porto. Distribuiu prendas, autógrafos, alegria e jogou… matraquilhos!
Pedro Pauleta renova as acções de solidariedade a cada ano que passa e o final de 2010 não foge à regra com a novidade do antigo jogador ter-se deslocado pela primeira à ilha de Santa Maria, Açores, onde visitou três valências da Santa Casa da Misericórdia de Vila do Porto.
O melhor marcador da história da selecção de futebol de Portugal passou um dia diferente a Oriente do arquipélago açoriano e toda a sua simpatia tornou diferente e inesquecível o dia daqueles que com ele tiveram oportunidade de confraternizar, um momento único para a maioria que estava habituado a vê-lo apenas na televisão.
A visita começou pelas instalações do Centro de Actividades Ocupacionais e Promoção de Emprego Social, onde conviveu com os utentes e foi desafiado para um jogo de… matraquilhos. Do resultado não reza história mas para a posteridade fica o convívio e a alegria expressa por diversos jovens.
O dia continuou com a passagem pelo jardim de infância, onde Pedro Pauleta foi recebido com muitas manifestações de alegria, entre as quais diversos gritos das crianças a entoar «Portugal, Portugal». Umas envergando camisolas da selecção nacional, outras munidas de bolas de futebol, lá foram solicitando os tradicionais autógrafos que Pauleta, com a simpatia que lhe é característica, não recusou.
O almoço no centro comunitário padre Joaquim Chaves Cabral retemperou forças para a tarde – houve espaço durante o repasto para diversas trocas de impressões com vários idosos – que seria tão movimentada quanto a manhã. Pauleta deslocou-se ao Centro de Actividades Temporárias onde distribuiu fatos de treino. O entusiasmo foi tanto que nem se deu pelo passar do tempo até ao lanche, servido pelos jovens.
Ainda houve tempo para visitar a escola básica e secundária de Santa Maria onde o Ciclone dos Açores voltou a distribuir autógrafos e simpatia, mas foi pela manhã, com a oferta de uma máquina de remos ao Centro de Actividades Ocupacionais e Promoção de Emprego Social e 25 camas ao jardim de infância, que se viveram os momentos de maior emoção. E um computador muito solicitado pelas crianças também está a caminho.
No final das visitas, Pedro Pauleta mostrou a sua satisfação em discurso directo, em declarações ao jornal «O Baluarte». «Está a ser um dia espectacular para mim… ter esse carinho de todas estas crianças. Sinto quase uma obrigação de estar nestas instituições porque nós devemos todos colaborar uns com os outros».
Acácio Mateus

Mississauga: Festa de Natal dos Idosos portugueses


CENTRO CULTURAL PORTUGUÊS DE MISSISSAUGA
Festa de Natal dos Idosos com almoço, prendas e variedades
Estamos muito perto de celebrar mais uma festa de Natal do nascimento do menino Jesus, e o Centro Cultural Portugês de Mississauga mais uma vez realizou a ''Festa de Natal dos Idosos'', para os sócios da terceira idade que frequentam ao longo do ano as estalacões do centro cultural, situado na Queen street em Streetsville - cidade de Mississauga.
Este ano, a direcção executiva do CCPM, determinou por bem em acordo mútuo, realizar esta festa na sexta-feira, aproveitando o convívio do grupo durante tarde, no lugar do que tem acontecido nos últimos anos, quando esta festa era realizada no sábado á noite. Olhando que se tornava tarde demais para as pessoas da terceira idade, que nem podiam dançar ao som da música um tanto barunhenta após o jantar, começarvam a deixar o salão. Sendo assim foi resolvido mudança para bem e todos.

