sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

PRESÉPIOS DE NATAL


PRESÉPIOS DE NATAL
Tradição e religiosidade vindas dos Açores

Em tempo de Natal o portal ''O Milhafre Noticas/News'', saíu para a rua e foi visitar na cidade de Brampton um dos muitos persépios que a comunidade portuguesa faz em suas casas por esta altura do ano, em homenagem e louvor ao nascimento do menino Jesus que nasceu em Belém à mais de dois mil anos, e que os açorianos trouxaram na sua bagajem para o Canadá e América.

Fomos visitar a senhora Irene Carvalho natural da localidade do Farropo - Fenais da Luz, ilha de São Miguel, que imigrou para o Canadá em 1957, e desde então continua a fazer o seu persépio em casa já lá vão cinquenta e um anos desde que deixou a sua terra natal.
Em conversa com esta senhora, também a força por detrás do grupo folclórico de Brampton, disse-nos que esta tradição religiosa veio com ela, já que seus pais também faziam o persépio. ''Desde pequena, que participo nesta tradição e trouxe-a comigo assim como algumas relíquias, como casinhas e bonecos de barro que ainda hoje uso.''

Para a senhora Irene Carvalho, o significado do Natal é o nascimento de Jesus, e as raízes que trouxemos da nossa terra com a feitura dos persépios e a árvore de Natal, que representa a festa da família de Nazaré.
Mas hoje o verdadeiro significado do Natal tradicional está a perder-se com o consumismo e a troca de ofertas entre as pessoas porque se esqueçem-se do nascimento do filho de Deus.
Irene Carvalho passou para os seus filhos esta linda e significativa tradição, pois os mesmos seguem o seu caminho, nomeadamente o persépio.
Quanto ao seu persépio, enquanto puder irá o fazê-lo, pois levou 10 horas a montá-lo, numa só semana.

O Persépio está muito lindo, e contém os tradicionais musgos naturais apanhados no final de Outubro, pelas ruas em cascalho, a terra, e as suas ladeiras, montes e vales, casas, igrejas, folclore, corêto, banda de música e muitas outras coisas que forma um persépio, não esquecer os Reis Magos a caminho da manjedoura, onde se encontra o menino Jesus deitado, ao lado de São José e Nossa Senhora, acompalhados dos animais, que aqueceram naquela noite fria de luar.
A árvore de Natal também faz parte do persépio, que vale a pena visitar, simples e muito original á moda dos Açores.

Irvilhaca e três casinhas de papelão também fazem ainda parte deste persépio.
Agradecemos á sua promotora por nós ter recebido em sua casa e partilhar connosco o significado dos persépios da nossa terra.
Feliz Natal para todos e um próspero Ano Novo de 2009.
- Reportagem e fotos de João G. Silva (Brampton).

Sem comentários: