quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Avião turco despenhou-se na Holanda


O avião partiu-se em três partes ao tentar aterrar em Amesterdão. (United Photos/ toussaint kluite/EPA)
Avião das linhas turcas despenhou-se em Amesterdão
Um avião das linhas turcas Turkish Airlines, um Boeing 737-800, despenhou-se esta manhã quando tentava aterrar no aeroporto de Schiphol, em Amesterdão. O avião tinha a bordo 135 pessoas e o director do aeroporto já confirmou ao início da tarde a existência de nove vítimas mortais e de, pelo menos, 50 feridos.
Um avião com 135 pessoas a bordo e pertencente às linhas turcas Turkish Airlines despenhou-se esta manhã no aeroporto internacional de Schiphol provocando a morte a nove pessoas e ferimentos em, pelo menos, 50 pessoas. Os últimos dados foram avançados pelo director do aeroporto de Amesterdão ao início da tarde depois de ao longo de toda a manhã o governo turco, por intermédio do ministro dos transportes, Binali Yildirim, ter confirmado a não existência de vítimas mortais, informação que nunca foi partilhada por várias cadeias de televisão que anunciavam entre cinco a sete mortos. Inicialmente a imprensa turca, citando um responsável da companhia de aviação, deu conta de que uma pessoa teria morrido e outras vinte teriam ficado feridas, mas posteriormente o ministro turco dos transportes veio contrariar esta informação dizendo que não haveria vítimas mortais no acidente de Amesterdão o que levou a companhia de aviação a recuar na informação inicial e confirmar os dados do ministro. Entretanto, as televisão continuaram a anunciar que, pelo menos, cinco a sete pessoas tinham morrido no acidente, casos da televisão alemã, enquanto a BBC avançava que testemunhas no local confirmavam a existência de sete vítimas mortais. Mais tarde foi o porta-voz do aeroporto de Schiphol, em Amesterdão, a confirmar a existência de mortos no acidente com o avião da Turkish Airlines e mais tarde o próprio director do aeroporto a avançar com a notícia das nove vítimas mortais. O acidente aconteceu quando o avião se preparava para aterrar no aeroporto internacional de Schiphol, em Amesterdão, tendo-se partido em três partes ao atingir o chão. O voo TK 1951 procedia de Istambul e o avião teria deixado de funcionar quando se preparava para aterrar em Amesterdão tendo caído num terreno ao lado da pista de aterragem.
RTP

Sem comentários: