domingo, 31 de agosto de 2008

LIGA SAGRES - Clássico acaba empatado


Lisboa, 30 Agosto - Cardozo marcou o golo do empate, que ainda deu esperança aos benfiquistas. Mas o FC Porto reequilibrou a contenda e evitou novos voos da águia.
BENFICA, 1 - FC PORTO, 1

LUCHO E CARDOZO MARCARAM NO ESTÁDIO DA LUZ
Acabou empatado o clássico entre Benfica e FC Porto, referente à 2.ª jornada da Liga Sagres. Após um bom arranque portista, que logo aos 11' se colocou em vantagem com um penálti facturado por Lucho, os encarnados puxaram dos galões e conseguiram o empate, por Cardozo, aos 56'. Pouco depois, aos 59', Katsouranis foi expulso, mas os dragões não voltaram a marcar.

UEFA - Zenit conquista a Supertaça Europeia

Mónaco, 29 Agosto - Danny já começou a amortizar os 30 milhões de euros que o Zenit pagou ao Dínamo de Moscovo pelo seu passe. Na estreia pela nova equipa, o internacional português marcou o segundo golo no triunfo (2-1) ante o Manchester United, que valeu a conquista da Supertaça Europeia.
Danny: Mês de sonho para jogador da moda
TERMINOU COMO O MELHOR DA SUPERTAÇA EUROPEIA
Zenit (Rússia), 2 - Manchester United (Ing.), 1
O melhor mês da vida desportiva de Danny terminou como um sonho para o avançado português. O antigo leão foi eleito melhor jogador da Supertaça da UEFA, troféu que o Zenit conquistou após bater (2-1) o Man. United.O neo-internacional português já era o jogador da moda na Rússia, graças aos 30 milhões de euros pagos ao Dínamo Moscovo pelo seu passe, mas fez questão de revelar na Supertaça parte do seu talento aos adeptos europeus. No Mónaco, Danny começou a demonstrar a importância que vai ter na equipa do Zenit. Os campeões da Rússia parece que já não vão perder a estrela Arshavin, com quem Danny pode formar dupla explosiva. O português jogou, fez jogar e marcou golo para recordar frente à defesa do campeão europeu. E, apesar de tudo, no final confessou: “Nunca pensei estar a disputar um jogo destes...”

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Campeão Olímpico chegou a Lisboa


Lisboa, 27 Agosto - Nelson Évora confirma na chegada a Lisboa, o carinho e apoio dos portugueses que já sentia em Pequim.

UEFA - V. Guimarães fora da Champions


Basileia, 27 de Agosto - O V. Guimarães procurava uma histórica e inédita presença na fase de grupos da Liga dos Campeões, mas o esforço dos minhotos foi traído pelo trio de arbitragem, que anulou um golo limpo a três minutos do fim, que daria o apuramento. Simplesmente Frustrante!