Tomando em conta, estes factos, foi tomada uma decissão acertada de mudar o dia e a hora da festa dos idosos, que aconteceu na passada sexta-feira dia 10 de Dezembro, onde foi então celebrada a festa de Natal do Idoso, com a presença apróximadamente de 120 idosos portugueses da comunidade portuguesa de Mississauga que festejaram com muita alegria e amizade esta festa do Natal, para assim reviverem os bons velhos tempos.
Durante a tarde foi oferecido um almoço a todos, como também o presidente do executivo, Gilberto Moniz, entregou uma prenda de Natal a cada um dos socios em reconhecimento ás pessoas da terceira idade, que a receberam com muita satisfeição.
Ao longo da tarde houve também entertenimento com a presença do conhecido cantor da nossa comunidadede, Tony Câmara, que interpertou alguns numeros do seu repertorio como tamb]em cantou cancoes alusivas a esta epoca festiva. Seguiu-se a surpressa da tarde com a presenca de um ilusionista cubano, de nome Pedro Gonzalez, que trouxe boa disposição e alegria ao enterter a plateia, onde foi muito apreciado pelos grupos da terceira idade.

Estiveram presentes também nesta festa de Natal, a convite da direcção do CCPM, dois grupos de deficientes portugueses, um da cidade de Hamilton e o outro da GTA-Toronto, num gesto simpático e gratificante por parte da direcção do mesmo centro para com os nossos irmãos dificientes menos afortunados.
Segundo palavras proferidas pelo presidente, Gilberto Moniz, foi uma tarde bem passada, e viu-se no rosto das pessoas mais idosas que gostaram daquilo que proporcionamos para eles, quando é assim também ficamos satisfeitos pelo nosso trabalho que tivemos em preparar este evento natalício.
''Para todos os nossos portugueses da terceira idade e deficientes, aguramos que tenham um Feliz e Santo Natal na companhia das vossas familias e um próspero Ano Novo cheio de muita paz e saúde''.
Já no sábado á noite o CCPM, levou a efeito o ''Baile do Sócio'', onde estiverem muitos sócios com suas famlílias que trouxeram os mais idosos para um jantar convívio e confartenização servido pelos membros do centro cultural português de Mississauga.

Um grupo da terceira idade, cederam ao nosso pedido e tiveram a gentileza de possar para a nossa objectiva as seguintas pessoas, conjutamente lado a lado com o presidente do PCCM, Gilberto Moniz e o Vice-presidente, António de Sousa e o presidente da Assembleia geral, Armindo Silva : Albina Gomes, Ana Teixeira, Alberto Teixeira, Maria Borges, Marina Silva, Libânia Duarte, José Duarte, Natália Rodrigues e David Rodrigues.
Foi anunciado pelo presidente, que se encontrava na sala o Sr.David Rodrigues, um dos sócios mais antigos do CCPM, festejava na noite de sábado o seu 72º aniversário na companhia da sua esposa e familia. Parabéns!

Nesta mesma noite, o salão serviu também para a companhia ''JP-Towing Service & Storage Ltd.'', do propriétario luso-canadiano John Paul Cruz promever a sua festa de Natal aos seus empregados e famíliares.
O baile esteve a cargo do conjunto ''Ritz'' que animou o resto da noite com musica para dança.
Para este fim-de-semana esta agendada a festa de ''Natal da Criança''.
Agradecemos uma vez mais ao CCPM, pela amabilidade e simpatia como recebeu o reporter do portal ''O Milhafre''. Bem Hajam!
Por: João G. Silva.

