domingo, 23 de novembro de 2008

LIGA / SAGRES - Académica, 0 - Benfica, 2


Coimbra tem outro encanto para o Benfica
O Benfica voltou, este domingo, a vencer em Coimbra, onde há praticamente um ano tinha imposto a última derrota «caseira» da Académica. Rúben Amorim e Cardozo fizeram, desta feita, as honras do marcador.
Quique Flores, certamente também a pensar no jogo de quinta-feira com o Olympiakos, apresentou «onze» com muitas alterações em relação ao que era esperado (Katsouranis foi «baixa» de última hora, David Luiz apareceu a titular no lado esquerdo da defesa, Nuno Gomes e Cardozo constituíram a dupla de ataque), mas, mesmo assim, a equipa assumiu cedo o controlo do jogo. A Académica só a partir dos 15/20 minutos apareceu e ainda levou uma bola a embater na barra da baliza de Quim, mas não demorou a obter como resposta... o golo do Benfica. Com efeito, Nuno Gomes recebeu à entrada da área, fez compasso de espera para a entrada de Ruben Amorim, que não teve dificuldades em levar a melhor no frente-a-frente com o guarda-redes dos «estudantes». A Académica ainda tentou reagir e voltou a desperdiçar soberana oportunidade, com Lito a falhar o remate quando estava sozinho perante Quim. No entanto, o início da segunda parte viria a ser fatal para a equipa comandada por Domingos Paciência, uma vez que, logo na primeira iniciativa atacante do Benfica, Pavlovic rasteirou Reyes dentro da área, valendo a respectiva grande penalidade. Chamado a converter, Cardozo não desperdiçou e fez o quinto golo na presente época.Com dois golos de vantagem, o Benfica tranquilizou e só teve de gerir, ainda que o recém-entrado Suazo ainda poderia ter aumentado a conta, levando também a bola ao «ferro» da baliza da Académica.Os «encarnados», que assim retomaram a diferença de um ponto em relação ao líder Leixões, conseguem a quarta vitória consecutiva no Campeonato, numa cidade onde não perde vai para 35 anos. Já a Académica, além de ter perdido a longa invencibilidade diante do seu público, aumenta para seis o número de jogos consecutivos sem vencer.
Estádio Cidade de Coimbra.
Árbitro: Pedro Proença (AF Lisboa)
Académica – Peskovic; Pedrinho, Orlando, Luiz Nunes e Edson; Miguel Pedro, Pavlovic (Carlos Aguiar, 60 m) e Nuno Piloto; Lito (Éder, 60 m), Garcés e Sougou (Madej, 75 m).Suplentes não utilizados: Pedro Roma, Cléber, Cris e Tiero.
Benfica – Quim; Maxi Pereira, Luisão, Sidnei e David Luiz; Ruben Amorim (Jorge Ribeiro, 80 m), Binya, Yebda e Reyes (Balboa, 86 m); Nuno Gomes e Cardozo (Suazo, 61 m).
Suplentes não utilizados: Moreira, Miguel Vítor, Carlos Martins, e Aimar.
Disciplina: cartão amarelo a Pavlovic (46 m), Luiz Nunes (53 m), David Luiz (59 m), Nuno Piloto (64 m), Binya (67 m), Maxi (89 m).
Marcador: 0-1 por Ruben Amorim (30 m); Cardozo (47 m, gp).
Benfica é a única equipa das Ligas europeias sem derrotas
Com a derrota caseira do Villarreal, frente ao Valladolid (0-3), no sábado, o Benfica passou a ser a única equipa das principais ligas europeias que ainda não sofreu qualquer derrota. Um estatuto reforçado com a vitória sobre a Académica, este domingo.
O «submarino amarelo» era mesmo o último adversário do Benfica, na luta por, mas acabou por sofrer o primeiro desaire, e logo em casa. O PAOK, de Fernando Santos, abandonou esta «corrida» no fim-de-semana passado, ao sair derrotado na visita ao Olympiakos (2-0).
O lote de equipas sem derrotas chegou a incluir também o Valência e o Liverpool, há algumas semanas, mas entretanto foram surgindo derrotas de todas estas equipas, à excepção do Benfica, que este domingo visita a Académica. Com nove jornadas cumpridas, a equipa de Quique Flores tem seis vitórias e três empates.

Sem comentários: