sexta-feira, 21 de julho de 2017

Requalificação das zonas costeiras e ribeirinhas nos Açores

Governo dos Açores investe na requalificação de zonas costeiras em várias ilhas do arquipélago
O Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia destacou hoje, no Faial, a importância do investimento na proteção e requalificação das zonas costeiras e ribeirinhas das ilhas dos Açores, na medida em que garante o seu uso "em segurança” por residentes e visitantes, potenciando o turismo costeiro e marítimo.
Gui Menezes, que falava à margem de uma visita às obras de requalificação do acesso pedonal ao Porto do Salão, salientou que a intervenção permite “a valorização desta zona balnear”, acrescentando que teve em conta “o reforço da segurança das pessoas que usufruem” do local.
O Secretário Regional referiu que as obras, que terminaram no início do ano, num investimento superior a 185 mil euros, permitiram reabilitar o acesso existente, “mantendo-o pedonal, não descaraterizando a paisagem envolvente”.
A empreitada, prevista na Carta Regional de Obras Públicas, consistiu na construção de um passadiço com guardas do lado da falésia e de um muro de vedação, bem como na recuperação das escadas de acesso.
Gui Menezes destacou ainda vários investimentos levados a cabo este ano pelo Governo dos Açores, num valor superior a 120 mil euros, que “contribuem para a requalificação de diversas zonas costeiras com interesse balnear e turístico em várias ilhas”.
Nesse sentido, apontou as obras de requalificação no ilhéu de Vila Franca do Campo, na Praia de Ribeira Quente, em São Vicente Ferreira, em Santo António e na Ferraria, na ilha de São Miguel, e em São Lourenço e na Maia, na ilha de Santa Maria.
O Secretário Regional frisou ainda que até ao final do ano terá início a obra de proteção costeira de Rabo de Peixe, na costa norte de São Miguel, adiantando que os procedimentos concursais para a empreitada estão a decorrer.
Segundo Gui Menezes, esta é “uma intervenção de maior vulto”, no valor de 3,3 milhões de euros, que tem como objetivo “salvaguardar pessoas e bens numa zona crítica” de Rabo de Peixe.
GaCS/GM/MN

Museu da Indústria Baleeira, em São Roque do Pico

Museu do Pico promove exposição "Mestre José Melo - um homem à frente do seu tempo"
A Direção Regional da Cultura, através do Museu do Pico, inaugura segunda-feira, 24 de julho, no Museu da Indústria Baleeira, em São Roque do Pico, pelas 21h30, a exposição "Mestre José Melo – um homem à frente do seu tempo", um trabalho biográfico e documental sobre este construtor naval de Santo Amaro do Pico.
A exposição visa dar a conhecer a vida e obra de Mestre José Silva Melo, um dos mais prestigiados construtores navais em madeira dos Açores, que desenvolveu a sua atividade de projetista e de construtor naval no Pico, em várias ilhas do arquipélago e nos EUA, sendo o seu trabalho reconhecido por empresas, universidades e público especializado.
Mestre José Melo é, pela quantidade e qualidade do seu trabalho, uma referência incontornável da construção naval do Pico, ilha que foi o grande centro de produção de barcos em madeira dos Açores, sendo a freguesia de Santo Amaro reconhecida como o verdadeiro santuário da construção naval do arquipélago.
É neste contexto que o Museu do Pico revisita e homenageia a vida e a obra de Mestre José Melo, atualmente com 85 anos, que reside com a sua família nos EUA.
A exposição estará patente até 1 de outubro, no horário regular de funcionamento do Museu, de terça-feira a domingo, das 10h00 às 17h30.
A Direção Regional da Cultura informa que este e outros eventos estão disponíveis para consulta na Agenda Cultural do Portal CulturAçores, no endereço eletrónico www.culturacores.azores.gov.pt.
GaCS/DRC/MN

Principal objetivo “otimizar o aproveitamento da quota”