Informação Desportiva dos Açores

COMPETIÇÕES REGIONAIS DE FUTEBOL:
CAMPEONATO DE SÃO MIGUEL:
Temos luta! Vitória CPP alcança CD São Roque
O Campeonato de São Miguel de futebol vai na sua 5.ª jornada da 1.ª fase e as equipas teoricamente mais fortes, vão esbanjando pontos onde menos se espera, acontecendo desfechos imponderáveis e bastante anómalos.
O Desportivo de Rabo de Peixe, por exemplo, deixou-se apear novamente, mas agora em casa com o Mira Mar, depois de na ronda anterior, ter sido goleado em São Roque.
Os comandados de Luís Pires “caíram” para o 4.º lugar da geral, enquanto os “azuis” da Povoação subiram ao 3.º embora com os mesmos pontos.
O Desportivo de São Roque, que para já se destaca como equipa sensação neste campeonato, tem surpreendido pela positiva e não obstante o nulo conseguido diante do Águia nos Arrifes, não deixa de ser um excelente resultado, até porque os pupilos de Pedro Zeferino estão a fazer um campeonato regular e o 5.º lugar que transportam na classificação, não é obra do acaso.
O Vitória venceu com naturalidade e por números claros a formação do Bota Fogo e é 2.º da geral, em igualdade pontual com o Desportivo de São Roque, que é líder devido à diferença de golos marcados e sofridos.
Na Vila do Nordeste, o União não foi feliz e sofreu novo desaire, depois de ter alcançado na ronda anterior, um excelente triunfo na Povoação. O Vale Formoso com esta vitória saborosa é o 6.º classificado.
Este campeonato está para já a ser muito renhido, com as equipas muito unidas na pauta classificativa, a ser bem diferente dos dois últimos…
O campeonato sofre agora uma paragem de 15 dias e só regressa a 2 de Janeiro do próximo ano.
Resultados da 5ª. jornada:
Águia CD, 0 - CD São Roque, 0
U. Nordeste, 1 - Vale Formoso, 2
Vitória CPP, 5 - Bota Fogo, 2
Rabo de Peixe, 1 - Mira Mar, 2
CLASSIFICAÇÃO:
L EQUIPA ........ J V E D GM-S P
1º São Roque ..... 5 3 1 1 11 - 4 10
2º Vitória CPP ... 5 3 1 1 11 - 8 10
3º Mira Mar ........ 5 3 0 2 7 - 7 9
4º Rabo Peixe ..... 5 3 0 2 11 -10 9
5º Águia CD ....... 5 2 2 1 9 - 4 8
6º Vale Formoso.. 5 2 0 3 7 -11 6
7º U. Nordeste... 5 1 0 4 7 -11 3
8º Bota Fogo ...... 5 1 0 4 9 -17 3
6ª. Jornada - 01/02/2011:
Vitória CCP - São Roque
Mira Mar - Águia C. Desp.
Vale Formoso - Rabo Peixe
Bota Fogo - U. Nordeste
CAMPEONATO DA TERCEIRA:
Os Marítimos reforça liderança
Resultados da 9ª. jornada:
Juv. Lajense, 0 - Maritimos, 1
Fontinhas, 2 - Boavista CR, 0
Folga: SC Barreiro.
CLASSIFICAÇÃO:
L EQUIPAS .......J V E D GM-S P
1º Os Maritimos... 8 4 4 0 14 - 6 16
2º Boavista CR...... 7 3 2 2 10 - 8 11
3º Juv. Lajense...... 7 3 2 2 5 - 4 11
4º GD Fontinhas..... 7 2 1 4 8 - 13 7
5º SC Barreiro........ 7 0 3 4 4 -10 3
11ª. jornada - 12-19-2010:
Boavista CR - Juv. Lajense
SC Barreiro - GD Fontinhas
Folga: Os Maritimos.
CAMPEONATO DA GRACIOSA:
Sporting de Guadalupe e Marítimo não desarmam
Na quarta-feira, 08 de Dezembro, o campeonato da ilha Graciosa avançou mais uma jornada. O Desportivo Luzense recebeu o Maritimo e o Graciosa defrontou o Guadalupe no Estádio Municipal.
As duas equipas da frente da tabela, Guadalupe e Maritimo, goleraram os adversários por 4-1 e 4-0, respectivamente. Na Luz, Luís Filipe fez três golos e Pedro Rodrigues também marcou para o Marítimo. Isidro e Luís Miguel foram expulsos no Luzense, assim como Mário do Maritimo.
Em Santa Cruz, Nené bisou enquanto Flávio Silva e José Gabriel também marcaram para o Guadalupe. Pedro Borges assinou o tento de honra do Graciosa FC.
No próximo fim de semana o futebol regional dá lugar ao trabalho das selecções. A 12ª jornada, a disputar na semana anterior ao Natal, comporta um clássico importante entre os dois candidatos ao titulo.
Resultados da 11ª. jornada:
GD Luzense, 0 - SC Maritimo, 4
Graciosa FC, 1 - Sp. Guadalupe, 4
CLASSIFICAÇÃO:
L EQUIPAS ..........J V E D GM-S P
1º Sp. Guadalupe .. 11 7 3 1 23 -13 24
2º SC Marítimo..... 11 7 2 2 25 -13 23
3º GD Luzense...... 11 2 3 6 16 -24 9
4º Graciosa FC...... 11 0 4 7 8 -22 4
12ª. jornada - 12-19-2010:
Sp. Guadalupe - GD Luzense
SC Maritimo - Graciosa FC
CAMPEONATO DE SÃO JORGE:
Desportivo Velense líder isolado
Resultados da 4ª. Jornada:
Maritimo, 4 - FC Urzelinense, 2
Desp. Velense, 2 - FC Calheta, 0
CLASSIFICAÇÃO:
L EQUIPAS ......... J V E D GM-S P

1º Desp. Velense .... 4 3 0 1 9 - 2 9
2º Maritimo Vel. .... 4 2 1 1 10 - 9 7
3º FC Calheta .......... 4 1 2 1 7 - 6 5
4º FC Urzelinense... 4 0 1 3 7 -16 1
5º. Jornada - 12-19-2010:
FC Calheta - Maritimo Vel.
Urzelinense - Desp. Velense
CAMPEONATO - FAIAL/PICO (AFHorta):
Fayal Sport aumenta vantagem de líder
Na passada quarta-feira o Fayal Sport foi ao Vale vencer o Flamengos por 2-1. A vitória dos verdes garantiu-lhes a liderança isolada da tabela classificativa, a 7 pontos dos flamenguenses.
No outro jogo da jornada, o Lajense venceu nas Canadinhas por 1-0.
No passado fim-de-semana, o Fayal Sport já tinha vencido o Lajense na Alagoa por 1-0, enquanto que o Feteira tinha perdido em casa com o Cedrense por 1-3.
Na próxima jornada, dia 19 de Dezembro, O Clube Desportivo Lajense recebe o Cedrense, enquanto que o Feteira vai ao Vale defrontar o FC Flamengos.
Resultados da 10ª. jornada:
CD Lajense, 1 - GD Feteira, 0
FC Flamengos, 1 - Fayal Sport, 2
Folga: GD Cedrense.
CLASSIFICAÇÃO:
L EQUIPAS ........ J V E D GM-S P
1º Fayal Sport ...... 8 6 2 0 11 - 4 20
2º Flamengos ....... 8 4 1 3 13 -15 13
3º Cedrense ........ 8 3 2 3 10 -10 11
4º CD Lajense ..... 8 2 3 3 14 -10 9
5º GD Feteira ..... 8 1 0 7 5 -14 3
11ª. Jornada - 12-19-2010:
CD Lajense - GD Cedrense
FC Flamengos - GD Feteira
Folga: Fayal Sport.

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Itália: Torre de Pisa renovada


Torre de Pisa está menos inclinada
A Torre de Pisa vai apresentar-se profundamente renovada esta quarta-feira, depois de um exaustivo trabalho de restauro, além de profundas obras para reduzir a inclinação.
A Torre foi fechada inicialmente em 1991, por falta de condições de segurança, tendo sido reaberta em 2002, mantendo-se aberta ao mesmo tempo que decorria o restauro, pois o dinheiro dos bilhetes ajudou a pagar o restauro. A Torre tem agora menos 46 centímetros de inclinação, estando com a imagem que teria em 1838.
A restauração foi profunda, pois as pedras estavam profundamente sujas devido à poluição, aos pombos e ao sal.

Eusébio da Silva Ferreira o «Pantera Negra»


