domingo, 22 de abril de 2018

II Liga: Santa Clara vence Famalicão e continua na luta

Rashid e Clemente fizeram os golos da partida (fotos: João Raposo)
SANTA CLARA, 2 - FAMALICÃO, 0
Açorianos continuam em lugar de subida
O Santa Clara venceu este domingo o Famalicão por 2-0, em jogo da 35.ª jornada da 2.ª Liga, mantendo-se assim na corrida à subida ao principal escalão, a três jornadas do final do campeonato.
A formação do Santa Clara entrou praticamente a ganhar, quando, aos três minutos, Jorge Miguel travou Fernando na grande área, originando uma grande penalidade. Osama Rashid não facilitou e atirou para o fundo das redes, adiantando a sua equipa, que chegou ao intervalo a vencer já por 2-0, depois de um golo de Clemente, aos 35.
Após a marcação do primeiro tento dos encarnados de Ponta Delgada, a equipa de Famalicão reagiu e criou diversas situações, mas pecou na finalização.
Numa primeira parte bem disputada por ambas as partes, seria o Santa Clara a voltar a marcar. Pacheco recuperou a bola no meio campo e colocou-a num colega, que, na esquerda do ataque dos encarnados, cruzou para cabeceamento de Clemente, que bateu Gabriel entre os postes.
No segundo tempo, o Santa Clara voltou a entrar ao ataque, a trocar bem a bola, tendo imposto o seu futebol até final da partida, beneficiando ainda da expulsão de Jorge Miguel, aos 48 minutos.
A formação de Ponta Delgada criou várias oportunidades, enquanto o Famalicão, organizado a defender, evitou um resultado mais expressivo.
O Famalicão em toda a segunda parte apenas criou uma oportunidade flagrante, quando, aos 83 minutos, Accioly evitou o tento dos visitantes, após um corte em cima da linha de golo e depois de Anderson ter fintado Marco e rematado para a baliza.
Jogo no Estádio de São Miguel, em Ponta Delgada.
Santa Clara - Famalicão, 2-0.
Ao intervalo: 2-0.
Marcadores:
1-0, Osama Rashid, 3 minutos (grande penalidade).
2-0, Clemente, 35.
Equipas: 
Árbitro: Manuel Oliveira (Porto).
- Santa Clara: Marco Pereira, Vítor Alves, Marcelo Oliveira, Accioly, João Reis, Diogo Santos (Minhoca, 66), Pacheco, Osama Rashid, Pineda (Batatinha, 75), Fernando e Clemente (Thiago Santana, 56).
(Suplentes: Serginho, Igor Rocha, Kaio, Minhoca, Rúben Saldanha, Rafael Batatinha e Thiago Santana).
Treinador: Luís Pires.
- Famalicão: Gabriel, Mendes, José Pedro, João Faria, Jorge Miguel, Hocko, Fabinho (Angelo, 56), Nélson Cunha (Vasco, 65), William, Feliz e Poulson (Anderson, 76).
(Suplentes: Leonardo, Ângelo, Fred, Pereira, Vasco, Anderson e Nuno Diogo).
Treinador: Vasco Seabra.
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Vítor Alves (07), Fabinho (19), Jorge Miguel (39 e 48), José Pedro (40), Accioly (43), Thiago Santana (57) e William (88). Cartão vermelho para Jorge Miguel (48).
Assistência: 3.066 espetadores.
Autor: Lusa

sexta-feira, 20 de abril de 2018

Terceiro dia da visita oficial ao Brasil do Governo Açoriano

Vasco Cordeiro encontra-se com empresários açorianos e açor-descendentes de São Paulo
O Presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro, iniciou o terceiro dia da visita oficial ao Brasil com um encontro com empresários açorianos e açor-descendentes do Estado de São Paulo, uma oportunidade para apresentar o atual momento económico que se vive na Região. 
“Este encontro com empresários teve o duplo objetivo de, por um lado, conhecer de forma mais direta a afirmação que, do ponto vista empresarial, a comunidade açoriana vem desenvolvendo em São Paulo, e, por outro, apresentar os Açores e o momento que vive ao nível da sua economia”, afirmou Vasco Cordeiro.
A reunião, que decorreu na Chancelaria do Consulado Geral de Portugal, constituiu o primeiro ponto da agenda de Vasco Cordeiro em São Paulo e segue-se à visita que decorreu, nos últimos dois dias, a Santa Catarina, a convite do Governador do Estado, Eduardo Pinho Moreira.
Segundo disse, este encontro permitiu também, em relação ao trabalho que é desenvolvido pelo Consulado Geral, atestar este bom relacionamento e “afirmar o desejo e a vontade que assim se mantenha para que seja possível, cada vez mais, servir bem a comunidade açoriana em São Paulo”.
“Foi uma boa oportunidade para constatar este bom relacionamento e reforçar, a outros níveis, a ligação que existe entre os Açores e o Brasil, nomeadamente através de novas áreas e novos projetos, como é o caso do AIR Center, um projeto que tem “merecido a atenção e o cuidado na forma como ele pode reverter em benefício das relações entre os dois países, mas, tendo a sua sede nos Açores, também em benefício da própria Região”, afirmou Vasco Cordeiro.
Ainda nesta sexta-feira, o Presidente do Governo vai encontrar-se, na Casa dos Açores, com a comunidade açoriana residente em São Paulo, enquanto sábado, último dia desta visita oficial, será dedicado a um encontro com comunidade açoriana do Rio de Janeiro e ao lançamento do livro 'Uma Página sobre Vitorino Nemésio'.
A convite de Vasco Cordeiro, a comitiva açoriana integra os Presidentes das Câmaras Municipais de Ponta Delgada, Angra do Heroísmo e Praia da Vitória, cidades irmãs de Florianópolis, capital do Estado de Santa Catarina, assim como os deputados à Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, pertencentes à Comissão de Política Geral, José San-Bento (PS), António Soares Marinho (PSD) e Alonso Miguel (CDS/PP).
GaCS/PC

Ampliação da pista do Aeroporto da Horta nos Açores

Governo dos Açores não desistirá da pretensão de ampliação da pista do Aeroporto da Horta
A Secretária Regional dos Transportes e Obras Públicas assegurou na Assembleia Legislativa, que o Governo dos Açores “não desistirá" da pretensão da ilha do Faial e da Região, e vai continuar a instar o Governo da República e a ANA para que cumpram com a sua obrigação em termos de ampliação da pista do Aeroporto da Horta.
Ana Cunha salientou que o Governo dos Açores, “ao longo do tempo e por diversas formas, tem vindo a instar o Governo da República, bem como a entidade concessionária do Aeroporto da Horta, no sentido de concretizar a sua ampliação”.
Nesse sentido, recordou que o fez “no âmbito do processo de privatização, no âmbito do processo de aprovação dos termos do contrato de concessão do serviço público aeroportuário outorgado, no âmbito da consulta para aprovação do plano estratégico da ANA para o período 2013-17, aquando da visita aos Açores do anterior Primeiro-Ministro, Passos Coelho, e numa reunião formal entre o Presidente do Governo e o atual Primeiro-Ministro”.
A titular da pasta dos Transportes acrescentou que o Governo dos Açores “fê-lo ainda numa reunião entre o anterior Secretário Regional dos Transportes e o Secretário de Estado das Infraestruturas, voltou a fazê-lo aquando da consulta para a aprovação do plano estratégico para o período 2018-2022" e, mais recentemente, de forma formal, numa carta enviada por Ana Cunha ao Ministro do Planeamento e Infraestruturas, "aproveitando o início dos trabalhos de renegociação do contrato de concessão do serviço público aeroportuário nos aeroportos situados em Portugal e na Região Autónoma dos Açores”.
A ampliação da pista do Aeroporto da Horta “é uma obrigação da concessionária”, afirmou Ana Cunha, frisando que “existe um contrato de concessão celebrado pelo prazo de 50 anos e a obrigação de investimento nas infraestruturas aeroportuárias é da concessionária".
"Nesta medida, consideramos que não é legítimo e não é justo desobrigar uma entidade com quem o Estado celebrou um contrato de concessão, e que foi paga para isso, desonerá-la de uma obrigação que é dela”, acrescentou. 
Para o Governo dos Açores, é preciso que a concessionária cumpra “esta sua obrigação de investimento na infraestrutura aeroportuária do aeroporto da Horta".
"Não é nossa pretensão fazer os Açorianos pagar por uma obrigação que é de uma empresa que é privada e recebe para isso”, assegurou a Secretária Regional.
GaCS/HB

Presidente do Governo dos Açores de visita ao Brasil

Vasco Cordeiro destaca a “fibra e a têmpera” dos Açorianos que partiram para Santa Catarina há 270 anos
O Presidente do Governo afirmou que é um “sentimento avassalador” pensar o que foi, há 270 anos, a dimensão da gesta da emigração açoriana para Santa Catarina, o que “diz muito da fibra e da têmpera” dos Açorianos que partiram para este Estado brasileiro.
“Isto é algo de uma força e de uma dimensão que, hoje em dia, com todas as facilidades do mundo moderno, nós, porventura, não nos apercebemos à primeira, mas é algo de muito poderoso e que quer dizer muito da fibra e têmpera daqueles que aqui chegaram e que são os nossos antepassados”, salientou Vasco Cordeiro.
O Presidente do Governo falava quinta-feira num encontro com a comunidade açoriana e açor-descendente de Santa Catarina, no final do segundo dia da visita oficial a convite do Governador do Estado, Eduardo Pinho Moreira, que incluiu a inauguração de painel exterior de azulejos alusivo aos 270 anos da presença açoriana em Santa Catarina.
“As palavras não são suficientes para vos dar conta daquilo que sinto no final desta visita a Santa Catarina”, frisou Vasco Cordeiro, ao referir uma frase que traduz aquilo que viu em Santa Catarina: “nós podemos tirar um Açoriano dos Açores, nós nunca conseguimos tirar os Açores do coração de um homem”.
Neste encontro, o último ponto da visita a Santa Catarina, o Presidente do Governo adiantou ainda que, a partir desta visita oficial, “há um outro sentido para a expressão 'Açorianos de coração', que são aqueles que não nasceram nos Açores e não vivem nos Açores e, em alguns casos, nunca visitaram os Açores, mas sentem a Açorianidade de uma forma muita intensa. Os Açorianos de Santa Catarina”.
Nesta quinta-feira, além do encontro com a comunidade açoriana e açor-descendente, o Presidente do Governo visitou a Irmandade do Divino Espírito Santo de Santa Catarina, o Ecomuseu do Ribeirão da Ilha e o Núcleo de Estudos Açorianos, fundado em 1984 e que está sediado na Universidade Federal de Santa Catarina.
A deslocação oficial incluirá ainda as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, onde o Presidente do Governo manterá encontros com as comunidades açorianas nestas cidades e presidirá ao lançamento do livro 'Uma Página sobre Vitorino Nemésio', que vai decorrer na Casa dos Açores do Rio de Janeiro.
GaCS/PC