Sorteio - Liga dos Campeões Europeus

Liga dos Campeões 2008/2009
------------------------------------------------------
Sporting no grupo do Barcelona,
FC Porto no grupo do Arsenal.
O
Sporting vai jogar no Grupo C da Liga dos campeões onde está integrado o Barcelona. O tricampeão Nacional, FC Porto vai jogar no Grupo G do Arsenal.
O Chelsea de Luís Filipe Scolari está a dominar as nomeações para melhores jogadores do ano. Embora tenha perdido com o Mancherter United na final de Moscovo, o Chelsea já tem 3 jogadores considerados, os melhores nas suas posições.
Cristiano Ronaldo foi considerado pela UEFA o melhor jogador do ano.
Petr Cech - Melhor Guarda redes do ano
John Terry - Melhor defesa do ano
Frank Lampard - Melhor Médio do ano
Cristiano Ronaldo - Melhor Avançado do ano.
Sorteio da fase de grupos:
BARCELONA EM ALVALADE E ARSENAL NO DRAGÃO
Arsenal e Barcelona serão, na teoria, os opositores mais complicados do FC Porto e do Sporting na fase de grupos da Liga dos Campeões, cujo sorteio foi realizado esta quinta-feira no Principado do Mónaco.Inserida no Grupo G, a equipa portista vai defrontar, além dos Gunners londrinos, o Fenerbahçe, da Turquia, e o Dínamo Kiev, da Ucrânia. A formação de Istambul, agora treinada pelo espanhol campeão europeu Luis Aragonés, também poderá ser um adversário incómodo, depois de na Champions League da época passada só ter sido eliminada pelo Chelsea nos quartos-de-final. Já o Sporting, sorteado para o Grupo C, irá medir forças com o Basileia, o algoz do V. Guimarães na 3.ª pré-eliminatória da competição, e o Shakhtar Donetsk, igualmente da Ucrânia, um adversário que esteve no caminho do Benfica na Champions League da temporada passada.
Todos os grupos:
Grupo A - Chelsea (Inglaterra), Roma (Itália), Bordéus (França) e Cluj (Roménia)
Grupo B - Inter (Itália), Werder Bremen (Alemanha), Panathinaikos (Grécia) e Anorthosis (Chipre)Grupo C - Barcelona (Espanha), SPORTING(PORTUGAL), Basileia (Suíça) e Shakhtar Donetsk (Ucrânia)
Grupo D - Liverpool (Inglaterra), PSV (Holanda), Marselha (França) e Atlético Madrid (Espanha)Grupo E - Manchester United (Inglaterra), Villareal (Espanha), Celtic (Escócia) e Aalborg (Dinamarca)
Grupo F - Lyon (França), Bayern Munique (Alemanha), Steaua Bucareste (Roménia) e Fiorentina (Itália)
Grupo G - Arsenal (Inglaterra), FC PORTO (PORTUGAL), Fenerbahce (Turquia) e Dínamo Kiev (Ucrânia)
Grupo H - Real Madrid (Espanha), Juventus (Itália), Zenit (Rússia) e Bate Borisov (Bielorrússia)

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Real Madrid ganha Supertaça espanhola


Madrid, 24 Agosto - O Real inicia a época da mesma forma como a terminou: a festejar. Após vitória (4-2) sobre o Valencia, os merengues garantiram a conquista da Supertaça espanhola.

Inter de Milão vence Supertaça de Itália


Milão, 24 Agosto - Os jogadores do Inter festejam a conquista do primeiro título da era José Mourinho, a Supertaça de Itália, após um duro triunfo sobre a AS Roma numa decisão por penáltis.

Pedro Emanuel recebe troféu para FC Porto


Porto, 24 Agosto - Antes do jogo inaugural da Liga Sagres no Dragão, o capitão portista, Pedro Emanuel, recebeu das mãos de Gilberto Madaíl o troféu relativo ao campeonato da época passada.

Ciclismo - Volta a Portugal vitória para Blanco


Felgueiras, 24 Agosto - David Blanco, do Palmeiras Resort-Tavira conquistou a 70.ª edição da Volta a Portugal, tornando-se o primeiro estrangeiro a repetir o sucesso na prova, após o triunfo em 2006 ao serviço da Comunitat Valenciana.

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Açores - Festa da Mãe de Deus no Pico


Paróquia de São Bartolomeu - Silveira - Pico - Açores:
Festa da Mãe de Deus na Silveira
Pico, Açores - Todos os anos no dia 15 de Agosto, celebra-se em Portugal a ''Festa da Mãe de Deus'', por exelência conhecida também pela Ascensão de Nossa Senhora aos Céus, concidindo ao Feriado Nacional em todo o território português de norte a sul do País.
Esta é, também uma homenagem simples mas simbólica, da igreja Católica que todos os portugueses devem a Nossa Senhora rainha dos portugueses.

A paróquia de São Bartolomeu, na Silveira, conselho das Lajes do Pico, realizou numa linda tarde de Verão bastante quente esta festa em honra a Nossa Senhora. Como não podia deixar de ser, houve uma missa com pregação, pelo padre José Carlos da paróquia de São Mateus e depois foi a vez de reunir todas a pessoas para se imcorporaram na procissão, e acompanharam a linda imagem de Nossa Senhora Mãe de Deus, ao som dos acordes da banda de música, Filarmónica Liberdade Lajense da Vila das Lajes do Pico. Depois da recolha do cortejo prossicional ao cair da tarde, houve arrematações, comes e bebes e arraial ao ar livre num palco montado para o efeito no adro da igreja paroquial da Silveira.

Notamos a falta dos mais jovens nesta festa, pois estão um tanto arredados dos festejos religiosos, prefirem ficar em casa, em frentre dos computadores e televisão, mas diga-se em abono da verdade que os pais deviam incentivar os filhos para eles saíram e colaboraram na participação dos festejos, só assim poderar-se dá continuidade ás nossas tradições religiosas
nos tempos próximos, porque é com gente que se faz as festas!

De realçar também no final da missa o Pe. Tómas Bettencourt que esteve muitos anos em serviço em Macau, recebeu uma salva de prata pelos 50º aniversário de sacerdócio ao serviço do povo de Deus.
Texto e fotos de: João G. Silva

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Jogos Olímpicos: Nelson Évora medalha de Ouro


Salto para o ouro para Portugal.
Pequim, 21 Agosto - Nelson Évora corre para o salto decisivo. O português fez 17,67 e deu o quarto ouro olímpico para Portugal, depois de Carlos Lopes, Rosa Mota e Fernanda Ribeiro.
PORTUGUÊS GANHA TRIPLO SALTO EM PEQUIM
Já é nossa! Nelson Évora conquistou a medalha de ouro olímpica, ao vencer em Pequim o concurso do triplo salto. O melhor ensaio do atleta português foi de 17,67 metros, conseguido à quarta tentativa, naquela que é a sua melhor marca do ano
Depois de o ter feito na cerimónia de abertura, Nelson Évora transporta novamente a bandeira portuguesa mas agora para festejar o ouro olímpico do triplo salto.
Pequim2008: Atletismo - "É bom poder dar esta alegria aos portugueses", Nelson Évora
Pequim, 21 Ago (Lusa) - "É bom poder dar esta alegria aos portugueses", foi com esta frase e com a bandeira portuguesa aos ombros que Nélson Évora, o quarto português a conquistar uma medalha de ouro olímpica, saiu hoje da pista de Pequim.
"É bom poder dar esta alegria ao povo português e tirar esse drama que fizeram de toda a equipa, de estar a ser uma péssima prestação de todos e que vieram para aqui passear", disse Nélson Évora nas primeiras declarações aos jornalistas no Estádio Olímpico de Pequim, conhecido como o "Ninho de Pássaro".
"Fiquei triste quando fizeram esse tipo de ataques à nossa equipa porque essas críticas muito duras de fora acabaram por abater a equipa. Nós unimo-nos e esta medalha é um pouco o reflexo do que aconteceu nestes Jogos Olímpicos", acrescentou o campeão olímpico, de 24 anos.
Évora conquistou hoje a medalha de ouro no triplo salto, com um salto de 17,67 metros, batendo o britânico Philips Idowu, campeão mundial de pista coberta e Leevan Sands, das Bahamas.
"Todo o atleta sonha [com um triunfo olímpico]. Eu comecei talvez a sonhar há uns seis anos atrás, quando comecei a ver que poderia ter uma boa carreira, e a apostar mais no atletismo", disse Nélson Évora.
Évora, atleta do Benfica nascido na Costa Do Marfim, dedicou esta medalha a todos os portugueses e à sua família, em especial ao pai, que recupera de um problema de saúde.
"Ainda não posso acreditar que ganhei esta competição. Tudo foi tão rápido. Foi um sonho para mim, mas vou persistir nos meus esforços para alcançar melhores resultados no futuro. Acho que o conseguirei fazer", disse Évora, em conferência de imprensa.
O recém-coroado campeão olímpico português, que passa a fazer companhia a Carlos Lopes, Rosa Mota e Fernanda Ribeiro, considerou que estar em tal galeria de heróis "é um orgulho imenso".
"Ainda não tive tempo para reflectir no que se passou, aconteceu tudo muito depressa, ainda vou ter de me habituar à ideia que sou campeão olímpico", disse.
Nélson Évora apontou também mal saiu do estádio novos objectivo, ele que é já também campeão do mundo. "O que me falta agora é ser agora campeão da Europa. Sou muito novo, tenho que começar a pensar em marcas, porque os títulos já foram atingidos. Mas quero continuar a conquistá-los", afirmou.
** Rui Boavida, Agência Lusa **

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Sorriso português nos jogos Olímpicos

VANESSA FERNANDES CONQUISTA PRIMEIRA MEDALHA PARA PORTUGAL

Pequim, 18 Agosto - É com muito orgulho que Vanessa Fernandes mostra a medalha conquistada nos Jogos Olímpicos. "Uma prata que é mais do queouro", conforme disse.

Pequim, 18 Agosto - De sorriso largo e com a medalha de prata ao peito, Vanessa Fernandes foi figura de destaque na prova de triatlo destes Jogos Olímpicos. E Portugal agradece...
Vanessa Fernandes deu prata a Portugal
Vanessa Fernandes sagrou-se hoje vice-campeã olímpica de triatlo, conquistando a primeira medalha para Portugal em Pequim2008, numa prova em que perdeu apenas para a rival e imparável australiana Emma Snowsill.
A pentacampeã europeia realizou uma prova de excelente nível, mas a tricampeã mundial (2003, 2005 e 2006) foi intratável e com 10 quilómetros de atletismo de elevado nível destroçou a concorrência, terminando com 1:58.27 horas. Vanessa Fernandes acabou a 1.06 minutos de Snowsill, a quem felicitou e abraçou de imediato, com a compatriota Emma Moffatt a garantir o bronze, 22 segundos após a portuguesa. Com este resultado, Portugal conquistou, finalmente, a primeira medalha, mas só por milagre cumprirá os objectivos do Comité Olímpico de Portugal, que “sonhava” com quatro e um total de 60 pontos (a missão lusa soma apenas 10). Nos 1,5 quilómetros da natação - o segmento em que não era tão forte, mas no qual registou franca evolução -, Vanessa saiu no nono lugar, a escassos quatro segundos da norte-americana Laura Bennett (20.19 minutos), uma das favoritas ao triunfo final. Cerca de 40 atletas saíram da água a menos de 10 segundos da líder, mas o pelotão cedo começou a perder elementos, também por acção da portuguesa. Com efeito, no arranque para os 40 km de ciclismo, com seis voltas a um circuito de 6,6 km, Vanessa cedo se “mostrou”, encabeçando o grupo no ataque à primeira subida, de elevado grau de dificuldade, que começou a fazer os primeiros estragos. A triatleta nacional mantinha-se sempre na cabeça do grupo de 22 elementos, junto a todas as favoritas: segundo o pai Venceslau, havia indicações para atacar na última volta, mas tal não aconteceu e entrou no atletismo em 11º, a seis segundos da neozelandesa Andrea Hewitt. Quem não perdeu tempo e passou à ofensiva foi a tricampeã mundial Emma Snowsill, que rapidamente ganhou distancia: ao fim da primeira de quatro voltas já se cifrava em 15 segundos para Vanessa Fernandes, que tinha à perna a norte-americana Laura Bennet (atacou pouco depois e ganhou alguns metros) e Andrea Hewitt. Lá na frente Emma Snowsill revelava-se imparável e ganhava cada vez mais terreno (aos cinco quilómetros, a meio do atletismo, ampliou a vantagem para 39 segundos), enquanto Vanessa, que não aparentava estar tão fresca, contra-atacou e distanciou-se cinco segundos de Bennet. O ouro já era uma mera miragem à entrada da ultima volta - estava a 57 segundos de Snowsill -, pelo que Vanessa tinha era de se preocupar com a prata, que estava presa por 11 segundos para a também australiana Emma Moffatt e 25 para a japonesa Juri Ide. Até ao fim, nada mudou e as três triatletas ficaram com o pódio.
Lusa / AO Online