Eusébio conta como foi chegada a Portugal há 50 anos
Foi há 50 anos que Eusébio chegou a Portugal com destino ao Benfica. Para Eusébio e Cruz dos Santos, o jornalista de A BOLA destacado por Vítor Santos, histórico chefe de redacção de A BOLA, para fazer a reportagem da sua presença em Lisboa, parece que foi ontem.
«Então, senhor Ferreira?», atira Cruz dos Santos, depois de um prolongado e emotivo abraço, no jantar evocativo proporcionado, ontem, pelo nosso jornal. «Há muito que não nos víamos», reforça Cruz dos Santos. Eusébio sorri, emociona-se e recorda os primeiros passos em Lisboa com uma precisão quase cirúrgica.
«Estava um frio», lembra o Pantera Negra que, pela primeira vez, deixava a velha Lourenço Marques, hoje Maputo, capital de Moçambique, rumo à Metrópole. «Lá era Verão, mais de 40 graus, e eu trazia o meu fatinho», completa, dirigindo-se a Cruz dos Santos, jornalista de A BOLA e um dos três jornalistas que, naquela noite de 15 de Dezembro de 1960, o aguardava no aeroporto da Portela.
Pela primeira vez longe de Moçambique, Eusébio, 18 anos, nunca imaginaria o que o esperava na capital portuguesa. Era a grande figura do Sporting Clube de Lourenço Marques e os jornais portugueses há muito relatavam as suas façanhas. «Rui Martins, um antigo colaborador de A BOLA e que chegou mesmo a ser seleccionador de Moçambique, fazia muitos apontamentos sobre o Eusébio e as notícias que chegavam davam conta de que podia vir para o Sporting. Nessa altura, em Portugal ninguém conhecia a sua figura mas o seu nome já era conhecido», relata Cruz dos Santos. «Estava lá eu, o Nuno Ferreira e o David Sequerra (Mundo Desportivo)», acrescenta. Do Benfica, o comité de recepção era liderado «pelo director Domingos Claudino e pelos funcionários da secretaria do Benfica, na Rua Jardim do Regedor, Albino Rato e Júlio Teixeira».
INFLUÊNCIA DE COLUNA
Do aeroporto, seguiram todos para «a secretaria» do clube. «Ficámos lá até tarde», é a memória de Cruz dos Santos que assinala. «Cheguei à noite, uma quinta-feira. Só li depois as notícias da minha chegada, em A BOLA e no Mundo Desportivo, já no Algarve», junta Eusébio que, de seguida, lembra os primeiros momentos em Portugal. «O senhor Coluna é que me aguentou. Só conhecia Lourenço Marques, nunca tinha saído, e de repente há toda aquela confusão à minha volta. Tinha passagem de ida e volta e queria ir-me embora. A minha mãe tinha dito aos dirigentes do Benfica que se o seu filho não se adaptasse, o dinheiro estava todo no Banco Nacional Ultramarino. Eram 250 contos. Foi então que o senhor Coluna falou com o Gastão Silva(n.d.r- antigo chefe do departamento de futebol do Benfica) e disse-lhe para me tirar daqui sem ninguém saber.»
RUMO A LAGOS
Foi o que aconteceu. Eusébio nem conheceu Lisboa. Seguiu quase de imediato para o Algarve. «Fui para o hotel da Meia-Praia, em Lagos, que era do engenheiro Anta, um grande benfiquista», é ainda a memória prodigiosa do Pantera Negra a recordar. «Fui com o Domingos Claudino. Cada um ficou no seu quarto», atira, desmentindo, assim, algumas estórias que se generalizaram sobre a sua pontual estada no Algarve. «Levantava-me de manhã cedo e ia fazer umas corridas e dar uns toques. Ninguém me conhecia, no hotel eram só estrangeiros.» Ficou por lá «uns quatro dias» para que tudo se resolvesse, antes de voltar a Lisboa e de um emocionado telefonema para Moçambique. «Liguei para a minha mãe e disse-lhe 'já pode beber um copo, uma cervejinha preta, porque já sou jogador do Benfica'. Depois, mandei-lhe 100 contos em dinheiro, um prémio do presidente Maurício Vieira de Brito. O senhor Coluna disse-me para não ser em cheque, era melhor ser em dinheiro, porque a minha mãe ia gostar de receber as notas novinhas de mil escudos, aquelas azulinhas», lembra.
PRIMEIRO ORDENADO
Eusébio era, finalmente, jogador do Benfica. A estreia oficial aconteceria, apenas, em Maio de 1961. «O meu primeiro ordenado foi de cinco contos, depois passou para seis. O senhor Coluna, o senhor José Águas e o senhor Costa Pereira ganhavam 4.500 escudos», ainda recorda.
Por: João Esteves