Governo dos Açores altera redistribuição da quota do goraz em cinco ilhas
O Governo dos Açores, na sequência da solicitação das associações de pesca do Faial, Terceira, Graciosa, São Miguel e Santa Maria, decidiu, através de um despacho publicado hoje em Jornal Oficial, alterar a repartição da quota de goraz pelas embarcações destas ilhas.
Esta medida, segundo o Secretário Regional do Mar, Ciência e Tecnologia, tem como principal objetivo “otimizar o aproveitamento da quota” desta espécie, acrescentando que se procedeu a “um balanço das capturas efetuadas durante o primeiro semestre”.
Gui Menezes frisou que o sistema de gestão por trimestre e/ou por embarcação, “para além de permitir uma maior equidade na distribuição do rendimento ao pescador, garantiu o aumento do preço médio em cerca de 7% para o goraz e de 50% para o peixão”.
O Secretário Regional defendeu que, desta forma, as associações de pesca dos Açores têm “um papel mais ativo na gestão da quota desta espécie que, pelo seu elevado valor comercial, tem um peso significativo nos rendimentos dos pescadores açorianos”.
As 507 toneladas de quota anual de goraz destinadas à Região para 2017 foram repartidas ilha por ilha com base no historial de capturas e, em cada ilha, através das associações do setor, foi possível atribuir possibilidades de pesca a cada embarcação.
GaCS/GM/MN

Campeonato de Portugal Prio: Sorteio a 24 julho

Campeonato de Portugal Prio
Equipas açorianas vão ser distribuídas pelas duas séries mais a sul do CPP
A Federação Portuguesa de Futebol revelou em comunicado que, na próxima temporada do Campeonato de Portugal Prio, as cinco equipas dos Açores vão disputar as duas zonas mais a sul, as Séries D e E.
Só ainda não se sabe em que séries vão ficar Operário, Sporting Ideal, Praiense, Lusitânia e Sporting de Guadalupe.
Com o campeonato reformulado em cinco séries de 16 equipas, as cinco açorianas vão ficar nas Série mais a sul, com três equipas na Série D e duas na Série E.
A FPF anunciou que a divisão será feita através de sorteio, com a primeira, terceira e quinta equipa sorteada a ficar na Série E e a segunda e quarta sorteada na Série E. Quanto às três equipas da Região Autónoma da Madeira, vão ser sorteada pelas três séries mais a norte (A, B e C), ficando uma em cada série.
O sorteio das equipas insulares e do calendário da época 2017/2018 decorrerá na próxima segunda-feira, dia 24 de julho, pelas 14h00, na sede da Federação Portuguesa de Futebol.
Nuno Martins Neves/MN