Supertaça - Leões mostram troféu

SUPERTAÇA CÂNDIDO DE OLIVEIRA PARA O SPORTING
Faro, 16 Agosto - Os jogadores do Sporting mostram ao mundo a mais recente conquista, após venceram a Supertaça frente ao FC Porto por 2-0.
Sporting conquista sétimo troféu
Um “bis” de Yannick Djaló garantiu ao Sporting a conquista da sétima Supertaça de futebol da sua história, segunda consecutiva, com novo triunfo sobre o FC Porto por 2-0.
Um “bis” de Yannick Djaló garantiu ao Sporting a conquista da sétima Supertaça de futebol da sua história, segunda consecutiva, com novo triunfo sobre o FC Porto por 2-0.Depois de ter terminado a época passada com uma vitória na final da Taça de Portugal frente ao “dragões”, igualmente por 2-0, o clube de Alvalade arrancou a temporada da melhor forma com a reconquista da Supertaça, graças à pontaria afinada de Yannick e à boa exibição do guardião Rui Patrício.Na 28ª edição do troféu, o avançado do Sporting facturou aos 45 e 57 minutos, no segundo tento com brinde do estreante Sapunaru, enquanto Rui Patrício efectuou a sua melhor partida desde que assumiu o comando da baliza “leonina”, ao defender uma grande penalidade de Lucho Gonzalez.Com este resultado, o Sporting impediu, pelo segundo ano consecutivo, o FC Porto, tricampeão nacional, de levantar a Supertaça e o técnico Paulo Bento voltou a ser o grande pesadelo de Jesualdo Ferreira, com novo triunfo sobre o “professor”.Sem Mariano Gonzalez e Ricardo Quaresma, por opção técnica, Jesualdo Ferreira promoveu ao primeiro “onze” oficial da época o argentino Ernesto Farias, caindo Lisandro para as faixas, e apresentou quatro reforços: Benitez, Sapunaru, Guarin e Cristian Rodriguez.Do lado do Sporting, Paulo Bento surpreendeu ao deixar Grimi e Miguel Veloso no banco e apostou nos reforços Marco Caneira, para o lugar de defesa esquerdo, e Rochemback, para o meio-campo.Com Liedson lesionado, o técnico “leonino” colocou na frente a dupla Yannick-Derlei e voltou a confiar a braçadeira de capitão a João Moutinho, mesmo depois do jogador ter mostrado publicamente o desejo que abandonar o clube, durante a pré-epoca.Com o encontro a ser disputado ainda por vezes em ritmo de pré-temporada, o Sporting entrou mais pressionante e tentou por duas vezes alvejar, sem sucesso, a baliza de Helton, primeiro através de João Moutinho (04 minutos) e depois por Fábio Rochemback (09).Pouco depois, o médio brasileiro ainda pôs alguns adeptos “leoninos” a gritar golo com uma bomba que saiu muito pouco ao lado do alvo.Após um primeiro aviso de Benitez (26), o FC Porto esteve perto de facturar, com um disparo do “meio da rua” de Lucho Gonzalez, que fez a bola embater com estrondo na barra da baliza de Rui Patrício.Numa altura em que as duas equipas já aguardavam pelo intervalo, Yannick Djaló aproveitou um ressalto à entrada da área portista e colocou o Sporting em vantagem no marcador, ao bater o guardião brasileiro do FC Porto com um remate rasteiro.No regresso dos balneários, o FC Porto acusou o golo sofrido e os “leões” assustaram novamente os tricampeões nacionais, mas desta vez o número “20” do Sporting não conseguiu aproveitar um erro de Bruno Alves, que atrasou mal a bola para Helton.Quando parecia que os “dragões” queriam chegar ao empate, depois de uma boa jogada de Lucho e Lisandro Lopez que acabou com defesa de Rui Patrício, o Sporting aumentou a vantagem, novamente por Yannick (57), num lance com grandes responsabilidades para o romeno Sapunaru.Ainda com esperanças de empatar e levar o encontro para prolongamento, o FC Porto partiu para cima da área “leonina” e obrigou Rui Patrício a duas boas intervenções, a tiros de Raul Meireles (65) e Hulk (66).Pouco depois, o guarda-redes do Sporting esteve novamente em destaque, desta vez ao defender uma grande penalidade apontada por Lucho Gonzalez, a punir mão de Caneira na grande área.Aos 82 minutos, Lisandro Lopez, em dia de pouca inspiração, não conseguiu mais uma vez reduzir a desvantagem, quando já na pequena área falhou a baliza de Rui Patrício, com o guardião batido. Com o FC Porto balanceado no ataque, os “leões” iam fazendo por pouco o terceiro tento, outra vez pelo rapidíssimo Yannick, que desta vez, com um remate enrolado de fora da área, acertou na barra.
Lusa/AO

sábado, 16 de agosto de 2008

Inter de Milão vence primeira Eusébio Cup


Lisboa, 15 Agosto - Dejan Stankovic, um dos mais irreverentes e raçudos do Inter de Milão, abraça Carlos Martins em tom de pedido de desculpas, após um lance mais viril da Eusébio Cup.
BENFICA, 0 - INTER DE MILÃO, 0 (4-5 g.p.)