Mais de 23 mil atletas de formação federados nos Açores

Avelino Meneses afirma que mais de 23 mil atletas são "indício" do sucesso da formação desportiva nos Açores
O Secretário Regional da Educação e Cultura afirmou na Horta, que a existência de mais de 23 mil atletas federados no arquipélago é "um indício” do sucesso da formação desportiva nos Açores.
Avelino Meneses salientou que, deste número “significativo” de atletas, 75 por cento são jovens, adiantando que metade dos jovens dos Açores com idades entre os 8 e os 18 anos praticam desporto federado.
O titular da pasta do Desporto frisou ainda que, ao nível da formação, tal como é reconhecido pelas diferentes entidades desportivas, “o grosso das despesas" relacionadas com a participação dos atletas em provas regionais, nacionais e internacionais são “suportadas pelos apoios públicos”.
Avelino Meneses, que falava na Assembleia Legislativa durante a discussão de uma recomendação ao Governo tendo em vista a criação de seleções desportivas regionais, considerou que esta iniciativa parlamentar “intenta a utilização da popularidade do desporto em benefício do alcance de um objetivo político”.
Para o Secretário Regional, esta iniciativa comporta “um elevado potencial de conflitualidade, muito provavelmente traduzível em impopularidade da Autonomia na dimensão nacional”.
“O desporto é uma entidade separada, quer do poder político, quer dos partidos políticos”, afirmou Avelino Meneses, considerando, nessa medida, que “uma eventual iniciativa de criação de seleções deveria partir das associações regionais que se encontram filiadas nas federações nacionais”, não competindo ao Executivo a criação de seleções regionais.
GaCS/PB

Futebol nos Açores - Campeonatos Distritais:

FUTEBOL NOS AÇORES ................ Por: J.G. Silva
SÃO MIGUEL:
Campeonato de São Miguel – (2ª Fase):
Campeão Águia dos Arrifes empata com o Santiago
Apuramento do Campeão:
Resultados da 4ª. jornada:
Vitória Pico Pedra, 2 - Santo António, 0
Santiago FC, 2 - Águia Desportivo, 2
CLASSIFICAÇÃO:
L  Equipas             J    V    E    D   GM-GS     P
1º Águia Desp.       4    2     1    1      5 – 4      38
2º Vitória CPP        4     3    2    6     7 – 0       26
3º Santiago FC       4    1    2     1     5 – 5       25
4º Santo António    4     0    0    4     1 – 9       18
5ª. jornada - 22-04-2018:
Águia Desportivo - Vitória Clube P. Pedra
CD Santo António - Santiago FC
TAÇA PRIMAVERA - AFPD:
Mira Mar vence e conquista a taça
Resultados da 4ª jornada:
Benfica Águia, 1 - Mira Mar SC, 2
Folgou: Marítimo SC.
CLASSIFICAÇÃO:
L Equipas             J    V    E    D  GM-GS      P
1º Mira Mar SC      3    3    0    0      6 – 2      23
2º Marí­timo SC      2    1    0    1      6 – 2      15
3º Benfica Águia    3    0    0    3      2 –10       7
5ª. jornada: 21-04-2018:
Marítimo SC - Benfica Águia
Folga: Mira Mar SC.
TERCEIRA:
Campeonato da Terceira – 2017/2018:
Campeão Lajense empata em casa com o NSIT
Resultados da 18ª. jornada:
SC Barreiro, 3 - Boavista CR, 2
Os Marítimos, 7 - GDBR São Mateus, 1
Juv. Lajense, 1 - NSIT-Terauto, 1
CLASSIFICAÇÃO:
L  EQUIPAS               J     V    E    D     GM-GS      P
1º Juv. Lajense         18   13    5    0      38 – 9       44
2º Boavista C.R.       18   10    4    4      36 –22      34
3º Os Marítimos        18    9    2     7      40 –25      29
4º SC Barreiro          18     6    4    8       24 - 30      22
5º NSIT-Terauto        18    4    4    10     16 –25      16
6º GDBR S. Mateus 18     0    5   13      18 –61       5
19ª. jornada  22-04-2018:
SC Barreiro - Os Marítimos
Boavista CR - NSIT-Tarauto
GDBR São Mateus - Juv. Lajense
GRACIOSA:

Campeonato da Graciosa 2017-2018:
Mocidade Praiense vence Luzense
Resultado da 15ª. jornada:
Mocidade Praiense, 3 - GD Luzense, 1
Folgou: Graciosa FC
CLASSIFICAÇÃO:
L  EQUIPAS           J    V    E   D     GM-GS      P
1º Graciosa FC     10    7   3    0     30 – 5       24
2º GD Luzense      10    2   3   5     10 –22       9
3º Moc. Praiense   10    2   2   6     10 –23       8
16ª. jornada – 22-04-2018:
GD Luzense - Graciosa FC
Folga: Mocidade Praiense.
SÃO JORGE:
Campeonato de São Jorge 2017-2018:
Velense  vence fora e assume a liderança
Resultado da 15ª. jornada:
FC Urzelinense, 2 - GD Velense, 3
Folgou: FC Calheta.
CLASSIFICAÇÃO:
L EQUIPAS          J    V    E    D    GM-GS       P
1º GD Velense    10    5    1    4      15 –10      16
2º FC Calheta     10    4    3    3      12 - 11      15
3º Urzelinense    10    2    3    5      10 - 15      11
16ª. jornada – 22-04-2018:
FC Urzelinense - FC Calheta
Folga: GD Velense.
FAIAL/PICO:
Campeonato da A.F.H. – Faial/Pico 2017/2018:
Vitória FC mais perto do título
Resultados da 18ª. jornada:
CD Lajense, 0 - Angústias Atlético, 0
GD Cedrense, 2 - FC Madalena, 1
Fayal Sport, 0 - Vitória (Pico), 3
CLASSIFICAÇÃO:
L EQUIPAS             J    V    E    D    GM-GS     P
1º Vitória Pico        18  13    4    1     40 - 10    43
2º GD Cedrense    18  12    4    2     57 - 17    40
3º FC Madalena    18   8    5    5      29 - 22     29
4º Desp. Lajense   18   5    3   10     22 -35     18
5º Fayal Sport        18   3    5   10     18 -38    14
6º Angústias Atl.    18    1   3   14     10 -49      6
19ª. jornada – 22-04-2018:
Vitória FC - Angústias Atlético
FC Madalena - Desp. Lajense
Fayal Sport - GD Cedrense

segunda-feira, 16 de abril de 2018

Comissariado dos Açores para a Infância (CAI)

Balanço da atividade do Comissariado para a Infância é muito positivo, afirma Diretora Regional
A Diretora Regional da Solidariedade Social destacou em Ponta Delgada, os resultados obtidos “em apenas um ano” de atividade do Comissariado dos Açores para a Infância (CAI) como “muito positivos” para as políticas públicas da Região dirigidas aos mais jovens.
Marta Bulhões, que falava na apresentação do relatório de atividades daquela entidade referente ao ano de 2017, afirmou que se trata de “um contributo fundamental para o trabalho do Governo dos Açores em matéria de infância, que permitiu não apenas ajustar as medidas já em vigor, como também garantir que as novas políticas correspondam à realidade regional, respondendo efetivamente às necessidades das crianças e jovens”.
“Em apenas um ano, o CAI apoiou o Governo na resposta ao ensejo das comissões de proteção de crianças e jovens instaladas nos Açores, quer em termos de formação, quer em termos de acompanhamento, desenvolveu inúmeras ações de sensibilização e contribuiu para a Estratégia Regional de Combate à Pobreza e Exclusão Social”, salientou, considerando os resultados apresentados hoje como “muito positivos para a Região”.
“As crianças e jovens são uma prioridade do Governo desde o início e, nesse sentido, é importante que tenhamos uma entidade dedicada, a tempo inteiro, a melhorar as políticas públicas da Região nesta matéria”, frisou Marta Bulhões.
O relatório hoje apresentado revela ainda as principais linhas de ação do CAI para 2018, propostas que priorizam a formação das entidades que desenvolvem a sua atividade junto de crianças e jovens e que o Governo dos Açores “vê com muito bons olhos e procurará apoiar em todos os momentos”.
O Comissariado dos Açores para a Infância, criado pelo Governo Regional no final de 2016, tem como missão a defesa e a promoção dos direitos das crianças e jovens no arquipélago, sendo constituído por representantes nomeados pelo Governo dos Açores em matéria de Juventude, Emprego e Trabalho, Solidariedade Social, Educação e Saúde.
GaCS/SC