Santa Clara vence no jogo de apresentação aos sócios

Santa Clara vence Sporting Ideal por 2-0
O Santa Clara da II Liga portuguesa de futebol, venceu na quarta-feira o Sporting Clube Ideal, do Campeonato de Portugal por 2-0, no jogo de apresentação aos sócios para a época 2017/2018.
O particular foi disputado no Estádio de São Miguel, em Ponta Delgada, com o Santa Clara a mostrar porque está um escalão acima do adversário e a proporcionar as jogadas mais perigosas embora sem conseguir traduzir essa "superioridade" em golos.
A formação de Carlos Pinto só conseguiu chegar ao golo aos 63 minutos, através de Osama Rashid, e, já sobre o apito final, por Fernando Andrade, na marcação de uma grande penalidade.
O Sporting Clube Ideal esteve melhor na primeira parte, com os jogadores a demonstrarem melhor condição física, mas foi o Santa Clara a criar o primeiro lance de perigo, aos oito minutos, num remate de João Reis ao poste da baliza de Imerson.
Aos 27 minutos, Clemente rematou rasteiro para a defesa sem dificuldade do guardião do Sporting Clube Ideal, que agarrou a bola com as duas mãos, e, cerca de 10 minutos depois, Thiago Santana rematou forte, mas muito por cima da baliza.
O Sporting Clube Ideal deu o 'ar da sua graça' aos 44 minutos, num cruzamento de Paulo César para a área, aonde surgiu Marcelo a cortar a bola de cabeça e a salvar a baliza do Santa Clara.
Já em cima do intervalo, depois de um canto batido por Xéxé, Hélder Arruda cabeceou, mas a bola passou ao lado do poste da baliza de Marco, que tinha acabado de substituir Serginho na baliza do Santa Clara.
Na segunda parte, os jogadores do Sporting Clube Ideal demonstravam estar cada vez mais debilitados fisicamente e, aos 62 minutos, na sequência de uma falta de Laró sobre Adel, o árbitro assinalou grande penalidade, que, aos 63, Osama Rashid converteu.
Aos 88 minutos, Adel podia ter ampliado a vantagem, mas atirou à trave. Na recarga, surgiu Ítalo, que atirou ao lado da baliza do Sporting Ideal.
Já em cima dos 90 minutos, Fernando Andrade apontou o segundo golo do Santa Clara, com o árbitro César Andrade a dar o apito final poucos segundos depois.
Jogo no Estádio de São Miguel, em Ponta Delgada.
Santa Clara - Sporting Ideal, 2-0.
Ao intervalo: 0-0.
Marcadores:
1-0, Osama Rashid, 63 minutos (grande penalidade).
2-0, Fernando, 90.
Equipas:
Árbitro: César Andrade (Ponta Delgada).
- Santa Clara: Serginho, Dani Coelho, Marcelo, Vítor Alves, João Reis, Osama Rashid, Kaio, Ruben Saldanha, João Ventura, Clemente e Thiago Santana.
Jogaram ainda Marco, Diogo Santos, Berny Burque, Adel, Fernando Andrade, Igor, Ítalo, Kim, Rodolfo e Machado.
Treinador: Carlos Pinto.
- Sporting Clube Ideal: Imerson, Paulo Dinarte, Bertrande, Grilo, Bruno Mendes, Xéxé, André Oliveira, Diogo Pires, Helder Arruda, Marco Aurélio e Paulo César.
Jogaram ainda Nuno Vieira, Artur Santos, China, José Eduardo, João Pedro, Rafa Benevides, Laró, Filipe, Rosa, Tiago Correia, Rui Lopes e Julio (junior).
Treinador: Luís Roquete.
Ação disciplinar: Nada a assinalar.
Assistência: Cerca de 500 espetadores.
Lusa/AO/MN

segunda-feira, 17 de julho de 2017

8ª. edição da Feira Quinhentista na Ribeira Grande

“Feira Quinhentista de 2017 foi a melhor de todas as edições”
A oitava edição da Feira Quinhentista foi “a melhor de todas sob diversos aspetos”, realçou Alexandre Gaudêncio, presidente da Câmara da Ribeira Grande que fez um balanço “muito positivo” do evento que juntou “mais de 25 mil pessoas ao longo dos quatro dias de feira.”
“A extensão do espaço da feira para zonas que antes não eram muito utilizadas, como as traseiras do edifício da Câmara ou o largo da Cascata, permitiu-nos criar mais zonas de animação e de fluxo dos visitantes, facilitando também a circulação das pessoas”, destacou.
Segundo uma nota enviada à nossa redação, Alexandre Gaudêncio manifestou também a “satisfação” por todo o “empenho, dedicação e profissionalismo colocados pelos grupos participantes que, nas suas atuações, enriqueceram a feira e permitiram manter o espaço animado durante cerca de oito horas por dia.”
O edil vincou ainda o “crescente interesse e entusiasmo patenteados pelos grupos locais, cuja adesão à Feira Quinhentista cresce de ano para ano e com reconhecida qualidade, o que reflete o trabalho de preparação que realizam ao longo do ano com o intuito de enriquecerem o evento.”
A aposta na periodicidade anual também fica vincada pelo sucesso alcançado ano após ano. “Não restam dúvidas que uma festa desta dimensão tem de ser feita todos os anos. Recebemos mais de 25 mil visitantes ao longo dos quatro dias da Feira Quinhentista com todos os benefícios que daí advêm para a economia local.”
Durante os quatro dias da Feira Quinhentista a Ribeira Grande reviveu os tempos vividos por ocasião das conquistas do império, apresentando um conjunto variado de recriações históricas e animações diversas que cativaram milhares de pessoas de várias franjas etárias.
CMRG/MilhafreNoticias