Na primeira edição da Taça Eusébio, o estádio da Luz vestiu-se a rigor para ver o primeiro grande teste à equipa de Quique Flores. Com cerca de 54 mil espectadores nas bancadas, a equipa do Benfica entrou em campo para defrontar o tricampeão italiano agora comandado por José Mourinho e com Figo no onze inicial.
A equipa títular do Benfica apresentou: Quim na baliza, dupla de centrais constituída por Luisão e Katsouranis Leo e Maxi Pereira a complementar o eixo defensivo. No meio campo o treinador espanhol colocou Carlos Martins, Yebda, Urreta e Ruben Amorim e na linha da frente cabia a Cardozo e a Aimar marcar golos.
O Inter de Mourinho com uma equipa de segunda linha entrou em campo para disputar o jogo com Luís Figo a títular, assim como os óbvios Cambiasso, Ibraihmovic, Stankovic e Javier Zanetti.
Com o onze titular que derrotou o Feyernood há uma semana, a equipa de Quique Flores teve mais dificuldade em circular a bola no meio campo defensivo do Inter de Milão e criar situações de golo. Cardozo ainda rematou à barra, logo nos primeiros minutos, e Figo desperdiçou duas excelentes oportunidades para abrir o activo mas Quim provou estar à altura, numa fase que foi também a escolha de Queiroz para a Selecção Nacional.
Ao intervalo e com o marcador a zero, Quique Flores fez entrar o extremo Balboa e José Reyes para o lugar de Ruben Amorim e Urreta respectivamente. Com a equipa a subir no terreno e a criar mais oportunidades, Nuno Gomes, David Luiz e Nélson entram em campo passando Katsouranis a actuar no meio campo reeditando a dupla de centrais do ano passado, Luisão-David Luiz.
Nuno Gomes ainda marcou mas o árbitro já tinha apitado uma falta ofensiva.
Num jogo muito táctico em que as oportunidades de golos foram escassas, a Taça Eusébio foi decidida nas grandes penalidades com o Inter a ser mais eficaz. José Mourinho mostrou-se satisfeito com o resultado e com o jogo e fica mais uma vez na história do Benfica ao vencer a primeira edição da Eusébio Cup.
Equipas Titulares:
SLBenfica -
12 Quim 4 Luisão 5 Leo 7 Cardozo 8 Katsouranis 10 Aimar 14 Maxi Pereira 15 Ruben Amorim 16 Urreta 24 Carlos Martins 26 Yebda.
Inter Milão - 12 Julio César 4 Javier Zanetti 5 Stankovic 6 Maxwell 7 Luís Figo 8 Ibraihmovic 13 Maicon 16 Burdisso 19 Cambiasso 20 Muntari 33 Amantino Mancini.
Resultado final - 0-0. G.P. - Benfica, 4 - Inter, 5

Eusébio recebe forte ovação


Lisboa, 15 Agosto - O Pantera Negra recebe o carinhos e forte ovação dos adeptos encarnados minutos antes do apito inicial para o Benfica-Inter, referente à Eusébio Cup.

J.O. Pequim - Maldita vala, Jessica fora da final


Pequim, 15 Agosto - Jessica Augusto falha a presença na final dos 3.000 metros obstáculos. Passagem atribulada pela vala de água foi decisiva para o desfecho.

quinta-feira, 7 de agosto de 2008

O basquetebolista Yao Ming "foge" à confusão


Pequim, 6 Agosto - O basquetebolista Yao Ming foi uma das figuras de destaque a transportar a Tocha Olímpica que chegou esta quarta-feira a Pequim. Na imagem, o gigante "foge" à confusão, para voltar a concentrar-se nos Jogos.