5.ª edição da Maratona de BTT Monbike na Lagoa

Lagoa acolheu 5.ª Maratona de BTT Monbik
A cidade de Lagoa acolheu, no domingo, dia 16 de julho, a 5.ª edição da Maratona de BTT Monbike. Esta foi mais uma iniciativa desportiva que contou com o apoio da Câmara Municipal de Lagoa e permitiu promover o desporto, estilos de vida saudável, bem como contribuiu para divulgar o património natural e paisagístico do concelho, nomeadamente os trilhos da Rota de Água, que têm sido muito procurados por turistas e outros visitantes locais.
Segundo uma nota enviada à nossa redação, a Maratona BTT Monbike contou para a III Taça de Maratonas da Associação de Ciclismo dos Açores e assume-se como um dos principais eventos dinamizadores do ciclismo da Ilha Verde, atraindo cada vez mais visitantes à cidade de Lagoa.
A maratona teve uma extensão de 60 km, enquanto que a meia maratona foi de 25 km. Nas provas puderam participar atletas federados, atletas portadores de licença CPT (Ciclismo para Todos) e, ainda, ciclistas não federados. Já os mais pequenos puderam participar integrando a Mini-maratona Expolab. Nas várias atividades, vários escalões estiveram em competição, a saber: Juniores, Sub 23/Elites; Master 30; Master 40 e Master 50.
Em relação às classificações desta prova ciclística, na Maratona Geral Masculinos – 60 km, ficou em 1.º lugar Milton Resendes, pertencente ao Escalão Elite, em 2.º lugar terminou Tiago Furna, também do escalão Elite e em 3.º lugar ficou David Morais, do escalão Master 40. Na Maratona de Promoção Masculinos – 60 Km, Diogo Cymbron ficou em 1.º lugar, no escalão Promoção, também no mesmo escalão, Ricardo Jorge ficou em 2.º lugar e em 3.º posição ficou Dani Pardal, no escalão Promoção – CPT. Na Meia-maratona Geral Masculinos – 25 km ficou em 1.º lugar João P. Medeiros, do escalão Júnior, já em 2.º lugar terminou Gonçalo Medeiros, do escalão Cadete e em 3.º lugar, do escalão Júnior, ficou Gonçalo Estácio. Na Meia-maratona Promoção Masculinos – 25 km ficou em 1.º lugar Francisco Carreiro, do escalão Promoção CPT e também no mesmo escalão ficou em 2.º lugar J. Arnaldo Cunha e em 3.º posição terminou John Dias, do escalão Promoção. Na Meia-maratona Geral Femininos – 25 km, Andrea Costa conquistou o 1.º lugar, do escalão Master Feminina, em 2.º lugar terminou Ana Costa, do escalão Elite Feminina e em 3.º posição ficou Isabel Augusto, do escalão Master Feminina. Já na Meia-maratona Promoção Femininos – 25 km, Cláudia Fernandes ficou em 1.º lugar, do escalão Promoção Femininos.
Refira-se, igualmente, o convívio e o ambiente familiar festivo proporcionado pelas atividades paralelas dinamizadas gratuitamente pelo “Expolab” e especialmente dedicadas aos mais pequenos, como a mini-maratona ou os “laboratórios temáticos” que despertou o interesse das crianças.
CML/MilhafreNoticias